De Marido para Esposa

Cerca de 156 frases e pensamentos: De Marido para Esposa

Amo-te mamãe!
Mãe, você é um exemplo de mulher: conselheira, amiga, companheira, exemplo de amor e persistência. Por isso é mais que merecido que exista um dia para te homenagear.
Quero aproveitar esse segundo domingo de maio para lembrar que eu te amo, e, sobretudo, agradecer a Deus por ter me colocado em seu ventre. Obrigada por estar ao meu lado quando preciso chorar e por me fazer sorrir logo em seguida.
Você é a prova de que amor incondicional existe. Desculpe as minhas falhas e aceite as minhas palavras como celebração deste dia. Feliz Dia das Mães!

HeyttorGonzalez

Quando amo me entrego completamente, sou companheira, carinhosa, prestativa e por mais que me doa admitir também sou algumas vezes submissa. Quando amo gosto de me sentir cuidada, amparada e quando sei que sou amada faço tudo em dobro.

Kmila Teixeira

Sucesso pra mim é, trabalhar no amo ter um carro pra viajar um apto pra viver, uma esposa pra amar e filhos pra ver crescer e passar meus valores de família a eles para crescerem com caráter...
É a incerteza e o medo do envelhecimento mas que ao lado de quem se ama se torna fácil...

Ser feliz ao lado dela que está em algum lugar me esperando, e ver tdo que conseguimos construir, eu e ela, ela e eu... juntas...

Isso sim é sucesso pra mim...

Juline Louise Thiem

Quero amar você
Libertar a paixão
Fazer amor
Te fazer feliz
Alma e coração
Escuta por favor

Olha pra mim,
vamos supor
Que um dia Deus
Mandasse eu escolher
Entre te pertencer
E os tesouros do mundo
Mil vezes
Ficava com você

Os sinos vão tocar,
a terra inteira vai tremer
Quando eu te amar
Estrelas vão brilhar,
Milagres vão acontecer

Quero amar você
Alma e coração
Escuta por favor

HOMENAGEM DE PAULO RICARDO PENSADOR PARA ESPOSA ESTER NUNES

SOU BELA, RECATADA E DO LAR!

SOU NATURALMENTE BELA... Amo-me como sou, mesmo não me achando perfeita. Nunca fui escrava da beleza, de frequentar academias, de ficar me analisando no espelho e fazendo selfies o dia inteiro. Não tenho cirurgias plásticas, tintura no cabelo, lente colorida; odeio maquiagem e exercícios localizados. A genética me favoreceu e - até o momento - me alimento de tudo sem muito engordar ou prejudicar minha saúde. Não me considero vaidosa, somente o suficiente para me sentir confortável, pois me cuido para me sentir bem e não para ser admirada. Odeio me preocupar com decotes em que preciso tapar com a mão para me curvar, saias curtas e justas em que eu tenho que ficar puxando enquanto eu ando ou cada vez que me sento, roupas transparentes demais ou agarradas demais que mostre ou marque cada detalhe do meu corpo. O fato de eu não ser vaidosa não significa que eu seja relaxada, do tipo que usa saia até o pé e camisas de mangas pra não ter que depilar as pernas e as axilas usando a desculpa de que a religião não permite. Amo perfume, mas não para substituir a higiene. Minhas roupas não são de marca, mas tem marca de patas e pelos de cachorros, é só lavar que sai... Acredito que a beleza está em não precisar ficar se enfeitando muito para ter que desmontar tudo na hora de dormir e acordar alguém irreconhecível.

