Comunicação

Cerca de 276 frases e pensamentos: Comunicação

A poesia tem comunicação secreta com o sofrimento do homem.

Pablo Neruda

O amor e a literatura coincidem na procura apaixonada, quase sempre desesperada, da comunicação.

Jorge Duran

Não me ajeito com os padres, os críticos e os canudinhos de refresco: não há nada que substitua o sabor da comunicação direta.

Mario Quintana

"Já entrei contigo em comunicação tão forte que deixei de existir sendo. Tu tornas-te um eu. É tão difícil falar e dizer coisas que nunca podem ser ditas. É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real, entre nós dois Dificílimo contar: olhei para você fixamente por uns instantes, tais momentos são meu segredo. Houve o que se chama de comunhão perfeita..Eu chamo isso de estado agudo de felicidade."

Clarice Lispector

Se você falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se você falar com ele em sua própria liguagem, você atinge seu coração."

Nelson Mandela

Não pode haver uma totalidade da comunicação. Com efeito, a comunicação seria a verdade se ela fosse total.

Paul Ricoeur

O Difícil Facilitário do Verbo Ouvir



Um dos maiores problemas de comunicação, tanto a de massas como a interpessoal, é o de como o receptor, ou seja, o outro, ouve o que o emissor, ou seja, a pessoa, falou.

Numa mesma cena de telenovela, notícia de telejornal ou num simples papo ou discussão, observo que a mesma frase permite diferentes níveis de entendimento.

Na conversação dá-se o mesmo. Raras, raríssimas, são as pessoas que procuram ouvir exatamente o que a outra está dizendo.

Diante desse quadro venho desenvolvendo uma série de observações e como ando bastante entusiasmado com a formulação delas, divido-as com o competente leitorado que, por certo, me ajudará passando-me as pesquisas que tenha a respeito.

Observe que:

1) Em geral o receptor não ouve o que o outro fala: ele ouve o que o outro não está dizendo.

2) O receptor não ouve o que o outro fala: ele ouve o que quer ouvir.

3) O receptor não ouve o que o outro fala. Ele ouve o que já escutara antes e coloca o que o outro está falando naquilo que se acostumou a ouvir.

4) O receptor não ouve o que o outro fala. Ele ouve o que imagina que o outro ia falar.

5) Numa discussão, em geral, os discutidores não ouvem o que o outro está falando. Eles ouvem quase que só o que estão pensando para dizer em seguida.

6) O receptor não ouve o que o outro fala, Ele ouve o que gostaria ou de ouvir ou que o outro dissesse.

7) A pessoa não ouve o que a outra fala. Ela ouve o que está sentindo.

8) A pessoa não ouve o que a outra fala. Ela ouve o que já pensava a respeito daquilo que a outra está falando.

9) A pessoa não ouve o que a outra está falando. Ela retira da fala da outra apenas as partes que tenham a ver com ela e a emocionem, agradem ou molestem.

10) A pessoa não ouve o que a outra está falando. Ouve o que confirme ou rejeite o seu próprio pensamento. Vale dizer, ela transforma o que a outra está falando em objeto de concordância ou descordância.

11) A pessoa não ouve o que a outra está falando: ouve o que possa se adaptar ao impulso de amor, raiva ou ódio que já sentia pela outra.

12) A pessoa não ouve o que a outra fala. Ouve da fala dela apenas aqueles pontos que possam fazer sentido para as idéias e pontos de vista que no momento a estejam influenciando ou tocando mais diretamente.

Esses doze pontos mostram como é raro e difícil conversar. Como é raro e difícil se comunicar! O que há, em geral, são monólogos simultâneos trocados à guisa de conversa, ou são monólogos paralelos, à guisa de diálogo. O próprio diálogo pode haver sem que, necessariamente, haja comunicação. Pode haver até um conhecimento a dois sem que necessariamente haja comunicação. Esta só se dá quando ambos os pólos ouvem-se, não, é claro, no sentido material de "escutar", mas no sentido de procurar compreender em sua extensão e profundidade o que o outro está dizendo.

Ouvir, portanto, é muito raro. É necessário limpar a mente de todos os ruídos e interferências do próprio pensamento durante a fala alheia.

Ouvir implica uma entrega ao outro, uma diluição nele. Daí a dificuldade de as pessoas inteligentes efetivamente ouvirem. A sua inteligência em funcionamento permanente, o seu hábito de pensar, avaliar, julgar e analisar tudo interferem como um ruído na plena recepção daquilo que o outro está falando.

