Colegas de Escola

Cerca de 40 frases e pensamentos: Colegas de Escola

Saudades do tempo de criança
Saudades do tempo de escola, saudades dos amigos que se afastaram, o tempo vai passando e muitas coisas vão se modificando em nossas vidas, e a unica coisa que continua sempre é a saudade de alguém que marcou, a saudade de um sorriso Saudade de uma brincadeira ate mesmo saudades de uma briga, saudades do tempo que nunca mais viverei saudades de quem já foi, saudades de quem se afastou, Saudades de tudo porque as coisas vem e se vão ?
Tem muitas coisas que não entendo !
Quem nunca sorriu e chorou pelo mesmo motivo ?
Acho que tem coisas que nunca entenderei mais acima de tudo busco felicidade busco alegria busco viver !

Marcos Paulo oliveira

A cada dia eu tenho mais certeza que tenho amigos , amigos não só dos tempos de escola , mas amigos pra vida toda...

wendhy oliveira

Amigos eu tenho poucos na sua maioria ainda são os da antiga, da escola, do primeiro trabalho, do bairro que cresci.

Edmilson Naves

No mais estou ótima. Tenho amigos maravilhosos, estudo em uma boa escola, minha família apesar de meio louca, é a melhor do mundo. E aos poucos as coisas vão se ajeitando. Um acerto aqui, outro ali. Ando tão bem que tenho até medo de perder as pessoas que estão ao meu redor. Tenho estado tão bem que tenho me silenciado. Tenho gasto menos meu sorriso. Agora sorrio por coisas poucas. Coisas que realmente valem a pena. Agora eu não amo mais todo mundo ou o mundo todo. Amo poucos. De certa forma, estou bem! Bem vazia, mas bem ... se é que você me entende.

Beatriz Soares Bezerra

Antes ia correndo para escola, na esperança de encontrar meus amigos, zoar bastante, receber abraços e me sentir acolhida por eles, e conseguia. Hoje, chego, comprimento alguns, assisto a aula normalmente, dou umas risadas, e rezo para que o sinal bata e eu volte para a casa. É impressionante e doloroso ver como as coisas estão mudando, e meus conceitos sobre todos também.

Amanda Fama

O mundo não é só o nosso mundinho: casa, família, amigos, escola, trabalho, cineminha, salão de beleza, mercadinho, supermercado, hipermercado, lojas, costureira, barzinho, restaurante, viagenzinhas, aqui, ali e lá, carro do ano... Não, o mundo não é só o nosso mundinho...

Luna Di Primo

"Relaxando"
18 de maio de 2015, escola, conversa entre amigos, tarde
- Por que você não alisa o cabelo? Acho que aquele penteado puxado para trás cairia bem em você - falou Patrícia.
- É muito caro fazer essas coisas - respondi -, sem contar que precisa ficar passando por várias fases até chegar ao ponto certo. Não tenho dinheiro pra isso.
- Quem disse? - perguntou Elaine com sarcasmo.
- Conheço muita gente que faz isso e é desse jeito - retruquei com ironia.
- Você pode comprar um relaxante em qualquer mercado e fazer na sua própria casa - disse Patrícia.
- Sério? - perguntei surpreso.
- Sim.
- Mas será que não vai ficar estranho? Meu cabelo é complicado, meio trabalhoso...
- O relaxante funciona em qualquer tipo de cabelo, não se preocupe.
- Tá certo, vou pedir que minha mãe compre na próxima vez que ela for fazer a feira.

27 de maio de 2015, casa, conversa com a mãe, manhã
Eu sabia que a minha mãe não iria acatar aquela ideia, ela é meio conservadora em relação a esse tipo de coisa. Minha mãe acredita que a gente tem que ser do jeito que nasceu, diz que "se Deus quisesse que você fosse mais alto, mais alto você seria. Então tá no tamanho certo". Enfim, eu tenho que começar essa conversa de alisar cabelo de uma forma diferente.
- Oi mãe, que dia a senhora vai ao mercado?
- Oi, já tomou café da manhã?
- Já.
Silêncio.
- Mãe, a senhora vai ao mercado esses dias? - repeti, apreensivo.
- Vou hoje, preciso comprar carne pro almoço.
- Quero que a senhora compre uma coisa pra mim.
- O quê?
Eu sabia que iria escutar um não com a minha próxima pergunta, mas a fiz mesmo assim.
- Você pode comprar um...
Como era mesmo o nome do negócio?
Xante.. Laxante!
- Um laxante pra mim?
Minha mãe riu, não entendi por quê.
- Filho, você sabe o que eu acho sobre as coisas do ser humano.. Elas têm de ser da forma natural - falou minha mãe, ainda rindo.
Sabia que ela viria com esse papo.
- Compre o negócio, por favor.
- Tá certo...
Ela aceitou, que surpresa!

