Cronicas sobre Futebol

Cerca de 128 cronicas sobre Futebol

Não me esquecerei das loucas tardes,
De domingo no momento do futebol,
Quando nos envolvíamos seriamente.

Vou confessar, você é meu encanto!
Desde as aventura mais que deliciosas,
Até nos momentos do meu descanso.

Você me levou a cometer loucuras,

Mas lhe assumir será um alto preço.

Djalma CMF

Querido Jesus
Tem meninos que sonham em ser jogador de futebol, alguns meninos sonham em seguir o trabalho de seu pai, outros querem ter um belo carro quando crescer, já outros querem ser ricos… Eu só tenho apenas um sonho ! Ficar ao seu lado sempre Jesus, para que você possa me abraçar e me tocar com todo o seu amor, não preciso ter o emprego que meu pai sempre sonhou que eu tivesse, não preciso ter um belo carro em minha garagem e nem ser rico. Apenas preciso ter uma única coisa, o seu carinho, o seu sorriso… o seu amor! Afinal, o meu sonho é simples de algum modo, não faço questão de como, ou quando, e de que modo vou viver, apenas quero que você esteja comigo, não há nada melhor do que acordar de manhã após sonhar com você e te ter ao meu lado, me espere porque eu quero ser feliz ao teu lado Jesus, eu te amo Querido Jesus..

Luan Bigon

Jogando futebol com os amigos,eis a situação:

-Pô,cara.Você está jogando muito mal.Teu desempenho està péssimo...hahaha.

Minha resposta:
-O meu desempenho pode estar mal dentro das quatro linhas,mas dentro de quatro paredes meu desempenho é perfeito e sua mulher nunca reclamou,ao contràrio de você...

E o silêncio reinou,logo veio as gargalhadas e o tal criticador?Foi embora puto da vida tirar satisfações com a mulher.

Dom Islon De Gouveia

A FUTEBOLIDADE BRASILEIRA

Ah o futebol! Como inventaram isso? - Como descobriram algo assim? - Como algo criado pelos gélidos ingleses se adaptou tão completamente a tropicalidade brasileira?
Ah o futebol! É impossível medir sua força.
Sorrisos, lagrimas, alegrias, tristezas, iras, gritos, palavrões, desabafos, desintoxicação dos sentimentos.
União, patriotismo, patriotada, rivalidades, paixão, traição, sonhos, esperança, ídolos, heróis, santos, demônios, um rei.
Nenhum outro, absolutamente nenhum outro esporte é capaz de retratar tão perfeitamente a imperfeita natureza humana.

Neemias Bispo

A arte e os caneludos

No ano de 1970, quando éramos noventa milhões em ação, o futebol do Brasil era mais respeitado. Nas três copas que antecederam a essa tivemos o menino das pernas tortas, que tinha por costume chamar as suas fáceis presas de João. Nesta época todos no planeta nos temiam por termos em campo o rei do futebol e um futebol conhecido como “Futebol Arte”. Era fácil achar craque em qualquer clube, até os pequenos clubes tinham os seus. A camisa dez era temida até entre os peladeiros, pois qualquer boleiro que se metesse a besta em vesti-la teria que mostrar qualidade para isso. O tempo passou e alguns homens que não foram brilhantes no campo quando eram jogadores, e outros que nunca jogaram bola, nem futebol de botão, tomaram o comando do futebol quase de assalto. Passaram a dar palestras e transformaram o futebol num quebra cabeça sem fim. Depois disso tudo mudou, deixamos de ter dois excelentes zagueiros e passamos a ter três, um seria considerado líbero, o que na prática não acaba se configurando pela falta de qualidade dos escolhidos, pois a função de líbero não é para qualquer um. Os laterais viraram alas, agora atacam como doidos e se defendem pessimamente, verdadeiros caronas. A cabeça de área era uma função exercida com brilhantismo por belíssimos jogadores na sua maioria, agora foi substituída por dois brutamontes que só sabem desarmar as jogadas dos adversários, e na maioria das vezes na base das faltas. Os jogadores do meio campo chamados de meia direita e meia esquerda formam riscados do mapa, criaram o meia de ligação, um só homem responsável pela criação, daí a dificuldade de se conseguir um homem de talento até para atuar na seleção, e por fim, sepultaram os pontas esquerda e direta, criando a figura do atacante, quando tem dois, diz que um dos atacantes funciona fixo na área enquanto o outro pelo lado do campo. Eles transformaram de forma cruel o antigo talento numa correria quase louca, jogadores viraram atletas. Daí fica fácil entender à posição intermediária da seleção brasileira no ranking atual da FIFA.

Djalma CMF

EDINILSON

Já que sou poeta
Aprendi cantar
E sou compositor
Só me falta agora
Jogar futebol
E ser um grande ator.

Trago uma canção
Com letra e música
Feito por mim
Pra fazer invejas
Acertas pessoas
Que me acham ruim.

E a mesma música
É sem segunda parte
E não tem refrão
Não é sobre amor
Nem grandes proezas
Da imaginação.

Não fala nos astros
Não tem coisas extras
Nem filosofia
Não marca o tempo
Se é pra tocar
À noite ou ao dia.

Mim chamo Edilson
No titulo da música
Pus Edinilson
Só pra complicar
Na minha mensagem
Vão encher o saco
Só em escutar

Não digo com todos
Mais descobri
Logo que a fiz
Que essa minha musica
Irá ser ouvida
Por certos imbecis...

Edilson Alves

A culpa não é da copa, e muito menos do futebol.

É muito importante, pelo menos pra mim, salientar e não fingir que sou cego quando as pessoas tentam impor tamanha hipocrisia e descredito para com o futebol e a copa do mundo que se aproxima. Assim, tem que se entender o gostar e o não gostar. Eu gosto de futebol, vou assistir a copa, eu não gosto de futebol, não vou assistir a copa. Qualquer um tem o direito de gostar e não gostar, então é certo e que se respeitar quem não gosta. Porém tense que frisar a loucura por uma derrota do Brasil na primeira fase ou então a torcida por outras seleções. Obviamente a seleção Brasileira não é a melhor, e dificilmente será campeã, mas dizer que vai torcer pela Argentina, ou para Alemanha porque o Brasil tem que se fu** já é hipocrisia, a mesma que usam para dizer que tudo esta comprado e o Brasil já é campeão, a mesma que usam de desculpa pelo fracasso na copa de 1998, e, além disso, acreditam que a bola entra no gol sozinha e que jogadores que já recebem milhões teriam capacidade/"dinheiracidade" de venderem o grau máximo do futebol, que é ser campeão do mundo, por trocados que nem se aproximariam do que cada um deles ganha por ano.
E pior do que tudo isso, é a culpa que o futebol tomou para si, o peso de se dizer que a culpa do país é da copa, do futebol. Que a saúde não melhora por causa do futebol, porque a educação é uma mer** por causa da copa. Culpam a copa, mas não mudam o voto que se segui há 12 anos no maior furto da história desse país.
E o gosto amargo disso tudo está enraizado, as pessoas estão com medo de falar que vão torcer freneticamente para o Brasil, tão com medo de dizer que vão gritar e chorar caso o Brasil perca, tão com medo de amarem o país que amam, de modo que a competição deveria aproximar o povo do país e não afastá-los.
As ruas não estão pintadas, as camisas estão guardadas, e o calendário de quem esta louco que os jogos comecem está guardado dentro do armário. Única e exclusivamente por causa de pessoas hipócritas, e não por medo, mas sim por imposição.

