Colegas de Faculdade

Cerca de 394 frases e pensamentos: Colegas de Faculdade

Seja humide com os colegas quando crescer profissionalmente, porque se cair encontrará os subindo.

Maria Bonita e Poesia

MINHA FRASE 433
Morreu outra vez! Anteontem morreu para os filhos, ontem para os colegas do trabalho e hoje morreu para a mulher. Cada dia ele morre um pouco e sequer desconfia, pobre diabo!

Horlando Halergia

“Colegas? Eu tenho vinte. Amigos? Eu tenho seis. Que eu vejo sempre só quatro. Que eu posso contar? Só três.”
— Projota

TamiresA

"Encontrei na vida muitas pessoas conhecidas, muitos colegas e dezenas de familiares, mas Verdadeiros Amigos foram pouquíssimos."

Marconi Egito

A razão que faz muitos homens desistirem dos cursos, é que as colegas bonitas desistem muito cedo

Hermógenes Constantino

'Esperança de Segunda'

Uniforme, cartão de ponto.
Se atraso, vem desconto.
Colegas, vidas fúteis.
Suas conversas inúteis.
Minha mesa de trabalho,
Uma carta de baralho:
É o que eu pareço...
Segunda-feira, te mereço.
Tenha ânimo, logo vem.
A sexta feira também.
O ano sabático chegará.
Espere, com fé em Jeová.

Zé Carlos Filho

Falsidade se transformou em uma coisa tão comum, hoje em dia é mais comum que ver minhas colegas do ensino fundamental grávidas.

Brenda Dias

Como é triste ver seus colegas se acabando na vida, fisicamente, moralmente e socialmente.

Paulo Henrique Lima

É as coisas estão mudando, os que eram os MELHORES Amigos, hoje estão sendo simplesmente COLEGAS ou até mesmo simplesmente meros conhecidos. Certo que aceito/acredito que novas amizades se formam, novas amizades devem ser cultivadas, mais nunca se deve se esquecer das quelas amizades que um dia foram Feitas, Plantadas, Cultivadas e Guardadas por um tempo em corações, onde o Amor reinava. Num magoe aquele quem só quer dar-te Amor, Carinho, Amizade... Cuide, Ame faça com que essas pessoas estejam sempre ao seu lado, e mostre aos que andam ao seu redor que você se importa com todos e não somente com aqueles "Amigos" que fazem de seu dia a dia uma diversão, não esqueça que aquele que hoje você faz de uma mera e simples Opção, ja deu o Próprio ombro, as suas próprias horas, as suas próprias palavras de conforto, e que lhe deu a Confiança maior do mundo pra que você pudesse chorar eu seus ombros e lhe dizer: Estou e estarei sempre contigo. Preserve as amizades, por um Dia você vai precisar daquela que hoje você esta magoando. "Amigo, aquele que se pode ser chamado de IRMÃO, é o mais puro e prazeroso ser, que devemos manter ao nosso Redor sempre."

DANIEL GOMES

"Cresci, o ano passou, amigos, colegas, conhecidos mudaram.A rosa já espoe seu perfume, a cidade tem novos prédios, novos moradores, e eu ? Eu continuo o mesmo. Mudei muito pouco por fora, mas ainda não cicatrizou as feridas que tenho por dentro."

- Ricardo Reis
(O Problema é que me importo.)

Ricardo Reis dos Santos

Sou Movido Pelo Skate, Guiado Pelo amor e tenho satisfação de descer as ladeiras com os colegas sem pensar em me machucar, pois se eu cair, vou ter meus amigo pra ajudar a me levantar e tentar denovo.

