Começando a Gostar

Cerca de 2348 frases e pensamentos: Começando a Gostar

É DIFICIL PRA QUEM ESTA COMEÇANDO, MAIS AOS POUCOS VAMOS NOS ACOSTUMANDO...NÃO SABEMOS POR ESTAMOS SOFRENDO, POREM É ESSE O SINAL DE ESTAMOS AMANDO

EVERTON DOS SANTOS QUEIROZ

DEPRESSÃO ?!, AVALIE-SE, VALORIZE-SE, ACREDITE EM ALGO COMEÇANDO POR VOCÊ, NÃO TENHA MEDO DAS QUEDAS QUE LEVAR AO LONGO DO CAMINHO AS CALOSIDADES QUE SE FORMARÃO NÃO DEIXARÁ QUE QUE SE ABRA FERIDAS NAS PROXIMAS VEZES QUE CAIR AO CHÃO !!!

NUZA

A verdade é que até mesmo as pessoas mais extrovertidas tem seu dia de tristeza absoluta. Começando a pensar que a 'Minha Alegria' foi alegrar uma outra pessoa e esqueceu de voltar pra sua dona. E pior do que se sentir tristonha é sentir-se pior ainda, de mãos atadas e sem um ombro amigo pra lhe fortalecer e/ou lhe servir de escudo ou alicerce. Não, Desculpem, me enganei! A verdade não é essa. A verdade é que "Os Meus Verdadeiros Amigos" estão fazendo uma falta inenarrável/imensurável.

minha autoria

Acordei pensando em vc. Tudo q falo a vc a esperiencia q estar comecando na minha vida reviravolta q nao esperavo. Pensavo pra mim msm que amor nao existia de verdade mas eu vejo que ele existir, mas acada instante parece mais forte por vc. Vc deve estar em duvida sobre isto mas nao precisa nao. Pq eu te amo meu amor é verdadeiro por ti. Saiba q vc entrou no meu coracao. Te amo, te amo, te amo.

eu

Grande Abraço

Começando do final,
Pois é no fim que se começa,
A espera não é eterna,
Ela tarda a findar.

Tornar-me-hei, sim, ternura
Da suave formosura,
Das palavras duras
Que a diferença encarregou-se de criar.

Certo estou que dos céus ela chegará,
Acalentará o desmetricado coração
E algarviará o verde-amarelo com vermelhidão.

Sarará.
Sara há.
Será!

Tadeu Baptista

Estou começando a pensar que deveria ser ilegal partir um coração de uma mulher.

Shakira

Bizarros, melancólicos, cômicos e surreais. Estou começando a achar que meus sonhos são produzidos por Tim Burton.