SOU MODERADAMENTE RECATADA... Moderadamente porque não sou santinha e nem tenho a pretensão de ser, pois não levo jeito para ser hipócrita. Já fui sim meio porra-louca (ops, soltei um palavrão), na minha época de solteirice e juventude, fase em que nada nos intimida, amedronta e que não medimos muito as consequências dos nossos atos. Fazemos protestos por causas patéticas (e achamos bonito), nos revoltamos por idiotices, fazendo coisas que não resolvem os velhos problemas e ainda acrescentam novos. Já me importei demais com a aprovação e aceitação dos outros. Já fiz coisas para chamar a atenção e atrair admiração. Já experimentei coisas, por revolta ou mesmo curiosidade, buscando nelas um modo de ser quem eu nunca fui ou seria por causa de uma ilusória insatisfação de ser quem eu era. Eu já quis ser o que quisesse, quanto e até quando quisesse. Já quis ser o centro e o motivo das atenções. Já quis ser ouvida, falando o que vinha na cabeça e nos moldes do “doa a quem doer”. Enfim, poderia dizer que aproveitei bem tudo o que pude na juventude e solteirice, e que só me arrependo das coisas que não fiz. Já pensei assim, no entanto não penso mais. Hoje me dou ao “luxo” de ser mais recatada (no sentido de me resguardar, ser cautelosa, ponderada, criteriosa); e não só porque sou casada, mas principalmente porque ser porra-louca não me fez feliz. (Ops, falei palavrão de novo). O que ganhei sendo assim? O vício do cigarro, algumas decepções amorosas, relações oportunistas e rasas, olhares desejosos (outros invejosos e outros raivosos), noites sem dormir chorando ou “amando” quem não merecia, prazeres momentâneos de risos fáceis, fúteis e inúteis. Arrependo-me da maioria das coisas que já fiz e o que me conforta um pouco hoje é ter aprendido algumas lições, ainda que na dor, e ter tido a chance de corrigir algumas coisas sem me prejudicar ainda mais. O bom em conseguir se arrepender das coisas (e deixar de praticá-las) é ter a convicção de que não somos psicopatas, o que é um alívio! Na verdade, a ideia de prejudicar os outros sempre me incomodou e toda a minha porra-louquice prejudicou apenas a mim. (Cacete, falei palavrão mais uma vez)... Bom, eu disse que sou recatada e não santa, ok?).

SOU OPCIONALMENTE DO LAR... Fui criada pra casar, mas não tive casamento planejado e nem fui dada através de dote num casamento de conveniência. Ainda bem que algumas coisas melhoram com o tempo e o casamento por amor foi finalmente admitido (mesmo nas famílias nobres, ainda que alguns se utilizem de chantagem ameaçando deserdar filhos desprendidos de status). Fui educada pro casamento - por amor - com um homem de bem, direito, responsável, respeitoso... Enfim, atributos automáticos de quem ama... Na verdade o que minha mãe me aconselhava era casar por amor e de preferência com alguém que me quisesse como esposa pelo mesmo motivo, pois ela queria me ver uma mulher realizada. Mas paralelamente, ela me incentivava a estudar, trabalhar e buscar minha independência e realização pessoal. Muito sábia minha mãe! No entanto, nasci numa geração em que a sociedade jovem já pedia por mudanças... As meninas já não aceitavam mais serem as “Amélias”; e os meninos, quando não “saiam do armário”, exigiam dividir a conta e não abriam mais a porta do carro, afinal, as mulheres estavam ficando cada vez mais “independentes” e cada vez menos “românticas” (quando não eram interesseiras e preferiam joias em vez de flores ou caixa de bombons). E eu cresci nessa geração meio doida, sempre ficava dividida entre conservar tradições ou me livrar delas aceitando novos valores. Como ser alguém normal? Sobrevivi, tive uma boa educação em casa, me formei, trabalhei bastante (ainda trabalho) e me tornei uma mulher com muita bagagem e maturidade precoce, apesar de não parecer pra quem vê esse meu rostinho "de 15" e não conhece minha história. No entanto, meu maior sonho sempre foi o de constituir uma família. E após diversas tentativas frustradas, pude finalmente conhecer o amor. Sim hoje eu sei o que é o amor e tenho certeza de que não foi nada daquilo que vivi antes (pena ter demorado tanto para conhecê-lo). Casei-me, da forma moderninha que já está batida (juntando as escovas de dente), com um homem que não é rico e não me dá joias, porém me proporciona o que de mais precioso pode haver numa relação. Entendi o significado de ser esposa, que não é o de andar atrás (à sombra do marido), nem tampouco à frente, e sim ao lado. Tive a sorte de ter como esposo um amigo, um parceiro, um cavalheiro que faz questão e se sente honrado em ser o provedor do lar e um homem de família. Não me proíbe de trabalhar, mas tenta me proteger de ter que enfrentar estresses e aborrecimentos, seja de condução lotada, trânsito, ou de passar mais de oito horas na rua aguentando pressões externas e principalmente sem valer o esforço; tendo inclusive de lidar com o fato de que neste país talento e capacidade é o que menos importa e não enriquece ninguém. Ele me deixa a vontade para escolher, pensar, agir e fazemos isso sempre juntos... Mas tenho ciência de que a cada escolha há uma renúncia e definitivamente não quero correr o risco de sacrificar meu casamento, pois sei como é difícil chegar bem em casa depois de um dia cansativo na rua e não ter a mãe pra fazer a janta e colocar comida no seu prato. Então, sou do lar sim! Um lar de amor, paz, companheirismo, respeito, onde um não faz nada sem a aprovação do outro, onde um conhece muito bem o outro, onde um coopera com o outro e ambos trabalham juntos em prol do bom funcionamento desse lar. Um lar acima de tudo cristão no qual o Senhor habita, tendo como projeto perfeito de Deus a união da uma só carne em que um é dependente (e suficiente) ao outro e ambos de Deus.

