Complicada

Cerca de 340 frases e pensamentos: Complicada

Nenhuma situação é tão complicada que uma mulher não possa piorar.

Tom Jobim

"O que mais odeio é gente complicada e preconceituosa, hipocrisia e ser acordado. Nenhuma outra coisa consegue ser pior do que isso".

Cazuza

Sou uma carta gigante, chata, cheia de erros, longa demais, muito complicada.

Tati Bernardi

"O que mais odeio é: gente complicada e preconceituosa, hipocrisia e ser acordado. Nenhuma outra coisa consegue ser pior do que isso."

Cazuza

"...A vida é complicada porque nós mulheres romantizamos tudo, ou quase tudo, ou justamente o que não deveríamos, a gente faz planos mesmo em cima dos silêncios deles, a gente vê beleza em cada sumiço, a gente vê olhares de amor no mais puro olhar de tesão, nós temos a mente completamente diferente da deles. Não precisa procurar no meio da multidão, coisas acontecem quando você desiste de procurá-las, posso me aproximar sem invadir seu espaço, mas posso me aproximar tanto que seja impossível de não o invadir. Não há como garantir que não possa me esforçar em ser interessante sendo que o que eu quero é ser o melhor que você merece. E de tudo que posso ser pra você eu só pediria que nunca fugisse de mim, nem mesmo quando por alguma razão eu deixasse a máscara cair, eu irei segurar sua mão como quem segura a mão de alguém que esteja pendurado sobre um barranco. E seguirei por dias, semanas, meses tentando tocar o seu coração até que um dia eu consiga. E de nenhuma forma te prender, mas sentir medo de te perder, e jamais te limitar mas chorar quando decidir ir embora, e esperar suas mudanças naturalmente sem forçar você, roubar mil beijos seus quando você decidir ter alguma crise de raiva, tentar te acalmar e ser incapaz de causar algum sofrimento a você. E eu não somente diria que canta mal como cantaria com você, provando assim que existem pessoas que cantam horrivelmente, e que você não é a única, mas a que eu estaria disposta a escutar, e quando você decidir falar demais, que eu debruasse sua cabeça no meu ombro e escute tudo que tem a dizer, e quando for desastrado que haja fôlego para não morrermos de tanto rir. E que você sinta vontade de precisar de mim, mas não só quando houver necessidade, que você sinta isso mesmo tendo passado um dia inteiro comigo, que não veja e nem sinta as horas passando quando estiver ao meu lado, e que nunca seja o suficiente o tempo que passarmos juntos, que você sempre sinta vontade de mais, mais e mais. E que você suporte os meus defeitos e se sinta orgulhoso das minhas qualidades, e apesar de não ter uma beleza extrema, poder fazer com que você enxergue que gostar de alguém vai muito além de beleza física, e tentar também de algum jeito (infelizmente só tentar) fazer com que você não precise olhar em outras direções, porque seus olhos vão estar dentro dos meus. Eu quero sempre encontrar você, seja lá aonde você estiver, e que eu consiga ser o seu perfeito, mesmo sendo imperfeito."

Tati Bernardi

Ela o amava. Ele a amava também. E ainda, que essa coisa, o amor, fosse complicada demais para compreender e detalhar nas maneiras tortuosas como acontece, naquele momento em que acontecia dentro do sonho, era simples. Boa, fácil, assim era. Ela gostava de estar com ele, ele gostava de estar com ela. Isso era tudo.

Caio Fernando Abreu

Perdão é uma palavra tão simples, mais tão complicada quando está ferido.

Demi Lovato

"Nem metade do que fui, mas bem melhor do que um dia estive"

Eu???

Sou complicada, difícil de se aturar, mas garanto que vale a pena.

Posso dizer que sou minha maior crítica. Alguns diriam que sou muito séria e braba... outros me acham uma tremenda palhaça.
Não sou uma pessoa de meio termos... sou de extremos... ou eu amo ou eu odeio...
As vezes (e só as vezes) não sei mentir.

... Brigo quando não estou satisfeita, sou muito ciumenta, gosto de DANÇAR (vc sabia disso? rss) e de cantar forró.
Sou viciada em política... amo Garibaldi Alves.
Eu não aceito infidelidade.

Desanimo facilmente quando não vejo resultados, mas estou trabalhando nessa área.

Amo meus sobrinhos.
Amo meus pais.
Amo meus irmãos.
Amo minha família... (mesmo maluca!)
Amo uma pessoinha alí... :D

Canto pra ficar feliz e pra espantar a carga negativa.
Gosto de ser paparicada, sou muito exigente (as vezes me torno chata), tenho reações imprevisíveis.

Tenho receio da solidão,
Medo de rejeição
e pavor de envelhecer!
Não sei perder!!!! - mas disfarço legal
Não Gosto de camarão (só de pensar no cheiro sinto náuseas).