Douglas Duarte

EU COMIGO MESMA



Estou começando a me acostumar comigo mesma.
Acho que já não sei mais viver sem mim. Falo comigo em voz alta, me repreendo quando penso que o que fiz não foi tão certo assim, respondo minhas próprias perguntas, concordo e discordo com a outra, que sou eu. Ou será que é maluquice o que eu faço?
Não vivo sozinha, mas moro sozinha, talvez pela primeira vez na minha vida, porque agora isso esteja me parecendo uma coisa definitiva, embora saiba que para sempre é tempo demais.
Quando entro no meu apartamentinho de solteira, sinto meu cheiro no ar e gosto dele. Meus chinelinhos estão lá, de prontidão, esperando meus pés cansados das caminhadas do dia e do sapato apertado. Alívio! Meu computador exibindo como pano de fundo a minha fotografia, me recebendo com aquele sorriso aliviado, me dizendo “oi”, que bom que você chegou. Como foi seu dia? Há, e a minha cama, sem uma dobrinha, tudo no lugar. Decido o que vou fazer: navego na internet ou assisto televisão? Também tenho aquele livrinho que está pela metade, o café com pão novinho que trouxe da padaria da esquina. Lembro dos meus amores e penso em ligar, mas é cedo ainda. Papo no telefone é melhor mais tarde quando já se pode dar boa-noite. É, tenho amores e sei onde eles estão. Logo ali ao alcance da minha saudade. Só preciso saber se está tudo bem, dizer que os amo e que hoje minhas pernas não doeram, que eu acho que vai esfriar e que se agasalhem no dia seguinte antes de saírem de casa.
Ando pela sala e lembro que esqueci da molhar minhas plantas. Nunca tive muito talento para cuidar delas, mas estou me esforçando. Fiz uma espécie de cronograma de rega segunda, quarta e sexta. Já assimilei como compromisso de rotina e, por enquanto está funcionando. Em troca elas me brindam com oxigênio mais puro e embelezam o ambiente. Depois eu, meu café passado na hora como eu gosto, a novela, meus e-mails. Eu comigo mesma, solitude sem solidão.
Que bom! Estou me acostumando a viver com essa pessoa que eu nem sabia que existia a um tempo atrás. Não tem ninguém para tirar meus óculos quando adormeço no sofá, mas também não há ninguém para me dizer que ronco nem para me pedir bife com batata frita justo na hora da novela ou de telejornal ou que está sufocando com a fumaça do meu cigarro e que eu vou morrer de câncer no pulmão.
Há como é bom acordar pela manhã e não precisar correr para o banheiro, desamassar a cara e esconder aquele cabelo de quem parece ter passado a noite na ventania, não ver roupa espalhada pelo chão, vaso cheio de xixi além de não ter que suportar o mau-humor de ninguém.
Delícia das delícias. Conviver comigo mesma é repartir com essa chata que habita em mim as poucas coisas que conquistei. .É bom conviver com quem a gente sabe o que pensa, que não nos enche a paciência e isso só se consegue quando se mora sozinho. Egoísmo, individualismo, ranzinice? Pode ser, mas é uma alternativa para se ter um pouco mais de paz e sossego. Não se precisa abrir mão da família, dos amigos e até de um romance, mas quando se chega na fase do repouso, quando cessa a adrenalina e já se cometeu todos os desatinos a que se tem direito, pode-se tirar proveito da mansidão e do aconchego da nossa própria companhia, desse momento sereno, sem as ansiedades desnecessárias e desgastantes. Pura conquista. Difícil, mas possível.
Entretanto há que se ter cuidado. Nunca se sabe quando seremos atacados pelo vírus da solidão. Ele não desiste de nos fazer voltar a sermos caçadores de emoções perigosas.

Maria Alice Guimarães

Tô começando a desconfiar que só é feliz quem não tem medo do ridículo

marcella

A vida é um punhado de grãos de areia, terra e barro. Os quais um dia se entediaram, começando de unidade a unidade, depois formando colônias para passar um período longe do chão. Enquanto você está um pouco longe do chão, aproveite pra tentar voar. Enquanto ainda há tempo.

Camila Fernandes de Oliveira

DIA 3 DE NOVEMBRO - QUARTA FEIRA - 14:22

Olá, estou começando um novo diário na net, auhsuah' aii q leegal. PESSOAL, ontem fui a um rio em Garuva, e eu e meus primos estava andando no mato atrás do rio, e vistamos umas casas, fomo ver e era abandonadas. Cara, era assustador, parece assombrada, tudo quebrada, bicho morto pra tudo ki é lado, tinha até umas baratas mortas em um pote, papel jogaado, janela quebrada etc. Dava muito meedo e era uma casoona, achamos jornais, certidão de nascimento, fotos da familia e sangue no chão. ( ta num vo mentir, pq num era sangue, era corante de boloo, haha ) Mas dava muuuito meeedoooo' e pelos papeis ke vi, a familia morava lá desde 1993..

isabelle

Vendo Vozes

Amanheço, Nasço, apareço

Quando pequeno começando a me mostrar
Tentando me comunicar e sem alguém pra me ajudar
O silêncio me acompanha e onde quer que eu vá
Com essa incerteza, será que irei mudar
Cresci com esse dilema
Meus Pais pensando ?será que ele tem algum problema??
Será que, será que
Tentava me enturmar mais a minha escola, não é a ideal