27 de maio de 2015, casa, mãe volta das compras, noite
- Aqui o que você tanto quer - falou minha mãe, me entregado uma cartela com umas pílulas -. Cuidado com isso, o efeito às vezes é rápido.
Ainda bem, quero saber o resultado. Espero que eu consiga fazer o penteado que a Patrícia falou.
Só não entendi por que eu tenho que tomar um remédio se eu quero alisar o cabelo. Não era mais fácil se fosse em uma espécie de creme?

Tomei a primeira pílula...

Esperei 1 hora e nada, pensei que fosse rápido.
Não vou ficar esperando mais do que isso.

Tomei a segunda e a terceira pílulas...

Mais 1 hora se passou e nada.
Que estranho... Tô sentindo uma dorzinha aguda no estômago. Deve fazer parte do processo.

Tomei o resto da cartela, pois a demora começou a ficar chata.

Minha barriga começou a doer muito. Tentei me segurar, mas não consegui por muito tempo: corri para o banheiro.
Eu tinha levado o telefone, então o peguei e liguei para a Patrícia.
"Patrícia, que tipo de produto é esse? Eu fiquei com uma dor de barriga enorme e meu cabelo continua do mesmo jeito. Era pegadinha, não é?" - falei, fazendo o número 2.
"Como assim? Você comprou o creme que eu falei?"
"Comprei, sim, esse laxante idiota. Deve estar vencido. E não é creme, mas sim pílula."
Escutei o som da risada da Patrícia bem alta ao fundo.
"Você tá rindo do quê? Eu sabia que você tava de gozação com a minha cara..." - repliquei, enquanto mais uma onda de dor percorria meu estômago.
Eu continuava fazendo o número 2.
Sem parar.
"Michel, não era la-xan-te, eu falei re-la-xan-te!" - Patrícia gargalhou outra vez -. "Laxante é um remédio pra pessoas que têm prisão de ventre".
"Isso é sério?" - grunhi ao me contorcer, pois parecia que tinha algo fervendo dentro da minha barriga.
"Anrram" - ela não parava de rir.
"Não acredito!!! Vou desligar... - grunhi -, tchau." - desliguei o telefone e o coloquei na pia em um movimento rápido.
Eu não conseguia parar de me espremer. Era involuntário.
Então foi por isso que minha mãe riu de mim.
Era pra eu ter seguido o conselho dela e deixar as coisas acontecerem de forma natural.
Que situação!

Alguém bate na porta do banheiro.
- Tudo bem aí? - pergunta minha mãe, rindo.
Agora eu sei por que é...
- Sim... - grunhidos -, tô relaxando!!!

Elton Gabriel

COLEGAS DA ESCOLA. GRAÇA, JANET, SONIA, AGEU. E ATIJA PEDRO

zitolos

O pior lugar que eu já trabalhei na minha vida foi numa escola publica, os colegas de trabalho se tratam de forma desrespeitosa e nada profissional.

Genival Miranda

Vida de adolescente

Quando acordo desanimo
Quando vejo estou na escola
Observo uns amigos
Na quadra jogando bola

Todo dia o dia inteiro
Num desanimo estou eu
É Romeu sem Julieta
Julieta sem Romeu

Esse mundo é assim mesmo
Nele escorre o preconceito
É zoação com o próximo
É a falta de respeito

Más um dia vai mudar
Sei que vão me contestar
Más não vou me preocupar
O amor tem a magia para o mundo transformar.

