Conto Popular

Cerca de 326 frases e pensamentos: Conto Popular

Foram-se os Anéis e os Dedos

O dito popular poupa os dedos:
“Foram-se os Anéis mas se Salvaram os Dedos”.
Moral: é melhor sofrer um dano material,
a ter algum dano na nossa vida pessoal.

Há verdade e sabedoria nisto.

Mas se no evangelho houvesse um dito,
falando de anéis e de dedos,
ele seria melhor expressado,
pelo que está no nosso título.

Evidentemente,
trata-se de uma metáfora,
porque há renúncias totais,
que são impostas por Cristo,
para que possa ser seguido.

Ele diz que se pegarmos no arado,
e olharmos para trás,
não somos aptos para o seu Reino.

Que se amarmos a nossa vida.
nós iremos perdê-la,
mas se a perdermos por amor a Ele,
nós vamos achá-la.

Que se não renunciarmos a tudo,
e até à próprio vida,
não podemos ser Seus discípulos.

Vemos assim, que apesar,
de ser por graça a salvação,
há um custo elevado envolvido...
o da nossa consagração.

Jesus foi inteiramente franco,
em tudo que falou,
e especialmente nisto.

A ninguém enganou ou engana,
para angariar seguidores,
para fazer convertidos.

Sobretudo quanto ao pecado,
caso não seja renunciado,
jamais poderemos ser salvos,
porque pecado não é anel, é dedo,
está à nossa vida ligado,
não é bem material,
do qual poderíamos ser
facilmente despojados.

Sua remoção produzirá dor,
ainda que feita por amor,
pelo nosso amado Salvador.

Silvio Dutra

Conversa particular

Bem que você poderia
Ser popular... mas optou
Por ser particular, então
Prepare-se para escutar

Você não é tudo isso
Que anda aparentando
Seus risos são falsos
Estou lhe analisando

Obedecendo todas regras
Da sua vida programada
Tu és apenas mais uma
Então por que te achas?

Sua maquiagem disfarça
Porém nunca escondeu
A tristeza que revelas
A cada movimento seu

Vestindo-se para agradar
Suas supostas amigas
Que falam mal de você
Embora estejas linda

E eu até gosto de ti
E essa é a maior ironia
Talvez nem lhe olharia
Mas tu és particularzinha.

Allan Caetano Zanetti

Convido-te a viver algo puro comigo;
Não algo comum, algo que se divulgue, mas bastante popular,
Vindo a tristeza, por não concordar que esteja com ela, serei o seu inimigo;
Angustias, pesares, decepções todas serão trocadas por o amar.
A gênese da felicidade e a sua convivência, permanecerei amigo.
Versos, olhares se forem negativos, por certo o puro não permite atrapalhar.

Kleber Plinio

Oásis
Conta uma popular lenda do
Oriente que um jovem chegou à
beira de um oásis junto a um
povoado e, aproximando-se de um
velho, perguntou-lhe:
– Que tipo de pessoa vive neste
lugar ?
– Que tipo de pessoa vivia no
lugar de onde você vem ? –
perguntou por sua vez o ancião.
– Oh, um grupo de egoístas e
malvados – replicou o rapaz –
estou satisfeito de haver saído de
lá.
– A mesma coisa você haverá de
encontrar por aqui –replicou o
velho.
No mesmo dia, um outro jovem se
acercou do oásis para beber água e
vendo o ancião perguntou-lhe:
– Que tipo de pessoa vive por
aqui?
O velho respondeu com a mesma
pergunta: – Que tipo de pessoa
vive no lugar de onde você vem?
O rapaz respondeu: – Um
magnífico grupo de pessoas,
amigas, honestas, hospitaleiras.
Fiquei muito triste por ter de
deixá-las.
– O mesmo encontrará por aqui –
respondeu o ancião.
Um homem que havia escutado as
duas conversas perguntou ao
velho:
– Como é possível dar respostas
tão diferente à mesma pergunta?
Ao que o velho respondeu :
– Cada um carrega no seu coração
o ambiente em que vive. Aquele
que nada encontrou de bom nos
lugares por onde passou, não
poderá encontrar outra coisa por
aqui. Aquele que encontrou amigos
ali, também os encontrará aqui,
porque, na verdade, a nossa
atitude mental é a única coisa na
nossa vida sobre a qual podemos
manter controle absoluto.

