Convites de Festa

Cerca de 683 frases e pensamentos: Convites de Festa

Venham, venham todos!
Aproveite esse momento único.
Meu coração está em festa.
Tudo o que é mais quero é celebrar.
Venha se estiver triste:
Alegre ficará.
Venha se quiser compartilhar sorrisos:
Vamos fazer uma exploção de ALEGRIA!

Everton Legari

NESTA CASINHA SINGELA,PODE CONTAR COM UM ABRIGO,SEMPRE É DIA DE FESTA QUANDO RECEBE UM AMIGO.

Sabedoria popular

Em sonhos eu tenho o teu amor. Acordar é como adoecer no dia de uma grande festa.

Ludmila Clio

"Aniversário não é só bolo e festa, é também amadurecimento!!"

Rodrigo souza

Muitas vezes,
sou a festa
em outras,
o silêncio do voo das borboletas.
do meu poema - Meus mundos

erotildes vittoria

O camarada socialista diz ao amigo capitalista na entrada de uma festa...
Camarada este mês o partido continuou diminuindo a distribuição de gêneros alimentícios, por isso recorri ao mercado negro para abastecer minha moradia... estou desprovido financeiramente.
O capitalista de forma imediata, oportunista e idealizadora fala !
Camarada, por uma sociedade justa e igualitária... hoje a cervejada é por minha conta !
E viva o pró-labore pela distribuição de lucros !

leo camargo

Se tudo nessa vida fosse festa, estaria festejando minha tristeza agora.

carol

O sucesso é uma festa para a vaidade, mas é uma armadilha para o sentimento.

Marília Masgalos

O POVO E A COPA

A copa do mundo tá chegando,
um mês de festa vai chegar,
vários países no nosso país,
milhares de pessoas irão os prestigiar.

Povo rico, povo pobre,
o que importa para os governantes é o dinheiro,
eles não ligam para quem não tem nem o que comer,
os tratam como porco no chiqueiro.

Pessoas de tantos lugares,
cores de todas as cores,
nem imaginam toda a realidade,
povo passando fome e sede,
sem nem ter onde morar essa é toda a verdade.

Brasil nosso Brasil,
Brasil de todos os povos,
será onde isso vai chegar?
Ao final de tudo isso irão ligar para os necessitados,
e eles vão ter onde morar?

Dignidade, honestidade e sustentabilidade,
isso e muitas outras coisas estão faltando,
enquanto milhões de brasileiros estão dormindo na rua,
os ricassos do poder estão só esbanjando.

Os estádios da copa estão destribuídos em 12 cidades,
duas delas sendo São Paulo e Rio de Janeiro,
povo meu povo querido e inocente,
não comemore,
pois foram construidos com seu dinheiro.

Com certeza a copa no nosso país é motivo de muita festa,
é motivo para comemorar,
mas, como entrar na folia,
cantar, gritar e pular,
se os ingressos são tão caros que poucos podem comprar.

Trabalhadores rurais, caminhonerios, comerciantes,
até os que não tem emprego pagarão,
no entanto, a presidente e os governantes no geral,
são os únicos com motivos para comemoração.

Ronaldo diz: O Brasil não precisa de hospitais,
e sim de estádios para a copa do mundo,
mas a realidade é que enquanto a copa rola,
a saúde no Brasil fica cada vez mais lá no fundo.

Bem, essa foi uma maneira de mostrar como nosso pais está,
com uma copa como essa todos nós,
todo o país vai parar,
mas, será que com tantos problemas como a desigualdade social,
nosso país tem capacidade de uma copa sediar?

Sales Macedo e Cesar Macedo

A Páscoa é a festa da Ressurreição de Jesus Cristo, é a festa vida, da vitória. A vida que venceu a morte, a festa do amor, porque foi por amor que Jesus Cristo, o Filho de Deus humano, morreu na Cruz para a nossa salvação. A festa da Vida do Cristo Ressuscitado e de todos os cristãos. Vivamos, pois, como ressuscitados em Cristo, A PÁSCOA .
Aquele que disse: “Eu sou a ressurreição e a vida” esteja com vocês.
Feliz Páscoa!
Prof Lourdes Duarte

Prof Lourdes Duarte

Ninguém disse que casamento é fácil. A festa do casamento pode ser um evento, mas o casamento em si é uma conquista. Ele leva paciência, cuidados e muita entrega de si mesmo.

Max Lucado

Mais um dia no calendário

Contam sem querer,
fazem festa por ele
outros nem querem saber!

Paola Rhoden

Ricardo Cabús

O dedo mindinho

Roberta e Marcelo se conheceram numa festa na casa de Antônio. Ninguém os apresentou. Ela era amiga de um primo de Antônio, que na verdade desejava mais que a sua amizade e sempre que havia oportunidade a convidava para acompanhá-lo em festas, cinemas e aniversários de boneca. Marcelo estava no barzinho quando Antônio falou para uma pessoa da sua mesa sobre a festa. Ele não resistiu e se auto-convidou. Antônio fez questão de enfatizar o convite, mas não acreditava que ele iria. Ele foi.

- Você é amigo do Antônio?
- Bem, na verdade eu estava ...

Ela começou a interessar-se por sua conversa franca. Sempre concluindo as frases com um leve sorriso que transmitia ternura, Marcelo falava sobre política, esportes e economia com conhecimento de causa. Sua segurança deixava Roberta cada vez mais interessada. O diálogo continuava sob os olhares enciumados do primo de Antônio, que mais uma vez via seu desejo frustrado. Roberta falava das suas viagens ao exterior. Como se sentiu ao ver a Mona Lisa.