Não é só a inteligência a atrapalhar a plena audiência. Outros elementos perturbam o ato de ouvir. Um deles é o mecanismo de defesa. Há pessoas que se defendem de ouvir o que as outras estão dizendo, por verdadeiro pavor inconsciente de se perderem a si mesmas. Elas precisam "não ouvir" porque "não ouvindo" livram-se da retificação dos próprios pontos de vista, da aceitação de realidades diferentes das próprias, de verdades idem, e assim por diante. Livram-se do novo, que é saúde, mas as apavora. Não é, pois, um sólido mecanismo de defesa.

Ouvir é um grande desafio. Desafia de abertura interior; de impulso na direção do próximo, de comunhão com ele, de aceitação dele como é e como pensa. Ouvir é proeza, ouvir é raridade. Ouvir é ato de sabedoria.

Depois que a pessoa aprende a ouvir ela passa a fazer descobertas incríveis escondidas ou patentes em tudo aquilo que os outros estão dizendo a propósito de falar.

Artur da Távola

Meu problema é o medo de ficar louco. Tenho que me controlar. Existem leis que regem a comunicação. A impessoalidade é uma condição. A separatividade e a ignorância são o pecado num sentido geral. E a loucura é a tentação de ser totalmente o poder.

Clarisse Lispector

A arte só oferece alternativas a quem não está prisioneiro dos meios de comunicação de massas.

Umberto Eco

A finalidade da comunicação é fazer-se entender. Mas há quem prefira se desentender.

Augusto Branco

Poesia é comunicação...a sós.

Mario Quintana

Que é que eu posso escrever? Como recomeçar a anotar frases? A palavra é o meu meio de comunicação. Eu só poderia amá-la. Eu jogo com elas como se lançam dados: acaso e fatalidade. A palavra é tão forte que atravessa a barreira do som. Cada palavra é uma idéia. Cada palavra materializa o espírito. Quanto mais palavras eu conheço, mais sou capaz de pensar o meu sentimento. Devemos modelar nossas palavras até se tornarem o mais fino invólucro dos nossos pensamentos.

Clarice Lispector

Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra.

Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta dúvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos, grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade

Contos árabes

Comunicação não é o que você fala, mas o que o outro compreende do que foi dito"

Claudia Belucci

A gramática existe para proteger a comunicação num idioma
e deve evoluir com o mesmo,
acompanhando as mudanças e variações
da linguagem usualmente falada
a fim de que permaneça válida e eficiente.
É, portanto, a gramática que serve ao idioma,
não é o idioma que serve à gramática.

Augusto Branco

MÃE - SEJA UMA TV A CABO DO BEM!

É muito triste, sim, assistir pelos meios de comunicação, em tempo real, um episódio como esse que jornais do mundo inteiro estamparam, quando um jovem, com sério transtorno de comportamento entrou, intempestivamente, escola adentro e matou crianças em sala de aula. É dolorida essa aula! É uma aula salpicada de sangue, banhada em lágrimas.

Naquele mesmo dia, repórteres perguntavam aos alunos sobreviventes, aos professores em estado de choque, aos pais horrorizados, que lições podia se extrair dali. Todos diziam em uníssono: ficamos mais unidos, estamos solidários, nossa dor é uma só.

Isso faz lembrar quando o furacão Wilma arrasou uma cidade americana e os repórteres faziam perguntas semelhantes. A resposta de uma senhora ficou gravada. “Com o furacão, tive o prazer de conhecer minha vizinha de muitos anos, quando ela me viu aflita e me ofereceu uma xícara de café”.

O brasileiro é solidário sempre, mas a exemplo de muitos, vem adotando um estilo de vida preocupante, ultimamente. Está se isolando. Será que é preciso um furacão, um terremoto, um tufão, uma chacina para as pessoas se unirem, se conhecerem, se amarem? E oferecerem uma xícara de café ao vizinho desconhecido?

Muitas atitudes contribuem para a educação equivocada. O mau uso dos meios de comunicação tem sido um terror no universo humano. É um dragão que destrói o equilíbrio emocional. A criança chega a algumas escolas ainda bebê, muitos chegam de fraldas e dão de cara com uma escola atropelando os princípios que fundamentam as emoções. A escola tem o som, todavia, não respeita o limite da capacidade auditiva humana; o som é altíssimo. A escola tem computadores e os supervaloriza, em detrimento das brincadeiras, das músicas brasileiras, das histórias, das poesias, de dramatizações, do folclore, dos jogos no recreio. Recreio? Cadê o recreio?

O Brasil é uma potência em alguns aspectos, mas tem contrastes sociais de submundo. A educação envergonha essa nação perante os olhos do mundo.

