Criança Triste

Cerca de 65 frases e pensamentos: Criança Triste

Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem.

Carlos Drummond de Andrade

"Amanhã fico triste,
Amanhã.
Hoje não.
Hoje fico alegre.
E todos os dias,
por mais amargos que sejam,
Eu digo:
Amanhã fico triste,
Hoje não.
Para Hoje e todos os outros dias!!"

Encontrado na parede de 1 dormitório de crianças do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

"Amanhã fico triste. Amanhã. Hoje não. Hoje fico alegre. E todos os dias, por mais amargos que sejam, eu digo: Amanhã fico triste, hoje não. Para hoje e todos os outros dias!"

Encontrado num dormitório de crianças do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

Os filhos do lixo

"Gravei a tristeza, a resignação, a imagem das crianças minúsculas
e seminuas, contentes comendo lixo. Sentadas sobre o lixo.
Uma cuidando do irmãozinho menor, que escalava a montanha
de lixo. Criadas, como suas mães, acreditando que Deus queria isso"
Há quem diga que dou esperança; há quem proteste que sou pessimista. Eu digo que os maiores otimistas são aqueles que, apesar do que vivem ou observam, continuam apostando na vida, trabalhando, cultivando afetos e tendo projetos. Às vezes, porém, escrevo com dor. Como hoje.Acabo de assistir a uma reportagem sobre crianças do Brasil que vivem do lixo. Digamos que são o lixo deste país, e nós permitimos ou criamos isso. Eu mesma já vi com estes olhos gente morando junto de lixões, e crianças disputando com urubus pedaços de comida estragada para matar a fome.A reportagem era uma história de terror – mas verdadeira, nossa, deste país. Uma jovem de menos de 20 anos trazia numa carretinha feita de madeiras velhas seus três filhos, de 4, 2 e 1 ano. Chegavam ao lixão, e a maiorzinha, já treinada, saía a catar coisas úteis, sobretudo comida. Logo estavam os três comendo, e a mãe, indagada, explicou com simplicidade: "A gente tem de sobreviver, né?". O relato dessa quase adolescente e o de outras eram parecidos: todas com filhos pequenos, duas novamente grávidas e, como diziam, vivendo a sua sina – como sua mãe, e sua avó, antes delas. Uma chorou, dizendo que tinha estudado até a 8ª série, mas então precisou ajudar em casa e foi catar lixo, como outras mulheres da família. "Minha sina", repetiu, e olhou a filha que amamentava. "E essa aí?", perguntou a jornalista. "Essa aí, bom, depende, tomara que não, mas Deus é quem sabe. Se Ele quiser..."Os diálogos foram mais ou menos assim; repito de memória, não gravei. Mas gravei a tristeza, a resignação, a imagem das crianças minúsculas e seminuas, contentes comendo lixo. Sentadas sobre o lixo. Uma cuidando do irmãozinho menor, que escalava a montanha de lixo. Criadas, como suas mães, acreditando que Deus queria isso. Não sei como é possível alguém dizer que este país vai bem enquanto esses fatos, e outros semelhantes, acontecem. Pois, sendo na nossa pátria, não importa em que recanto for, tudo nos diz respeito, como nos dizem respeito a malandragem e a roubalheira, a mentira e a impunidade e o falso ufanismo. Ouvimos a toda hora que nunca o país esteve tão bem. Até que em algumas coisas, talvez muitas, melhoramos. Temos vacinas. Existem hospitais e ensino públicos – ainda que atrasados e ruins. Temos alguns benefícios, como aposentadoria – embora miserável –, e estabilidade econômica aparente. Andamos um pouco mais bem equipados do que 100 anos atrás.Mas quem somos, afinal? Que país somos, que gente nos tornamos, se vemos tudo isso e continuamos comendo, bebendo, trabalhando e estudando como se nem fosse conosco? Deve ser o nosso jeito de sobreviver – não comendo lixo concreto, mas engolindo esse lixo moral e fingindo que está tudo bem. Pois, se nos convencermos de que isso acontece no nosso meio, no nosso país, talvez na nossa cidade, e nos sentirmos parte disso, responsáveis por isso, o que se poderia fazer?Pelo menos, reclamar. Achar que nem tudo está maravilhoso. Procurar eleger pessoas de bem, interessadas, que cuidassem dos lixões, dos pobrezinhos, da saúde pública, dos leitos que faltam aos milhares, dos colégios desprovidos, de tudo isso que cansativa mas incansavelmente tantos de nós têm dito e escrito. Que pelo menos a gente saiba e, em vez de disfarçar, espalhe. Não para criar hostilidade e desordem, mas para mudar um pouquinho essa mentalidade. Nunca mais crianças brasileiras sendo filhas do lixo, nem mães dizendo que aquela é a sua sina, porque Deus quer assim.
Deus não quer assim. Os deuses não inventaram a indiferença, a crueldade, o mal causado pelo homem. Nem mandaram desviar o olhar para não ver o menino metendo avidamente na boca restos de um bolo mofado, talvez sua única refeição do dia. E, naquele instante, a câmera captou sua irmãzinha num grande sorriso inocente atrás de um par de óculos cor-de-rosa que acabara de encontrar: e assim se iluminou por um breve instante aquela imensa, trágica realidade.

