Coleção pessoal de andys2

61 - 80 do total de 1154 pensamentos na coleção de andys2

Amor é acontecimento: é o que sobra depois de todo esquecimento. Queria que ele coubesse no que eu vejo em você. Queria que ele soubesse que eu acredito em você. E que você sorrisse todas as manhãs como se quisesse me encontrar todas as noites; e à tardinha também. Dizer que me ama ao som de Jorge Ben, jurar que me quer ao ler Baudelaire. E não só risse para afastar o desespero. E não sorrisse para fingir que o amor te alegra. E não sumisse por temer o que te espera. E assumisse que o que já fomos, já era. E na mesmice dos nossos desencontros, eu me encontro completamente indiferente ao que você sente… Em vão… Em vão… Em vão… Pra onde vão os nossos silêncios quando deixamos de dizer o que sentimos?

[um retrato em medo e pranto; antônio]

Eu me chamo Antônio

"Não fazemos uma foto apenas com uma câmera. Ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, as músicas que ouvimos, as pessoas que amamos''

Ansel Adams

"As memórias vão com o tempo, se desfazem.
Mas algumas não encontram consolo, só algum alívio nas pequenas brechas da poesia."

ELENA

(...)Entre pernas, passos e tropeços a gente vai deixando algumas coisas pelo caminho e encontrando outras: o que não pode é se subtrair, o processo tem que ser de acréscimo, sempre. Nada é tão definitivo assim e a gente nunca é, a gente está. Sempre digo que quem se aprofunda nas coisas, quem mergulha, sabe exatamente o gosto que tem o alimento cru porque não se contenta com o que está pronto, posto sobre a mesa. A gente vai experimentando aqui e acolá, vai sentindo o ritmo, o tempo, tendo cuidado com algumas coisas e desrespeitando as placas de aviso de perigo de outras. A gente cai, levanta, chora, celebra. A gente vive. A gente se conhece através das reações dos outros a nós mesmos. A gente se trabalha ou estagna, regride ou evolui. A escolha é sempre nossa!

Marla de Queiroz

Quando estamos em crise por algo específico ou por tudo, uma preciosidade acontece: saímos do lugar. Damos um passo adiante. Buscamos por outras paisagens, outros personagens, novas histórias. Por mais dolorosa que seja uma crise, ela é um aprendizado. Ele nos diz que o que estamos fazendo não serve mais para que obtenhamos o resultado almejado. Ela nos mostra que aquela relação teve o seu tempo esgotado. Que aquele emprego não nos faz mais feliz. Que gostaríamos de começar outra atividade, nos especializar em outra coisa. Enquanto estamos confortáveis, não nos movemos porque tudo está do jeito que queríamos. Quando esta fase passa é hora de subir outro degrau, abrir um pouco mais a mente e reavaliar o que tem ocupado o nosso coração. Aproveite as crises para crescer, para ousar, para criar um movimento em seu benefício. Reclamar do processo não o resolve. Aceite e ponha ação em suas palavras. E, se puder, agradeça. Há merecimento nas graças obtidas pela GRATIDÃO.

Marla de Queiroz

A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar
do tempo. Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase, e
ela sempre me soou estranha. Chegou a hora de reprimir de vez o
impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa,
protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha
hercúlea, confesso. Quando começo a esmorecer na luta para
controlar a super-mãe que todas temos dentro de nós, lembro logo da
frase, hoje absolutamente clara.
Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária.
Antes que alguma mãe apressada me acuse de desamor, explico o que
significa isso.
Ser “desnecessária” é não deixar que o amor incondicional de
mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos,
como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos,
confiantes e independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas
escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros
também. A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão
umbilical. A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os
dois lados, mãe e filho.
Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse
vínculo não pára de se transformar ao longo da vida. Até o dia em
que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e
recomeçam o ciclo. O que eles precisam é ter certeza de que estamos
lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no
fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o
conforto nas horas difíceis.
Pai e mãe - solidários - criam filhos para serem livres. Esse é o
maior desafio e a principal missão.
Ao aprendermos a ser “desnecessários”, nos transformamos em porto
seguro para quando eles decidirem atracar.
"Dê a quem você Ama :
- Asas para voar...
- Raízes para voltar...
- Motivos para ficar... "

Dalai Lama

A vida seria impossível se tudo se recordasse. O segredo está em saber escolher o que se deve esquecer.

Roger Martin du Gard

"Se eu olhasse o relógio, ele diria: hora certa para ver as coisas como elas realmente são."

"Vez por outra, em vez de tentar harmonizar os ciclos, é bom aceitar o caos."

A vida é assim, num dia estamos no lixo; no outro, em capas de disco.

Humberto Gessinger

"Fisicamente a distancia é ínfima. Espiritualmente pode ser intransponível."

Humberto Gessinger

Não sou contra a beleza. Sou contra a noção de que ela não está na flor e sim no bouquet sem cheiro nem insetos nem vida, envolto em celofane.

