Conto Popular

Cerca de 370 frases e pensamentos: Conto Popular

O livro mais popular
Há um livro cheio de relatos conflitantes o qual quase ninguém se atreve a contestar.
Os livros nos contam historias que aconteceram, mas este é especial,porque nos fala de um passado renovado,como um museu de coisas novas ou como adivinhar que um doente terminal ira morrer ,mas a família não aceita e toma a ilusão como consolo.
Tem diversos nomes entre eles livro sagrado.E de certa forma é uma auto-ajuda conhecer os pecados.Mas quem poderia a primeira pedra atirar se já nascemos pecadores.
Meu velhos companheiro,tem me ajudado,é um bom conselheiro,guarda meus segredos e esta sempre ao meu lado.
Conheçam então o novo melhor amigo do homem,para tudo ao longo dos séculos tem servido.
E para quem não gosta de ler,ai vai a dica,é só imaginar o que há gravado.É assunto para todo tipo de leitor,se você não acredita é só folhear até encontrar o que busca.
Das reflexões aos contos eróticos.
Digo que este é o livro do século,há séculos foi editado.
O livro mais popular.A Bíblia(Leia o livro sagrado).

Sophya Lispector

15 maneiras de ficar popular na sua sala de aula!!!

1º)Seja amigo(a) de todos e não seja nunca injusta.
2º)Conheça pelo menos 2 turmas inteirinhas.
3º)Não brige e não discuta so se realmente for necesario.
4º)Nunca seja mandada para o s.o.i .
5º)Não seja mal-educado.
6º)Não seja amigo de otários .
7º)E não seja otário.
8º)Não desobedeça os funcionários.
9º)Seja legal e CONSCIENTE.
10º)Não chegue nem um pouco perto de falar palavrões.
11º)Não seja invejosa(o).
12º)Não tenha nenhum dos sete pecados capitais.
13º)Não seja medroso.
14º)Seja boa(o) na educação física.
15º)Seja sempre firme.

SIGA ESSES EXEMPLOS PARA NÃO SE DAR MAL!!!

Fernanda Souza

Doideras figurativas expressivas ou criticas popular pessoal q não tá preocupado com o pronograma avaliativo dos manifestantes ativos ou restritivos mais ou menos voce entendeu ou eu tambem não;

Estamos sempre nos preparando pra mudanças,tranformações e coisas assim em forma de atualização porem nunca esperamos q o inesperado seja bom ao contrario buscamos formar,estruturar as informações como queremos expressar ou até como se deve apenas mas dois componentes como a agua e o ar fora de sintonia nunca teremos um bom banho mesmo no melhor lugar pra alojar ou locar um espaço projetado ao dado.
Contudo é como um guarda roupa cheio de roupas a vida q podemos planejar,revirar até encontrar uma q encaixe com nossos olhares mas na verdade queremos pegar o inesperado e faze-lo o esperado inacreditavel,viavel e tranformavel pra ser comum aos outros e incomum pra integrar ao comum o incomum de ser mais um,..., com muitos mais um,-, mas q cada um sendo mais um ouh não-umh, ver q mais é parte de 1.Colega deo se nessa essa mistura de respondadeste com 3 t ou linha.Pipa arriada ou coiseras lançado.

Eron de Sousa Tavares

Você é Pequeno , Pois Cabe Em Meu Coração .

Me pediram para escrever popular, Eita parece ser fácil mas é tão quanto dificíl concilar, fascinante explicarei o meu verbo , este o de amar , palavra forte significativamente única , afável e construtiva , causante e justa , cujo propósito é direcionado á quem comprazo me e concede me a honra em falar , de seu gesto amigo , irmão , desconhecido , sem interesses ou motivos em ter ou não condições , se vai dar certo ou até onde isso pode dar , sua educação e humildade , já faz jus á mesma fé ,comunhão e paz, o julgo ainda pesado , mas unidos buscamos á luz, ao intuíto de sermos coroados , em um reino de glória , este o de Cristo Jesus , Para mim você é pequeno, pois cabe em meu coração, e para os demais voe é grande , pois não cabe no coração deles . Obrigado Majestoso Deus ! Por tornar minha vida fácil , ajuntou apenas os melhores ao lado deste fraco ser , minha amada esposa Marinalva , e meus filhos , Jefferson e Miguel , e um irmão inseparavel Jeovah Raony , E isto escrevo em um pergaminho de cristal , e de ouro esferográfico o pincel , e tinta magnífica de um fornecedor importante lá do céu .

