Crônicas para Crianças

Cerca de 381 crônicas para Crianças

Sou a floresta e o rio preso naquela pintura,
Sou a parede branca suja por crianças,
Sou o hotel das pessoas de ontem,
Sou a música, sou a alma, tenho alma
[E um lápis
Sou um profeta do futuro,
Sou a casa da vizinha, você olha, mas não quer ver,
Sou a luz acesa, mas às vezes apago,
Sou o vaso quebrado e jogado e colado,
Sou da cor do céu, mas meu humor define qual tom,
Sou a poesia sem poeta,
Sou o cheiro que não senti da flor,
Sou intenção, me inventei e agora sou.

Jerry Dias

A REVOLTA DO LIXO

(Uma historinha para crianças de 0 a 100 anos)

Uma caixinha de leite condensado já devidamente vazia foi atirada no quintal por Dona Carmem, porque ela estava na varanda preparando um bolo; apressada e desatenta não viu a lixeira por perto. Uma chuva um pouco mais forte logo levou a caixa, que foi parar num córrego pertinho dali. Dona Carmem, que não é de fazer lambança, logo depois da chuva deu por si e foi procurar a embalagem. Não a encontrou, mas também não deu muita importância, porque afinal, era só uma caixinha.
Quando chegou ao córrego, a caixinha deu de cara com um jornal. Fez amizade com ele. Sem demora, um carrinho de madeira que estava logo ao lado se aproximou. Resmungão como ele só, reclamou do mundo e da vida e disse poucas e boas do menino que o desprezou. Pensava, inclusive, numa forma de se vingar, mesmo sendo apenas um brinquedo inutilizado pela falta de peças e por algumas partes quebradas.
Mas ali não havia somente caixa, jornal e carrinho. Além de muitas outras embalagens, impressos e brinquedos, também havia latas, vidros, plásticos, sacolas, garrafas pet, ferro, madeira... Uma infinidade de sucatas que lambões de todas as classes, idades, etnias e religiões atiraram nas ruas, nos quintais e pátios públicos. Isto sem contar com os não lambões, como Dona Carmem, que acabaram deixando a desejar, por causa da pressa e a desatenção que resultou dela.
Foi aí que aconteceu uma coisa inusitada: Toda aquela lixaria, que poderia ter tido sina mais digna, em muitos casos sendo reciclada e voltando a ser algo importante, resolveu se vingar dos cidadãos daquela cidade: Uniu-se à primeira chuva intensa e forte que não demorou a chegar, para punir a todos, até os que não tinham culpa, com uma enchente de proporções catastróficas! O evento gerou muitos danos, encheu as ruas de lama, ratos e doenças, e deixou centenas de pessoas desabrigadas!
O que não se sabe até o presente momento é se aquele povo aprendeu a lição ou se continua deseducado. Gente, desde que o mundo é mundo, é mesmo assim: Demora muito a aprender que a vida é um bem precioso e que ela depende muito do nosso amor por nós próprios e pelo ambiente que nos cerca.

Demétrio Sena - Magé-RJ.

“Espírito Natalino”

“Houhouhou...
É véspera de natal, as crianças despertam mais cedo
para desfrutar do momento que ainda está por vir.

A manhã se cala diante da natureza encantadora dos pequeninos.
Sua sutil inteligência age conforme seus sonhos, como
Papai Noel, desequilibrando os corações na busca de
um novo acontecer.

Os avôs observam atentamente o percurso dos tão aclamados, sentem a saudade bater a porta.
Relembram com orgulho seu passado...

Os pais vêem a hora chegar, quando então!!!
no sublime instante...
As lágrimas caem, como um riacho de felicidade.

A voz dos pequeninos soam profundamente, como
um piano a tocar, ao mesmo tempo destroem com seus
gritos ensurdecedores quando notam a presença do senhor
de barba branca entrar.

A lareira se esconde com tantos presentes, dando espaço
para o aconchego familiar.
São os gestos mágicos natalinos, indo de encontro com o
toque diferenciado, coberto de esperança, de amor.

Mas no final daquela noite a surpresa...
Um pequenino deslumbra a irradiante comoção.
Ele, olha com seus olhos singelos nos olhos vivos da
vida dos avôs e diz:

- Feliz Natal...”