Não era nada natural
A TV...
insiste em não comunicar-se comigo
O deálogo me parece inviável
È sempre lamentável
E então, adormeço vendo vozes que não me dizem nada
Pra você uma noite linda, mais pra mim sempre,
angustiada
Estou em uma confusão mental, estou cansado,
desesperado
Pois me deixe ser tratado, como igual

Entardeço, cresço, amadureço

Começo a encontrar pessoas, como eu
as mesmas dificuldades, mesmas ansiedades
As pessoas do mundo deveriam se ouvir mais
Se abrir mais, não ser tratados como animais
Algumas pessoas não se aproximam
Por algum tipo de medo...
Queria que acreditassem mais em mim
Mais enfim

AAAA SE O MUNDO INTEIRO ME PODESSE OUVIR
EU TENHO MUITO PRA CONTAR, DIZER QUE APRENDI

Mas estão sempre entretidas com outros sons
Sons que não são os seus
Pensamentos que não meus
Essa é sempre insana
Urbana condição humana

Anoiteço, aconteço, envelheço

As pessoas do mundo falam todas ao mesmo tempo
O caos sonoro me faz pensar, pensar com lamento
Que estão todas Surdas
Surdas de tanto barulho
Só escuto pedidos de socorro em gritos e murmúrios
E é a capacidade de não ouvir que me mantém ainda
lúcido no mundo.
Não sei se pra você estou certo ou de repente um
absurdo
As pessoas do mundo, buzinam, gritam
Mas nunca olham para o lado, quase sempre me evitam

Essa é sempre leviana
Mundana condição humana

Willians Marques

Tudo o que fiz até ontem é passado; hoje, é um novo dia e estou começando tudo de novo.

Valdeci Alves Nogueira

Não desista de seus sonhos nunca. Os teus sonhos estão apenas começando...

Jonatas Alberto

Quando tudo esta acabando e quando percebemos que esta simplesmente começando, um pequeno amor começa como uma virgula e termina como um ponto final, um ponto para começar um novo parágrafo, um parágrafo que por sua vez se torna em uma linda historia que por fim, se transforma em uma lembrança para o começo de uma nova historia de amor...