A teoria de que tudo se compra e nada se conquista não vale apenas para copa, vale para vida. Deus não trabalha por você e não estuda por você, não chuta e não agarra para ninguém. O dinheiro não compra amor e não compra respeito, e principalmente, não compra a pátria. Porque me diga um país, um povo que se põem contra seus esportes e suas seleções que sejam países considerados de primeiro mundo. O Brasileiro tem essa "mania", a grama do vizinho é sempre mais verde. E esse texto foi pago ou comprado!

Daniell Brandt- eu mesmo...

Pão e Circo

A gente não quer só futebol
A gente quer futebol, justiça, educação e saúde
A gente não quer só ganhar
A gente quer ganhar segurança e paz.

A gente não quer só um gol
A gente quer um gol prá balançar a rede
A gente não quer só lançar
A gente quer lançar fora a corrupção.

A gente não quer só ser Hexa
A gente quer ser Hexa sem politicagem.
A gente não quer só a Copa
A gente quer a copa sem malandragem.

A gente não quer só jogada
A gente quer jogado fora o homicídio.
A gente não quer só vencer
A gente quer vencer o infanticídio.

A gente não quer só o circo
Que nos oferecem sem compaixão
A gente quer dignidade
E um emprego prá ganhar o pão.

Angela Natel

Traga o seu grito do gol.
Vamos torcer
O Brasil futebol.
Somos muitos
Que gostamos deste jogo.
Fazemos grandes movimentos
Para assistir a copa do mundo.
Inflamo o espírito de campeão
Estamos a frente de todas as Nações.
Temos bons jogadores – quase sempre.
E o povo joga em Linha corrente.
Gostamos de festa e União.
Um povo aguerrido pela seleção
A bola tem o poder de dar alegria
Em nosso convívio...
A cada quatro anos voltamos
E fomentamos o nosso negócio
Campeão na bola de enfestar
O País para festejar...
Podíamos aproveitar
Este espírito de sermos primeiro
E eliminar essa turma que quer
Perpetuar a malandragem.
Em um povo que vence.
Vamos se unir; como na copa.
E votar no bem do Brasil.
Campeão também na política.
Vibre no seu voto
E vamos pra rua
Comemorar o Brasil
Independente!
Brasil o país de gente:
Que canta, dança e encanta.
Generosa, feliz e que ama.
Que chora, sorri e apreende.
Brasil somos nós
Eu e você,
Todos juntos
Seremos sempre;
Campeão.
Salve, salve
Brasil
Avante!
Estação do fruto voto
Efusividade na fibra de vencedor.
M@c.

Mac.

PROFESSORES X FUTEBOL

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Quando nós, educadores, protestamos pura e simplesmente conta o sucesso financeiro dos atletas, em especial dos jogadores de futebol, depomos contra nós mesmos ao demonstrarmos desprezo pelo talento. Da mesma forma contradizemos nossos discursos contra exclusão; desigualdade; falta de oportunidades para os mais simples.
Aquelas pessoas que neste momento de suas vidas ganham milhões, são quase todas de origem bastante humilde. Filhos de pedreiros, serventes, lavradores, balconistas e afins, todos visionários e atentos aos sinais de que seus filhos têm algo especial: talento. Esses pais atentos apostam; dispõem de todos ou quase todos os seus poucos recursos, até marcarem o gol definitivo, acertando em cheio na grande chance dos filhos. No futuro com que nunca sonharam para si próprios.
Nas salas de aula, falamos quase o tempo inteiro em talento; no entanto, somos elitistas: não aprovamos o talento dessa gente humilde que de uma hora para outra pode ser detentora de uma fortuna que nos dá inveja, sem terem passado por ensino médio, faculdade, às vezes nem mesmo pelo ensino fundamental completo.
Mas esses atletas não chegam lá sem esforço. E muito esforço. Sacrifício. Renúncia. Ainda bem novos deixam famílias, brincadeiras, amigos de infância, e vão trabalhar duro: fazer muitas horas diárias de preparação física, treinos com e sem bolas, educação alimentar e outros cuidados criteriosos com saúde, o que inclui não ter vícios, vida sedentária ou promíscua. Tudo isso, além de aprenderem regras rígidas de convivência. Coleguismo. Ética desportiva. Recolhimento. Meditação. Autocontrole. Respeito por quem está do outro lado. Uma verdadeira universidade que os prepara para viver dignamente, como cidadãos que quase sempre não sabem falar, mas sabem agir. Sabem ser quem são. E quase nunca renegam suas origens.
Temos preconceito desses atletas, porque não foram nossos colegas de faculdade; porque venceram pelo talento sem aprender gramática e raiz quadrada. Porque não foram modelados pela educação formal. Porque ganham mais do que nós, que não percebemos o quanto eles geram em recursos, movimentação financeira, patrocínios de produtos e marcas que eles fazem vender, somados às vendas de ingressos, audiências de rádio, televisão e web, circulação de impressos e influência nas bolsas de valores.
Os milhões que esses jogadores ganham honesta e merecidamente são centavos diante das fortunas dos seus patrocinadores e o sistema que os cerca. Esses, nunca são alvos de nossos protestos, a não ser no aspecto político-partidário, que de nossa parte é sempre questionável: Temos, invariavelmente, uma bandeira partidária que tentamos substituir pela que está no poder.
Quanto ao mais, não conheço nada, além da educação formal, que seja mais educativo do que o esporte. O esporte educa bem mais do que a própria arte, se compararmos o exemplo pessoal obrigatório do esportista com o do artista. O artista, por exemplo, se for sedentário, fumante, promíscuo, viciado em droga ou álcool, continuará artista. O atleta, não. Se ele quiser ser e permanecer atleta, não poderá jamais, ser um exemplo negativo em nenhum destes aspectos. E uma criança ou um adolescente, quando imita uma pessoa que admira, o faz na sua totalidade.
Quem está com o dinheiro do professor na sua conta pessoal não é o jogador de futebol. É o político corrupto deste país, em especial, que desconhece os políticos honestos. Quem nos rouba todos os dias não é o Neymar nem o Thiago Silva. Também não é o jogador de futebol que decide as alíquotas de impostos. Ele pode estar dentro deste sistema, como todos nós que compramos, vendemos e vivemos, mas não é ele quem decide.
Nós, educadores, merecemos ser muito mais valorizados; ter salários muito melhores; ter condições muito mais humanas, dignas e honestas de trabalho, mas nosso grito de basta e de protesto tem que ser por nós. Não contra o outro. Temos que lutar pelo que é nosso, sabedores de que esse tesouro é usurpado pelo poder público e pelos poderes econômicos que mandam neste pais e estão muito acima dos jogadores de futebol. Quero ter mais, sem desejar que nenhum deles tenha menos, pois isto seria possível se os poderes constituídos não estivessem inchados de corrupção e os grandes grupos econômicos não estivessem fechados com os tais poderes.
Porém, se mesmo assim queremos protestar contra os esportes, que tal se fôssemos menos elitistas e voltássemos nossos protestos contra a fórmula 1, o golfe e outros esportes de ricos que sempre foram ricos e cujas riquezas não sabemos de onde vieram?

Demétrio Sena - Magé-RJ.

não é que eu não gosto de futebol, pelo contrário, sou apaixonado por esta arte, o problema é se importar mais com isso do que com educação, saúde e um país melhor.
Será que o país do futebol pode ser também o da educação ? será que ao invés de se preocupar com "6 estrelas" no futebol não poderíamos ser um país "6 estrelas"?