Roberto dos Anjos

Lembra de quando eramos crianças, e não nos importávamos se nosso cabelo estava bonito, se nossa roupa estava limpa, se alguém iria pensar que você é louca. Eu gostava daquele tempo, as coisas eram mais fáceis, o mundo era perfeito aos meus olhos. Eu acreditava que um homem distribuia presentes para todas as crianças do mundo, em apenas uma noite. E também acreditava que existia, em algum lugar por ai, um coelho que fazia ovos de chocolate. Eu acreditava que em baixo na minha cama, existiam perversos monstros, e que escondido no meu guarda-roupa estava o pior deles. Eu lembro, que se eu fechasse os olhos eu poderia ir a Marte conversar com alguns alienígenas, ou então seria uma super-heróina, como nos desenhos do Super-Man. Eu podia ser quem eu quisesse, o presidente, o superman ou a mulher maravilha, eu podia ser a dona do Mundo e também da loja de doce do shopping. Hoje já me falaram que Papai Noel era apenas uma historia, que quem faz os ovos de chocolate é uma fábrica, que em baixo na minha cama, tem apenas sujeira, e no meu guarda-roupa, roupas, hoje minha imaginação é controlada, eu não voo mais nem vou a Marte, eu aprendi que pra tudo tem que ter dinheiro, pra ser presidente precisa de uma campanha, pra ser a dona do mundo preciso ter o triplo do dinheiro que o Bil Gates tem, e pra ser dona da loja de doce preciso de um financiamento. Antes tudo era mais fácil, mais bonito e divertido.
Sabe, eu sinto saudade de ser criança...

Carolina Langaro Silva

Um certo dia um homem foi em uma escola falar de DEUS. Chegando lá perguntou se as crianças conheciam a Deus, e elas responderam que sim. Continuou a perguntar e elas disseram que Deus é o nosso pai, que ele fez o mar, a terra e tudo que está nela, que nos fez como filhos Dele, etc. E o homem se impressionou com a resposta dos alunos e foi mais longe: “Como vocês sabem que Deus existe, se nunca ninguém O viu?”
A sala ficou toda em silêncio, mas Pedro, um menino muito tímido, levantou as mãozinhas e disse: “A minha mãe me disse que Deus é como o açúcar no meu café com leite que ela faz todas as manhãs. Eu não vejo o açúcar que está dentro da caneca no meio do café com leite, mas se não colocá-lo , fica sem sabor. Deus existe, e está sempre no meio de nós, só que não O vemos; mas se Ele sair de perto, nossa vida fica sem sabor...” O homem sorriu e disse: “Muito bem Pedro, eu agora sei que Deus é o nosso açúcar e que está todos os dias adoçando a nossa vida...” Deu a bênção e foi embora da escola surpreso com a resposta daquela criança. Deus quer tornar a nossa vida muito abençoada, mas para que isso aconteça é necessário deixarmos que Deus faça milagres e uma grande transformação em nosso coração. Pense nisso, hoje e não esqueça de colocar "AÇÚCAR" em sua vida!

Charlesk

Eu creio em dias azuis cheios de paz, com crianças correndo no parque, casais de mãos dadas à luz do sol de uma manhã clarinha.
Acredito na força dos sentimentos bons, na energia positiva e na colheita dos sonhos, que chega sempre nas mãos de quem semeia o bem, de quem espalha luz e alegrias!

Desconhecido

Definição de amor , segundo as Crianças.

O que é amor? Esta foi uma pesquisa séria feita por profissionais de educação e psicologia com um grupo de crianças de 4 a 8 anos. Respostas:

"Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, porque sabe que isso fere seus sentimentos“ Mathew, 6 anos.

"Quando minha avó pegou reumatismo ela não podia te debruçar pra pintar as unhas dos pés desde então é meu avô que pinta pra ela mesmo ele tendo artrite." Rebecca, 8 anos.

"Amor é quando uma menina coloca perfume e o garoto põe loção de barba do pai e eles saem juntos e se cheiram. “ Karl, 5 anos.

"Eu sei que minha irmã mais velha me ama, porque ela me dá todas as suas roupas velhas e tem que sair para comprar outras" Lauren, 4 anos.

"Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos, mesmo conhecendo-se há muito tempo" Tommy, 6 anos.

"Quando alguém te ama a forma de falar seu nome é diferente.“ Billy, 4 anos.

"Amor, é quando voce oferece suas batatinhas fritas sem esperar que a pessoa te oferece as batatinhas dela.“ Chrissy, 6 anos.

"Amor é o que está com a gente no Natal, quando você pára de abrir os presentes e os escuta" Bobby, 5 anos.

"Se você quer aprender a amar melhor, você deve começar com um amigo que você não gosta“ Nikka, 6 anos.

"Amor é quando voce fala pra alguém alguma coisa ruim sobre voce e sentimento que essa pessoa não ame mais voce por causa disso ai voce descobre que ela continua te amando e ate te ama mais ainda. “ Ssmantha, 7 anos.

"Há dois tipos de amor, o nosso amor e o amor de Deus, mas o amor de Deus junta os dois“ Jenny, 4 anos.

"Amor é quando mamãe vê o papai suado e mal cheiroso e ainda fala que ele é
mais bonito que o Robert Redford“ Chris, 8 anos.

"Durante minha apresentação de piano vi meu pai na plateia me acenando e sorrindo e era a única pessoa de quem eu não sentia medo.“ Cindy, 8 anos.

"Amor é voce falar pro menino que camisa linda voce ta usando e daí ele passa a usar a camisa todo dia." Noelle, 7 anos.

"Não deveríamos dizer eu te amo a não ser quando realmente o sintamos. E se sentimos, então deveríamos expressá-lo muitas vezes. As pessoas esquecem de dizê-lo“ Jessica, 8 anos.

"Amor é se abraçar, amor é se beijar, amor é dizer não“ Patty, 8 anos.

"Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro“ Mary Ann, 4 anos.

"Quando você tem amor por alguém seus olhos sobem e descem e pequenas estrelas saem de voce.“ Karen, 7 anos.

"Deus poderia ter dito palavras mágicas pros pregos caírem do crucifíxo mais ele não disse, isso é amor.“ Max, 5 anos.

Desconhecido

Olhando a beleza do mundo eu vi a razão de viver;
Eu vi as flores, com sua beleza;
Eu vi crianças felizes a crescer;
Eu vi a noite, eu vi o dia;
Eu vi o amanha e o anoitecer.
Pedi então, para aqui voltar;
Para viver, para sorrir, para cantar.
Cantando paz, cantando amor e alegria;
E esperar feliz o raiar de um novo dia.

Desconhecido

O que é o amor? (Segundo as crianças)

"Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela."
Chrissy, 6 anos

"Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos, mesmo se conhecendo há muito tempo."
Tommy, 6 anos

"Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, porque sabe que isso não vai te fazer bem"
Mathew, 6 anos

"Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro."
Mary Ann, 4 anos

"Se você quer aprender a amar melhor, você deve começar com um amigo que você não gosta."
Nikka, 6 anos

"Deus poderia ter dito palavras mágicas para que os pregos caíssem do crucifixo, mas ele não disse. Isso é amor."
Max, 5 anos

Sinceridade, a gente vê por aqui.

Desconhecido

"Domingo à tarde...
Ainda cheiro de manjericão na cozinha.
Crianças correndo na sala,
Conversa de tempos atrás.
Seria tão bom se domingo
Não tivesse o descalabre, o infortunio,
o delegado, o presumido,
o imprestável
do botão da TV ligada.
Seria tão bom
Se a gente só precisasse ouvir o barulho
de conversas fiadas.
De lembranças de infância
De sentir o cheiro de biscoito no forno.
Mas....Não há como viver mais isso.
Foi a tecnologia, meu caro.
Foi ela que nos roubou o prazer"

Denise Lessa

Rostinho travesso, sorrisos largos e sinceros, olhar de esperança.
Crianças deveriam ser assim, sempre e em qualquer lugar!
Do pouco que lembro, minha infância foi meramente maravilhosa!
Gostaria de voltar à essa época, se pudesse.
Sem problemas, sem responsbilidades, sem preocupações...
Era uma vida de gargalhadas, aprendizado e muita "festa".
É uma pena não podermos ser crianças para sempre!
Tão ingênuas, tão puras!
Queria ser cirança para sempre ;)

Mariana Y. Shiraishi

Era uma daquelas crianças que adorava fazer arte,
mas odiava levar bronca.

