Coleção pessoal de JorgeMello

1 - 20 do total de 385 pensamentos na coleção de JorgeMello

Tenho observado com atenção o sonho alheio e entendo que não devemos atrapalhar, ou ser osbstáculos no caminho desse alguém. Por gostar é necessário deixar que se vá, nunca atrapalhe o sonho de quem se gosta. Deixa quieta a emoção é o melhor que se pode fazer. Nada se contradiz nesse caminho. Somos únicos e homogêneos, mas nunca em nossos sonhos. Cada um sabe o que é melhor para si. Sou testemunha que podar sonhos pode ser a destruição de alguém. Existem muitas razões para não gostar, mas única razão na qual não me detenho em ser obstáculo para esse alguém. Ela sabe o que deseja, não posso ser uma pedra em seu caminho. Sobre tudo existe o carinho que abafado em muitas palavras me faz desistir. Desse estranho amor de almas que se encontraram em algum momento da vida. Palavras que não exprimem o que sinto. Creio que um dia ela irá entender que foi necessário me retirar, mesmo sabendo que isso iria me machucar. Deixar de gostar, não é possível, mas ser um obstáculo parece ser constrangedor, tanto para mim quanto para ela. E estranho escrever sobre vc mesmo, sei que isso parece até uma fantasia, mas deixar de gostar não me parece possível, apenas me retiro de sua vida. Mesmo nos nosso breve momento tentei ser perfeito. Hoje apenas assisto com alegria que o teu sonho e nada irá deter a sua determinação. Tudo parece ser um estranho conto, mas é real, verdadeiro e absoluto, e assim deixo passar para que ela nunca venha desista dos seus muitos sonhos.

Jorge Mello

Não tenho medo da vida
Mas respeito cada momento
Com ar de descontentamento
Desisto de sofrer
Ando tão pensativo
Mas tudo deixa de ser
No momento em que penso em vc.

Jorge Mello

Tem mil tipos de ser, pois cada dia tem o seu estilo e o meu nem sempre é o mesmo, mas deixo tudo ao seu tempo.

Jorge Mello

Tenho em mim a vida que não esperava o traçado que não imaginava e esse distinto jeito de nunca saber onde estou, mas trago em meu peito um coração ardente que muitas vezes tenta entender quem sou.

Jorge Mello

Metade de tudo que escrevo sou eu
Pelas palavras que descrevo e convém registrar
Mas não sou o extremo imponente da razão
Pois em tudo que escrevo há um pedaço de mim
Completo sem caber no limite da minha emoção
Sem meias palavras, mas sempre em uma direção
Esse é o tempo, mas não registro lembranças
Apenas a esperança de um dia tudo se acertar

Jorge Mello

O Amor é bom, mas não devemos fazer dele uma religião, pois ele é a religião.

Jorge Mello

O amor tem seus mistérios, mas só é útil quando serve aos dois.

Jorge Mello

No meu fakebook tem tanto fake que nunca vou achar a mulher que tanto desejo.

Jorge Mello

Confiança, amizade e amor. A trindade de um relacionamento.

Jorge Mello

Amar não é pecado, mas deixar de amar é o maior de todos os pecados.

Jorge Mello

Ultimamente ando sem sorte no amor, pois a única pessoa que gostei era um fake.

Jorge Mello

Um dia descobri que a amizade era a coisa mais importante que eu tinha, fui sincero e tratei com carinho esse nobre sentimento, nada faltou, pois até o amor de um amigo lhe sobrou, fui fiel até o fim para que nunca duvida de mim.

Jorge Mello

Existem momento em que sua presença é o que existe em mim, algo que não se explica com palavras, mas com o sentimento que surge de vc, algo que só o destino pode explica e as muitas intenções do nosso amor.

