Citaçães sobre Educação Escolar

Cerca de 23425 frases e pensamentos: Citaçães sobre Educação Escolar

Nossa vida é como uma prova escolar, cada dia que vivemos aprendemos um pouco sobre nós mesmos. Precisamos estar sempre atentos a cada lição de vida, pois qualquer vacilo pode atrapalhar a continuidade do aprendizado e consequentemente com o tempo essa lição será cobrada, e como responder corretamente? , Por isso estude enquanto a tempo, procure aprender e conhecer mais de você mesmo.

Vitor Henrique

Material escolar é realmente um recanto de personagens - Desenhos Nacional e Internacional Educativos,na compra selecionada dá pra agradar sem gastar muito e satisfazer crianças.

Bindes, fá escolapública

A cultura não necessariamente é preciso ter através de formação acadêmica, formação escolar, formação familiar e formação religiosa. A cultura vem do raciocínio lógico da vida. Não adianta ter nivel superior, ter estudo, ser religioso(a) e ser casado(a) se você não ter raciocínio lógico da vida.

Tiago Faria de Assis

Na vida sempre haverá dificuldades,
Seja em meio familiar, seja em meio a vida escolar, mas saiba que contudo isso Deus lhe fará triunfar.

RENATA MENDES FERREIRA SÃO LUIS-MA

Esse sistema escolar que seleciona o melhor aluno, por sua nota; é completamente desigual e constrangedor. Pois não se pode medir o grau de conhecimento de um individuo por um assunto especifico.

Franco Araujo

A repetência escolar brasileira precisa ser revista urgente senhores responsáveis das esferas governamentais!

Bindes , Fátima

Mas meu amigo, amor não é pra se entender mesmo, se fosse, talvez seria uma matéria escolar que você aprende todo santo dia, e não uma coisa que poucos já sentiram, que poucos sabem, mas que acontece uma vez na vida, e que muitos ousam falar sem realmente sentir.

José Octávio

Algumas pessoas analfabetas tem a mania de esconder seu grau escolar. Vive dando palpites em assuntos que desconhece, atirando no que não foi capacitado a
enxergar, deixa até de ser humilde ao invés de se
superar. Vai a luta, não desperdice seu tempo
com o que não és, ainda podes estudar!

Maria Izabel da Silva Thomáz

A Substituta

Aos 14 anos a vida escolar era emocionante em termos de descobertas relacionadas às matérias que estudávamos durante o ano letivo. O que eu mais gostava era de matemática, história e geografia. Meus amigos de classe e eu tínhamos uma coisa em comum, detestávamos química e biologia. Na minha turma tinha poucas meninas, e a meu ver naquele tempo, a maioria delas chatas e sem graça nenhuma. Ainda não conhecia a libido, palavra que pra mim naquele momento era completamente desconhecida. Mas, ao voltar das férias de julho, fomos informados que a nossa professora de biologia estava de licença e seria substituída por outra professora.

A supervisora da escola veio nos apresentar a nova professora. Quando ela entrou na sala, faltou oxigênio, pra mim e mais uns quatro ou cinco. Era uma moça de uns 25 anos, muito bonita além da conta. Corpo perfeito apesar de usar roupas normais, inclusive no dia da apresentação ela estava de calça jeans e uma blusa de manga. Mesmo assim, aquela mulher causou enorme impacto em alguns alunos. Claro que muitos alunos nem estavam vendo o que eu e mais alguns alunos estávamos. Não sei ao certo o porquê daquilo, claro que eu já tinha visto mulheres bonitas e até com roupas mais ousadas, porém, aquela moça fez subir a temperatura corporal de uma forma que ficou difícil respirar. Foi a primeira vez que eu me vi extremamente excitado na sala de aula. Fiquei com vergonha, confesso.