LUCAS GABRIEL

Que o Futebol é a paixão nacional disso eu não tenho dúvida. Não tenho dúvida também que o que aconteceu com o Neymar ontem deu uma chacoalhada nos ânimos da brasileirada. Foi um sentimento estranho né? As pessoas colocam um peso tão grande sobre as costas de alguém e um dia essas costas quebram, que coisa, foi até literal. E esse sentimento estranho pode ser também de impunidade, os juízes, aqueles que detêm o poder sobre o jogo fazem o que querem, agem como bem entenderem, enxergam a falta onde não há, e em algumas situações até enxergam, mas se cegam, 'passam a mão na cabeça', distribuem cartões para quem não os merece. Esse 'sentimento estranho' é o reflexo do que acontece com o nosso mundo, a cada momento, em todos os setores em que vivemos, seja no seu trabalho ou no templo que você frequenta, seja na roda de colegas ou até entre sua família. A impunidade está aí, o mundo todo olhando para ela e ela, simplesmente, dando um 'xauzinho' de miss. É possível dizer também que essa 'revolta' que vemos na mídia (a mesma mídia omissa em tantos outros casos), no facebook, nas conversas em nossas casas, poderia ter uma porcentagem destinada a tantos outros exemplos de impunidade que temos visto por aí. Exemplos? Só se informar sobre a debilidade do sistema econômico, a decadência da saúde, a falta de segurança, os adoradores cada vez mais ávidos do jeito Lannister de ser (manipulações, egoísmo, arrogância, sede extrema pelo poder). É a cabeça das pessoas sendo alterada e ninguém está se dando conta disso. As pessoas não têm mais palavra. Elas olham nos seus olhos e mentem descaradamente. Estamos sob o domínio desses juízes. Onde estão os nossos valores? Esquecidos, como o sentimento estranho 24 horas depois.
- Caio Rossan, em 05 de julho de 2013.
‪#‎COPA2014‬ ‪#‎OCAMPEÃOVOLTOU‬ (E vamos pensar mais em outros aspectos, unidos não apenas no futebol. Que o campeão volte e acorde, pra valer!) ‪#‎FORTESENTENDEM‬

Caio Rossan

Um dia vou ser feliz por completo quando TODOS aprenderem que o fato de uma pessoa gostar de futebol, não significa que ela não se importa com o desenvolvimento socioeconômico de seu país.

Ninguém só vive de futebol, como é extremamente chata a pessoa que só fala de política e dos problemas sociais no Facebook.
Também ficarei completamente feliz, quando a pessoa souber separar gosto pessoal com o interesse comum.

O fato de gostar de funk não significa que uma pessoa é analfabeta, que gostar de rock, não significa que a pessoa é anti-Cristo, que gostar de sertanejo não significa que a pessoa é caipira.

Dentro de cada gosto pessoal, existe uma pessoa, existe uma vastidão, e ninguém se torna melhor ou pior por escolher gostar de um tipo de música, da pessoa do mesmo sexo, de futebol...

Mas uma coisa que TODOS deveriam ter é o RESPEITO pelo próximo.

10 de julho de 2014

Cris Paulino

ALEMANHA 7X1 BRASIL

Não houve nada de anormal nessa partida de futebol.
Se ponderarmos que a saída de Thiago Silva e Neymar,
serviu somente para mostrar a realidade da qualidade
técnica dos jogadores brasileiros.
Senão vejamos:
Os técnicos dos times adversários do Brasil, nos jogos
anteriores ao da Alemanha, sempre se
preocuparam com as marcações cerradas nos melhores
jogadores brasileiros, não porque eram tão bons assim,
mas, porque eram ágeis e tinha melhor percepção espacial
e posicional dos demais jogadores, e eram bons de passes.
Como sabemos, um time é composto de 11 jogadores.
Então, escalavam de 3 a 4 jogadores para "colarem" em
Neymar e 1 ou 2 para marcação em Thiago Silva.
Portanto, dos onze, um era o goleiro, e seis em marcações
em dois jogadores brasileiros, sobravam apenas 4 jogadores
para levarem a bola até o gol... Praticamente impossível.
Com a ausência de Neymar e Tiago Silva, o técnico alemão
viu que não existia a necessidade de marcações. Portanto,
jogou com 10 jogadores em campo com total liberdade e
fizeram a festa. ( Restou alguma dúvida ? )
Os demais jogadores da seleção brasileira não tiveram culpa,
foram sim mal escalados (convocados ) para o embate da copa.
Periga acontecer o mesmo com a Holanda.
Luis Felipe Scolari, foi sim, e sempre foi, turrão, teimoso, arrogante e
prepotente, dono exclusivo da própria verdade, com a
Imprensa, público e jogadores. Ahh faltou o "mal educado".

Marcos Marques

EU TE ODEIO
Autoria: Seres Humanos

Eu te odeio sem saber o que você faz e sem saber quem você é.
Eu te odeio, sem ao menos saber o teu nome.
Eu te odeio porque você não pensa como eu, não gosta das mesmas coisas que eu gosto e não ama quem eu amo.
Eu te odeio porque seus objetivos e sonhos não são os mesmos que os meus. Você valoriza o que eu desvalorizo e cultua deuses que eu não cultuo; por isso 'tenho que' te odiar.

Te odeio porque não temos a mesma cor, a mesma idade, a mesma altura.
Te odeio porque seu peso é diferente do meu, o 'padrão' diz que você é 'feio' e a propósito... sua aparência não me agrada.
Te odeio porque você tem mais dinheiro e bens, e não acho isso justo!... mesmo que você tenha conquistado com trabalho e honestidade. Mas também odeio quem tem menos do que eu, pois sinto que não são 'dignos' da minha atenção.
Eu te odeio porque não ouvimos as mesmas músicas.
O teu sotaque também me irrita.

Você torce por pessoas que eu não torço e grita por nomes que jamais sairiam da minha boca.

Te odeio assim, gratuitamente.
Simplesmente porque somos diferentes.

Dentro e fora dos estádios: eu te odeio.

Tainah Ferreira

MAS...QUE POVO É ESTE QUE.....