Toda arte que eu fazia e alguém via eu levava uma baita bronca,
me arrependia e ficava revoltada.

Então comecei a fazer arte escondida,
e quando alguém descobria ficava mais revoltada ainda,
não por ter feito a arte,
mas sim por terem descoberto...

Então de tanto quebrar a cara, aprendi a lição,
a de não deixar nenhum chato mais descobrir minhas artes,
pois me arrepender eu iria
se eu mais nada fizesse!

Dona Geo

Somos nos as crianças agora,
ambos com corações marcianos
e vénus venusianos,
tu com mascara de peixes,
e eu com minha mascara de teu aquário,
postos a dançar,
mas em guerra te sou o inferno,
frio, distante e com teus sentimentos brincalhão,
e nas ideias me mostro elegante de tal forma que te rendo,
te derrubo com minha ilusória razão majestosa,
porém, se tu és quem se mostra contundente e energética,
sabes bem como tirar-me de minha casa e nos joga ao caos,
então rapidamente me valho do jogo de cintura,
e tomo tua mão pra fugirmos pra saturno,
onde somos iguais.

Helom Egidio

Eu te chamava de meu peixinho, e te fiz juras eternas de amor,
somos tão crianças ainda e nem temos esperanças,
Naninha bailarina borboleta, fascinou meu coração,
e hoje nem me importo com os dias não contados,
a exato um ano acordei morto numa dessas noites de sábado,
um homem é feito de sonhos, e você já tem a quem amar,
e veja só, eu também tenho um novo amor, com certeza melhor,
mas os medos ainda afligem meu coração poeta,
deste bendito sonho que me trouxe a vida,
espero nunca acordar, mas na minha realidade morta
não amor pra se viver, não há paz ou prazer de ser feliz,
case-se comigo novo amor, e traga contigo o punhal prateado,
no dia que me deixares eu morrerei, e obrigado Naninha,
a infelicidade que me destes me fez homem.

Helom Egidio

As crianças de hoje nunca terão:

Bananas de Pijama, Ursinhos Carinhosos, Geloucos, Tartarugas Ninjas, Super Mario World, Tamagotchi, Pega Vareta, Pega Peixe, Elástico, Pink e Cerebro, Cocoricó, Chapolin Colorado, Amoeba, Du Dudu e Edu, Luluzinha, Bob o Construtor, Fofoletes, Peão, A Família Adams, Canetas perfumadas, Chiquititas, Mocinha, Super Nintendo, Zé Coméia, Coragem o Cão Covarde, Dragon Ball, Digimon, Power Rangers, Teletubies, Tortuguita, Zoboomafoo, Castelo Ratimbum, Scooby Doo, Corrida Maluca, Capitão Caverna, O Pimentinha, O Fantasminha Camarada, Kenan e Kel, Um maluco no pedaço, e muitos outros.

Isso sim eu chamo de bons tempos…

Karla Lins

Quando se ama
Quando se ama, nós queremos ser crianças
Fazemos coisas que não acreditamos
Brincamos, pulamos, sorrimos, dançamos
Quando se ama, ficamos com a vida cheia de esperanças
E quando não a o que se esperar
Nos machucamos, choramos
Amar talvez seja isso, ficar feliz com pouco
E esperar o que não vem.

Cesar Penna

As crianças mentem muito, para criarem situações, ao mesmo tempo, falam a verdade sem notar quando as vezes é a hora de mentir, omitir, ignorar e reter a visão que para ela não se restringe nunca, passando a ser um devaneio muito engraçado...
Dizem que criança não mente, mas é uma grande mentira.

Andy

Crianças...

Anjos... que são a alegria, que nos trazem a felicidade.
Vamos cuidar desses nossos anjos, tanta maldade eles não iriam aguentar.
Existe um dia que representa o que eles (as crianças) significam...
O amor, a pureza, a inocência...
Nos trazem a alegria de cada dia, um amor inagualável.
O amor dos nossos pequenos anjos...
São uma espécie rara, mas muito se encontra.
Um sorriso que nunca existiu igual, um pensamento puro que só eles tem.
Uma aurea maravilhosa, brilha, brilha, brilha.
Uma alma incente, cativante.