Jeferson Leonardo Camaro da Silva

No tempo de escola Maxon Nogueira era extrovertido
Nosso colega que tem por apelido mamá
Este cara é um grande amigo
Na sala de aula colocava apelidos, gostava de atentar

Já estudei juntamente com ele, Artemízio,
Samuel, Silas, Eliel e Cleidinho,
Mama era um dos mais terríveis
Artemízio atentava pouquinho

Cleidson que pediu para eu fazer esta poesia.
Quase sempre estes que citei iam para secretaria
Naquela época tinha divertimento e alegria
Com essa turma muitos riam

No fim de ano alguns ficavam nos provões
Pois só perturbavam e não faziam nada
Falavam bastante palavrões
Mas no final tiravam notas boas e passavam

Coitados de todos os professores
Sofriam demais da conta
Esses garotos eram os terrores
Atualmente será que aprontam?

Não levavam nada a sério
Nem tinham medo de serem expulsos
Uns repetiram a mesma série
São nerds, inteligentes, Cultos.

SIDNEY ALVES.
a pedido de Cleidinho.

Sidney Alves das Virgens

Tudo me cansa. O amor, a família, os amigos, o trabalho, a escola, as pessoas, eu própria, a vida. Me canso até de reclamar.

Sabrina Niehues

Amigos.. Tem os de perto, os de longe, os de infância, os da rua, da igreja, da escola, os virtuais, os que você nem sabe de onde veio ou como conheceu, entre outros.
Mas não importa de onde vieram ou como o conhecemos, o importante mesmo é o bem que eles nos fazem, é poder ver o presente mais valioso que temos que é a amizade!
Ser amigo é compartilhar momentos únicos, quer sejam eles especiais ou simplesmente fúteis, mas que independente disso é vivido junto; com intensidade!

Isabela Vital

Eu me pergunto porque essa vida?amigos?casa?familia?escola?
E logo vem a resposta : Que bom!

Mateus Araujo

Os irmãos são melhores que os amigos quan­do estão em paz e piores que os inimigos quando estão em guerra.

Içami Tiba

Já sente as saudades,
da amizade de verdade,
que há anos se formou.

Amigos não se esquecem,
estão vivos e inquietos,
em um típico caso de amor.

E quando houver distância,
e a falar a esperança, de um dia reencontrarmos,
recorra a lembrança,das brigas e festanças,
para juntos chorarmos.

Um dia chega o futuro,
com glória e horrores,
e se ficares olhando o escuro,
lembra de seus professores.

E quando a saudade afetar a razão,
quando tudo estiver sem jeito,
coloque a mão no peito,
por que todos estarão, no seu coração.

Homemangem ao 9º ano do Colégio Santa Terezinha Uiraúna PB.

Geraldo Neto

Eu estou viajando nas minhas metáforas e comparações que uso nos trabalhos da faculdade.

Alex Osório

Na faculdade faz frio demais, passou até passou um urso polar tomando Coca-Cola aqui na sala...

Alex Osório

O gostoso sentimento de aprender
Leva-nos ao mundo encantado do eldorado,
Da performance, do bálsamo, do ébano.
O gostoso sentimento de aprender
Gera aprendizado mútuo, dual, racional,
Irracional, fracionário, totalitário,
Imprescindível, ameaçador, libertador, revolucionário.
O gostoso sentimento de aprender
Deixa-me faminto, curioso, ambicioso em aprender,
Faz viajar a milhas e milhas daqui! Ir mais além.
Se eu puder deixar algo, digo-te aprenda... aprenda...
Sempre... sempre... aprenda para o eterno sempre!

Djavan Silva

A encrenca

Alguém disse que o amor:
"É uma flor roxa"
Parece a fala de um perdedor
E trouxa

Quem disse foi o Peter Pan
Veio da Terra do Nunca
O qual ele é super fã
E tem problema de junta

Tá olhando o que Indiona?
Nunca viu não?
E essa roupa cafona
Encontrou em liquidação?

E você Pajé
Volta para a tribo
Qual é!?
Por que encrencou comigo?

E você Ursa?
Se acha bonita
De tudo abusa
Parece uma cabrita

Tem na classe um pagodeiro
Não para de cantar
É um bagunceiro
Só sabe falar.

(Homenagem a colegas de escola rs)

Laine Sesil