Guilherme Augusto

Às vezes, recosto a cabeça no travesseiro e me lembro de quantos amigos eu já tive, quantos colegas eu já aturei, em quantas brigas já me meti.
Lembro de gente que eu jurava amor eterno. Lembro de amigos que eram meu chão, e eu, o teto deles. Hoje são só lembranças. Sempre tive dessas. Dessas de abrir mãos das pessoas, pra deixa-las serem felizes sem mim. Como se por algum motivo, eu as prendesse, ou já tivesse cumprido meu papel em suas vidas.
Às vezes eu vou embora sem dizer tchau que é para a saída não ser notada. Vou me afastando, saindo aos poucos das histórias, deixando com quem vivam sem mim. Não vou dizer que seja fácil ou que eu não sinta saudade. Sim, é difícil, dói e às vezes dá uma vontade louca de voltar atrás. Mas eu vejo como vivem melhor.
Pode parecer que isso seja um egoísmo às avessas. Pode ser que eu tenha me enganado, que tenha pecado feio em sair da vida das pessoas. Pode até ser que eu tenha realmente feito falta. Mas quem vai me garantir que isso não tenha sido o melhor para todos nós? Quem poderá dizer que eu teria feito grandes mudanças nas vidas que abandonei?
Me doei, sempre, e muito. Já coloquei meus problemas no bolso e o sorriso no rosto centenas de milhares de vezes para curar as ressacas, dores de cotovelo, de cabeça e principalmente dos corações que me cercavam. Nunca fui de falar muito de mim. Omito, não nego. Queria ter um buraco negro pra jogar tudo lá, fazer virar poeira estelar. Esquecer, apagar. Não dá. Mas também não consigo desabafar.
Sei que deixei muita gente pra trás, com essa minha loucura insana de desistir das pessoas, mas, acho, aqui com meus botões, que se alguém realmente sentisse falta, procurava. Quando, meu amigo, meu coração aperta, eu vou lá e digo pelo menos “oi”. Sem revirar muito os estômagos. Recebo meu afago, coloco o orgulho de lado, e sigo.
A gente sempre fica esperando o outro vir, o outro tomar as iniciativas, o outro. Sempre o outro. Vai ver ele também fica esperando a minha tomada de iniciativa, e assim, nós sigamos singular quando deveríamos ser plural. Mas, cá comigo, ainda acho que algumas vezes, fiz muito bem indo embora sem dar tchau. Acho mesmo que deixei espaço para algumas pessoas serem felizes, com algumas outras pessoas.
Vai ver, guardam rancor por eu ter ido embora sem avisar. Sei que muita gente não se deu conta, ou ainda não entendeu que eu estava pensando só na sua felicidade. Melhor assim. A gente não precisa anunciar aos quatro ventos que está tentando praticar uma boa ação. Se aquela pessoa conseguir ser feliz sem mim, minha missão realmente terá sido cumprida. Se não, se ela não conseguir, errei, pequei feio em deixá-la. Mas essas coisas a gente nunca sabe. Essas coisas são o cotidiano. Coisas que acontecem todos os dias.

Desconhecido

Chamei de amigo pessoas que não mereciam nem terem sido chamadas de colegas.

Desconhecido

Nas mais diversas profissões, muitos evitam elogiar as habilidades e a competência de outros colegas. Sentem que o elogio pode colocar em risco a própria ascensão profissional. Uma grande besteira! O tempo possui o poder de dissipar os equívocos do egoísmo, da vaidade e do orgulho. Quando envelhecemos, a aproximação da morte alerta-nos da tolice da amizade perdida em nome da vaidade e da ascensão profissional. Na senilidade, o saber da fraqueza, torna-nos fortes. Na juventude, o saber da fortaleza, torna-nos fracos. Com passar dos anos as certezas são substituídas pela flexibilidade e pelo bom senso. Alguns aprendem mais cedo, outros mais tarde de que a competição vaidosa trará apenas amargura na alma. Devemos preservar o caráter ilibado em qualquer circunstância. Se quer ascender, não queira ser melhor que o outro, mas supere a si mesmo. Não tenha medo de elogiar, nem minta sobre a competência daqueles que julga serem seus adversários, pois muitos deles não lhe consideram um oponente, mas um parceiro e ainda que considerassem, você não obteria bons frutos na vã estratégia de competir a qualquer preço. Já ouvi músicas de Oswaldo Montenegro que homenageiam Zé Ramalho, Alceu Valença, Renato Teixeira... Parabéns ao cantor que não tem nenhuma objeção em expressar sua admiração aos colegas músicos, pois isso não diminuiu sua grandeza como artista.

Vandi Dogado

VELHAS ROSEIRAS - Padre Zezinho

Eu já tive milhares de companheiros e colegas.

Dentre eles, fiz centenas de bons amigos.
Mas nem todas as amizades duraram.

Algumas pareciam sólidas como rochas,
mas não resistiram aos tempos
e às circunstâncias.

Assim sobraram poucos amigos de infância,
pouquíssimos amigos de escola,
poucos amigos de adolescência,
poucos amigos de juventude.

E pensar que a gente brincava todos os dias,
via-se todos os dias e não saia da casa um do outro...
De repente, outros afetos, outros amigos,
outros interesses, outro tipo de vida,
longos anos de distância e mil preocupações da vida
nos afastaram totalmente.

Agora não sei onde andam e os que vejo aqui e acolá
são amigos de "Bom dia"...
Mas nada acontece.
A gente se respeita e se admira, mas a amizade de infância,
de juventude não volta.
Mudaram eles ou mudei eu?

Ou foi a vida que nos mudou a todos?

Restam algumas amizades fiéis que resistem a tudo...

O que sei é que fiz muitos amigos
e não conservei aquelas amizades.
De bons amigos que éramos, somos hoje bons conhecidos
que se saúdam de passagem e se respeitam.

Às vezes nem isso.
Crescemos e nossa amizade ficou lá no passado.
E eu digo a mim mesmo:

"Feliz o homem
que sabe cultivar sua roseira!"

Talvez não seja tarde...
Roseiras velhas também produzem
rosas lindas e viçosas.

Padre Zezinho

É preciso tomar cuidado para representar contra Juízes e Colegas, pois esta é uma navalha que desce, na mesma intensidade que sobe.

