Convivência com o outro

Cerca de 279 frases e pensamentos: Convivência com o outro

A amizade não é feita por apenas um olá, mas sim por dias, semanas e meses de convivencia.. aprendendo a respeitar opiniões e construindo CONFIANÇA.

Mariléa de Oliveira

A inocência é perdida durante a convivência com a vida.

Pâmela Honorato

Perda-se .



Me analise, busque perfeição e tenha uma fácil convivência .
Mais entenda que agora já é tarde e esperar é morrer por escolha.
Amar é viver e conviver com morte e vida no presente .
Por que passado , passado não é amor , passado é lembranças .

Se isolar é buscar felicidade , se é necessário multidão pra ser feliz você é e sempre será escravo dos homens.

Ramon Silva

A convivência comigo vai ser fácil até o momento em que eu me apegar demais. Dai eu vou sentir ciúmes de tudo e qualquer coisa que chegar perto de você.

Dandara Oliveira

Ser pacífico é muito diferente de ser submisso. A pacificidade promove a boa convivência, já a submissão, o desrespeito e a exploração.

Rogério Carvalho

A amizade é um factor primordial para o desenvolvimente de qualquer convivência social.

Jesus Eduardo Fernando J-tussa

Toda vez que buscamos desacreditar esse ou aquele amigo, depois de havermos trocado convivência e intimidade, estamos desmoralizando a nós mesmos.

Chico Xavier

Paixao e razao. Uma convivencia dificil! ou impossivel?

antonio gomes lacerda

Os retratos da criança nos conflitos do casal transformam em múltiplas idéias uma má convivência, ou até mesmo revoltas psicológicas sem endereço.

Erasmo Shallkytton

Educar é um ato de coragem e afeto

Desde as mais remotas civilizações, a convivência social foi um grande desafio. Mulheres e homens, crianças e velhos, cada um à sua maneira tentou ao longo dos tempos percorrer os caminhos da sabedoria para encontrar a tão sonhada felicidade. O ser humano é social, não vive sem o outro e, sem o outro, não consegue ser feliz. Nesse instigante espectro, podemos reconhecer a grandeza divina - somos mais de cinco bilhões de pessoas, e somos únicos. Não há duas pessoas iguais. Sonhos, medos, alegrias, desesperanças... Vida. Nesse mosaico fascinante é que se percebe a importância e a grandeza da arte de educar. Educar é um ato de cumplicidade, de troca, de amor. Educar é ato de vida, o caminho e o encontro da felicidade. Educar é arquitetar e construir o futuro, é o abnegado ofício de plantar e colher. O grande desafio da sociedade contemporânea está aí: educar! Garantir, pelo conhecimento, a liberdade e o desenvolvimento dos povos. O problema econômico mundial passa pela educação. Povo educado tem mais higiene, consequentemente mais saúde. Povo educado trabalha melhor, portanto tem mais produtividade. Ou seja, com bons níveis educacionais se gasta menos, se ganha mais. É comum termos contato com relevantes dados do mundo informacional, a revolução tecnológica, o progresso científico, os avanços da engenharia genética e outras espetaculares façanhas conquistadas pela mente humana. A máquina alcançou patamares impressionantes, é verdade. Entretanto, o ser humano chegou ao macro e ao microcosmos, mas, não chegou ao essencial. Se as viagens entre países e continentes ficaram mais rápidas e seguras, a viagem ao interior humano ainda é penosa, complexa e rara. Em pleno Século XXI ainda se fala em discriminação, preconceito, isolamento racial, social, econômico. Na vivência da era digital, ficção literária e cinematográfica, a violência não cedeu espaços à paz, a tão desejada paz entre mulheres e homens. Assim, podemos afirmar que a educação é um ato de coragem e afeto. Coragem, porque não será a máquina ou o computador que substituirão o maestro da orquestra, o regente do processo de saber, a essência da educação: o professor. Nesse contexto, a educação torna-se ainda mais importante. Afeto, porque educar é um ato de amor ao próximo e a si mesmo. Quem educa não apenas ensina como, permanentemente, aprende. Crescem ambos os que estão envolvidos nesse diálogo, o mestre e o aprendiz. Porque se confundem na mesma pessoa, na troca de conhecimento. Na evolução pelo saber. No equilíbrio do amar e ser amado, do dar e receber. No universo cada vez mais competitivo que ora vivemos, coube à escola também acumular a tarefa da educação como forma de preparar para a vida, como um todo. Construir homens e mulheres capazes de não apenas viver, mas, principalmente, entender a vida e participar dela de forma intensa. Gente que, pelo saber, exerça a liberdade com responsabilidade e saiba defender os seus direitos; verdadeiros cidadãos. Por tudo isso, o papel do professor tornou-se ainda mais importante. O ato de ensinar, de aprender e, junto com os alunos, descobrir novos e maiores horizontes passou a exigir ainda maior empenho e dedicação. No mundo globalizado, para que o professor consiga cumprir o seu compromisso de preparar de forma ampla para a vida cada um de seus alunos, é preciso ter em mente mais do que um bom projeto pedagógico, um bom aparato didático - é indispensável ter coragem e dar afeto. Nesse sentido, mais do que nunca, faz-se indispensável a valorização do professor. É primordial que, além da consistente formação acadêmica e prática, o professor possa ter acesso a constantes programas de atualização e desenvolvimento profissional, participe do projeto de educação do qual será o agente e, claro, seja remunerado com dignidade e tratado com respeito. O aprendizado transcende os muros da escola, ultrapassa os limites dos graus de formação, é necessidade constante de todos, professores e alunos, dentro e fora da instituição. Eis o grande desafio da sociedade e dos governos: desenvolver uma Educação substantiva. A escola deve ser um espaço sagrado, no qual a convivência seja prazerosa. É o sonho e a realidade que se misturam na nobre missão de construir uma sociedade iluminada. A revolução da Educação é a revolução da humanidade. Colheita de uma semeadura corajosa e competente. Luz que poderá fazer germinar uma geração sem preconceitos e discriminações; com menos violência e apatia. A revelação do melhor, a essência do bem, o encontro da felicidade.