-Só vai às ruas para reivindicar o aumento salarial de seus órgãos de classe ou exigir passagem grátis nos transportes coletivos?
-É capaz de fazer passeatas pelo uso livre das drogas; mas, incapaz de lutar contra o “Mar” de corrupção que afoga o País!
-Quando, vai às ruas, raramente, para protestar; aproveita para saquear, depredar, destruir os bens públicos (que são os seus) e agredir os seus semelhantes!
-Que superlota os ricos e dispendiosos estádios de futebol (que se tornaram autênticas Arenas de agressões,violência e brigas), pagando caro para ver jogadores milionários e escandalosos correndo atrás de uma bola; solta rojões que atingem os outros, perdem os seus dedos na explosão dos foguetes e, ao final do jogo, saem pelas ruas agredindo inocentes,violentando,saqueando,ateando fogo nos bens alheios, quebrando tudo pela frente e matando os seus semelhantes !
-Que povo é este que diz que Deus é brasileiro e, é conhecido pela malandragem, pela roubalheira, pela criminalidade, pela corrupção oficial e particular, pela jogatina, pela agressividade, pela bebedeira diária nos numerosos e incontáveis botecos de calçada; pela libertinagem generalizada e de toda espécie!
-Que povo é este que se tornou campeão dos assassinatos, da desonestidade dos maus políticos, dos seus péssimos governantes, dos crimes automobilísticos, do besteirol geral e agora, está se tornando o campeão da ignorância, do alcoolismo, dos ébrios, da criminalidade e da impunidade!
-Que povo é este que tanto dá audiência aos numerosos programas de televisão, que há décadas vem mostrando e exibindo estórias e cenas as mais perniciosas, cretinas, tolas, degeneradores dos costumes e destruidoras da família; quase todos eles condicionando crianças e adultos ignorantes para o mal, para a perversão física e espiritual da Nação!
-Que povo é este que assiste, aceita calado e acovardado que a Televisão Brasileira imponha toda espécie de decadência moral que é condicionadora de toda essa devastação material e espiritual que estamos assistindo? Raro é o programa televisivo que não mostre degeneração sexual, agressividade, violência extremada e cenas de horror e pavor!
-Que povo é este que só pensa em se aproveitar dos outros e subtrair o máximo da Nação!
-Que povo é este que deixou de falar corretamente a própria língua, desconhece o Hino Nacional, despreza a Bandeira Brasileira, faz gozação e ridiculariza todos os símbolos da Pátria...que já não é mais amada!
-Que povo é este que tem um dos maiores e mais afortunados países do mundo em riquezas naturais; sem vulcões, terremotos, ciclones, tufões, maremotos ou tsunamis e, mesmo com todos esses privilégios, tem um Povo tão sofrido, agressivo, violento, pobre, ignorante e desesperançoso !
-Não fazemos guerra, revoluções,levantes e vivemos em paz com as demais Nações; mesmo assim, vivenciamos uma terrível e silenciosa guerra entre nós, através dos inúmeros e incontáveis assassinatos, agressões, assaltos; pela fome, miséria e nas mortes provocadas pelos milhares de motoristas criminosos!
-Não nos destacamos na Ciência nunca ganhamos um “Prêmio Nobel” ou alguma outra premiação cultural que nos enobrecesse perante a Comunidade Científica Internacional!
-Que povo é este que se mostra acovardado, que aceita omisso tudo o que lhe é imposto pelos políticos e governantes corruptos e incompetentes que fazem o que querem com a população?
-Que povo é este que tem as melhores e as mais numerosas Leis que não são seguidas e nem obedecidas pela grande maioria das pessoas!
-Que País é este cujo povo não sabe se reunir sem que haja baderna, agressividade e desentendimento?
-Que povo é este que desvaloriza e ridiculariza os seus verdadeiros heróis do passado e idolatra jogadores, enganadores de televisão, falsos artistas que berram, pulam e gritam nos palcos; criminosos e corruptos de toda espécie?
-Que povo é este que tem uma memória tão curta que o faz esquecer-se dos crimes praticados pelos bandidos mais cruéis e pelos políticos e governantes que o exploram repetidamente? Todo escândalo provocado diariamente pela bandidagem rica ou pobre; é esquecido em pouco mais de um mês e os seus criminosos podem ser eleitos e reeleitos para ocuparem os mais altos e importantes cargos da Nação!
-Que povo é este cujas autoridades se omitem do dever constitucional e moral de zelar pelas leis e pelos bons costumes, diante da violência, horror, promiscuidade da imoralidade avassaladora que é mostrada e difundida pela maioria das empresas de televisão, pela mídia e pela Internet, que condicionam a todos para o MAL, através do exibicionismo perverso e degenerado de muitos programas, verdadeiros lixos visuais e auditivos que ensinam toda espécie de degradação, sob os aplausos e aceitação dos infantis, imaturos e dos milhões de ignorantes telespectadores. Alguns desses programas-lixo de auditório são verdadeiras e eficientes aulas de degradação humana. Em um deles, vemos um apresentador preparar uma cena abjeta em que induziu uma mulher a trair o seu marido, ao vivo, com um ator da Emissora, sob a visão espantada e odiada do marido (também, é apresentada no programa a cena de um marido ser condicionado a trair a esposa com uma mulher contratada, sob a visão da esposa do homem que vai consumar o adultério programado pelo apresentador). Diante do dantesco quadro em que a mulher é tentada pelo sujeito contratado pelo apresentador e, logo que ela é seduzida pelo traidor contratado e os seus movimentos eróticos começam, a plateia alegre e sedenta de permissividade licenciosa, começa a aplaudir o ato da traição conjugal daquela mulher. O marido, talvez fingindo surpresa, horror e ódio; faz mil ameaças à esposa traidora. O indivíduo responsável pelo programa contorce-se de satisfação diante do “dever” cumprido: o Adultério; com a destruição do lar e da família dos dois participantes (sem falarmos que tal ato, poderá levar ao assassinato da esposa ou marido infiel).
-Que povo é este que assiste omisso e passivo o avanço vertiginoso das drogas, da corrupção e da deterioração dos bons costumes; que se cala amedrontado diante da maligna inversão dos valores que vem dominando a Sociedade; onde o BEM se tornou o Mal e o Mal virou o Bem; quando os valores positivos estão sendo rejeitados pela maioria que busca os valores negativos. Honestidade,caráter,honra,patriotismo,humanismo,família,amor e muitos outros atributos positivos estão sendo negados ao povo brasileiro, sob o patrocínio da televisão devassa,promíscua,libertina e materialista; em conluio com os políticos, comerciantes e governantes imorais, desonestos, impatriotas e ateus, que desejam manter a população alienada dos grandes e graves problemas de Saúde,Educação,Segurança Pública.
-Que País é este que permitiu que os meios de comunicação, principalmente a televisão, anestesiassem e seduzissem o povo, impregnando-o com a libertinagem sexual, com as bebidas vendidas nos milhões de botecos nas calçadas, onde milhões se embriagam e temporariamente afogam na cerveja as suas frustrações assistindo futebol, novelas, Big-Brothers, “Fazenda”, lutas-livres e outros programas-lixo da nossa “educativa” televisão.
-Que povo é este que não percebe que a Mídia, associada aos governantes, políticos,comerciantes e empresários corruptos estão corrompendo a personalidade de muitos com todo tipo de esportes, principalmente o futebol, que dia e noite são mostrados em telões, telinhas,vídeos,jornais,TV,rádios, jornais,revistas,etc., com a finalidade de entorpecer a mente coletiva, numa autêntica “lavagem cerebral”, hipnotizando e condicionando milhões com assuntos, atos e cenas medíocres,tolas,sexualistas e perversas.
