Declaração de Amor de Mãe para Filho

Cerca de 78402 frases e pensamentos: Declaração de Amor de Mãe para Filho

Amor de mãe é a mais elevada forma de altruísmo.

Machado de Assis

Eu sou meio ciumenta, bem chata, quero ser mãe e acredito no amor da minha vida. Acredito no amor pra sempre.

Tati Bernardi

No momento em que uma criança nasce, a mãe também nasce. Ela nunca existiu antes. A mulher existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo.

Rajneesh

A disciplina é a mãe do sucesso.

Ésquilo

As palavras da criança na rua são as do pai e da mãe.

Textos Judaicos

Manhã de frio -
Com o agasalho, visto
Saudades de minha mãe.

Paulo Franchetti

A pobreza e a esperança são mãe e filha. Ao se entreter com a filha, esquece-se da mãe.

Jean Paul

A necessidade é a mãe das artes, mas também a avó dos vícios.

Jean Paul

A dívida é a mãe prolífica de loucuras e crimes.

Benjamin Disraeli

A minha mãe gerou-me infeliz. / Invejo os mortos, amo-os ardentemente, / aspiro a morar em suas casas.

Eurípedes

Ser mãe não é uma profissão; não é nem mesmo um dever: é apenas um direito entre tantos outros.

Oriana Fallaci

Quando você é mãe, você nunca está realmente sozinha em seus pensamentos. Uma mãe sempre tem que pensar duas vezes, uma por ela e outra por seu filho.

Sophia Loren

Se a pobreza é a mãe dos crimes, a falta de espírito é o seu pai.

Jean de la Bruyere

Nunca houve criança tão amável a ponto da própria mãe não ficar satisfeita ao conseguir adormecê-la.

Ralph Emerson

Não há pai nem mãe a quem os seus filhos pareçam feios; nos que o são do entendimento ocorre mais vezes esse engano.

Miguel de Cervantes

Uma criança mimada nunca ama a sua mãe.

H. Taylor

Mãe

Mãe - que adormente este viver dorido,
E me vele esta noite de tal frio,
E com as mãos piedosas até o fio
Do meu pobre existir, meio partido...

Que me leve consigo, adormecido,
Ao passar pelo sítio mais sombrio...
Me banhe e lave a alma lá no rio
Da clara luz do seu olhar querido...

Eu dava o meu orgulho de homem - dava
Minha estéril ciência, sem receio,
E em débil criancinha me tornava,

Descuidada, feliz, dócil também,
Se eu pudesse dormir sobre o teu seio,
Se tu fosses, querida, a minha mãe!

Antero de Quental

Dra. Linda Freeman: Pai?
Charlie Harper: Morto.
Dra. Linda Freeman: Mãe?
Charlie Harper: Mataram ela.
Dra. Linda Freeman: Gostaria de discutir isso?
Charlie Harper: Acabamos de o fazer.

Charlie Harper

A guerra, assim como é madrasta dos covardes, é mãe dos corajosos.

Miguel de Cervantes