Desconhecido

ENDECHA (Almany Falcão - 02/09/2006)

"Coração de homem:
Parque solidão, imenso e popular
lugar vivido e explorado
pelos poetas algazes
que saciam suas vinganças
castigando com um lamento triste
a bela melodia do amanhecer da vida,
solfejada pelo majestoso sabiá.
Sentimento maior captado
pelas lembranças áureas
do vivido tempo decorrido.
O coração já envelhecido
Lamenta em passadismo
como cenas de um filme repetitivo
as memórias que atenua
As martelantes inserções
da castigante saudade."

O tempo vivido, jamais será esquecido.
O tempo pra viver jamais deverá ser perdido!
Viva a vida!
Vida eterna sempre...sempre que puder!

Almany Sol

Almany Sol

VOZ

Você quer me mudar...
Quer um rosto bonito
Popular, barbeado
Uma chaga mascarada

Você quer me calar...
Quer me impor doutrinas
Calar meus instintos
Uma mente lavada

Você quer me mudar...
Quer me ver na moda
Engravatado, engomado
Uma alma abafada

Você quer me calar...
Só quer ouvir loas
Que soam como música
Palavras deformadas

Você quer me mudar...
Quer me fazer máquina
Raptar meus princípios
Me tonar mais um na manada

Você quer me calar...
Mas falo, brado, grito!
A minha voz vem de dentro
E eu não calo por nada.

Cássio Jônatas

Os amigos que presam
a amizade ñ a jogam
fora por algo ou alguem
mais rico ou popular.
As verdadeiras amizades
são aquelas que nascem
de uma coisa inesperada,
aquelas que são constituidas
por felicidades,segredos e
também por disculções.
São aquelas que presamos
de verdade , que nós não
temos por ter são as que
damos a vida para salvar ,
aquelas que nois fazemos
tudo pra ter na verdade!!!

A amizade só é verdadeira :
Quando os amigos se gostam !
Quando eles se entendem !
Quando eles se completam !

Ana Beatriz

O segredo oculto do livro mais popular entre os homens

Há muito tempo atrás fora criado um livro. Dentro dele existiam muitas lições de vida, histórias bonitas e vitoriosas. Outras tristes e de finais não tão felizes. Este escrito visava dar limite aos homens, alertar sobre o perigo, dizer que existiam dois mundos diferentes, além do que vivemos. Um lugar era maravilhoso, sagrado, estupendo, chegava a ser indescritível de tanta beleza. O local seria habitado pelos homens que foram bons, de corpo e alma, enquanto estiveram aqui na terra. E outro, destinado aos homens não tão bons, era o inverso do primeiro. Alertava também a existência de um Ser Supremo, que construiu o universo. Um Ser digno de glória e de total adoração. E tinha como intuito principal mostrar e fazer com que se os homens usassem, de forma devida, a criação mais precisa e magnificente do Ser Supremo, o amor. O amor e tudo de beneficente que podia vir através daquele sublime sentimento. Porém alguns homens não obedeceram às regras propriamente ditas. Esses homens acreditaram somente em algumas partes do livro, pois não estavam preparados nem mesmo se viam capazes de segui-lo literalmente. Isso também, após muito tempo, fez com que surgissem muitas dúvidas da real veracidade das palavras e dizeres que constituíam aquele livro.
Ninguém pode garantir, com convicta certeza, se este livro não fora alterado. Ser humano nenhum pode afirmar se os fanáticos, que desde sempre existiram, não mudaram coisas deste livro. Os fanáticos, ou quaisquer outros, poderiam muito bem ser incapazes de cumprir algo e querer agradar sempre, de qualquer forma, ao Ser Supremo. Modificar a verdade é um exemplo muito provável de ter ocorrido. Tal façanha contribuía para que eles fossem vistos como corretos aos olhos do Criador do Universo. Poderiam se julgar mais sábios perante aos homens e ao Ser digno de adoração, ter preconceito ou qualquer outro motivo que seja. São inúmeras as razões. O que muito deles queriam é que no livro estivesse escrito tudo o que eles pudessem fazer. Isso facilitaria a vida deles aqui na terra. Motivos não faltavam.
É relevante frisar também que o livro fora escrito por outras línguas. Existe uma infinidade de línguas heterogêneas. Há palavras que não possuem uma tradução adequada quando traduzidas para outro idioma.
Outros homens seguiam apenas as coisas pelas quais lhe convinham, usavam o livro para condenar, julgar e diminuir o próximo.
Também existiram aqueles que se puseram a pensar assiduamente sobre o livro e pediram sabedoria apenas ao Ser Supremo. Estes ousados buscaram mais, aprofundaram-se no assunto e interpretaram o livro usando o sentimento criado pelo Ser Supremo.
Infelizmente o número de fanáticos, que se fazem, por muitas vezes, de desentendidos e que não possuem argumentos convincentes, ainda é enorme - são muitos os que ainda não possuem a preciosidade deixada pelo Criador. Eles usam o livro para decrescer outros homens. Usam-no para causar intrigas, para afastar os homens de si mesmos e do Ser Supremo e outras atrocidades insignificantes das quais não englobam, de forma alguma, o principal elemento feito pelo Criador.
Para que algum homem possa usar as palavras do livro para julgar ou condenar é mais do que necessário seguir tudo o que lá está escrito, absolutamente tudo. Um homem só tem o direito de citar, para dizer o que é certo ou errado, o livro caso cumpra tudo o que lá estiver. Todos os homens são errantes ou pecadores, como descrito no livro. Portanto, como o Ser Supremo mesmo dissera: ninguém é apto, tampouco tem o direito de julgar ninguém.
Estarão todos, sempre, no mesmo patamar de significância perante a Ele.
Usar o elemento principal desse livro é o suficiente. Se pararmos para refletir, deixarmos de ser acríticos e alienados, veremos que todos os pecados lá descritos acontecem pela escassez do amor.
É sabido saber fazer o uso devido da interpretação. Os que usam desta sabedoria não acreditam cegamente em tudo o que o livro descreve. Existem partes, contidas no livro, maravilhosas, magníficas, sagradas, porém outras fogem do contexto belo, agradável, amoroso e humano.
O livro possui toda sua significância, toda sua beleza. Todavia não é preciso muito para entendê-lo. É muito simples saber o que Deus quis deixar com a bíblia. Basta apenas usar, de todas as formas, o amor, o bem mais precioso que Deus deixou aos seus filhos.