Lya Luft

...o silêncio da noite é meu refugio, sou filho da escuridão, sou uma criança perdida e tristes. Já não sinto mais nada, somente medo.
mais medo do que???
medo de mim mesmo???
ou medo de tentar ser o que na realidade abominamos??..."
Não sei hj não procuro mais a felicidade e sim a paz, acho que isso vai me consola, saber que não sou feliz, mas saber que tenho paz em minha vida, paz e felicidade, seria bom juntas, mas me contento, aaaahhhhh como eu queria nossa como queria cara, falar o que eu acho, mostrar o que eu quero, viver o que eu sonho...... mas algumas coisas me conforta...
O primeiro passo foi dado, resta seguir andando, começar de novo, antes que eu megulhe novamente em minhas propias tentações , em meu proprio vicio... as vezes acho que sonho demais.... acho que estou no caminho errado....pq acredito que meus sonhos são somente sonhos...enquanto vivo em um profundo pesadelo...Eu quero esquecer algumas coisa..mas como esquecer u que mais amo... simples pare de amar....mas como???... simples pare de respirar!!!!!

Gustavo André

"É a mente que faz a maldade e a bondade, que faz a tristeza e a felicidade, a riqueza e a pobreza."

ABRACC ASSOCIAÇÃO BRA. AJUDA CRIANÇA COM CÂNCER

Se é triste saber que alguém na família tem câncer, quando esse alguém é uma criança, isso é terrível.
Carlos Albuquerque

ONG ABRACC ASSOCIAÇÃO BRA. AJUDA À CRIANÇA COM CÂNCER

Triste realidade

Quando se é criança, te fazem acreditar que você é uma príncesa, que vai crescer, esperar pelo seu príncipe encantado, ele te colocará num cavalo branco, vocês irão juntos para um castelo e viverão felizes para sempre.
Quando você cresce vê que a realidade não é tão facil assim. Descobe que príncipes encantados não existem, que cavalos brancos estão fora de moda e o castelo se você quizer terá que construir. Você é obrigado a enfrentar esse tipo de realidade logo depois do primeiro relacionamento frustrado. Quando seu ''príncipe'' se transforma em um sapo, seu mundo desmorona e toda aquela teoria de relacionamento perfeito começa a virar só um conto de fadas.
Depois disso voce volta a procurar, com bem menas esperanças do que deveria. Até cair em si e acreditar por fim que no mundo real, o mais possivel de um conto de fadas que você poderá encontrar são as aboboras, que não viram carruagens.
A realidade é baseada em conquistas diárias, você conquista alguem, conquista o amor desse alguem, e por fim conquista um relacionamento com o mínimo de frustrações diárias possíveis, no qual você pode não ser feliz para sempre, mas quem sabe vai poder se realizar e se surpreender todos os dias, sabendo que a sua vida não foi vaga como o fim de um conto de fadas, que termina num simples feliz sempre.

Amanda Vieira

Anjo que caiu neste mundo,
Para trazer a flor da paz,
Para adormecer a criança triste,
Chorando aos braços da mãe,
Vendo o sangue derramar.

Pobre criança,
Não chore,
Pois estou aqui para acalmá-la
vim trazer a flor da paz,
Para que todos esqueçam da tristeza,
E só chorem de felicidade,
E continue tendo o amor que há,
Fazendo com que a tristeza que nos dá,
faça com que não percebamos,
Que há guerra,
Mas que pensemos que há amor, paz, alegria,
Pois com tudo isso podemos fazer com que tenhamos,
Um mundo sem guerras, e violência.

Desconhecido

As crianças são tão especiais que pra elas não há tristeza nem solidão

Mente Solitária

Próximo trem

Lá se foi ele, carregado de gente
Pessoas felizes, tristes e esperançosas
Crianças, jovens e senhores e senhoras
Repartindo a alegria de partir ao rumo certo

Lá se foi ele, com a certeza de retornar
Com gente que vai ficar ou que vai voltar
Uns a morte vai levar, outros a vida vai guardar
Certeza é que ninguém sabe do que o futuro é capaz

Lá se foi ele, rápido demais, fugindo da lentidão
Mas de nada adianta, se vai parar na próxima estação
Desta vez o perdi, talvez me atrase, pouco ou muito
Não importa, o próximo trem parte em dez minutos

Rafael D'Oliveira

Ser criança é ter a inocência de transformar o mal em bem, choro em sorriso e a tristeza em alegria é caminhar sobre pedras e fazer delas uma eterna brincadeira, hoje ser criança é fundamental mesmo que se ache adulto, ser criança é viver mas um pouquinho, saber que o caminho é longo mas que podemos viver em etapas e desfrutar de cada uma delas, pois assim teremos uma historia para contar em um futuro bem distante.

Berenice Gomes

Triste mesmo é você ver, crianças passando fome, sendo abusadas, sendo escravizadas, em linha de tiro, entre outras coisas, e não poder fazer nada.

Yasmin Barros.

Sou criança, mas eu sou feliz, enquanto muitos fingem ser adultos e vivem uma total tristeza escondida...

Davide Pacheco

Felizes são as crianças e os inocentes ja que não sabem da triste verdade.

Leonardo e Souza Carvalho

Triste pensar que boa parte das crianças e pessoas desaparecidas sai de casa por vontade própria em busca de amizade (amor) na rua, nos órgãos assistenciais e até m esmo nos grupos criminosos.

Chafic Jbeili

Imensa tristeza invade meu coração.
descobri que há muito não sei ser criança.
Esqueci como se faz aviões e barquinhos de papel.

Menina do Mar

"Hoje me veio a lembrança...
De um adolescente por dentro triste criança,
Vivendo em plena batalha, solitário em um banco na quadra,
Cabisbaixo entre lagrimas, ouvindo aquela "nossa" canção
E fumando um amargo cigarro de palha."

Leonardo L. X de Souzza

No sorriso de uma criança, perde-se a tristeza, porque onde elas se encontram a alegria toma lugar.

Mirna Rosa