Para a maioria dos animais irracionais, a cooperação entre os membros do grupo torna cada indivíduo mais forte, seguro e protegido dos seus predadores; é o “um por todos e todos por um”. Ao contrário, nesta nossa sociedade egoística, egocentrista e materialista em que as pessoas não enxergam um palmo além do próprio umbigo e cada um só pensa em si, não se preocupa e não se interessa pelos demais; o lema é: “todos por mim e eu por ninguém”. Portanto, nos tornamos inferiores aos brutos; graças a falta de cultura que os governantes,políticos, empresários, a televisão e a mídia mal-intencionados nos impuseram, a fim de subjugar as mentes ignorantes aos seus interesses materialistas, doutrinários e ideológicos.
-Que País é este onde as pessoas saem às ruas e não sabem se voltarão vivas para as suas casas, devido ao grande número de crimes que acontecem diariamente, quando,quase 6 pessoas são mortas por hora !
-Que País é este em que qualquer um faz o que quer, em qualquer lugar e sem qualquer impedimento;
-Que povo é este que joga nas ruas, avenidas, praças e em qualquer logradouro público o seu lixo particular. Cospem,escarram,urinam,defecam,picham e quebram os bens públicos. Saem com seus cachorros pelas ruas sem a mínima preocupação com a sujeira e o perigo sanitário que oferecem aos demais com os dejetos desses animais.
-Que povo é este que é libertino para fazer barulho em casa, nas ruas e em qualquer local que desejar; num verdadeiro campeonato de estupidez sonora. Cada motorista de carro ou moto compete na barulheira infernal que ensurdece e torna hipertensas as demais pessoas!
-Que povo é este que se diz religioso e fala “que é o maior país católico do mundo”; ao mesmo tempo em que é egoísta, materialista, supersticioso e idólatra de um sem-número de rituais cabalísticos e vive dos prazeres mundanos. É um dos maiores celeiros de bandidos, de corruptos e assassinos do mundo. Os milhões de falsos católicos e outros tantos que se dizem cristãos assassinam cerca de 147 dos seus semelhantes por dia.
-Que povo é este que até envolve Deus nas suas falcatruas, afirmando que o Todo Poderoso é brasileiro; como se Deus acobertasse a sua desonestidade e sua malandragem.
-Que povo é este que os poucos honestos sentem vergonha de serem honestos!
-Que País é este em que muitos sonham em morar no Exterior e, só não se mudam porque perderam o seu poder aquisitivo e ficaram mais pobres para arcarem com as despesas de se mudarem para um País sério e de povo mais responsável!
-Que povo trabalhador é este que superlota as casas lotéricas sonhando com o prêmio maior para deixar de trabalhar e viver apenas da renda da premiação!
-Que povo é este que se solidariza com bandidos ricos e não se compadece com muitos inocentes pobres que apodrecem nas prisões brasileiras?
-Que povo é este que aceita, aprova e imita o que é de pior dos costumes e perversões que são importadas de outros povos promíscuos e moralmente decadentes ?
-Que povo é este que fica solidário e ajuda a pagar a fiança de condenados que furtaram o seu dinheiro!
-Que povo é este que não se solidariza não se preocupa e nem ajuda os seus 16 milhões de irmãos honestos e trabalhadores que estão passando fome e não se interessa por saber que, em cada 10 brasileiros, quase 1 deles se encontra na extrema pobreza !
-Que povo é este que se tornou tão frustrado que anda pelas ruas com semblante triste e agressivo e não olha para o rosto do outro com receio de ser mal interpretado!
-Que povo é este que se tornou tão desonesto que evita olhar para o rosto de um policial nas ruas ; fica “sem graça” e constrangido quando uma viatura policial para ao lado do seu carro em um semáforo . Isto se explica como o receio íntimo de sua conduta ilegal, porque o policial representa a Lei e a maioria dos brasileiros não a respeita e sente-se, consciente ou inconscientemente, culpada por alguma ilegalidade diária que pratica ou pensa em praticar (lembremos que em 20 anos de pesquisa sobre a honestidade, encontramos apenas 2 pessoas, dentre milhares, que nos disseram que não se apropriariam de alguma coisa de valor que encontrassem nas ruas).
-Que povo é este que permite que os seus representantes políticos escolham e nomeiem criminosos para cargos importantes?
-Que País é este cujos noticiários diariamente nos mostram uma criminalidade crescente, uma corrupção desenfreada, fraldes, trapaças e uma roubalheira generalizada de governantes, políticos, empresários, comerciantes e de muitos que formam a população brasileira?
-Que povo é este que trocou a rica e bela Língua Portuguesa que contém mais de 350.000 palavras, por duas dúzias de repetitivas palavras e chavões, quase sempre, importados da bandidagem dos guetos e dos detentos dos presídios norte-americanos, como: “beleza”, ”valeu”, ”com certeza”, ”mano”, ”Brothers”, ”fraga”, ”foda”, ”meu”, ”caraca”, ”manero” e alguns outros palavrões originados do submundo da traficância internacional.
-Que povo é este que ocupa, diariamente, as manchetes e principais notícias com os diversos e variados tipos de criminalidade e escândalos no futebol, na política, na prostituição, na violência, furtos, roubos e nos assassinatos mais cruéis?
-Que povo é este que só quer ganhar e levar vantagem em tudo; que não entende que para ganhar é necessário que alguém seja o perdedor e que a vantagem de um, é a desvantagem do seu semelhante?
-Que povo é este onde cada um planeja enganar o próximo, trapacear a todos e surrupiar o máximo do seu país?
-Que povo é este que é dono de um dos maiores e, materialmente, mais ricos países do mundo, que deixou que lhe roubassem tanto a riqueza nacional que o tornou um dos mais empobrecidos povos da terra, ao ponto de milhões sobreviverem catando latinhas vazias de bebidas nas lixeiras e chafurdando restos de comidas apodrecidas nos sacos de lixo das ruas e procurando a sobrevivência miserável nos lixões e aterros sanitários!
-Que País é este onde milhões vivem nas ruas, calçadas, sob pontes e viadutos; enquanto os políticos e governantes falam em grande melhoria de vida da população e gastam bilhões em supéfluos
-Que País é este que aplaudem bandidos milionários, admiram e se alegram com o ridículo, com as esquisitices e tolices dos indivíduos ricos fabricados e chamados de “famosos” pela televisão; que morrem e se matam por jogadores de futebol; que acompanham e dão audiência aos piores programas-lixo da TV ! Porém, este mesmo povo não se apieda dos milhões dos seus humildes e honestos irmãos do Interior do Brasil , que estão morrendo de fome e bebendo lama dos leitos secos dos rios e dos açudes para minorar a sua sede. São estes sofridos brasileiros que são mantidos na miséria e na ignorância programada pelos corruptos, para que continuem elegendo e reelegendo os políticos e governantes desonestos e desumanos!
-Que povo é este que se acostumou com o MAL, de tanto ver os corruptos e os seus associados praticarem o MAL; de tanto verem os políticos e a Mídia corrompida que hipnotiza, condiciona e seduz a todos com a falsa beleza e a riqueza de suas novelas, futebol, com os seus programas desprezíveis que degeneram as mentes dos tolos, dos ignorantes e dos milhões de imaturos; destruindo e prostituíndo os indivíduos, a família e o todo social.
-Que povo é este que assiste acovardado e omisso os sucessivos governantes e políticos que há décadas vem desmoralizando o nome da Nação Brasileira e dilapidando a riqueza nacional, herdados dos nossos honestos e heroicos antepassados !
-Que povo é este que consente que Organismos Capitalistas Internacionais obriguem os nossos governantes a gastarem mais de $ 605 milhões na construção de estádio de futebol em um pobre Estado da Federação de pessoas esfomeadas que terão que pagar ingressos caros para assistirem a 4 jogos da Copa do Mundo ! E depois dos 4 jogos, quando todos os jogadores e turistas forem embora; o que farão com o imenso e caro Estádio? Ninguém diz nada; não sabe de nada e....Nem quer saber de nada !