Agradecido !

Gerson Basilio da Silva

DITADO NÃO MUITO POPULAR:
Sentei para almoçar na padoca da esquina, acabara de fazer meu pedido à já cansada garçonete, numa mesa ao lado amigos divertidos conversavam, quando um de seus integrantes bradou em alto e bom som: " Quem ri por ultimo ri melhor" .
Aquilo entrou muito rápido nos meus ouvidos, e mais rápido ainda saiu por todos os poros numa verdade arrepiante, como se alguém sussurrasse em meus ouvidos:

"MARCELO, QUEM RI POR ÚLTIMO PERDE A CHANCE DE SE EMOCIONAR NO FINAL!!"

Marcelo Cavicchioli

" A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo.
Para ser popular é indispensável ser medíocre."
Oscar Wilde

Não é fácil assimilar essa máxima de Oscar Wilde.
Todos queremos causar a melhor impressão possível, todos gostamos de ser populares entre os amigos.
Não fora assim, ninguém estudaria, seria culto, teria boas maneiras e procuraria se apresentar bem vestido, limpo etc.
Estaria Oscar Wilde recomendando que fossemos medíocres?
Certamente não!
Ele quer dizer que jamais seremos unanimidade nas relações interpessoais de um grupo de pessoas, especialmente se esse grupo for heterogêneo.
Quanto mais brilhante você for mais inimigos terá!
E isso ainda ainda é muito bom e é válido, uma vez que a alternativa é ser medíocre.

Marinho Guzman

... A sabedoria popular nos ensina que há sempre um aprendizado a ser recolhido depois da dor. É verdade. As alegrias costumam ser preparadas no silêncio das duras esperas. Não é justo que o ser humano passe pelas experiências de calvários sem que delas nasçam experiências de ressurreições.

Por isso, depois do cativeiro, o aprendizado. Ao ser resgatado, o seqüestrado reencontra-se com seu mundo particular de modo diferente. A experiência da distância nos ajuda a mensurar o valor; e o seqüestrado, depois de livre, mergulha nesta verdade.

Antes da necessidade do pagamento do resgate, da vida livre, sem cativeiro, corria-se o risco da sensibilidade velada. A vida propicia a experiência do costume. O ser humano acostuma-se com o que tem, com o que ama, e somente a ruptura com o que se tem e com o que se ama abre-lhe os olhos para o real valor de tudo o que estava ao seu redor. As prisões podem nos fazer descobrir o valor da liberdade.

As restrições são prenhes de ensinamentos. Basta saber parturiar, fazer vir à luz o que nelas está escondido.

A ausência ainda é uma forma interessante de mensurar o que amamos e o que queremos bem. Passar pela experiência do cativeiro, local da negação absoluta de tudo o que para nós tem significado, conduz-nos ao cerne dos valores que nos constituem.

O resgate, o pagamento que nos dá o direito de voltar ao que é nosso, condensa um significado interessante. Ele é devolução. É como se fôssemos afastados de nossa propriedade, e de longe alguém nos mostrasse a beleza do nosso lugar, dizendo: “Já foi seu; mas não é mais. Se quiser voltar, terá que comprar de novo!” Compramos de novo o que sempre foi nosso. Estranho, mas esse é o significado do resgate.

Distantes do que antes era tão próximo, recobramos de um jeito novo. Redescobrimos os detalhes, as belezas silenciosas que, com o tempo, desaprendemos a perceber. A visão ao longe é reveladora. Vemos mais perto, mesmo estando tão longe. Olhamos e não conseguimos entender como não éramos capazes de reconhecer a beleza que sempre esteve ali, e que nem sempre fomos capazes de perceber.

No momento da ameaça de perder tudo isso, o que mais desejamos é a nova oportunidade de refazer a nossa vida, nosso desejo é voltar, reencontrar o que havíamos esquecido reintegrar o que antes perdido ignorado, abandonado. O que desejamos é a possibilidade de um retorno que nos possibilite ver as mesmas coisas de antes, mas de um jeito novo, aperfeiçoado pela ausência e pela e pela restrição.