Certas mulheres têm um poder de sedução enorme, especialmente sobre jovens adolescentes. Não é simplesmente ser uma mulher bonita, isso já é comum. Mas é algo além disso, e nós ali, naquele momento não tínhamos a menor idéia do que seria aquilo. O que sei é que o resto do ano letivo ficou comprometido, eu e meus amigos tínhamos dificuldade de concentração no assunto que estava sendo exposto pela professora, isso porque nem estávamos ouvindo o que ela dizia. Estávamos prestando atenção total e exclusivamente nela. Que fascínio tinha aquela moça sobre nós. Ninguém nem piscava os olhos quando ela entrava na sala de aula. Alguns alunos até, nos dias em que ela dava aula noutras turmas, também iam assistir aula nessas turmas, e isso despertou a atenção da supervisora. Ela percebeu o que estava acontecendo e nos chamou para uma conversa na hora do recreio em uma sala vazia. Estávamos eu e mais doze alunos de várias turmas. Todos confirmaram que estavam como que apaixonados pela nova professora, e a supervisora ficou de estudar o caso e encontrar uma solução, pois não podia permitir que os alunos fossem assistir aulas daquela professora em outras turmas.

A professora substituta não usava roupas ousadas, mini saia, nada disso. Não sei exatamente o porquê, mas ela encantava-nos, despertou em nós um fascínio enorme. Ela tinha algo que a maioria das mulheres não tem, até porque, vários garotos da escola foram acometidos daquelas sensações até então desconhecidas. Talvez nossos hormônios tenham chegado ao despertar da sexualidade juvenil. Conversava com outros colegas de classe, a maioria com 13 e 14 anos de idade. Todos eles tinham o mesmo “problema,” ficávamos extremamente excitados durante a presença daquela moça na sala de aula. Creio que isso deva acontecer com os jovens de hoje em algum lugar. Mas, mesmo que aconteça, há uma diferença muito particular, aquela moça despertou em muitos garotos da escola ao mesmo tempo essa revolução biológica. Mesmo em dias frios, quando ela usava roupas pesadas, totalmente coberta, nós a víamos como a moça nesta imagem. Ana Carla era o nome dela, era a professora de biologia substituta.

Charles Silva – Textos
charleshenrysilva@hotmail.com
Publicação registrada, todos os direitos reservados
https://www.facebook.com/pages/Charles-Silva-Textos/302098553266364
http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=118203
http://www.poesiafaclube.com/membros/charlessilva
https://plus.google.com/u/0/100099431252456950304

Charles Silva

De tomar chuva eu entendo...
Quando voltava do grupo escolar... guarda pó branco...
alpargatas já feito chinelas...
Schlap... Schlap... iam os respingos da terra retornando nas costas...
E a chuva encharcando nosso corpo...
Que sensação deliciosa até chegarmos em casa...dois quilômetros de pura diversão...

Agora a gente fecha as janelas e portas....como se ela fosse uma intrusa...

mel - ((*_*))