Não se têm recursos para acabar com a violência, porém, pode-se educar para reduzir o gosto por ela. Há canais de tv que estão se transformando em delegacia de polícia, ao vivo, dentro da casa daqueles que veneram a violência. Isto adoece o imaginário e traz transtornos de comportamento. Serve também de universidade do crime. Forma bandidos. Faz escola.

Andrew Oitke, professor da Universidade de Harvard, publicou o livro Mental Obsety, e denuncia que “A nossa sociedade está mais sobrecarregada de preconceitos do que de proteínas”. E afirma que “É hora de refletir sobre os nossos abusos no campo da informação e do conhecimento, que parecem estar dando origem a problemas tão ou mais sérios do que a barriga proeminente. ‘Profissionais da informação’ vendem gordura trans em excesso”.

Oitke demonstra preocupação com essa ‘alimentação intelectual’ tão carregada de adrenalina, romance, violência e emoção. “É possível supor que esses jovens jamais conseguirão viver uma vida saudável e regular. O homem moderno está adiposo no raciocínio, nos gostos e nos sentimentos. O mundo não precisa de reformas, desenvolvimento, progressos. Precisa, sobretudo, de uma dieta mental”.

Mãe, lute para reduzir a comunicação da desgraça dentro da sua casa. Seja uma tv a cabo do bem e não reproduza desgraça nenhuma, hora nenhuma: na hora das refeições, nas festas da família, nos encontros do shopping... Não superdimensione o crime, a hecatombe, o tsuname, não se transforme numa assombração a serviço da mídia pererê, ensinando que o mundo está no fim. Não pegue um caso isolado e o generalize.

Nunca se viu nada igual a essa matança na escola, aqui no Brasil. Não fique então martelando que as escolas agora não têm segurança, que o mundo está perdido. Esse fato é único. Não deixe seu filho, seu neto, ninguém aterrorizado, achando que isso é sempre assim, uma coisa normal, mas, sobretudo, eduque para que se aprenda a usar a metainformação, selecionando tudo de lindo e maravilhoso que existe nessa Terra linda.

O mal não vencerá o bem. Então faça a sua parte!

Seja, você, uma tv a cabo do bem.

Ivone Boechat

Com duas pessoas eu já entrei em comunicação tão forte que deixei de existir, sendo. Como explicar? Olhávamo-nos nos olhos e não dizíamos nada, e eu era a outra pessoa e a outra pessoa era eu. É tão difícil falar, é tão difícil dizer coisas que não podem ser ditas, é tão silencioso. Como traduzir o profundo silêncio do encontro entre duas almas? E dificílimo contar: nós estávamos nos olhando fixamente, e assim ficamos por uns instantes. Éramos um só ser. Esses momentos são o meu segredo. Houve o que se chama de comunhão perfeita. Eu chamo isso de: estado agudo de felicidade. Estou terrivelmente lúcida e parece que estou atingindo um plano mais alto de humanidade. Foram os momentos mais altos que jamais tive.

Clarice Lispector

Se não estás prevenido ante os meios de comunicação, te farão amar o opressor e odiar o oprimido.

Malcom X

O signo de Gêmeos é um signo de Ar, e uma de suas características é a facilidade de comunicação, a rapidez de raciocínio e a mobilidade e volatilidade. Os geminianos não ficam parados num só instante e como borboletas passam de flor em flor, de assunto em assunto, de informação em informação.

Por esta razão é muito difícil 'prender' um geminiano por muito tempo, a menos que você lhes dê sempre algo novo para ele se interessar. Dizem que ele é muito superficial, e as vezes isto é verdade, mas a sua mente funciona de uma tal forma, que mesmo com a sua 'superficialidade' eles captam o necessário e buscam a informação sem entrar em profundezas de detalhes.

No signo de Gêmeos encontramos excelentes jornalistas, escritores e até atores, que se metamorfoseiam com facilidade em diferentes personagens. O lema de Gêmeos deveria ser "penso então eu sou", já que o seu intelecto privilegiado o move em todas as direções. Ele adora descobrir coisas novas, inventar e aprender, sempre de forma brilhante e mesmo divertida. Sim porque ele é como uma 'criança em idade escolar', sempre pronta a aprender coisas novas, neste admirável mundo novo cheio de atrações!

O geminiano não gosta de falar de sentimentos, e não aprecia as longas discussões a respeito de suas emoções. Apesar de ser o signo menos introspectivo do zodíaco ele não gosta de falar de seus momentos íntimos ou difíceis. Com seu jeito de criança, ele mudará de assunto, mostrando a sua natural mutabilidade. Gêmeos pode fazer sofrer quem o ama, pois adora a liberdade (prenda uma borboleta e ela morrerá), e não gosta de obrigações.