Magoei pessoas que mereceram.
Amei pessoas que não mereciam.

Minha saúde não é das melhores.
Não sei contar piada.

Quando gosto de uma música escuto por várias vezes até aprender a cantar.
Sou exagerada!!!

Nunca quebrei um osso, mas já quebrei muito a cara.
Já fui usada, já usei, já fiz chorar, já chorei.
As vezes sou cruel, falo pra machucar de propósito.
As vezes sou mau.
As vezes chego a ser péssima (não me pisa que eu te esmago!)

Sou desconfiada, mas acabo sempre acreditando nos outros.
Nunca usei drogas... mas sou viciada em um monte de porcaria.

Pra finalizar, admito: sou esquentada, mas dá pra levar.
Fora tudo isso, sou uma mulher carismática, cômica, e claro: dramática!
Por vezes carente, outras estúpida... às vezes apática, na maioria simpática.

Eu sou assim: ÚNICA!

Rose Façanha

22/03/08

Menininha complicada, garotinha confusa...
Aquela que não sabe o que quer, aquela que ás vezes não entende nada...
Garotinha chata e muitas vezes insuportável...
Aquela que já chorou por besteira, aquela que já morreu de tanto rir, a garotinha que tem os melhores "amigos", aquela que não para de sonhar, a menina que não é a mais forte do mundo, mas que é a mais feliz...
Aquela que por diversas vezes daria tudo para que o seu mundinho fosse melhor e que tudo fosse do seu jeitinho, a que tem medo de arriscar, a que sempre vai ser uma eterna garotinha, menininha brincalhona, garotinha meiga...
Aquela que já se decepcionou, mais que também já se surpreendeu, que odeia falsidade, aquela que tem amigos e família acima de tudo e de todos...
A que vai ser para sempre essa garotinha feliz e que não mudaria seu jeito por nada e nem por ninguém !!!

Thais S.G

Complicada.

É, eu sou esquisita. Eu digo que não te amo, digo que não te quero, mas tenho ciúmes de você e você nem sabe. Te trato mal, não te dou atenção; me finjo de orgulhosa, e me acho superior. Mas no fundo, eu tenho vontade de te abraçar e dizer o que sinto. Mas ao mesmo tempo, eu sei que sinto algo maior por outra pessoa. É, eu sou realmente esquisita. Eu odeio as pessoas sem conhecer, eu julgo as pessoas sem saber. Eu já mudei milhares de vezes, mas finalmente acho que agora estou mudando para melhor. Mas não faço isso para provar para você que posso me superar cada vez mais, faço isso para provar para mim mesma que eu posso conseguir tudo, basta-me tentar e correr atrás. É, eu sou esquisita, sou definitivamente, complicada. E pode tentar decifrar, mas vai precisar de sorte para me entender. ;)

Gabriella Beth Invitti

"Uma pessoa é uma coisa muito complicada. Mais complicada que uma pessoa, só duas. Três, então, é uma caos, quando não é um drama passional. Mas as pessoas só se definem no seu relacionamento com outras. Ninguém é o que pensa que é, muito menos o que diz que é (...) Ou seja, NINGUÉM É NADA SOZINHO, somos o nosso comportamento com o outro".

Luis Fernando Veríssimo

Eu não sei. Ando meio distraída, meio confusa, complicada, indefesa. Está acontecendo um circulo de emoções ao mesmo tempo, uma guerra incansável. É um modo de defesa ou apenas vontade de ter com que se preocupar? Não que eu não tenha, mas, às vezes parece que eu quero muito mais com o que me preocupar. Com o que abastecer minha cabeça; às vezes penso em ler um livro, e ser surpreendida por mim mesma, mas infelizmente só consegui isso uma única vez, com um livro de Paulo Coelho, que eu me apaixonei e jamais encontrei outro igual. Pra quem nunca tinha lido um livro daquela espessura eu até que li rápido de mais. Mas depois disso não li outro, peguei em outros para pelo menos tentar, mas sem sucesso. Parece que existe uma barreira para mim com os livros e muitas outras coisas. Eu me interesso por qualquer tipo de coisa que eu possa achar muitíssimo interessante e que me faça sorrir ou viajar sem sair de casa, o problema é a paciência para fazer qualquer tipo de coisa. Apesar de que, ultimamente ando tendo bastante paciência – e esse não é meu segundo nome, de verdade – mas está sendo incrível, é como se toda a minha raiva fosse absorvida por alguma coisa, e daí aparecesse uma pessoa que eu nunca vi outra imagem de mim que guardei; como se eu fosse esta, mas antes me escondesse. Minha voz fica doce, fico envergonhada com qualquer tipo de comentário, sou frágil, absorvo muito fácil qualquer coisa que me irrite, que me magoe, e não sei como lidar com as coisas, fico vulnerável a qualquer sorriso ou cheiro conhecido. Ultimamente ando tendo bastantes complicações, uma delas com amizades, outra com amor, como se ninguém nunca tivesse esses tipo de problemas não é? Mas por eu estar sendo esta pessoa que absorve as irritações eu não consigo me manter bem como antes conseguia, não consigo esconder minha cara, meu mau humor – por mais que eu fale docemente – não consigo não ser sincera comigo mesma, transparência em alta. Daí é quando a parte “poeta” sai de mim, quando eu resolvo escrever qualquer tipo de bobagem porque assim me sinto bem, é quando a outra pessoa aparece, são tantas em uma só que às vezes fica difícil me achar. Pior é quando não consigo me agradar. Mas o fato de tudo isso é estar sendo totalmente outra pessoa, totalmente descontrolada, desequilibrada e desatenta, esses D’s que estão fazendo muita parte de uma nova pessoa. Porque eu me tornei assim? A quem diga que é amor, outras as amizades. Eu digo que seja por mim mesma.