Melania Ludwig

FILOSOFIA NO CURRÍCULO ESCOLAR


Muitos foram os debates, questionamentos, textos e diálogos relativos à importância da Filosofia como instrumento capaz de auxiliar o indivíduo em sua formação integral. Formação ampliada pelo exercício ininterrupto do pensamento, da análise e da reflexão proporcionadas por aquela que pode ser vista como a mãe de todas as ciências. Um verdadeiro portal por onde irrompem os raios luminosos da consciência criativa, do exercício de cidadania, da paixão pelo saber. É possível estudar Filosofia por meio de múltiplas formas e caminhos. Pelo caminho histórico, que passa pela Grécia Antiga, pelo teocentrismo medieval, pelos ousados pensadores renascentistas e modernos e, por fim, por intermédio da investigação dos problemas do mundo contemporâneo e da complexidade da chamada Era Pós-Moderna. Também é possível estudá-la por temas. Lembremos que a Filosofia percorre as sendas da lógica, da ética, da estética, da política, da física e da metafísica. Ela nos permite uma compreensão mais ampla sobre o belo e seus significados, encontrados amiúde nas esculturas, pinturas, peças teatrais, poesias e músicas. Da mesma forma, é uma ciência que aumenta nosso campo de visão em relação à difícil - mas ao mesmo tempo instigante - arte da convivência em sociedade. Também nos ensina sobre a solidão, sobre os meandros do nosso próprio "eu" e sobre o modo como devemos estar inseridos no "nós". O "nós" que configura as relações com o outro e com o mundo em que vivemos. É a Filosofia quem nos convida, ainda, a um entendimento menos superficial a respeito da moral, da ética e do modo como transitamos entre os conjuntos de regras, condutas ou padrões sociais. É também ela que lança luzes sobre o indivíduo, a sociedade e as diversas maneiras em que ocorre a profícua interação entre um e outro. Na Filosofia se originam e se apóiam, ainda, as discussões de poder e de Estado, bem como os fundamentos ideológicos que definem a vida e as obras de governantes e governados. A proliferação ininterrupta dos veículos de comunicação de massa tornou possível, ainda, estudar Filosofia pelos textos e intertextos de artigos e reportagens de jornais e revistas, bem como pelos programas televisivos e filmes representativos da sétima arte. Textos e imagens que trazem em seu cerne informações que propiciam a contextualização e o diálogo intercambiante das várias facetas do conhecimento. Facetas que se mesclam a ponto de poderem ser traduzidas - e percebidas - apenas por aqueles cujo discernimento e capacidade crítica foram devidamente estimulados ao longo de sua trajetória educacional, de sua formação cultural. O mundo é uma grande escola. E o aprendizado não pode ficar restrito à sala de aula. Quanto mais aberto for o horizonte do aprendiz, mais saboroso será o tempo que haverá de envolvê-lo no exame minucioso de temas essenciais às gerações vindouras. Ao instituir o aumento da carga horária no Ensino Médio e ao incluir a Filosofia como disciplina obrigatória no currículo (depois de uma ampla consulta à rede pública), o governador Geraldo Alckmin mostra que está em sintonia com as necessidades mais prementes da História. Mostra, ainda, que a educação prossegue sendo uma de suas prioridades. É importante ressaltar que a inserção da Filosofia no currículo escolar é um passo a mais... Um passo que vem complementar a valorização da arte e também da prática esportiva nas escolas, ocorridas após as mudanças positivas implementadas na disciplina de Educação Física. Mudanças que trazem o respaldo milenar dos filósofos gregos. Sábios educadores que diziam que sem esporte e sem arte não se forma um cidadão. Acreditamos que não se pode negligenciar a formação dos jovens. Não se pode permitir que sejam utilizados como massa de manobra. Muito ao contrário: cabe a nós, educadores, auxiliá-los na construção de sua autonomia, ensinando-os a caminhar com pés próprios, e demonstrar, por meio de exemplos, que é necessário valorizar os sonhos e ter coragem para realizá-los. Por tudo isso, aos professores que trabalharão com Filosofia na rede estadual de ensino deixamos aqui o nosso respeito e a certeza de que atuarão não apenas como facilitadores desse conhecimento, mas como instigadores, problematizadores, semeadores de idéias. Mestres que, temos certeza, já sabem que é o respeito às múltiplas opiniões e olhares que talha os jovens para a aventura da vida. A nau do conhecimento precisa de timoneiros aptos a executar viagens determinantes ao progresso, ao avanço, às descobertas. Condutores que sejam companheiros, corajosos e afetivos. Que a Filosofia nos sirva de norte nessa jornada. Uma boa viagem a todos!


Publicado no jornal Correio Popular

Gabriel Chalita

Não devemos falar das pessoas ,se nós não conhecemos Seu Curriculum e Histórico Escolar completos,podemos incorrer em Erros ....

zelosilva

O que se espera é que toda e qualquer ação voltada para organização escolar seja de fato planejada de forma estratégica. Num aspecto um tanto trivial, qualquer indivíduo razoavelmente equilibrado é um planejador.