Dhieferson Lopes

Estranho mesmo foi você me notar no meio de tanta gente...
Você era popular, eu esquisita.
Você foi expulso da escola, eu fugi dela pra ficar mais cedo com você.
Você fumava, eu reclamava do cheiro do cigarro.
Eu cantava, você me olhava.
Eu bebia, você cuidava de mim.
Você falava, eu me apaixonava.
Você ia embora, eu chorava.
Eu escrevia, você lia.
Eu reclamava, você sorria.
Você aparecia, eu chorava e sorria.
Você tocava baixo, eu te admirava.
Você me ensinava, eu desistia.
Eu de bota, você de coturno.
Eu gêmeos, você sagitário.
Você gostava de cemitério, de rpg, de vinho barato, de Metallica e do Wolverine.
Eu gostava da noite de lua cheia, de Pipermint, de Kiss, de cantar e de moda.
Você tinha 16, e eu 15.
Eu queria Zeppelin, você Chili Peppers.

Karla Beltrani

Uma mulher de verdade, não precisa sair com o cara mais bonito, mais popular, mais rico. Ela só precisa daquele que a faz sorrir, que a trata com carinho. A mulher de verdade não se importa com classe social, raça, crédulo, beleza. Uma mulher de verdade é capaz de transformar qualquer sapo em príncipe, porque ela sabe que o que tem por dentro, tem mais valor do que a carteira de um idiota que se acha.

-Andressa Escobar

Andressa Escobar

Paz!!!
Eu já acenei a minha bandeira da paz e só você não viu.
Será que o ditado popular que fala: "Que o amor é cego."
Faz sentido também na hora das nossas brigas, e você está tão cego que não consegue enxergar a minha humilde bandeira da paz. Será???
Eu não quero briga, eu quero amor.
A única guerra que eu queria ter com você, seria entre quatro paredes e em cima da cama, uma guerra de travesseiros juntamente com muitas risadas, e com direito á bombas de beijos estalados, armas de sedução, poder bélico de tirar o fôlego, e tréguas para descanso de corpos mortos e exaustos.
Está seria a nossa verdadeira guerra, e não está que estamos vivendo, por isto, eu te peço PAZ DE AMOR.
PORQUE EU TE AMO!!!!

Cláudia Leite S.