Depois do resgate, o desejo de deitar a toalha branca sobre a mesa, colocar os talheres de ocasião sobre mesa farta. Fartura de sabores e pessoas que nos fazem ser o que somos!

Refeição é devolução! Da mesma forma como o alimento devolve ao corpo os nutrientes perdidos, a presença dos que amamos nos devolve a nós mesmoss. Sentar à mesa é isso. Nós nos servimos de alimentos e de olhares. Comungamos uns aos outros, assim como o corpo se incorpora da vida que o alimento lhe devolve. A mesa é o lugar onde as fomes se manifestam e são curadas. Fome de pão, fome de amor!


Depois do cativeiro, a festa de retorno, assim como na parábola bíblica que conta a história do filho que retornou depois de longo tempo de exílio. Distante dos nossos significados, não há possibilidade de felicidade. Quem já foi seqüestrado sabe disso. Por isso, depois do seqüestro, a vida nunca mais poderá ser a mesmaaaa.

Pe. Fábio de Melo

O MEU PREÇO É...

Diz o ditado popular:
"quem não te conhece que te compre".
Está certo?

Quem não me conhece não me compra,
pois desconhece o meu valor.

Quem me conhece também não me compra,
pois conhece o preço já pago por mim.

Porém, ninguém me conhece mais que ELE e,
mesmo sem eu merecer, me comprou.

...O SEU SANGUE...

Saulo Gurgel de Lima

Prefeito assina projetos que preveem maior participação popular


Por Alan Barros

Com a presença de alguns secretários, vereadores e deputados estaduais da base do Governo, o prefeito Roberto Cláudio (PROS) apresentou o Plano Plurianual de Fortaleza (PPA) para o período de 2014 a 2017 em solenidade realizada na Assembleia Legislativa, na manhã de ontem, e assinou três projetos de lei que preveem ações de maior participação popular durante os próximos anos de gestão.

Roberto Cláudio afirmou que o PPA 2014-2017 inverteu a lógica dos planos apresentados em anos anteriores ao focar na premissa da gestão por resultados e priorizar o aumento na capacidade de investimentos.

“Você não faz uma mudança grande na cidade quando você não tem um orçamento que destina grande parte dele ao investimento. Quando você tem um orçamento que é quase todo consumido por custeio, você só faz conseguir rodar a máquina do jeito que ela está. É o investimento que permite novos postos de saúde, novas UPAs, reformas e ampliações em hospitais, novas creches, novas escolas, novas avenidas”, ressaltou.

Com um orçamento previsto de R$ 28,3 bilhões, o plano traz os temas saúde, educação e mobilidade urbana como as prioridades do Município, pois, segundo o prefeito, essas são as demandas da cidade e foram os assuntos mais cobrados durante o processo eleitoral do ano passado.

“Andando na ruas da cidade, a gente percebe que esses são os temas sensíveis de Fortaleza. E dois deles têm fortes componentes sociais. É nossa tarefa fazer um investimento mais sólido nessas duas áreas mais críticas que são educação e saúde”, acredita Roberto Cláudio.

O prefeito revelou também que irá discutir com a Câmara Municipal de Fortaleza uma forma de estimular os vereadores a apresentarem emendas que atendam às necessidades do plano plurianual.

“Uma ideia ainda primária nossa é poder premiar e estimular dando aumento no valor de emendas que priorizem as necessidades do PPA. Por exemplo, se for emenda para área de saúde, área de educação e áreas mais pobres da cidade, a Prefeitura entrar com recurso a mais priorizando essa iniciativas de vereadores que venham a convergir com o que o PPA propõe”, explicou ao destacar que essa proposta ainda não foi discutida com a Câmara.

Durante a solenidade, o presidente da Câmara, Walter Cavalcante, garantiu que a Casa está pronta para dar apoio às ações da Prefeitura. “Temos aqui poucos vereadores porque eles estão votando matérias de importante interesse para o Município, mas a Casa está pronta para dar apoio ao prefeito. Nesse plano plurianual, está tudo aquilo que o prefeito prometeu que ia fazer durante a campanha eleitoral do ano passado.”

Projetos de lei
Roberto Cláudio também assinou os projetos de lei que tratam sobre a criação do Conselho das Cidades, Conselho do Usuário do Transporte Coletivo e Conselho das Zonas Especiais de Interesse Social. As três mensagens já devem chegar hoje à Câmara Municipal para apreciação dos vereadores. O prefeito defendeu que essas são todas iniciativas de governança participativa, ou seja, ações que favoreçam uma maior participação popular nas decisões que afetam a Capital.