São esses... os anjos... AS NOSSAS CRIANÇAS!

Jéssica Gomes

Eu poderia escrever o seu nome no céu e dizer que ele é seu.
Eu poderia fazer crianças sorrirem, guardar o som desses sorrisos e te entregar.
Eu poderia fazer com as estrelas um caminho que te levasse para onde você quisesse ir.
Eu tenho certeza que a felicidade te acompanharia, ela ama seu sorriso.
Eu poderia sussurrar para a noite te dar bons sonhos..E também para que os bons sonhos te dessem boa noite.
Eu poderia brincar com a lua, e rezar a ela que te cobrisse com a inocência dela.
Eu sei,ela se tornaria escura e sentiria frio... Mas eu posso guardá-la em meu coração enquanto você dorme,não se preocupe.
Eu poderia chamar dezenove estrelas cadentes para darem as mãos e fazer de seu dia um pouco mais longo,para que você sorrisse mais,sonhasse mais. E no fim,você poderia apagá-las e fazer das nuvens um doce para as suas palavras.
Eu poderia pedir o vento que te abraçasse e fizesse cócegas em você.

Também pedir ao Sol que tocasse carinhosamente em seus olhos. Dessa maneira eles nunca parariam de brilhar, porque o mundo precisa dessa luz.

Se você sentiu rosas e um vermelho por esses versos, setecentas e setenta e sete vezes sete desculpas eu te peço. Mas se você apenas as encontrou, desculpe pela estranheza e não se preocupe... Eu as deixei cair enquanto escrevia. Elas pertencem a mim.

Gui Reple

Sentada numa velha cadeira de balanço,vendo três crianças brincando...
E eu apenas lamento,por que essas lindas pessoinhas um dia irão crescer,
Uma ira fazer tudo errado,achar que sua vida é um lixo é por isso se achara na obrigação de acabar com sua vida,drogar-se,prostituir-se,ira rouba,não vai ter paz,muito menos sossego...E por isso vai ser incapaz de ser feliz.
A outra,sempre fará tudo certo,mais nada vai dar certo na sua vida,ira sofrer alguma coisa que ira deixar incapaz de fazer alguma coisa,ira viver na pobreza...Mais a história dela não acabara por ai,ela ira arranjar um jeito de dar a volta por cima,ira ser feliz,ira realizar uma grande coisa,que antes nem ela acreditaria que fosse capaz,e vivera em paz e harmonia...Mais não se enganem,sempre podera dar uma revira volta e ela acabar que nem começou.
E a ultima...Ah a ultima criança...
Ira ter tudo,ira sempre viver em luxo,vai sempre alcançar suas métadas,ira sempre ganhar,vai estar sempre no topo...Com certeza você vai querer ser essa criança não é?Pois é...Eu não,porque?
Porque ela nunca ira ser feliz,ela podera achar a pessoa da vida dela,mais isso não é tudo,sempre ira viver em conflito com qualquer um,vai sempre achar que tem razão,e isso vai fazer com que ela perca as pessoas mais queridas...Poderá morrer no luxo,mais ira morrer na tristeza.
Desculpe-me pela grosseria,mais essa é a realidade de muitas pessoas,então pare e pense,sua vida nunca ira começar bem e acabar bem,e quando estiver diante dos problemas,não abaixe a cabeça,não se ache um lixo,não acabe com sua vida,não se ache melhor que os outros,não se torne uma criança que nem as outras,mostre-se que você sempre poderá ser feliz,tanto profissionalmente,amorosamente,tente sempre ser feliz no convívio com as pessoas que te cercam...Mais pra isso,faça o que ela não fizeram,e não façam o que elas fizeram,assim você poderá ser uma nova criança no meio das outras.
Enquanto eu,sempre estarei aqui...Observando as crianças pequenas,vela grande,velas morrer.
E ainda estar feliz,porque eu sei que em cada grupo de crianças,uma leu esse textinho e mudou sua vida...e que foi feliz,até nas piores horas.

Sandra Viscott