Casamento não é negócio. Não é sociedade em que o contrato permanece enquanto se tem dinheiro ou estoque. Não foi feito pra ser “eterno enquanto dure”. Não se sustenta dos “ismos” do machismo e feminismo, ou qualquer outro fanatismo em que a motivação seja o “EU” e não o “NÓS”. Se não for um pelo outro e ambos pelo lar, melhor não casar.

Ass: uma esposa, com orgulho!

Ket Antonio

Amo a solidão!
Amiga e companheira!
Somente nesta conexão,
Conecto à mim mesma!

Siomara Reis Teixeira

Eu so queria ouvir
A pessoa que eu amo
Dizer que eu sou
Sonhadora,alegre
Companheira,esperta

Eu só queria ouvir que
Eu sou simpatica
Fiel,justa
Sencivel,emocional
Solidária,amavel

Eu so queria ouvir
Que eu sou protetora
Dedicada,carinhosa
Que muda de humor facil
Que sonha comigo

Eu so queria ouvir
A pessoa que eu amo
Dizer que me ama
Dizer q me quer
So quero ouvir isso

Ster

Pai eu te amo,Mãe amo a senhora...Agora espero a futura esposa, pra completar meu coração! Preciso de ti...

Jorge Oliveira

Gostaria de penetra-la, mas sem compromisso, e com camisinha.Pois sou casado, e amo minha esposa.

Renan Fernandes

Amo minha esposa!!! amo mto ela!!! ela sabe oq sinto antes que eu sinta algo, sabe quem eu sou antes mesmo de eu descobrir , e me ama pelo que sou antes mesmo de que me defina!

Danilo Carvalho

Amo muito a sogra da minha esposa !

Daniel Godri Junior

Na minha vida sempre tive bons motivos para viver...
A esposa que muito amo e que me faz feliz
A casa onde moro e onde sou feliz
Os demais bens que possuo e que me faz muito feliz
Mas há uma coisa que eu faço e que também me faz feliz
Busco sempre, nas conversas que tenho com as pessoas
Deixar um pouco da minha serenidade e que, pelos retornos que tenho
As deixam felizes!
Agora sim, deixei apenas TER e para sempre SER.