-Que povo é este que desconhece, não quer conhecer e tem raiva de quem sabe que o Exército Brasileiro está sucateado, propositalmente, com a finalidade de desmoralizá-lo perante a Opinião Pública; e, está incapacitado para nos defender de um ataque externo, nesta atualidade mundial em que a cobiça e interesses bélicos estão cada vez mais presentes!
- Que País é este em que o povo se tornou tão barulhento que nos obriga a viver sob o “Império do Barulho” (veja no Google o Artigo: O IMPÉRIO DO BARULHO”). Barulho que a maioria das pessoas faz em qualquer lugar do País. Parece que cada indivíduo degenerado e frustrado compete em um campeonato doentio de fazer barulho (para chamar a atenção para a sua insignificância ), dirigindo as suas motos e carros; fazendo algazarras nos botecos,barzinhos,boates,festas,etc., causando a surdez prematura, perturbando as mentes e provocando insônia crônica, hipertensão e doenças cardiovasculares nas infelizes e inocentes pessoas que estão ao alcance sonoro desses milhões de deteriorados.
-Que povo é este que imita e se comporta como aqueles que há milhares de anos foram destruídos pelo fogo, em punição divina por sua promiscuidade moral e espiritual : Sodoma e Gomorra !
-Que povo é este que perdeu a noção da responsabilidade pessoal; mentindo,enganando e não honrando a palavra dada?
-Que povo é este que não tem para quem recorrer, quando é enganado pelos comerciantes,empresários, industriais e pelas Empresas Governamentais do Serviço Público; principalmente pelas operadoras de telefonia, que fazem o que querem dos seus consumidores omissos, amedrontados e acovardados!
Neste ponto, abro um espaço para um importante esclarecimento que fará com que o leitor entenda melhor sobre a FRUSTRAÇÃO.
FRUSTRAÇÃO É O SENTIMENTO DE DESVALORIZAÇÃO, SENTIDO POR UMA PESSOA QUANDO NÃO CONSEGUE TER O QUE GOSTARIA DE TER; E/OU, NÃO CONSEGUE SER O QUE GOSTARIA DE SER. NESSAS CONDIÇÕES, O INDIVÍDUO SE REVOLTA CONTRA SI MESMO. MAS, NA MAIORIA DAS VEZES, PARA NÃO PIORAR AINDA MAIS A ANSIEDADE; A SUA MENTE INCONSCIENTE A FIM DE PRESERVÁ-LO DA DEPRESSÃO OU DO SUICÍDIO; PROJETA A SUA RAIVA NOS OUTROS; PRINCIPALMENTE NAQUELE OU NAQUELES QUE TEM O QUE ELE NÃO TEM; OU QUE É O QUE ELE NÃO CONSEGUE SER. PORTANTO, A FRUSTRAÇÃO É A CAUSA DE TODO OS MALES. NINGUÉM QUE ESTEJA SACIADO, SADIO E FELIZ, COM EXCESSÃO DOS LOUCOS, SAIRÁ PELAS RUAS PIXANDO, DEPREDANDO,AGREDINDO,ASSALTANDO,ROUBANDO,CORROMPENDO OU MATANDO OS OUTROS.
-Que País é este, das fraudes diárias e da corrupção generalizada, praticada por quase todos; pois se perdeu a noção dos valores éticos e espirituais; em que as leis dos homens e as de Deus se tornaram motivo e alvo de desrespeito, piadas e zombarias!
-Que povo é este que desperdiça tantos alimentos em casa e nos restaurantes, quando, gulosamente, enche o prato e abandona grande parte da comida que é jogada no lixo!
-Que povo é este que não tem a mínima noção de higiene, em que poucos lavam as mãos para se alimentarem; muitos usam os banheiros e não dão descargas e tantos outros deixam as torneiras pingando!
-Que povo é este que só tem como entretenimentos as bebidas, o futebol, o sexismo e o exibicionismo com carros, com motos barulhentos, assistindo novelas e os muitos programas-lixo da televisão?
-Que País é este que diariamente a Mídia noticia e mostra assaltos, roubos, assassinatos, corrupção, prostituição, agressividade, violência, cenas e imagens de terror,horror,futebol,jogos de toda espécie e uma infinidade de outros programas tolos,vazios,ridículos,perniciosos e responsáveis pela ignorância e irresponsabilidade cultural que levou à maioria das pessoas à alienação geral!
-Que povo é esse que elegeu e elege políticos e governantes que implantaram o caos na saúde pública, na educação e na segurança, permitindo o crescimento da violência que nos faz vítimas da sanha assassina de bandos de delinquentes adultos,juvenis e mirins que vagueiam pelas ruas, atacando tudo e a todos, sob a garantia da impunidade da menoridade penal!
-Que País é este em que mais de 65 milhões de brasileiros humildes, honestos e trabalhadores estão desnutridos e passando fome nas capitais e no Interior; enquanto que muitos outros estão desfilando e se exibindo com coisas supérfluas, aplaudindo e promovendo a miséria mental, cultural e espiritual de falsos ídolos da política, da televisão e dos esportes!
-Que povo é este que prima pelo desperdício de luz, água e alimentos? Acende e deixa lâmpadas acesas sem necessidade, deixa torneiras abertas, lavam calçadas com mangueiras e toma banho demorado em plena época de seca; ao ponto de desperdiçar 50% da preciosa água !
-Que povo é este que defende os seus algozes e os seus próprios criminosos!
-Que País é este em que 1/3 da população está abaixo da linha de pobreza; muitos morrendo de fome, enquanto se gaba e se apregoa que tem o melhor e mais caro carnaval; a maior queima de fogos; o melhor futebol com os seus maiores e mais caros estádios, etc.!
-Que povo é este que se acostumou com a mentira e com a hipocrisia, como modo corrente de enganar a tudo e a todos. Governantes, políticos, autoridades, empresários, comerciantes e a maioria das pessoas comuns mentem para encobrirem as suas misérias pessoais e as mazelas sociais! Quando estão fora do País, esses políticos “pintam” a nossa situação como uma maravilha de melhorias sociais; que a pobreza está sendo erradicada; que a saúde dos brasileiros está melhorando e que temos educação,prosperidade e segurança ! Sabemos que falam o contrário da nossa realidade que são as drogas, as bebidas, a fome, a corrupção desenfreada, a miséria, a falta de segurança, a ignorância, o abandono da Saúde pública e a proliferação da roubalheira e da criminalidade !
-Que povo é este que gasta bilhões com carnaval, com fogos de artifícios, com construção de Estádios de futebol que ficarão inoperantes e abandonados; mas não se aflige com 1 irmão seu, que está sendo assassinado a cada 10 minutos; não se preocupa com as 16 mulheres que são mortas diariamente no País; não se comove com os milhares de crianças que estão morrendo em consequência da falta de alimentos !
-Que País é este que o seu povo vive assombrado por assaltantes e criminosos que a qualquer momento pode ser agredido, violentado, assaltado, roubado ou morto nas ruas ou dentro de sua própria casa?
-Que pessoas são essas que de tão frustradas da vida, andam pelas ruas de caras fechadas demonstrando agressividade uns com os outros, como se fossem inimigos?
-Que povo é este que se preocupa e cuida mais dos criminosos do que das suas vítminas?
-Que País é este que se tornou o lugar mais importante para a venda e compra de drogas, causadoras de quase todos os assassinatos, atinge a mais de 1 milhão de pessoas com a idade média de 14 anos; o álcool embriaga quase 12 milhões de viciados que agridem cerca de 3,4 milhões de mulheres e crianças, dentro de casa ; e o cigarro, com mais de 24 milhões de fumantes, mata mais de 350 pessoas por dia, em consequência da inalação da nicotina!
-Que futuro tem um País deste, cuja maioria absoluta dos seus estudantes adota a prática do “quem não cola, não sai da escola”. Prática esta, que produz tantos profissionais ignorantes e incompetentes, que são perigosos para todos nós; principalmente aqueles da área da saúde.
-Que Povo é este que só pensa nos prazeres momentâneos do “aqui e agora”; não se preocupa com o seu dia de amanhã e nem tampouco quer saber do futuro do seu País!
-Que povo é este que não muda as Leis que protegem e acobertam os criminosos-mirins que são usados pelos piores criminosos-adultos para nos assaltarem, roubarem, drogarem, violentarem e nos assassinarem.
INFELIZMENTE, TUDO ISTO SE REPETIRÁ PORQUE OS MESMOS E NOTÓRIOS CORRUPTOS VOLTARÃO A SER ELEITOS POR ESTE MESMO POVO, NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, CUJO “HORÁRIO ELEITOREIRO” ESTÁ DESCRITO A SEGUIR:

O HORÁRIO ELEITOREIRO
(ORIGEM DO... “QUE POVO É ESTE?”)
"O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO”! Quem fez esta afirmação, no início dos Anos 70, foi o herói e um dos maiores combatentes da Segunda Guerra Mundial; o Estadista e ex-presidente da França, o General Charles de Gaulle.
Tempos atrás, um colega de estudo, uma pessoa conhecida por sua grande inteligência, disse-me que “nós somos pobres porque somos uma sub-raça e, por isto, permaneceremos na pobreza”.
Ao ouvir tal afirmação, indignei-me com ele e fiquei por vários dias sem lhe dirigir a palavra. Hoje, passados muitos anos, analisando o comportamento da maioria dos brasileiros e a situação material, espiritual e moral em que se encontra o Brasil; sabemos que aquele grande herói mundial tem toda a razão e penso que o antigo colega é bem mais sábio que pensei.
Já está de volta o lamentável “Horário Eleitoral”! Voltaram a desfilar os velhos e conhecidos corruptos da Política e da Governança nacionais. Juntos com eles, no rastro da ganância, sequiosos pelo Poder, desejosos do enriquecimento rápido e em busca frenética pelo certificado de impunidade que o Mandato Oficial lhes confere; novos candidatos surgiram na passarela do “Horário” que deveria ser melhor chamado de: “Horário Corruptoral”!
Todos, ou quase todos eles, estão aí, novamente, prometendo “mundos e fundos” para todos nós; principalmente para os mais pobres, humildes e esquecidos cidadãos brasileiros. Mas, já sabemos que tais promessas se revertem para eles mesmos. De fato, após serem reeleitos ou eleitos, serão eles próprios que terão e gozarão desses “fundos” para si, para os seus familiares, para os seus amigos, “companheiros” e apadrinhados.
Somente em um País de maioria de eleitores ignorantes, alienados, impatriotas e corruptos, também; é capaz de eleger e reeleger, continuamente, indivíduos que são notícias diárias de envolvimento em crimes de toda a espécie e de toda natureza que vão desde o desvio de bilhões de reais até o furto de pirulitos de criancinhas. Deve haver alguma afinidade espiritual, imoral e mental entre o eleitor e o político desonesto que ele escolhe para representá-lo e governá-lo por tantas décadas como vem ocorrendo, há muito, neste infeliz País.
Não deve ser por acaso que temos sido enganados em tantas Eleições, escolhendo indivíduos tão imorais e amorais como os que temos elegido. Não! Não é apenas pela infelicidade ou castigo, essa tamanha incapacidade para escolhermos pessoas honestas, dignas e competentes para nos representar e comandar os nossos destinos. De fato; não é por acaso que estamos sofrendo e morrendo nas mãos de tantos corruptos e criminosos pobres, ricos e poderosos! Votamos continuamente neles porque somos, ignorantes, sadomasoquistas e desonestos também!
Acostumamo-nos com a roubalheira desenfreada e com o sofrimento que esses maus políticos e péssimos governantes nos infligem, há séculos. Somos desonestos porque a atração pela desonestidade é uma antiga peculiaridade da maioria dos brasileiros. Basta nos lembrarmos de alguns conhecidos ditados populares que são seguidos por quase todos, como: “ O Quebra Galho”; “O Lavar a Mão”,“ A Gorjeta”; “O Jeitinho Brasileiro”; “Jogo de Cintura”; “Levar Vantagem”; “Achado não é Roubado”; “Achado não tem Dono”; “ O Mundo é dos Espertos”; dentre outros falsos e hipócritas chavões que não passam de formas gaiatas, desonestas e de se parecerem como inocentes modalidades de enganar o outro, apoderando-se dos bens do próximo e furtando de todos, ao sonegar os impostos devidos ao Estado. É bem verdade que muitos sonegadores se esquivam da honestidade fiscal, alegando que não querem “engordar” mais os políticos e governantes corruptos que eles mesmos escolhem e elegem.
O “espírito” da corrupção que impregnou a maioria do povo brasileiro fica bem provado nas muitas pesquisas empíricas que fizemos junto à população. Por diversos anos, venho pesquisando e indagando pessoas de quase todas as camadas sociais; buscando, assim, conhecer e analisar a honestidade popular. Um exemplo destas pesquisas é o que se refere à pergunta que diz respeito à “coisa achada”! Ao longo de duas décadas, em que entrevistei milhares de pessoas nas ruas, nas escolas, nas faculdades, em clubes, no trabalho, nas igrejas e outros setores sobre o que fariam se achassem algum objeto perdido. Quase todos (97%) responderam que se apropriariam do achado; principalmente, se for algo de valor, como joias e dinheiro. Este comportamento é o crime denominado “Apropriar-se de coisa achada”, tipificado no artigo 169, ll, do Código Penal Brasileiro; com pena de detenção de um mês a um ano ou, multa. Esta é a penalidade imposta pelas leis humanas! E quanto às Leis Divinas? Imagine quantos irão arder no fogo eterno quando morrerem...! Como já citei acima, em tantos anos de pesquisas e entrevistando pessoas de todos os níveis mentais, etários, sociais e raciais, lembro-me de apenas três (3) delas que me responderam que, se achassem um objeto valioso ou dinheiro, iriam devolvê-lo ao verdadeiro dono e, caso não o encontrasse, o entregaria à autoridade competente; como prescreve o artigo citado do Código Penal. É uma lástima sabermos que, cada vez mais, as pessoas estão se tornando desonestas. A desculpa para não devolverem às autoridades, alegando que elas poderão ficar com o objeto, ou com o dinheiro encontrados; não tem fundamento ético! Pois o dever moral e religioso de quem encontrou a coisa perdida é o de devolvê-lo. Se a autoridade recebedora se apropriar da mesma; será ela que responderá por seu crime aos homens e a Deus... Ao final de sua curta existência terrena.
Este exemplo é apenas uma simples amostra da desonestidade que contaminou a maioria do povo brasileiro. Diariamente são noticiadas pela mídia a falência moral, a decadência espiritual e o caos comportamental que tomou conta deste País. Crimes hediondos, agressões, furtos, roubos e transgressões de toda espécie são praticados a cada minuto por criminosos ricos e pobres e muitos dos seus praticantes ficam impunes; principalmente os delinquentes ricos e poderosos; como políticos, governantes e muitas das inúmeras autoridades nomeadas por eles.
Os conhecidos corruptos do escandaloso caso, chamado de "mensalão", agora presos, numa rara demonstração de justiça neste País de maioria desonesta; desviaram bilhões de reais dos cofres públicos. Além desse rumoroso processo que se arrastou por anos; cerca de mais de $ 70.000000.000 são surrupiados, todos os anos, deste ignorante, acovardado e infeliz povo brasileiro. Esse imenso valor furtado e roubado se destinava à nossa saúde, à nossa segurança e à educação.
-A cada 10 minutos morre uma criança, em decorrência da desnutrição;
-A cada hora, mais de 100 mulheres são agredidas, 12 são mortas e 9 são estupradas; sem que haja pessoal e verbas para atender às delegacias de mulheres;
-33 milhões de brasileiros honestos e trabalhadores estão desnutridos e abaixo da linha de pobreza; devido à falta de verbas e de trabalho;
-A pobreza material, cultural, moral e espiritual; levaram o povo brasileiro a ser o que mais assassina o seu semelhante, conforme relatório da ONU.
-Esse dinheiro, os mais de $70 bilhões de reais acima, roubado por esses corruptos representa 1,38% a 2,3% do PIB brasileiro;
-Em 2012,segundo dados da FIESP, citada pela ONG “Transparência Internacional”, o que esses bandidos milionários furtaram do pobre e sofredor povo brasileiro, daria para custear os estudos de quase 25 milhões de alunos do ensino fundamental; daria para comprar 160 milhões de cestas básicas ou construir mais de 900.000 casas populares! E quantas crianças deixaram de receber a merenda escolar, passaram fome, ficaram retardadas ou morreram por causa desses salafrários poderosos e ricos; protegidos e amigos dos donos do Poder?
Como pode alguém ter o desplante de defender tão perversos criminosos? São os defensores desses bandidos que fazem prosperar tantos criminosos que se perpetuem na Política, sangrando a pobre economia dos mais humildes e sofridos brasileiros, dos mais longínquos rincões dos esquecidos Sertões Nordestinos.
Esse dinheirão todo, surrupiado por esses condenados, também serviriam para aparelhar os órgãos de segurança; em um país que ostenta o título de abrigar o maior número de assassinos do planeta.
As delegacias de mulheres não conseguem atender as 5 mulheres que são agredidas a cada 2 minutos; 12 delas são assassinadas e 9 são estupradas, todos os dias. A maioria dos criminosos fica impune devido à falta de pessoal e condições materiais das delegacias; tudo isto porque os corruptos políticos e governantes poderosos desviam para si essa fortuna bilionária, todos os anos.
Os poucos homens honestos e de bem deste País, não devem se espantar se todos esses condenados de hoje, forem reeleitos nas próximas Eleições; quando já não deverão estar mais presos para concorrerem aos mais altos cargos da Nação!
O Brasil é um País sério? O Povo Brasileiro é uma sub-raça? Pense, analise e tire as suas conclusões.