Humberto Gessinger

“O preço é uma prece... pague pra ver.”

“Nada de meias palavras de duplo sentido.”

“Quando se anda em círculos nunca se é rápido demais”

“Deixei de ser criança quando descobri que Roger Waters, a cabeça do Pink Floyd, era defensor da caça como esporte. Voltei a ser criança nos primeiros acordes de Julia Dream.”

“O nosso amor é uma abobrinha”

Humberto Gessinger

Pessoas vão embora de todas as formas: vão embora da nossa vida, do nosso coração, do nosso abraço, da nossa amizade, da nossa admiração, do nosso país. E, muitas a quem dedicamos um profundo amor, morrem. E continuam imortais dentro da gente. A vida segue: doendo, rasgando, enchendo de saudade… Depois nos dá aceitação, ameniza a falta trazendo apenas a lembrança que não machuca mais: uma frase engraçada, uma filosofia de vida, um jeito tão característico, aquela peculiaridade da pessoa. Mas pessoas vão embora. As coisas acabam. Relações se esvaem, paixonites escorrem pelo ralo, adeuses começam a fazer sentido. E se a gente sente com estas idas e também vindas, é porque estamos vivos. Cuidemos deste agora. Muitos já se foram para nos ensinar que a vida é só um bocado de momento que pode durar cem anos ou cinco minutos. E não importa quanto tempo você teve para amar alguém, mas o amor que você investiu durante aquele tempo.
Segundos podem ser eternidades… ou não.
Depende da ocasião.

Marla de Queiroz

São sutis demais as mudanças, embora pareçam bruscas quando nos despertamos para elas. Alguns sentimentos soltos, finalmente, vão se alinhavando e o que parecia devaneio, entorna-se como texto pronto, legível, compreensão súbita. Um mosaico de acontecimentos, repentinamente, torna-se uma cena possível de ser descrita com detalhes. E algumas pessoas inimagináveis, acabam por fazer parte da sua saudade, da sua escrita. É bonito este esparramado de vida, este fluir aquoso e quente que se amolda aos recipientes de dentro da gente.
E nos molda suavemente.

Marla de Queiroz

É uma corrida. Esta nova escuridão que parece tudo está vindo em você tão rápido.Em um segundo você está feliz com sua vida, e então você começa este sentimento elevando-se sobre de tristeza nesta depressão. E você se sente sozinho sabendo da rejeição, tudo porque algo acontece e você não sabe como reagir, porque simplesmente do processo de deixar alguém em especial, quando o santificaram mais próxima de você decepcioná-lo, mesmo quando eles acham que eles estavam protegendo você, mas tudo o que precisamos fazer é respirar.

Peyton

One thee hill

“As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela. Temos que nos bastar, nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém. As pessoas não se precisam, elas se completam. Não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.”

Mario Quintana

“Aprenda a amar sem esperar muito dos outros.”

Augusto Cury

“Não seja aquele tipo de pessoa que busca, acha, e depois sai correndo com medo.”

Paulo Coelho

Sempre pensei assim: a escolha é minha. Por pior que seja o problema (e eu sei que às vezes ele é bem cabeludo) sou eu que decido como as coisas vão ser. Posso encará-lo reclamando, me queixando e lamuriando ou tentando entender e aceitar que nem sempre a vida é simples. Eu prefiro tentar ver o lado bom das coisas. Mesmo que em um primeiro momento tudo pareça escuro e escorregadio, sei que uma hora tudo clareia. O tempo muda a todo instante. Por isso, procuro encarar os problemas de frente, mesmo que tenha que pegar aquele sorriso no canto da boca pela mão e dizer "ei, fica aqui".

Clarissa Corrêa

Porém, eu gostei dela. É raro encontrar alguém que vê além das nuvens, que se senta no meio do nada pra caçar estrelas e trocar ideias com a lua. Há pouco azul na cidade, ninguém dá mais bola para o firmamento, estão todos vivendo sem perceber os prédios se erguendo na volta e engolindo nossa capacidade de reparar nos detalhes.

Gabito Nunes

Quantas vezes nos deixamos levar por maus pensamentos falamos e agimos de maneira que, depois, nos arrependemos? Como é difícil passar por esses momentos, mas eles, também, são preciosos e de aprendizados. Queremos controla r tudo não só a nossa vida como a dos outros também e, quando perdemos esse controle nos desesperamos, ficamos tristes, nervosos, irritados e julgamos, como julgamos, queremos que as pessoas sejam e ajam como nós, pois nos julgamos perfeitos, o que, na realidade, não somos. O dia em que entendermos e aceitarmos que cada um tem sua própria estrada de aprendizado e que cada um é um espirito livre para agir da maneira que achar melhor, passaremos a viver bem. Quando isso acontecer, deixaremos de julgar e de tentar mudar as outras pessoas sabendo quem, assim como não queremos que elas interfiram nas nossas vidas, não temos o direito de interferir na delas. Precisamos tentar seguir em paz na nossa estrada.

Elisa Masselli