Jorge Mello

PARALELO TRÊS

Percebo agora que tudo acabou minha vida resumiu-se a nada
Os sonhos que já não chamo meus, a vida que já não pertenço.
As linhas de um ser contente Isso se foi, ou já deixou de existir.
Resta-me agora a fadiga, o cansaço e as tristezas do caminho.
O caminho que cabia a nós dois dele nada restou nada sobrou
Apenas as desilusões de duas vidas que jamais se encontraram

Compreendo agora que sou mais um na multidão dos aflitos
Meu caminho cheio de despedidas, partidas mal resolvidas.
Amores e seus dessabores nesse decorrer de cada partida
Ilusões e decepções ao meu encontro em cada ermo lugar
A canção da despedida é a alegria de quem parte para volta
Morreu o eu que existia e deu-se lugar a alguém que nada sabia

Deixo os textos que escrevi e a vida e os seus desencontros
Lugar muito propenso a nunca mais voltar, lugar de dores.
Caminho e mil amores que no texto caminham lado a lado
Apenas o pretexto de quem um dia resistiu, e agora sumiu.
Nos textos que não cabe mais digitar, minha canção sem luar.
Sumo como some a brisa sem despedidas somente partida

Num instante fico ofegante, pois sei que escrevo para desabafar.
Coisas da vida, nossas partidas e dores que vem pra continuar.
E em muitas palavras fica o desencanto de quem deixou de amar
Coisa sofrida, coisa da vida de que almeja nunca para de cantar.
Mas é a nossa vida, a vida de quem almeja a princesa alcançar.
Mesmo em lugares amplamente vastos que não me cabe cansar
Pôs a vida é bela para quem nunca deixou de amar.

Jorge Mello

PARALELO DOIS

Existem amores confusos
Meu olhar parece buscar alguém
Talvez eu não possa explicar
Mas esse momento me faz feliz
Os meus segredos são abertos
Nada escondido vale o momento
Sou feliz em contra gostas
Sou o instante mágico desse minuto
Sou alguém com limitações
Sou um tímido em meu a multidão
Mas mesmo assim grito o seu nome
E gosto do meu jeito de amar
E nos teus sonhos eu habito
Com cada vez mais força
Meus textos me conduzem a você
Mas para tudo existe um preço
Talvez seja você
Minhas apalavras conduzem a resposta
Tal Alegria se faz presente nos seus olhos
E Esse nossos amor é confuso
Mas é nosso
E tudo que eu desejo é Você
Apesar dos nossos erros
Meu caminho é constante
E sempre em sua direção.

Jorge Mello

PARALELO

Tudo tem seu tempo
Coisa comum se torna valorosas
E tudo continua o mesmo
A muitas montanhas em cada caminho
Sinto paz no meu trajeto
Alegrias surgem com o vento
E aquela magia rotineira que faz eu existir
Sou como os pássaros
A liberdade me convém
E o vento torna a bater
Quanto tempo ainda deve existir
E tudo tem o seu tempo
Muitas alegrias surgem do nada
Muitas tristezas também
Mas vou levando a vida e seus desafios
Assim convém que tudo tenha um motivo
Um modo de ser feliz
E nos meus momentos de paz
Cada momento é fugaz
Nada como a velha e triste rotina
Mas gosto de tudo como está
Sou imperfeito nas minhas palavras
Sou perfeito nas minhas alegrias
E assim levo a vida a cada dia
Deixo o melhor escapar
E tudo tem seu tempo
E como brilham as estrelas
Digo amém são belas
Pois tudo tem um motivo
Suas alegrias e frustrações
Vejo a vida como uma roda viva
Que não para de girar
Sou o centurião de minhas próprias histórias
E nelas convém sonhar
Sou o escravo dos meus pesadelos
E assim vivo a cada momento
As minhas angustias rolam pelo olhar
Alegria apareça
Pois cada minuto sou apenas eu
Nessa luta do desigual
Cada momento é sempre igual
Prefiro tudo como é
Nada a perder
Sinto saudade
A alegria e a dor andam juntas
Sou absoluto nas minhas palavras
Sou o cotidiano sem regras
Sou a alegria dispersa
Não sou nada comum
Eterno no que escrevo
Imortal nas minhas palavras
Único na minha dor
Os paralelos das aflições
Alegrias e decisões.

Jorge Mello

O amor é um sentimento que só se viver a dois, um sentimento que se baseia na amizade, no mais profundo carinho e respeito. Se tiver esse atributos, isso é amor.

Jorge Mello

Nem tudo é foi como eu gostaria que fosse, mas algo de você ficou em mim, uma mistura de sim, ou não, um aperto por te amar e não conseguir te entender.

Jorge Mello