Publicado no Jornal A Tribuna - Santos

Gabriel Chalita

O perdão é incondicional, a convivência, não.

Antonio Francisco

“Acredito em paixão à primeira vista. Amor, não. Ele vem com o passar dos dias, com a convivência, com os segredos ao pé do ouvido, com as revelações diárias, com a aceitação do outro exatamente como ele é: imperfeito.”

Clarissa Corrêa

O viver de amanhã depende da convivência de hoje

Renan Rios

O amor não se manifesta apenas no ato de convivência, da cumplicidade, etc., mas, sim no querer o bem de alguém mesmo este estando distante; ainda que não lhe ame, não lhe quer ou não lhe deseja. Enfim, o amor é ter compaixão, querer o bema alguém ainda que sem merecimento.

Ataíde Lemos

Fate and its theater.

Incrível como a convivência pode gerar atrações. – Talvez você nunca tenha notado certa pessoa, mas a convivência lhe faz conhecer, admirar e conseqüentemente, se interessar. Se interessar por um dia, uma semana, um mês, uma hora – que seja. Mas a convivência, melhor, o conhecimento, pode atrair facilmente. – É que talvez o cabelo daquela pessoa não seja tão arrumado, os olhos não sejam tão atraentes, a boca não seja tão bonita, o corpo não seja tão esbelto. – Mas o conhecimento lhe faz notar uma beleza que não se acaba, um sorriso que não desiste, uma coragem que não se abala, lhe faz notar que aquela pessoa tem mais a te oferecer do que você pode imaginar, lhe desperta curiosidade, e talvez não passe disso. – Mas é incrível, incrível como os olhos podem notar tudo e ao mesmo tempo nada, incrível como as pessoas podem causar impressões totalmente diferentes do verdadeiro ser que são. – "Make chemistry, please! I need a love and I need to venture..." – Interessante como o interesse pode surgir de um olhar ou de simples palavras sábias.

Gabriella Beth Invitti

O amor se desenvolve através da convivência e o contato constante entre as pessoas e, sem envolvimento não há amor.

Valdeci Alves Nogueira

O amor só é sentido ao supremo com a convivência, quando há uma empatia, o amor é paciente, é benigno!

Luan Melo

A convivência ajuda a descobrir no outro o que ele têm de melhor!

Samir França

O amor requer proximidade, olhos nos olhos, tato, troca, confiança, convivência e saudade. O amor requer alguma sanidade e um quê de loucura, algo que nos livre das garras sinistras do cotidiano e nos mantenha com as emoções à flor da pele. O amor requer amar, sobretudo amar quem nos ama e caminha incondicionalmente ao nosso lado. O amor requer, antes de qualquer coisa, que seja verdadeiro, sincero, intenso, porque a verdade é a semente, a raiz e o caule de todo e qualquer bom sentimento.

Renée Venâncio

Amo as pessoas, detesto a convivencia e adoro as frequencias, pois as pessoas são puro mistério, convivencia é o desvendar das aparencias e as frequencias o admirar da criatura.

Dircila Soares