Heleno A. Facco Junior

Já era 2ª feira e todos haviam saído para o trabalho ou para a faculdade. Quase às 11 horas da manhã fui à cozinha pensando em tomar um bom brecfest mais só pude pensar num gole de café e em alguns cigarros e já estava saindo para ir ao antigo bairro onde morara. Já fazia algum tempo que não voltava lá e a saudade era tanta que saí apressado. Desci do ônibus e olhei o outro lado da avenida. Percebi que ali se encontrava um enorme muro e uma ponte. Para atravessar para o outro lado era preciso ultrapassar àquele muro bem parecido com o muro de Berlim e atravessar a ponte. Precisava atravessar mais não era tarefa fácil. Era como mudar de universo de realidade. Sempre achei que não sabemos ao certo aonde vamos. Na travessia comecei a imaginar que no caminho somos apenas passageiros. Somos guiados pelos sentimentos, pelo impulso e só percorremos o caminho, mas não sabemos aonde vai dar. Seguimos o destino até chegarmos ao objetivo que sempre esteve lá. Fui despertado pelo barulho ensurdecedor de uma buzina e percebi que havia chegado a Moçambique. No campo de refugiados da guerra. Enfermeiros e voluntários da ONU corriam de um lado para outras aonde crianças e homens lutavam contra a desnutrição e contra a morte e não tinham se quer esperança nem perspectivas para suas vidas excerto o apoio daquelas pessoas Tinha uma forma peculiar de ser que minha pobre realidade nunca pode imaginar. Eram de uma cor azulada e magros a ponto de parecer ficção. Do outro lado pessoas estendiam a mão pedindo uma esmola nas portas das igrejas onde católicas e protestantes iam dar seu testemunho de fé e não prestavam atenção àquelas pessoas que tinham as pernas enroladas com um pedaço de pano encobrindo as feridas. E que podiam estar em Recife ou na festa de Santa Rita de Cássia ou em Moçambique ou em qualquer lugar do mundo. Onde pessoas preocupadas com se mesmas, não prestam atenção aquele lugar que sempre esteve ali esperando por elas. Ate ouvir Lia gritar Charlot até que fim apareceu. Estava pensando que havia nos esquecidos. Vejo que você estar bem. Volitou parar sua esposa para sua família. É aí se esquece o passado. Disse que não. Que apesar de estar tranqüilo não tinha esquecido de nada. Fui à barraca de Aurindo, onde a cantoria dos passarinhos que e lê criava enchia o ambiente de músiocabilidade. Pedi um vinho e comecei a viajar no pensamento, pois pensar com música e um vinho é bem mais fácil. Lembrei das palavras de Lia e comecei a recordar o tempo que ali passei. Quando tinha pedido tudo mais conseguira a solidariedade daquele povo simples e humildes que mentas vezes não tinham nem para si e gostavam de dividir o que tinham com os outros. Lembrei que apesar das adversidades que ali passei uma coisa eu não perdi, mas ao contrario antes não tinha e hoje eras que era de mais valioso a uma pessoa. A LIBERDADE



Estava casado há trinta anos, tinha três filhos e três netos. Comecei a refletir sobre a felicidade e a sorte que tivera em ter uma família mesmo tendo as atrocidades que na vida passei. Lembrei que havia escutado um amigo que dizia você Charlot é abençoado. Ele era uma pessoa que tinha uma doença grave e sofria de solidão, ou era um dos sintomas de sua doença e eu havia contra argumentado que era preciso aproveitar aquele momento para construir coisas positivas. Estar só nunca se está, pois podemos lembra pessoas, lugares, experiência. Estar só é estar consigo mesmo e sentir-se só e perde o contato com seu eu Novamente me vi ali onde morara quando havia me separa de minha família comecei a prestar atenção às pessoas que passavam cada rosto me descrevia uma lembrança boa de algo bom às crianças passavam gritavam Charlot. Até que chegou Aurino e contei-lhe da brincadeira que inventara de ter uma caixa para guarda minha s lembranças. Perguntei a Aurino o que ele guardaria numa caixa assim. Ele em sua simplicidade respondeu com facilidade. Minha paz de espírito Charlot, pois só assim podemos dizer que somos felizes. De repente me vi ali diante da caixa já de volta em casa. O que eu guardaria nesta caixa que hoje já era importante para mim, pois havia virado um interessante robi, onde eu guardava. Pensei em guardar minha solidão, ou meus momentos a sós quando pude refletir e avaliar minha existência. Percebi que sendo abençoado por ter uma família, e ter um lar, e a vida ter me proporcionado bons momentos e por até poder dizer em voz alto que era feliz, não podia assim eu sentir, pois percebi que para ser feliz é preciso aprender a ser feliz com os outros ou por meio das pessoas. Esta era a carência da minha felicidade, pois vivendo na companhia de pessoas, eu também me sentia só, pois pelo que pareciam todos queriam ser felizes para si e não compartilhar esta Felicidade COM NINGUEM. A FELICIADADE SÓ EXISTE QUANDO ALGÉM NOS FAZ FELIZ. Ser feliz é proporcionar à oportunidade as pessoas de nos fazerem feliz.

texto literário-contos