Paulo Marcos Ferreira Andrade - Barra do Bugres- MT

Ao promover o desenvolvimento contínuo dos diversos membros da equipe escolar e a sua contribuição à gestão da escola, o Gestor Escolar estimula a cultura da participação, fomenta a responsabilidade coletiva pelo sucesso da escola e reduz o potencial de conflito. Isto o leva a aplicar recursos na prática da gestão democrática

Paulo Marcos Ferreira Andrade - Barra do Bugres- MT

O Gestor Escolar deve estabelecer relações de parceria com os pais, com as organizações da comunidade e outras instituições escolares, no intuito construir parcerias com base em valores e responsabilidades compartilhadas.

Paulo Marcos Ferreira Andrade - Barra do Bugres- MT

O Gestor Escolar e responsável por construir uma gestão eficaz e melhora os procedimentos e institucionais da organização escolar com base num processo interno de avaliação. Esta avaliação obriga a análise das responsabilidades e atividades daqueles que trabalham na escola, bem como o uso das suas instalações, para assegurar que os recursos humanos e materiais da escola estejam organizados de modo a criar um ambiente de aprendizagem eficiente, seguro e eficaz.

Paulo Marcos Ferreira Andrade - Barra do Bugres- MT

Já prometi para mim mesma que não comprarei mais nenhum material didático ou escolar para os meus alunos, cansei de gastar de meu mísero salário para depois saírem falando mal do meu trabalho e do meu esforço. Que os pais comecem a assumirem a responsabilidade de providenciarem os materiais de seus filhos. Chega de ser tolerante. Chega de carregar uma responsabilidade que não me cabe. Farei o que for possível segundo o que eu tiver à minha disposição. Para mim já basta!

Elizangela Quintela Miranda Costa

Presidente Dilma sanciona lei que proíbe exigência de itens coletivos na lista de material escolar



A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta quarta-feira (27) a Lei 12.886/2013, que proíbe as escolas de exigirem dos pais, nas listas de material escolar, itens de uso coletivo e produtos considerados abusivos, como itens de uso coletivo, de escritório ou de limpeza. As escolas também ficam impedidas de criar taxas para compensar os itens que não poderão mais fazer parte da lista de material.

Escolas autuadas poderão pagar multa de 200 a 3 milhões de Ufirce FOTO: Honório Barbosa

Caso itens abusivos e de uso coletivo constem da lista ou do contrato firmado entre a escola e os pais, a cláusula do contrato que dispõe sobre o material será considerada nula.

"A sanção da Lei 12.886, publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (27), é uma grande vitória dos consumidores", avalia o deputado Chico Lopes, criador do projeto.

Escolas em Fortaleza já foram autuadas

Escolas fiscalizadas pelo Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon - CE) em Fortaleza, desde o último dia 11, foram autuadas pelo descumprimento da Portaria 04/2013. As instituições foram autuadas por cobrança de kit escolar, taxas de materiais coletivos, exigir compra de livros na própria escola e compra de livros infantis e jogos educativos.

As escolas atuadas poderão ir à julgamento e pagarem multa de 200 a 3 milhões de Ufirce (Unidade Fiscal de Referência do Ceará) referentes ao valor de R$ 3,0407, dependendo da gravidade do caso.

De acordo com Auri Castelo Branco, do setor de Fiscalizações do Decon, a cobrança de taxas sem especificações violam o princípio de informações aos pais dos alunos. "É importante que os pais denunciem esses abusos".

noticia

não a criatividade em minha mente para fazer frente a logicas apadrinhada pelo saber escolar, afinal o que a escola faz para alem de me afastar me da realidade pura. se alguém sabe me explica.

edson nosde Mbanje