Conselhos de Mãe para Filha

Cerca de 1893 frases e pensamentos: Conselhos de Mãe para Filha

Não há conselho mais leal do que o que é dado num navio em perigo.

Leonardo da Vinci

Conselhos ruins podem acabar com um dia, um ano ou uma vida inteira.

Jesus Cristo

Como é possível esperar que a humanidade ouça conselhos, se nem sequer ouve as advertências.

Jonathan Swift

Aproveitar um bom conselho requer mais sabedoria do que dá-lo.

John Collins

Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus.

Salmos

Toma para ti o conselho que dá aos outros.

Tales de Mileto

Eis o melhor conselho para um homem razoável: não acredites numa mulher, ainda que ela esteja a dizer a verdade.

Eurípedes

Aquele que dá bons conselhos, constrói com uma mão; aquele que dá bons conselhos e exemplo, constrói com ambas; o que dá boa admoestação e mau exemplo constrói com uma mão e destrói com a outra.

Francis Bacon

Sempre que uma pessoa pede o nosso conselho, geralmente procura o nosso elogio.

Philip Chesterfield

Não dês a amigos os conselhos mais agradáveis, mas os mais úteis.

Sólon

Seja qual for o conselho que vai dar, seja breve.

Horácio

A experiência ensina mais seguramente que o conselho.

André Gide

O conselho raramente é bem recebido e quem mais necessita dele é quem menos o aprecia.

Philip Chesterfield

Os velhos dão bons conselhos para se redimirem de ter dado maus exemplos.

Marquês de Maricá

É sempre uma tolice dar conselho, mas dar bom conselho é totalmente funesto.

Oscar Wilde

O ouvido humano é surdo aos conselhos e agudo aos elogios.

William Shakespeare

Ouça um bom conselho
Que eu lhe dou de graça
Inútil dormir que a dor não passa.

Chico Buarque

Os pais somente podem dar bons conselhos e indicar bons caminhos, mas a formação final do caráter de uma pessoa está em suas próprias mãos.

Anne Frank

Se lhe posso dar um conselho, é este: não tente apanhar o fruto verde para que ele não apodreça na sua mão.

Fernando Sabino

Aprendendo a desaprender

Passamos a vida inteira ouvindo os sábios conselhos dos outros. Tens que aprender a ser mais flexível, tens que aprender a ser menos dramática, tens que aprender a ser mais discreta, tens que aprender... praticamente tudo.

Mesmo as coisas que a gente já sabe fazer, é preciso aprender a fazê-las melhor, mais rápido, mais vezes. Vida é constante aprendizado. A gente lê, a gente conversa, a gente faz terapia, a gente se puxa pra tirar nota dez no quesito "sabe-tudo". Pois é. E o que a gente faz com aquilo que a gente pensava que sabia?

As crianças têm facilidade para aprender porque estão com a cabeça virgem de informações, há muito espaço para ser preenchido, muitos dados a serem assimilados sem a necessidade de cruzá-los: tudo é bem-vindo na infância. Mas nós já temos arquivos demais no nosso winchester cerebral. Para aprender coisas novas, é preciso antes deletar arquivos antigos. E isso não se faz com o simples apertar de uma tecla. Antes de aprender, é preciso dominar a arte de desaprender.

Desaprender a ser tão sensível, para conseguir vencer mais facilmente as barreiras que encontramos no caminho. Desaprender a ser tão exigente consigo mesmo, para poder se divertir com os próprios erros. Desaprender a ser tão coerente, pois a vida é incoerente por natureza e a gente precisa saber lidar com o inusitado. Desaprender a esperar que os outros leiam nosso pensamento: em vez de acreditar em telepatia,é melhor acreditar no poder da nossa voz. Desaprender a autocomiseração: enquanto perdemos tempo tendo pena da gente mesmo, os dias passam cheios de oportunidades.

A solução é voltar ao marco zero. Desaprender para aprender. Deletar para escrever em cima. Houve um tempo em que eu pensava que, para isso, seria preciso nascer de novo, mas hoje sei que dá pra renascer várias vezes nesta mesma vida. Basta desaprender o receio de mudar.

Martha Medeiros