Cláudia Leite S

Jó, o Homem Justo, e a Estrela de Rock

Considerando o poder e a influência popular sobre os jovens

Por John Piper

Quando Jó perdeu seus dez filhos, mortos por um vendaval que os esmagou (como os furacões que devastam e destroem em nossos dias), ele rasgou seu manto, rapou a cabeça, lançou-se em terra e adorou. E disse: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o senhor o deu e o senhor o tomou; bendito seja o nome do senhor! (Jó 1.21) Depois, quando ferido de tumores em todo o corpo, Jó disse à sua esposa que amaldiçoava a Deus: “Temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal?” (Jó 2.10). Em ambos os casos, o autor do livro de Jó acrescenta que ele “não pecou” nestas afirmações ousadas a respeito da soberania de Deus sobre o vento, a enfermidade e Satanás (ver Jó 1.22; 2.10).
Neste sentido, quais são as principais influências para os jovens em nossos dias? Que mensagem está sendo transmitida a respeito do governo de Deus sobre todas as coisas, o direito de dar e tomar que Ele tem como Criador e sua autoridade para governar o mundo? Uma estrela de rock, filha de um pastor metodista da Carolina do Norte, sofreu aborto. À idéia de que este acontecimento doloroso estava na vontade de Deus, ela respondeu: “Se estava, então eu chutarei o traseiro dEle, porque não estou interessada em “seja feita a tua vontade”. Sendo mãe desta criança, eu quero a minha vontade e não a tua” (Foster s Sunday Citizen, 15 de novembro de 1998).
Posteriormente, Jó falou sobre pessoas como sua esposa e essa estrela de rock. Eles são prósperos, não compreendem que sua própria respiração é um dom da graça que eles não merecem (Deus não é “servido por mãos humanas, como se de alguma coisa precisasse; pois ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais” — Atos 17.25). Tais pessoas não têm uma vida de gratidão contínua para com a paciência e a tolerância de Deus (“Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento?” — Romanos 2.4). Acham que o prazer é a norma da vida e interpretam o sofrimento como uma ocasião para blasfemarem do Altíssimo. Jó diz a respeito deles: “São estes os que disseram a Deus: Retira-te de nós! Não desejamos conhecer os teus caminhos. Que é o Todo-Poderoso, para que nós o sirvamos? E que nos aproveitará que lhe façamos orações?” (Jó 21.14-15)
Que é o Todo-Poderoso, para que nós o sirvamos?
Essa é uma pergunta excelente, dependendo do tom de voz. Eis uma parte da resposta.
• Ele é razão por que você chegou a existir. “Nele, foram criadas todas as coisas” (Colossenses 1.16).
• Ele é a razão por que você continua existindo. Ele sustenta “todas as coisas pela palavra do seu poder” (Hebreus 1.3).
• Ele decide por que você existe e o faz cumprir os seus objetivos. “Tudo foi criado por meio dele e para ele” (Colossenses 1.16).
• Ele governa todas as autoridades que parecem tão influentes na terra. “Jesus Cristo... o Soberano dos reis da terra” (Apocalipse 1.5).
• Somente Ele tem autoridade para perdoar pecados. “Quem pode per- doar pecados, senão um, que é Deus? ...o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados” (Marcos 2.7, 10).
• Opor-se a Deus é tolice em extremo. “Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo” (Hebreus 10.31).
• Amar a Deus e aproximar-se dEle é sabedoria plena. “Na tua [de Jó, o Homem Justo, e a Estrela de Rock 25 Deus] presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente” (Salmos 16.11). “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros” (Tiago 4.8).
Portanto, com regozijo e tremor, humilhemo-nos sob a poderosa mão de Deus. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmos 30.5). Os caminhos de Deus são, frequentemente, estranhos. Mas, quando esses caminhos são estranhos, Jó é um exemplo melhor do que uma estrela de rock.

John Piper

Doideras figurativas expressivas ou criticas popular pessoal q não tá preocupado com o pronograma avaliativo dos manifestantes ativos ou restritivos mais ou menos voce entendeu ou eu tambem não;

Estamos sempre nos preparando pra mudanças,tranformações e coisas assim em forma de atualização porem nunca esperamos q o inesperado seja bom ao contrario buscamos formar,estruturar as informações como queremos expressar ou até como se deve apenas mas dois componentes como a agua e o ar fora de sintonia nunca teremos um bom banho mesmo no melhor lugar pra alojar ou locar um espaço projetado ao dado.
Contudo é como um guarda roupa cheio de roupas a vida q podemos planejar,revirar até encontrar uma q encaixe com nossos olhares mas na verdade queremos pegar o inesperado e faze-lo o esperado inacreditavel,viavel e tranformavel pra ser comum aos outros e incomum pra integrar ao comum o incomum de ser mais um,..., com muitos mais um,-, mas q cada um sendo mais um ouh não-umh, ver q mais é parte de 1.Colega deo se nessa essa mistura de respondadeste com 3 t ou linha.Pipa arriada ou coiseras lançado.