kaique gutierre

Sindicato das Idéias.
Está começando um motim na minha cabeça, parece que minhas idéias
resolveram se rebelar. Ora todas falam ao mesmo tempo, ora se contradizem, ora não dizem
nada com nada. Haveria de se criar um Sindicato das idéias, de forma que eu pudesse ouvi-las
de forma mais organizada, com pautas mais sintetizadas, talvez até ordenadas por ordem de
importância. Garanto que trataria de realizá-las com a maior boa vontade. Mas ai começariam
mais problemas, que espécie de sindicato seria esse que aceitaria um “sim, eu resolvo”, ou um
“eu aceito” , assim de imediato, sem ponderações, nem modificações; sindicato que se prese
gosta de discutir, e não de se impor. Nessa hora então apareceriam as idéias que não se
filiaram ao sindicato e formaram um grupinho à parte, a chamada “Teoria da Conspiração”,
onde pensariam “ Por que ele aceita tudo?”, “ Por que quer realizar todas essas idéias?” , “Ai
tem coisa!!!”. E de repente novo motim, novo caos nos meus pensamentos. E o Sindicato que
fora pensado para organizar, agrupar, agora faz é segregar. Começa um Apartheid das minhas
idéias, surgem vários grupos separatistas, todos querendo tomar o poder, todos querendo
mandar nos meus pensamentos, mas nenhum preocupado com o que eu realmente quero: Paz.
Surge então um pensamento, com uma lábia bem convincente que se alia a
outro, não tão bom com as palavras ,mas porém de ação, eles são a morte e o suicídio.
Chegaram com um discurso muito eloquente, falando em silêncio, em paz, em acabar com
esse turbilhão de emoções, acabar de uma vez por todas com essa desordem na minha cabeça.
E com essa conversa mole eu fui me envolvendo, e cada vez mais me envolvendo, e foi....De
repente, silencia tudo. O motim acabou, todos se foram, ficou vazio. Mas não era isso que eu
queria, eu não queria o vazio, eu queria paz. E esse silêncio é perturbador. Ele vem
acompanhado de um piiiiiiiiiiimmmmm que parece não ter fim. Juro que não era isso que eu
queria. Mas de repente o piiiiiiiiiiimmmmm, vira um pip pip pip pip pip pip e começo a ouvir
vozes que não vem de dentro da minha cabeça , mas do exterior, e dentre essas vozes eu ouço
uma que diz “Graças a Deus!”. E essa palavra “Deus”, pequenininha, se transforma em idéia e
preenche todo aquele vazio, e mais, tá me trazendo o que eu queria, a minha tão sonhada paz.
Estou recobrando aos poucos minha consciência, e com ela todas as minhas
idéias, sendo que agora elas têm uma idéia que as lidera: “Deus”. E novamente as idéias mais
provocadoras começam “ Isso aqui virou uma ditadura!!!”, “Esse Deus quer mandar em
tudo!!!”, “Vamos nos rebelar novamente!!!”. E é ai que acontece algo inusitado, a idéia de
Deus resolve falar, sendo que o inusitado não é ela falar, é ela falar com uma voz diferente,
por que como a cabeça é minha, minhas idéias apesar de diferentes, todas falam com o mesmo
timbre(o meu, lógico!), mas Deus falou, e sua voz era firme, porém suave :
–Eu como líder das suas idéias agora só faço uma exigência: que seja feita
uma ponte que ligue sua cabeça ao seu coração, pois é lá que eu quero morar!!!
E a ponte foi feita. Tudo isso aconteceu numa fração de segundos após eu
ouvir a voz da enfermeira que disse “Graças a Deus!!!”, ao que abri meus olhos e respondi “É
sim, é graças a Ele que estou vivo e em paz!”.

Aurélio Sampaio

To começando isso sem nem saber se realmente será um começo, se será só mais um pensamento que acabou registrado em papel por acaso, se será o que vem depois de uma vírgula, independente de ser classificado como aposto ou uma continuação que segue após uma pequena pausa; na vida, nas metas, nos planos invisíveis aos olhos proximos mais reais aos meus olhos, ou se simplesmente será uma pensamento de uma madrugada solitária após uma crise nostalgica que me remetera á ótimas lembranças que ficarão entre um espaço de tempo vazio.. e não levará á nada.
Pouco me importa quem vai ler isso, se é que alguém se dará esse trabalho, provavelmente o que eu quero é só registrar (ainda que somente pra mim) algumas coisas fazem sentindo , em meu universo paralelo, no qual habito em momentos como esse. Talvez essas palavras se encaixem numa vida qualquer que tenha chegado aqui por acaso, talvez não façam sentindo nenhum (acredito mais na segunda possibilidade), talvez fiquem anonimas, mais isso jah nem me importa.Me importa resgatar alguns valores particulares que ficaram perdidos no tempo em palavras não escritas. E só.

Camila P.G.

“Alegre-se, a vida só está começando.”

Edson Rufo

De tanto que ele se acha iluminado, estou até começando a acreditar.

Kléber Novartes

Página 2011 virada em minha vida!
Começando a escrever a página 2012...
quero histórias novas... com novos personagens...
alguns sempre estarão no livro da minha vida...
outros foram meros passageiros...
alguns começaram a parecer, mais como um conto de fadas deu meia noite e viraram abobora...
em 2012 não quero um príncipe.. quero um sapo...
que salte sempre pra frente, e que não precise de nenhum cavalo pra se locomover.. um sapo feliz que me faça sorrir!
Ah, não tenho pressa, pois sei bem que na hora certa ele chegará!

Halyny Mainardes