Victória Sanchweir

A vida é uma coisa muito complicada. E toda a questão de ser ou de não ser consiste em encontrar-se nesta confusão.

Ivan Olbracht

Entre tantas e tantas mulheres,
de paixão e de sonho,
justo a mais complicada,
sem tempo, bandida e desinteressada
é que eu quero ter comigo...

Augusto Branco

A coisa mais complicada para uma mulher é como os homens podem ser tão simples.

Tati Bernardi

A minha saudade por você é como o tempo, na para... Tem coisas na vida que são complicada e muito difícil, mas nada na minha vida é tão triste como ficar sem a sua presença... O meu sentimento por você é muito forte, me faz sorri e me sentir bem, pois adoro você ao meu lado, adoro ouvir sua voz, adoro ti sentir, adoro ti tocar e fazer carinho... Momentos que não se esquece, momentos que nunca vai dar para esquecer, momentos que eu tive com você, se a vida fosse do meu jeito, agora você estava do meu lado... Eu odeio o passado, torço pelo presente passa rápido, e peço a Deus que o futuro que você esteja comigo.

Ricardo Martins santos

Sabe tem um garoto muito lindo, ontem ele falo comigo pelo msn e sem querer derrubei meu amigo da cadeira daqui de casa! Tento me manter sobre controle mais não da é quase impossível..Rsrsrs
Ele eh muitoo gato freguenta o 8° A da escola, Miranda Chavier. Ele é muitoo lindo sabe aquele garoto do cabelo pro lado tipo a do Michael Musso, de Hannah Montana.Só que não eh tao comprido é mais curtinho!
O olho, háá o olho eh a coisa mais linda do mundo, eh azull, mais não um azul q se ve em qualquer pessoa, ele eh SUPER!
Ahhh...Mereço não sei se ele gosta de mim é misterioso e provavelmente um pouco tímido...
Mais ele vai gostar demim há vai!
Lucas te amo...

-Os nomes tanto de pessoas como de lugares, não sao verdadeiros para poupar a identidade de cada uma delas!
*Nomes não são verdadeirp

Garota Complicada

Tentar de tudo ou quase tudo?!

tudo tem um preço com pouco ou muito valor, não falo de dinheiro não, nem de bens materiais, mais penso nas
conseguencias finais.
não pulo de cabeça nem tento a sedução, pois isso no final, tira a minha atenção!
Tento de tudo, ou melhor de quase tudo para conseguir, mais agora ninguém liga para a menina que digita aqui,
pois foi difíciu de contar o que sinto ao digitar, nada temo, nem o tempo, pois passa rápido demais.
Sem demora nenhuma quero tudo para mim sonhar o amor é inesquecível, mais quase tudo tenho a queimar!

Garota Complicada

Tô numa fase complicada, meio estranha.
Se me falam “oi” eu desconfio, se me dão “tchau” eu desabo.
Tô numa fase, que nem eu me entendo. Não sei do que gosto, nem o que quero.
Tô numa fase que quero mudar tudo, e também deixar tudo como está.
Tô numa fase que quero me arriscar, mas tenho medo de tentar.
Tõ numa fase de querer ter alguém, e não querer ver ninguém.
Tô numa fase... E que fase!

Aline Pinheiro

A complicada arte de ver
Rubem Alves

Ela entrou, deitou-se no divã e disse: "Acho que estou ficando louca". Eu fiquei em silêncio aguardando que ela me revelasse os sinais da sua loucura. "Um dos meus prazeres é cozinhar. Vou para a cozinha, corto as cebolas, os tomates, os pimentões - é uma alegria! Entretanto, faz uns dias, eu fui para a cozinha para fazer aquilo que já fizera centenas de vezes: cortar cebolas. Ato banal sem surpresas. Mas, cortada a cebola, eu olhei para ela e tive um susto. Percebi que nunca havia visto uma cebola. Aqueles anéis perfeitamente ajustados, a luz se refletindo neles: tive a impressão de estar vendo a rosácea de um vitral de catedral gótica. De repente, a cebola, de objeto a ser comido, se transformou em obra de arte para ser vista! E o pior é que o mesmo aconteceu quando cortei os tomates, os pimentões... Agora, tudo o que vejo me causa espanto."