Eron de Sousa Tavares

Um ditado popular diz com razão: Não existe ninguém tão pobre que não tenha algo para dar, nem ninguém tão rico que não preciso de algo. O problema é que tem muito pobre de coração fechado e muito rico no pedestal.
Ambos já vivem no inferno da dupla Egoísmo/Orgulho.
O céu que se pode viver aqui na Terra mesmo é lugar de gente humilde e de mãos estendidas.

JOSÉ CARLOS DE LUCCA

O Corpo


Ribeirão Preto - SP.
Grande Circo Popular do Brasil. 1995.


Masculino este meu corpo se heterogeniza, sexualiza,
revela e muta, descarna: deságua em feminino absoluto.

Fundidos, atados, corpo e alma solidificam:
unificam, purificam, autenticam.

Masculino, este meu corpo se rebela à mera função de macho
reprodutor,
consumidor de fêmeas,
de primata.

Minha alma feminina o guia e protege e ilumina;
ousa em asas, afirma: ascende rasgada, dissecada;
exposta, nada priva.

Livre, meu masculino corpo se dilui...
Ama, entrega: integra, desintegra, marca.

Semeia e segue.

Jodhi Segall

O livro mais popular
Há um livro cheio de relatos conflitantes o qual quase ninguém se atreve a contestar.
Os livros nos contam historias que aconteceram, mas este é especial,porque nos fala de um passado renovado,como um museu de coisas novas ou como adivinhar que um doente terminal ira morrer ,mas a família não aceita e toma a ilusão como consolo.
Tem diversos nomes entre eles livro sagrado.E de certa forma é uma auto-ajuda conhecer os pecados.Mas quem poderia a primeira pedra atirar se já nascemos pecadores.
Meu velhos companheiro,tem me ajudado,é um bom conselheiro,guarda meus segredos e esta sempre ao meu lado.
Conheçam então o novo melhor amigo do homem,para tudo ao longo dos séculos tem servido.
E para quem não gosta de ler,ai vai a dica,é só imaginar o que há gravado.É assunto para todo tipo de leitor,se você não acredita é só folhear até encontrar o que busca.
Das reflexões aos contos eróticos.
Digo que este é o livro do século,há séculos foi editado.
O livro mais popular.A Bíblia(Leia o livro sagrado).

Sophya Lispector

15 maneiras de ficar popular na sua sala de aula!!!

1º)Seja amigo(a) de todos e não seja nunca injusta.
2º)Conheça pelo menos 2 turmas inteirinhas.
3º)Não brige e não discuta so se realmente for necesario.
4º)Nunca seja mandada para o s.o.i .
5º)Não seja mal-educado.
6º)Não seja amigo de otários .
7º)E não seja otário.
8º)Não desobedeça os funcionários.
9º)Seja legal e CONSCIENTE.
10º)Não chegue nem um pouco perto de falar palavrões.
11º)Não seja invejosa(o).
12º)Não tenha nenhum dos sete pecados capitais.
13º)Não seja medroso.
14º)Seja boa(o) na educação física.
15º)Seja sempre firme.

SIGA ESSES EXEMPLOS PARA NÃO SE DAR MAL!!!

Fernanda Souza

Tudo na vida tem um sentido, já dizia a sabedoria popular. Sabe quando tudo parece conspirar contra sua felicidade? Sabe quando tudo que você faz parece ser insuficiente? Sabe quando seu mundo parece não ter nenhum sentido diante de um amor que você nunca viu? É assim que eu vivo, essas situações parecem ser um retrato de minha vida, e aí vou me acabando e me consumindo no mundo confuso que se estabelece em mim. Já pensei que seria mais fácil fugir, mas quanto mais eu corro, mais o sofrimento me persegue, e eu ainda brinco dizendo que a vida me deu problemas super atletas, sim, super atletas! Porque se eu dou a volta ao mundo pra fugir deles, eles ainda sim me alcançam e na mesma hora já estão prontos para me seguir novamente, impressionante isso! Mas como disse, isso é apenas uma brincadeira, pois a realidade é bem diferente!
Me pergunto porque a vida nos apresenta pessoas incríveis, se de uma forma ou de outra temos que abrir mão delas mesmo contra nossa vontade? Porque não temos o direito de amá-las e cativá-las e tê-las ao nosso lado? Vida confusa hein! Nada é tão simples quanto gostaríamos que fosse!
É injusto quando entramos em um jardim e encontramos uma flor, e mesmo nos esforçando por ela, temos que deixá-la para que não tenhamos que ver as mãos que virão colhe-la um dia!
O que realmente importa com isso tudo não é o que passo ou o que sinto, claro que machuca, mas é saber que de alguma forma aquilo que você passa adiante vai fazer bem p
a outra pessoa, afinal ninguém é perfeito e a vida não nos deu um manual dizendo quem deveríamos amar ou não!