“A gente fala muito de transparência e mecanismos de participação popular, mas, muitas vezes, isso não é traduzido de forma prática. Nós vivemos uma cidade muito diversa. É nosso papel poder unir todos em torno de um projeto que não seja somente de uma gestão, mas de uma cidade. Para isso, é melhor que a gente institucionalize esses mecanismos de integração e de abertura para a participação. A ideia desse sistema de governança é ter um governo aberto, que ouça as pessoas e tome decisões muito mais fundamentadas e consolidadas no que as pessoas esperam e opinam a respeito da Capital” , esclareceu o prefeito.

O projeto que cria o Conselho das Cidades prevê uma composição formada por 104 membros que se reunirão duas vezes por ano para discutir assuntos importantes para o futuro de Fortaleza. “A população estava carente de ser ouvida. Serão escolhidos membros de todos os segmentos da cidade. Não vão ser só pessoas que votaram em mim. Prefeito e secretários se reunirão com todos os setores da população para prestar contas das ações e tirar dúvidas que precisam ser discutidos com a cidade para que, enfim, a população possa ter uma voz na discussão de temas que dividam opinião.”

Roberto Cláudio também quer que cada Zona Especial de Interesse Social (Zeis) tenha um plano de urbanização. “Para isso, esse projeto cria um conselho específico para as Zeis. A Prefeitura vai discutir com cada uma estratégias de formatação de um plano de urbanização. Não adianta ter uma Zeis se não há um plano de urbanização para ela”, acredita.

A criação do Conselho do Usuário de Transporte Coletivo é outra demanda da população, segundo o prefeito. Roberto Cláudio destacou que as preocupações com a mobilidade urbana deixaram de ser apenas de quem anda em veículos particulares. “A mobilidade deixou de ser um tema para quem tem veículo particular em Fortaleza. Esse é um tema muito mais sensível e crítico para os usuários de transporte coletivo, que perdem muito tempo de suas vidas se deslocando diariamente do trabalho para casa.”

noticia

A democracia popular

A senzala que voltar
Mas o povo não vai aceitar
Essa elite burguesinha
Incoerente e revoltada
Com a vitória democrática
Que minar a escolha popular

As ditaduras deixaram marcas
Com abuso de poder e violência
Não queremos repetir os atos
De morte e sangue derramados
É hora de refletir os fatos
Com o aprendizado do passado

A democracia foi uma conquista
Com luta, morte e tortura
Não serão os intolerantes de hoje dia
Que colocarão em risco a harmonia
Nem quero nossa pátria dividida
Quero apenas vê o povo com alegria

Diante da nossa história
Nossa República é uma vitória
O poder que emana do povo
É nosso maior tesouro
Não podemos deixar vacilar
A soberania popular

Daniel Ricarte

Poesia é Arte é cultura popular,
existe em qualquer parte,esta em todo lugar.
Faço dele o meu elo de comunicação,
manifesto na poesia,
Sentimentos e desejos,sonhos e vontades,
paz e alegria,expressão de liberdade,
póesia,poemas,cronicas e versos,
busco inspiração nas profundezas deste universo.

Real Poeta ( Tiago Suil )

Domingos Neto fala sobre ferramentas de participação popular na Cúpula das Américas




O líder do PROS Domingos Neto fez uma palestra durante a VII cúpula das Américas, que está acontecendo desde às 9h, na cidade do Panamá. Domingos Neto representou o parlamento brasileiro a convite do ParlAméricas, no Painel que abriu o evento, reunindo 32 Países membros da Organização dos Estados Americanos – OEA. O deputado cearense falou sobre “Ferramentas de Participação Popular no Parlamento”

A Cúpula das Américas, que se estende até amanhã, é a sétima edição do evento, e tem como tema central “Prosperidade com igualdade: o desafio da cooperação nas Américas”. Para os cientistas políticos e observadores do mundo diplomático esta é a mais importante conferência, desde a primeira edição em 1994, porque além de contar com a maior parte dos chefes de Estado do continente, inclui, pela primeira vez, Cuba após o fim do embargo americano e a retomada das relações diplomáticas entre os dois países celebrada em 17 de dezembro.