LNevoa

Amor na caminhada

Sempre em minha boca sai um vento leve tocando o teu nome
Nos meus sentimentos o teu caráter e tua humildade
Nos meus olhos uma mulher guerreira que não desanima com obstáculos,
E na nossa caminhada a felicidade nos ronda com aquele mesmo vento leve para nos levar até o arco-iris do projeto popular

Paulo Vinicios

Amizade nunca sobrevive sozinha e nem se perde só
Vive intensamente sem que percebamos, sem dar nó
Desatada de amarguras, se torna transparente ao olhar
Mesmo na chuva, estará tão suave quanto o vento no ar

Que passa por nossos dedos e sentimos seu toque suave na pele
Fazendo nosso coração sofrer quando embora for e o vento a leve
Deixando o coração triste como neve, que derrete ao amanhecer
Mas que nunca morre, deixando a chama da amizade desfalecer

Ao se deitar e o sonhos fluírem, sem perceber, tudo fará sentido
Que mesmo quando houver despedida nunca se perde um amigo
Amizade não se compra e nem entra em liquidação
É sentimento vivo, que arde e clama no fundo do coração

É a proteção que nos acolhe, como brisa do mar ao navio forte
Como criança que nos braços da mãe nada teme, não chora nem sofre
Assim são os pássaros que ao voltar ao ninho encontram sua razão de viver
Filhotes que piam sem saber que nada disso é necessário pra mãe perceber

É algo que não se explica, quando um amigo parte, dor não se mede
É sentida de ambos os lados, sem disfarce que a preserve
Se chora de lá, daquele que se foi e nada percebe
Se chora de cá desse que a dor não se descreve

Amizade atrai felicidade que nunca se desgruda, como ímãs
Mas que nunca sobrevive quando falsidade fizer parte da rima
Não sofra, e nem deixe que a vida se torne uma rima pobre
Valorize seus amigos, pois amizade é Vida e vai além da morte.

Tiago Macário

E enquanto lembramos dos nossos bons momentos, a saudade invade e me torna sua refém, cuja a única saída é você.

Caique Sampaio

Você quer se casar com alguém que te ame, te dê carinho, e que sempre esteja do seu lado? Se case com a sua mãe.

Lady Gaga

A perfeição é o resultado de uma adaptação.

Matheus Nekel

Um dia pensei que você seria minha companheira pela eternidade, hoje sinto que a eternidade é uma eternidade

Remy Fisher

A dor é a companheira silenciosa do amor.

Marilia de Moraes

Observe sua namorada, sua companheira, seu amor. Observe bem, olhe bem os detalhes. Agora pense comigo: quantos outros homens você acha que são encantados por ela? Quantos você acha que ficam apaixonados quando ela dá aquele sorriso lindo que só ela tem? Com certeza devem ter vários, não concorda? Você nem imagina quem são, quantos são, mas você sabe que eles existem. E mesmo assim, ela escolheu você, ela preferiu você. É, você mesmo, que não é nenhum príncipe e não chega nem perto disso, cheio de defeito, falhas e imperfeições. E apesar disso ela insiste em te chamar de perfeito. Muito ingenua, não é? Ela continua insistindo em te amar assim, exatamente do jeito que você é, imperfeito. Agora, eu faço questão de te perguntar: tem dado valor? Dado valor nos sorrisos dela? Nos olhares dela? No jeito dela? Tem dado valor nos momentos com ela? Muitos invejam a sorte que você tem e estão só observando, esperando seu primeiro vacilo para chegar. E aí meu caro, vai esperar vê-la cansando, desistindo e dando oportunidade para outro? Vai esperar para dar valor no abraço dela, quando ela estiver nos braços de outro? Vai esperar para dar valor no sorriso dela quando ela estiver sorrindo das piadas de outro? Vai esperar para dar valor nos seus carinhos, nos seus detalhes quando ela estiver fazendo um carinho em outro? Bate até uma agonia, uma pequena raiva só de imaginar isso não é? Agora vai lá, aproveita meu caro, aproveita que ela ainda está com você, valorize-a, faça carinho nela, diga que a ama. Liga só pra saber como ela está. Valorize-a, surpreenda-a, demonstre para ela enquanto você ainda tem, porque arrependimento não é motivo suficiente para trazer um grande amor de volta.

Bárbara Flores