Ela se calou, esperando o meu diagnóstico. Eu me levantei, fui à estante de livros e de lá retirei as "Odes Elementales", de Pablo Neruda. Procurei a "Ode à Cebola" e lhe disse: "Essa perturbação ocular que a acometeu é comum entre os poetas. Veja o que Neruda disse de uma cebola igual àquela que lhe causou assombro: 'Rosa de água com escamas de cristal'. Não, você não está louca. Você ganhou olhos de poeta... Os poetas ensinam a ver".

Ver é muito complicado. Isso é estranho porque os olhos, de todos os órgãos dos sentidos, são os de mais fácil compreensão científica. A sua física é idêntica à física óptica de uma máquina fotográfica: o objeto do lado de fora aparece refletido do lado de dentro. Mas existe algo na visão que não pertence à física.

William Blake sabia disso e afirmou: "A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o tolo vê". Sei disso por experiência própria. Quando vejo os ipês floridos, sinto-me como Moisés diante da sarça ardente: ali está uma epifania do sagrado. Mas uma mulher que vivia perto da minha casa decretou a morte de um ipê que florescia à frente de sua casa porque ele sujava o chão, dava muito trabalho para a sua vassoura. Seus olhos não viam a beleza. Só viam o lixo.

Adélia Prado disse: "Deus de vez em quando me tira a poesia. Olho para uma pedra e vejo uma pedra". Drummond viu uma pedra e não viu uma pedra. A pedra que ele viu virou poema.

Há muitas pessoas de visão perfeita que nada vêem. "Não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores. Não basta abrir a janela para ver os campos e os rios", escreveu Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa. O ato de ver não é coisa natural. Precisa ser aprendido. Nietzsche sabia disso e afirmou que a primeira tarefa da educação é ensinar a ver. O zen-budismo concorda, e toda a sua espiritualidade é uma busca da experiência chamada "satori", a abertura do "terceiro olho". Não sei se Cummings se inspirava no zen-budismo, mas o fato é que escreveu: "Agora os ouvidos dos meus ouvidos acordaram e agora os olhos dos meus olhos se abriram".
Há um poema no Novo Testamento que relata a caminhada de dois discípulos na companhia de Jesus ressuscitado. Mas eles não o reconheciam. Reconheceram-no subitamente: ao partir do pão, "seus olhos se abriram". Vinicius de Moraes adota o mesmo mote em "Operário em Construção": "De forma que, certo dia, à mesa ao cortar o pão, o operário foi tomado de uma súbita emoção, ao constatar assombrado que tudo naquela mesa - garrafa, prato, facão - era ele quem fazia. Ele, um humilde operário, um operário em construção".

A diferença se encontra no lugar onde os olhos são guardados. Se os olhos estão na caixa de ferramentas, eles são apenas ferramentas que usamos por sua função prática. Com eles vemos objetos, sinais luminosos, nomes de ruas - e ajustamos a nossa ação. O ver se subordina ao fazer. Isso é necessário. Mas é muito pobre. Os olhos não gozam... Mas, quando os olhos estão na caixa dos brinquedos, eles se transformam em órgãos de prazer: brincam com o que vêem, olham pelo prazer de olhar, querem fazer amor com o mundo.

Os olhos que moram na caixa de ferramentas são os olhos dos adultos. Os olhos que moram na caixa dos brinquedos, das crianças. Para ter olhos brincalhões, é preciso ter as crianças por nossas mestras. Alberto Caeiro disse haver aprendido a arte de ver com um menininho, Jesus Cristo fugido do céu, tornado outra vez criança, eternamente: "A mim, ensinou-me tudo. Ensinou-me a olhar para as coisas. Aponta-me todas as coisas que há nas flores. Mostra-me como as pedras são engraçadas quando a gente as têm na mão e olha devagar para elas".

Por isso - porque eu acho que a primeira função da educação é ensinar a ver - eu gostaria de sugerir que se criasse um novo tipo de professor, um professor que nada teria a ensinar, mas que se dedicaria a apontar os assombros que crescem nos desvãos da banalidade cotidiana. Como o Jesus menino do poema de Caeiro. Sua missão seria partejar "olhos vagabundos"...

O texto acima foi extraído da seção "Sinapse", jornal "Folha de S.Paulo", versão on line, publicado em 26/10/2004.

Rubem Alves