noticia

Sogra

Sogra é como é chamada a mãe do cônjuge, na cultura popular moderna, a sogra é vista como um fardo a ser carregado e muitas vezes a palavra acaba por adquirir sentido pejorativo.
Por algum motivo me ocorreu, que se tirarmos o “s” de sogra resta a palavra Ogra, feminino de Ogro, cuja definição é um tanto vaga pois varia muito no folclore de um país para outro e mesmo de uma obra literária para outra.
Quase sempre é retratada como uma retardada de aparência brutal que se alimenta de carne humana.
Essas criaturas possuem um cérebro reduzido, o que justifica suas atitudes insensatas, falta de discernimento e sua capacidade de raciocínio reduzida.
Qualquer diferença é mera discrepância, quero dizer, qualquer semelhança é mera coincidência, há sogras...e sogras... mas a maioria traz no DNA a mania de meter o bedelho em quase tudo que um casal normal discute.
Minha sogra caiu do céu...parece que quebrou a vassoura...

Marinho Guzman

Ditados são sabedoria popular.

Cada macaco no eu galho, macaco que pula de galho em galho quer levar chumbo, passarinho que come pedra sabe o c... que tem. O jarro tanto vai à fonte que um dia quebra.
A vida é uma escola, os ditados são excelentes lições mas é preciso entender o que a sabedoria popular quer ensinar para não batermos a cabeça.
Veja o que a sequência deles acima quer dizer: Conheça suas virtudes e limitações quando for ser relacionar, não fique trocando de namorado(a) pois fatalmente você vai se machucar. Quem assume certas posturas têm que arcar com as consequências, você pode aprontar uma duas, dez ou cem vezes, certamente uma hora a vaca vai para o brejo.
Cuidado... quando a cabeça não pensa o corpo padece!

Marinho Guzman

Paz!!!
Eu já acenei a minha bandeira da paz e só você não viu.
Será que o ditado popular que fala: "Que o amor é cego."
Faz sentido também na hora das nossas brigas, e você está tão cego que não consegue enxergar a minha humilde bandeira da paz. Será???
Eu não quero briga, eu quero amor.
A única guerra que eu queria ter com você, seria entre quatro paredes e em cima da cama, uma guerra de travesseiros juntamente com muitas risadas, e com direito á bombas de beijos estalados, armas de sedução, poder bélico de tirar o fôlego, e tréguas para descanso de corpos mortos e exaustos.
Está seria a nossa verdadeira guerra, e não está que estamos vivendo, por isto, eu te peço PAZ DE AMOR.
PORQUE EU TE AMO!!!!

Cláudia Leite S.