Carleial. Bernardino Mendonça.
Psicólogo-Clínico pela Universidade Católica de Minas gerais;
Bacharelando em Direito; e,
Pesquisador nas áreas do Direito e da Psicobiologia.

Carleial.Bernardino Mendonça

Driblou, bateu,
É Gol?
Não, não é gol!
Apenas bateu

Aliás, não bateu,
Estão batendo
Mas quem Bate?!
E quem apanha?!

Na realidade, bate o fraco
Apanha o forte
Quem é fraco?
Quem é forte?

Quem pensa ser Fraco é forte
Quem pensa ser Forte é fraco
O grande que pensa ser forte
Realmente é o fraco

O pequeno que pensa ser fraco
Não é fraco não
Pois é mais que milhão
Pense nisso multidão

Uma única sugestão
Sendo fraco ou forte
Pequeno ou grande
Vence a UNIÃO

Captou MULTIDÃO??

Marcelo B. Moretti

Brasil

Doente? Eu é que sou doente?

Vivo em um país onde um joguinho é mais importante que a educação
Onde todos dias pessoas morrem em baixo de pontes com frio e fome
País onde a fome impera e a justiça não combate mais as facções
Moro em um país onde funk é considerado cultura,
Convivo com pessoas que ao invés de participarem de grupos como teatro, música, literatura preferem fazer parte de bondes
É lamentável o nível de alienação que o povo chegou
Vergonhoso, sem duvidas
As cirurgias pelo SUS são marcadas para depois que as pessoas estão em baixo da terra
O brinquedo das crianças é pular nos esgotos que correm no céu aberto
A unica alegria dos anciãos é quando chega o fim dos meses pegarem seu dinheiro que não dá nem para pagar um alimento digno
Toda hora pessoas inocentes são presas, torturadas e bandidos circulam livremente nas ruas
Passa ano, muda governo e tudo continua igual isto é, quando não piora
O sustento de crianças de 13 anos de idade é vender drogas nas esquinas ou até seus próprios corpos.
Depois da meia noite somos presidiários dentro de nossas próprios condomínios ou casas porque certamente estar após esse horário nas ruas é pedir para ser assaltado ou morto
Tem dias que esperamos mais de 1 hora nos terminais de metros e quando chegam, vem super lotados transportando o dobro, o triplo do permitido
Enquanto existem pessoas que gastam 700, 800 reais em um tênis, a outras que trabalham um mês inteiro para ganharem essa quantia e sustentarem suas famílias
E o governo ainda vem falar em igualdade social. Me pergunto é isso que se chama igualdade?
Ultimas noticias governo diz que a escola é muito mais um lugar de socialidade do que aprendizagem... sempre pensei que para se socializar existiam clubes, amigos, parques, mas não a escola virou um centro de sociabilidade e realmente com o incentivo que os professores recebem daqui a uns anos essa vai ser a unica função da escola do pobre.

Sale Rabagi

Há brasileiros morrendo na construção de estádios, para que empresários bem sucedidos recebam dinheiro, gerado pelos que pagarão para ver jogos de futebol, na Copa do Mundo.

Que bom se a família desses brasileiros mortos recebessem uma comissão gerada pelos que vão gastar dinheiro na Copa!

José Guimarães

A canhota para destros

Um gol perdido pelo capricho da perna destra pode ser um desastre cômico, mesmo para aqueles que possuem total concentração no pé direito. Driblar com a perna direita, trazendo pra dentro, arriscando um arremate com a mesma pode não parecer, mas é inviável - salvo por exceções. Mesmo assim o momento nos força a acreditar que é chutando de canhota que as coisas se complicam. E o risco de, numa situação dessas, bater com a destra, é uma “trivela inversa” - sei que o termo produz uma imagem desengonçada - que, pelo desequilíbrio induzido pelo curso livre da bola, após uma matada ou percurso indefinido, não chega a ser chute mascado ou espirrado, e vou comparar com uma desculpa da sinuca: faltou giz no taco. Como diria um conhecido narrador esportivo em seu comentário: "que beleza!"

Jogar com as duas pernas pode parecer um paradoxo. O jogador cresceu chutando com aquela perna direita, com a qual se sentiu mais à vontade para bater no gol, driblar, tomar a bola do adversário, fazer um passe. Criou uma perna viciada e, em momentos, descontrolada e alienada, egoísta; e com uma personalidade forte mas, nem por isso, livre do castigo da desatenção, que leva ao erro. Porque, ao passar do tempo é como se não lhe fosse permitido atuar com as duas, ou então, uma proeza para os craques (como muito se fala, para não dizer para poucos), ou mesmo que não sejam considerados craques, para pessoas que nasceram com uma habilidade especial, um dom: ser ambidestro. Criou-se um mito em torno do ambidestro, na proporção “8 ou 80”, que permeia o imaginário futebolístico. Por isso, esquece-se com frequência da natureza da perna esquerda; ela é preterida, mas pode ser tão surpreendentemente extraordinária e potente na mesma medida, que pode até apresentar um resultado superior ao comumente obtido pela destra. Fato que faz com que nem mesmo o autor do chute acredite no feito.

Embora nos apeguemos à simetria, ou seja, uma perna “igual” à outra, - pelo menos aparente, poupe-me da necessidade dos detalhes - de forma oposta, não há como negar que possuem mentalidades diferentes (ou pelo menos é a hipótese que sugiro - estranhas uma à outra). Quem nunca experimentou escrever com a mão esquerda, ou até mesmo, viu-se forçado a isso por alguma circunstância do destino ou do acaso? Em um primeiro momento é uma sensação desconfortante, comparável a andar em um ambiente escuro, desconhecido. Parece tudo ao contrário, se desenvolve para o outro lado, a caligrafia por mais que se tente com esmero, não se compara à escrita destra - atente que meu ponto de vista é o de um destro. Portanto, praticar a escrita com a mão esquerda é algo que se faz quando não se tem o que fazer (em situações muito isoladas, e é uma prática que ao passar do tempo é deixada de lado na medida em que o sujeito amadurece). E, em situações que exigem alta concentração, praticidade, agilidade e excelência, não é a esquerda que entra em ação, é a destra. E a perna canhota, partindo desta análise subjetiva dos membros superiores, pelo histórico do jogador de estar habituado a bater de direita, passa despercebida, esquecida. É como se o jogador, em seu imaginário, acreditasse que não há opção, se não bater de direita. Para o destro nato, bater de canhota não chega a ser considerada nem como última alternativa na maioria dos casos.

Por fim, a favor da canhota, há de se ressaltar o seguinte: imprevisibilidade. Aquele que ousa chutar com as duas pernas, entendendo a maneira como os pés buscam estratégias para bater na bola, torna difícil a reação do adversário quando esse exerce marcação, que tende, inconscientemente, a focá-la prevendo o chute com uma das pernas (a destra). Você já ouviu aquele ditado: Ele não sabia que era impossível, foi lá e fez. Pois, transpondo para o nosso texto, num “insight” futebolístico (me permito escrever): ele não sabia que era possível bater de canhota, foi lá e (não só bateu) fez um golaço.

Robinson Klaesius