Sendo de um signo duplo, a ele se adapta bem ao mito dos gêmeos Castor e Pollux, nascidos da união de Zeus que, transformado em cisne se acasalou com a mortal Leda. Eles são corajosos e valentes, mas um é humano e outro é divino. Quando um dos irmãos morre, o outro toma o seu lugar, graças a um pacto feito com Zeus, para poder se alternar com o irmão no Olimpo. Assim cada um deles passa um tempo no Olimpo e um tempo na terra.

Este mito demostra um pouco a volatilidade do signo, e a estranha percepção do mundo que os geminianos têm, como se estivessem sempre pairando acima das coisas, lá no alto, de onde abrangem muito mais longe e registram as coisas de uma forma mais intuitiva e não necessariamente racional. As vezes, o geminiano entra em choque com seu próprio sentido analítico, com sua mente racional, que tenta bloquear o outro lado. Daí o conflito e a mutabilidade dos humores. O conflito constante entre o intelectual e o emocional, o masculino e o feminino, o mortal e o imortal, o Olimpo e a terra.

Do ponto de vista da sexualidade, ele as vezes é andrógino, seja feminino que masculino por favor, não me entendam mal!). Lembrem-se que Mercúrio é o planeta que rege o signo, e Mercúrio na mitologia grega era o Deus dos ladrões, dos mentirosos, dos comerciantes e também o protetor das estradas. (Uma espécie de Exu na minha opinião). Ele era o tradutor, e o mensageiro dos deuses. Por ser neutro ele absorve facilmente o que está em volta dele e o ambiente o influencia. O Mercurius, na alquimia, é o elemento que faz a ligação entre o sal e o enxofre, entre o feminino e o masculino. É o Grande Transformador dos alquimnistas.

O ponto conflitante de Gêmeos é sem dúvida esta dualidade, entre a irresponsabilidade da criança e a racionalidade do adulto. Fazer a grande transformação, a grande alquimia é seu desafio principal.A Mulher de Gêmeos

Bem, este tipo de mulher não é seguramente a Amélia da canção! Sendo inteligente e curiosa, será mais do tipo companheira intelectual, e não ficará em casa de chinelos e cuidando de crianças!

Ela poderá parecer um pouco superficial, gostando de flertar e borboletear, mas esta é mera curiosidade, necessidade de saber como é. Como ela deseja sempre aprender, estará sempre fazendo algum curso, se instruindo, portanto irá se limitar a conversar com o namorado ou marido, sobre os fatos da mídia, sobre os assuntos que a estão atraindo no momento, estando ela a par de tudo o que acontece. As vezes ela até tenta se adaptar àquela figura materna que o namorado/marido tanto deseja. Mas não é sua praia. Gêmeos tem uma certa tendência a reprimir suas emoções e sentimentos, tentando negá-los e submetendo-os à análise de seu intelecto. Por isto pode não conseguir lidar com as suas emoções, tentando negá-las. A mulher de Gêmeos pode parecer nervosa, somente porque reprime a emoção. Se ela for do tipo intelectual, pode envolver o parceiro em intermináveis conversas, onde tentará racionalizar tudo, mas sem analisar nada em profundidade, somente como um exercício de intelectualidade. Neste caso, o lado maternal estará seguramente prejudicado, pois os mistérios que envolvem a maternidade não são aqueles do intelecto.

As geminianas terão de qualquer maneira um bom relacionamento com os filhos, aos quais ensinarão tudo, empurrando-os para carreiras universitárias e estimulando a sua natural curiosidade. A necessidade do conhecimento é neste signo maior que a necessidade de segurança. Não que não exista um certo romantismo mas ela não conseguirá ficar cinco minutos calada, olhando um pôr de sol, sem fazer algumas considerações a respeito! Enfim, se você ama o silencio, fique longe dela!

Ela pode ter um forte senso estético e gosta de estar sempre na moda, de usar a última novidade. As coisas coloridas chamam sua atenção. Ela terá a graça de uma borboleta e a maciez de um tecido de seda. Deve ser tratada com a delicadeza que merece.

Signos

Comunicação. É a primeira coisa que realmente aprendemos na nossa vida. O engraçado é que, depois que crescemos, aprendemos as palavras e realmente começamos a falar, fica mais difícil saber o que dizer. Ou como pedir aquilo que realmente precisamos.

Meredith Grey