Cláudia Leite S

Jó, o Homem Justo, e a Estrela de Rock

Considerando o poder e a influência popular sobre os jovens

Por John Piper

Quando Jó perdeu seus dez filhos, mortos por um vendaval que os esmagou (como os furacões que devastam e destroem em nossos dias), ele rasgou seu manto, rapou a cabeça, lançou-se em terra e adorou. E disse: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o senhor o deu e o senhor o tomou; bendito seja o nome do senhor! (Jó 1.21) Depois, quando ferido de tumores em todo o corpo, Jó disse à sua esposa que amaldiçoava a Deus: “Temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal?” (Jó 2.10). Em ambos os casos, o autor do livro de Jó acrescenta que ele “não pecou” nestas afirmações ousadas a respeito da soberania de Deus sobre o vento, a enfermidade e Satanás (ver Jó 1.22; 2.10).
Neste sentido, quais são as principais influências para os jovens em nossos dias? Que mensagem está sendo transmitida a respeito do governo de Deus sobre todas as coisas, o direito de dar e tomar que Ele tem como Criador e sua autoridade para governar o mundo? Uma estrela de rock, filha de um pastor metodista da Carolina do Norte, sofreu aborto. À idéia de que este acontecimento doloroso estava na vontade de Deus, ela respondeu: “Se estava, então eu chutarei o traseiro dEle, porque não estou interessada em “seja feita a tua vontade”. Sendo mãe desta criança, eu quero a minha vontade e não a tua” (Foster s Sunday Citizen, 15 de novembro de 1998).
Posteriormente, Jó falou sobre pessoas como sua esposa e essa estrela de rock. Eles são prósperos, não compreendem que sua própria respiração é um dom da graça que eles não merecem (Deus não é “servido por mãos humanas, como se de alguma coisa precisasse; pois ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais” — Atos 17.25). Tais pessoas não têm uma vida de gratidão contínua para com a paciência e a tolerância de Deus (“Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento?” — Romanos 2.4). Acham que o prazer é a norma da vida e interpretam o sofrimento como uma ocasião para blasfemarem do Altíssimo. Jó diz a respeito deles: “São estes os que disseram a Deus: Retira-te de nós! Não desejamos conhecer os teus caminhos. Que é o Todo-Poderoso, para que nós o sirvamos? E que nos aproveitará que lhe façamos orações?” (Jó 21.14-15)
Que é o Todo-Poderoso, para que nós o sirvamos?
Essa é uma pergunta excelente, dependendo do tom de voz. Eis uma parte da resposta.
• Ele é razão por que você chegou a existir. “Nele, foram criadas todas as coisas” (Colossenses 1.16).
• Ele é a razão por que você continua existindo. Ele sustenta “todas as coisas pela palavra do seu poder” (Hebreus 1.3).
• Ele decide por que você existe e o faz cumprir os seus objetivos. “Tudo foi criado por meio dele e para ele” (Colossenses 1.16).
• Ele governa todas as autoridades que parecem tão influentes na terra. “Jesus Cristo... o Soberano dos reis da terra” (Apocalipse 1.5).
• Somente Ele tem autoridade para perdoar pecados. “Quem pode per- doar pecados, senão um, que é Deus? ...o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados” (Marcos 2.7, 10).
• Opor-se a Deus é tolice em extremo. “Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo” (Hebreus 10.31).
• Amar a Deus e aproximar-se dEle é sabedoria plena. “Na tua [de Jó, o Homem Justo, e a Estrela de Rock 25 Deus] presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente” (Salmos 16.11). “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros” (Tiago 4.8).
Portanto, com regozijo e tremor, humilhemo-nos sob a poderosa mão de Deus. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmos 30.5). Os caminhos de Deus são, frequentemente, estranhos. Mas, quando esses caminhos são estranhos, Jó é um exemplo melhor do que uma estrela de rock.

John Piper

ENDECHA (Almany Falcão - 02/09/2006)

"Coração de homem:
Parque solidão, imenso e popular
lugar vivido e explorado
pelos poetas algazes
que saciam suas vinganças
castigando com um lamento triste
a bela melodia do amanhecer da vida,
solfejada pelo majestoso sabiá.
Sentimento maior captado
pelas lembranças áureas
do vivido tempo decorrido.
O coração já envelhecido
Lamenta em passadismo
como cenas de um filme repetitivo
as memórias que atenua
As martelantes inserções
da castigante saudade."

O tempo vivido, jamais será esquecido.
O tempo pra viver jamais deverá ser perdido!
Viva a vida!
Vida eterna sempre...sempre que puder!

Almany Sol

Almany Sol

VOZ

Você quer me mudar...
Quer um rosto bonito
Popular, barbeado
Uma chaga mascarada

Você quer me calar...
Quer me impor doutrinas
Calar meus instintos
Uma mente lavada

Você quer me mudar...
Quer me ver na moda
Engravatado, engomado
Uma alma abafada

Você quer me calar...
Só quer ouvir loas
Que soam como música
Palavras deformadas

Você quer me mudar...
Quer me fazer máquina
Raptar meus princípios
Me tonar mais um na manada

Você quer me calar...
Mas falo, brado, grito!
A minha voz vem de dentro
E eu não calo por nada.