– É impressionante, todos aqueles quadros enormes e bonitos, naquele salão gigantesco, mas todos não conseguimos desgrudar os olhos dela. Não sei se por influência da mídia ou por ...

Marcelo interrompeu-a e passaram a falar sobre a influência da mídia nas eleições. Daí para a participação dos artistas na campanha política. Música. Foi quando ele revelou que não resistia aos primeiros acordes de Adios Nonino e ela brilhando os olhos assumiu-se fã incondicional do Piazzola. Eles lembraram a participação do Piazzola e seu quinteto no Chico & Caetano da Globo.

- Foi 85?
- Acho que foi 86.
- Sem duvida a música era Adios Nonino.
- Claro.

Passam a cantarolar tã-tãããã-tã... O beijo é conseqüência.

Dois anos depois, Antônio é padrinho de casamento de Roberta e Marcelo.

Eles eram considerados aquele casal legal. Boa conversa, sempre de bom humor, eram sempre os primeiros das listas de convidados para as festas. Era comum ouvir: ‘Será que a Roberta e o Marcelo não vêm à festa? Isto aqui tá um velório sem eles’. Eles sempre chegavam atrasados, sempre por culpa de Marcelo que queria decorar as últimas piadas, e saber de todas as notícias do dia para compartilhar com os amigos. Roberta não se aborrecia pois sabia que isto fazia parte do clima. E no final daria mais tempo para ela retocar a maquiagem. Ao chegar Marcelo sempre culpava Roberta, que com ar manso, apenas sorria. Assentada em sua maturidade, quando questionada pelas amigas apenas dizia: ‘Nada, deixa ele’.

Com vida sexual ativa e feliz, eles não planejavam ter filhos antes dos 35. Ele sempre usava camisinha e ela tomava a pílula, assim ambos tinham o seu controle. Filho só quando os dois quisessem. Viagem uma vez por ano. Nunca para o mesmo lugar. Ela praticava tênis, ele corria toda manhã. Quando surgiram os primeiros sinais de envelhecimento físico, ambos recorreram ao bisturi.

Tudo ia muito bem até a noite de terça-feira, 29 de fevereiro de 2000.

Ele chega mais cedo do trabalho, prepara um jantar simples, mas com todo carinho: arroz e estrogonofe de frango, vinho branco chileno. Sobremesa: pudim de leite condensado, o preferido de Roberta. O Contreau é posto no freezer, dentro de um saco com água, que, segundo Marcelo, faz com que a bebida atinja uma consistência cremosa única.

Roberta chega em casa no horário de sempre, e fica emocionada ao encontrar a sala de jantar detalhadamente arrumada. Mesa com as melhores louças, a toalha com linhas geométricas, o castiçal no meio com 4 velas, guardanapos dobrados em forma de pétalas – Marcelo adora origami. O bandoneon de Piazzola soava delicadamente os acordes de Adios Nonino. Beijos e lágrimas.

- Meu amor o que é isto?
- Ah, bem, não sei. Hoje tive uma imensa vontade de preparar uma surpresa.
- Eu te amo.

Após o jantar, o vinho e quase um litro de Contreau ouvindo Piazzola, cada peça de roupa é tirada em um ritual quase tântrico. O aroma exalado pela essência indiana usada para massagem e a refração da luz das velas no vidro da mesinha de canto completam a atmosfera. O tempo não importa e a entrega é plena. Até que Marcelo começa a chupar o dedo mindinho do pé esquerdo de Roberta. Ela pede delicadamente para que ele não continue. Ele, inebriado pelo clima, continua, enquanto Roberta oferece outras partes de seu corpo. Marcelo insiste e ela fica tensa.

- Meu amor eu não tou gostando, não tou sentindo prazer.
- Você não quer se entregar. O que está havendo?
- Nada querido, apenas não tou gostando agora; quem sabe outro dia?

Marcelo levanta-se, sai da sala sem falar.

Dia seguinte, os olhares já não são mais os mesmos, as palavras já não são mais as mesmas. Eles já não são mais os mesmos. Por um mês eles tentam recompor o clima perdido, em vão. Amigavelmente se separam aos 34 anos, sem filhos.

Hoje Roberta está casada com o primo de Antônio, tem dois filhos e um restaurante de comida indiana. Parecem felizes. De Marcelo não se tem notícias.

Ricardo Cabús

Meu coração está em festa, transborda emoção.
Minhas noites estão diferentes,
me sinto incapaz de descrever... É amor, só pode ser.
O que antes era um deserto, hoje é o te ter aqui bem perto.
O que antes era apenas o incorreto, hoje é o certo, o amor sem qualquer discriminação por dialeto.
Encontrei em você o abraço, o convite pra ficar aqui bem perto.
O amor que é um tanto inquieto.
O amor sem vaidade, o amor de verdade, o amor que deseja apenas habitar no mesmo teto...
Ter filhos, netos e bisnetos.
O amor de um casal, que viverá para sempre debaixo de um mesmo teto.

Leonardo Sasse

"As pessoas felizes demais nunca me passaram confiança.Essa coisa de que a vida é festa e não existe nada errado, não me brilha aos olhos"

Amanda Rayla

Demétrio Sena, Magé - RJ.

O carnaval é uma festa em que muitos fingem que fingem... ou se fantasiam de quem são.

Demétrio Sena - Magé-RJ.