João Af. Maia

... A sabedoria popular nos ensina que há sempre um aprendizado a ser recolhido depois da dor. É verdade. As alegrias costumam ser preparadas no silêncio das duras esperas. Não é justo que o ser humano passe pelas experiências de calvários sem que delas nasçam experiências de ressurreições.

Por isso, depois do cativeiro, o aprendizado. Ao ser resgatado, o seqüestrado reencontra-se com seu mundo particular de modo diferente. A experiência da distância nos ajuda a mensurar o valor; e o seqüestrado, depois de livre, mergulha nesta verdade.

Antes da necessidade do pagamento do resgate, da vida livre, sem cativeiro, corria-se o risco da sensibilidade velada. A vida propicia a experiência do costume. O ser humano acostuma-se com o que tem, com o que ama, e somente a ruptura com o que se tem e com o que se ama abre-lhe os olhos para o real valor de tudo o que estava ao seu redor. As prisões podem nos fazer descobrir o valor da liberdade.

As restrições são prenhes de ensinamentos. Basta saber parturiar, fazer vir à luz o que nelas está escondido.

A ausência ainda é uma forma interessante de mensurar o que amamos e o que queremos bem. Passar pela experiência do cativeiro, local da negação absoluta de tudo o que para nós tem significado, conduz-nos ao cerne dos valores que nos constituem.

O resgate, o pagamento que nos dá o direito de voltar ao que é nosso, condensa um significado interessante. Ele é devolução. É como se fôssemos afastados de nossa propriedade, e de longe alguém nos mostrasse a beleza do nosso lugar, dizendo: “Já foi seu; mas não é mais. Se quiser voltar, terá que comprar de novo!” Compramos de novo o que sempre foi nosso. Estranho, mas esse é o significado do resgate.

Distantes do que antes era tão próximo, recobramos de um jeito novo. Redescobrimos os detalhes, as belezas silenciosas que, com o tempo, desaprendemos a perceber. A visão ao longe é reveladora. Vemos mais perto, mesmo estando tão longe. Olhamos e não conseguimos entender como não éramos capazes de reconhecer a beleza que sempre esteve ali, e que nem sempre fomos capazes de perceber.

No momento da ameaça de perder tudo isso, o que mais desejamos é a nova oportunidade de refazer a nossa vida, nosso desejo é voltar, reencontrar o que havíamos esquecido reintegrar o que antes perdido ignorado, abandonado. O que desejamos é a possibilidade de um retorno que nos possibilite ver as mesmas coisas de antes, mas de um jeito novo, aperfeiçoado pela ausência e pela e pela restrição.


Depois do resgate, o desejo de deitar a toalha branca sobre a mesa, colocar os talheres de ocasião sobre mesa farta. Fartura de sabores e pessoas que nos fazem ser o que somos!

Refeição é devolução! Da mesma forma como o alimento devolve ao corpo os nutrientes perdidos, a presença dos que amamos nos devolve a nós mesmoss. Sentar à mesa é isso. Nós nos servimos de alimentos e de olhares. Comungamos uns aos outros, assim como o corpo se incorpora da vida que o alimento lhe devolve. A mesa é o lugar onde as fomes se manifestam e são curadas. Fome de pão, fome de amor!


Depois do cativeiro, a festa de retorno, assim como na parábola bíblica que conta a história do filho que retornou depois de longo tempo de exílio. Distante dos nossos significados, não há possibilidade de felicidade. Quem já foi seqüestrado sabe disso. Por isso, depois do seqüestro, a vida nunca mais poderá ser a mesmaaaa.

Pe. Fábio de Melo

- Ela: Nossa... Você é tão popular, porque anda com pessoas tão deselegantes, tão mal vestidas?
- Ele: Sempre ouvir dizer que o verdadeiro valor das pessoas não está do lado de fora; da maneira que ela se veste, do jeito que ela fala com alguém, nem como ela se comporta em uma sociedade. O verdadeiro valor das pessoas está internamente, onde somente um amor verdadeiro, e um olhar magnífico consegue enxergar.

Rênnath Patterson