Cássio Jônatas

O segredo oculto do livro mais popular entre os homens

Há muito tempo atrás fora criado um livro. Dentro dele existiam muitas lições de vida, histórias bonitas e vitoriosas. Outras tristes e de finais não tão felizes. Este escrito visava dar limite aos homens, alertar sobre o perigo, dizer que existiam dois mundos diferentes, além do que vivemos. Um lugar era maravilhoso, sagrado, estupendo, chegava a ser indescritível de tanta beleza. O local seria habitado pelos homens que foram bons, de corpo e alma, enquanto estiveram aqui na terra. E outro, destinado aos homens não tão bons, era o inverso do primeiro. Alertava também a existência de um Ser Supremo, que construiu o universo. Um Ser digno de glória e de total adoração. E tinha como intuito principal mostrar e fazer com que se os homens usassem, de forma devida, a criação mais precisa e magnificente do Ser Supremo, o amor. O amor e tudo de beneficente que podia vir através daquele sublime sentimento. Porém alguns homens não obedeceram às regras propriamente ditas. Esses homens acreditaram somente em algumas partes do livro, pois não estavam preparados nem mesmo se viam capazes de segui-lo literalmente. Isso também, após muito tempo, fez com que surgissem muitas dúvidas da real veracidade das palavras e dizeres que constituíam aquele livro.
Ninguém pode garantir, com convicta certeza, se este livro não fora alterado. Ser humano nenhum pode afirmar se os fanáticos, que desde sempre existiram, não mudaram coisas deste livro. Os fanáticos, ou quaisquer outros, poderiam muito bem ser incapazes de cumprir algo e querer agradar sempre, de qualquer forma, ao Ser Supremo. Modificar a verdade é um exemplo muito provável de ter ocorrido. Tal façanha contribuía para que eles fossem vistos como corretos aos olhos do Criador do Universo. Poderiam se julgar mais sábios perante aos homens e ao Ser digno de adoração, ter preconceito ou qualquer outro motivo que seja. São inúmeras as razões. O que muito deles queriam é que no livro estivesse escrito tudo o que eles pudessem fazer. Isso facilitaria a vida deles aqui na terra. Motivos não faltavam.
É relevante frisar também que o livro fora escrito por outras línguas. Existe uma infinidade de línguas heterogêneas. Há palavras que não possuem uma tradução adequada quando traduzidas para outro idioma.
Outros homens seguiam apenas as coisas pelas quais lhe convinham, usavam o livro para condenar, julgar e diminuir o próximo.
Também existiram aqueles que se puseram a pensar assiduamente sobre o livro e pediram sabedoria apenas ao Ser Supremo. Estes ousados buscaram mais, aprofundaram-se no assunto e interpretaram o livro usando o sentimento criado pelo Ser Supremo.
Infelizmente o número de fanáticos, que se fazem, por muitas vezes, de desentendidos e que não possuem argumentos convincentes, ainda é enorme - são muitos os que ainda não possuem a preciosidade deixada pelo Criador. Eles usam o livro para decrescer outros homens. Usam-no para causar intrigas, para afastar os homens de si mesmos e do Ser Supremo e outras atrocidades insignificantes das quais não englobam, de forma alguma, o principal elemento feito pelo Criador.
Para que algum homem possa usar as palavras do livro para julgar ou condenar é mais do que necessário seguir tudo o que lá está escrito, absolutamente tudo. Um homem só tem o direito de citar, para dizer o que é certo ou errado, o livro caso cumpra tudo o que lá estiver. Todos os homens são errantes ou pecadores, como descrito no livro. Portanto, como o Ser Supremo mesmo dissera: ninguém é apto, tampouco tem o direito de julgar ninguém.
Estarão todos, sempre, no mesmo patamar de significância perante a Ele.
Usar o elemento principal desse livro é o suficiente. Se pararmos para refletir, deixarmos de ser acríticos e alienados, veremos que todos os pecados lá descritos acontecem pela escassez do amor.
É sabido saber fazer o uso devido da interpretação. Os que usam desta sabedoria não acreditam cegamente em tudo o que o livro descreve. Existem partes, contidas no livro, maravilhosas, magníficas, sagradas, porém outras fogem do contexto belo, agradável, amoroso e humano.
O livro possui toda sua significância, toda sua beleza. Todavia não é preciso muito para entendê-lo. É muito simples saber o que Deus quis deixar com a bíblia. Basta apenas usar, de todas as formas, o amor, o bem mais precioso que Deus deixou aos seus filhos.

Dhieferson Lopes

Os amigos que presam
a amizade ñ a jogam
fora por algo ou alguem
mais rico ou popular.
As verdadeiras amizades
são aquelas que nascem
de uma coisa inesperada,
aquelas que são constituidas
por felicidades,segredos e
também por disculções.
São aquelas que presamos
de verdade , que nós não
temos por ter são as que
damos a vida para salvar ,
aquelas que nois fazemos
tudo pra ter na verdade!!!

A amizade só é verdadeira :
Quando os amigos se gostam !
Quando eles se entendem !
Quando eles se completam !

Ana Beatriz