Cartoes Religiosos

Cerca de 184 frases e pensamentos: Cartoes Religiosos

Cartões de Natal
coloridos, tão iguais!
Mas este, ah... o amor...

Teruko Oda

Devemos nos esforçar para melhorar nossos valores interiores, independente de religiosos ou não.

Dalai Lama

Humildade e cortesia são atos religiosos.

Textos Islâmicos

O amor comeu meu nome, minha identidade, meu retrato
O amor comeu meus cartões de visita
O amor comeu minhas roupas, meus lenços, minhas camisas
O amor comeu meus remédios, minhas receitas médicas, minha dieta
O amor comeu todos os meu livros de poesia
O amor comeu meu Estado, minha cidade
O amor comeu minha paz, minha guerra, meu dia e minha noite
Meu inverno, meu verão
Comeu meu silencio, minha dor de cabeça
O meu medo da morte

João Cabral de Melo Neto

Há religiosos que são como médicos doentes: são capazes de indicar a cura, mas não usam para si o remédio que oferecem.

Augusto Branco

Policial: Então, falso federal. Cartões de crédito falsos. Você tem algo que seja real?
Dean: Meus peitos.

Dean Winchester

Um depois do outro
Chegam os cartões de Natal
- Saudade dos amigos.

Mary Leiko Fukai Terada

Um depois do outro
Chegam os cartões de Natal
- Saudade dos amigos.

Mary Leiko Fukai Terada

Nós assinamos nossos cartões com as letras BFF*
Você tem um milhão de maneiras de me fazer rir
Você olha por mim, você me protege
É muito bom ter você por perto

Você conhece os segredos que eu nunca poderia contar
E quando eu estou quieta, você atravessa meu silêncio
Não sinto a necessidade de dar um grito rebelde
Porque você mantém meus pés no chão

Você é um verdadeiro amigo
Você está aqui até o fim
Você me ajuda
Quando alguma coisa não está certa
Conversa comigo agora e à noite
Até tudo estar bem de novo
Você é um verdadeiro amigo

Você não fica bravo quando eu mudo os planos
De alguma forma suas segundas chances nunca acabam
Não diz "Eu te avisei" quando eu estou errada de novo
Eu sou tão sortuda por ter achado...

Um verdadeiro amigo
Você está aqui até o fim
Você me ajuda
Quando alguma coisa não está certa
Conversa comigo agora e à noite
Até tudo estar bem de novo
Você é um verdadeiro amigo

Amigos verdadeiros vão até o fim do mundo
Até eles acharem o que você precisa
Amigos aguentam durante os altos e baixos
Porque eles têm alguém em quem acreditar

Um verdadeiro amigo
Você está aqui até o fim
Você me ajuda
Quando alguma coisa não está certa
Conversa comigo agora e à noite
Não precisa fingir
Oh, você é um verdadeiro amigo
Você está aqui até o fim
Você me ajuda
Quando alguma coisa não está certa
Conversa comigo agora e à noite
Até tudo estar bem de novo
Você é um verdadeiro amigo
Você é um verdadeiro amigo
Você é um verdadeiro amigo

Brunna miley cyrus

Homens adultos não existem. O que existe são garotos grandes com cartões de crédito.

Leon Oliveira Martins

O deus de muitos religiosos não passam de deuses manipulados por seus demônios senhores

Cleiton Ferreira Rocha

Não sou religioso. Respeito todas as crenças, mas os religiosos não têm nenhum respeito pelas pessoas sem fé.

Drauzio Varella

DEPUS

Minha alma são cartões postais
De amor explícito
Varais de panos coloridos
Ou quintais de milho verde.
Mas sei perfeitamente quando penso
Que quem me põe feliz e aventureiro
Pode me elevar aos ares de repente
Voando com as asas de mim mesmo.
E em meio a todo o caos desta história
Eu sei perfeitamente
Quando vivo.
E vou morrer berrando
Urrando pela boca das palavras.
O que me toma o tempo
E me constrange
São as relações dos homens
Com o salário
A relação dos bois com o matadouro.
O que me seca o jarro de acácias
Amarrado num gesto inútil.
Mas você é uma quitanda exposta à Ilha
Onde amanheço
E volto pelo avesso
Com a barriga cheia de sorrisos.
Um anjo, louca das profundezas do paraíso
Das cavernas dafelicidade, amém.

Naeno Rocha

Geração Bonecos

Somos a geração dos cartões de crédito,
dos aparelhos celulares, da alta tecnologia e da internet.
Somos a geração do "conhecimento" diplomado,
do clique, copie e cole.
A geração do trânsito, dos fast-foods, do meio ambiente
e do ecologicamente correto.
A geração do umbigo, do desacerbado auto-engano.
Questionamos pouco, pensamos pouco, sabemos pouco,
mas falamos muito e queremos tudo pra ontem
ou no máximo pra agora.
Somos a geração das mentes cauterizadas,
que finalmente descobriu a tão esperada tolerância,
que por sua vez é irresponsável, resultando na já
desavergonhada impunidade.
Um viva ao século XX - mais conhecido como Negro
por ter sido Vermelho. Outro ao século ao XXI
que por peso e medida - queira Deus - seja lembrado como
o século da Consciência. E por terceiro e último um
Viva a Todos nós! Afinal de contas evoluímos muito se comparado
aos homens das cavernas, não é? !

Kléber Novartes

Em versos rimados, beijos roubados
Cartões guardados, sonhos empoeirados
Abraços apertados, sorrisos escancarados
Mãos entrelaçadas, promessas renovadas
Será que já te disse alguma vez que eu te amo sem rimar?
E o mal de poeta, querendo impressionar.

xXBrunoXx

Perdeu Prayboy

Acabo de trocar um Lap Top, um HD externo, um Ipod, uma carteira com cartões de crédito, um documento de automóvel e uma mochila por uma vida. Deixo aqui um agradecimento especial: ao Comando Vermelho e às milícias que controlam esse prostíbulo com trilha de bossa nova chamado Rio de Janeiro; aos governantes que fazem excelente uso da arrecadação dos meus tributos; à gloriosa e respeitada facção policial; à população criteriosa e seriamente engajada em fazer bom uso do voto; e sobretudo à todos usuários de droga que contribuem financeiramente para o sucesso do fantástico circo bélico de horrores instalado da cidade maravilhosa (esse não fica só na praça XI).



Não fui exxxperto de deixar separado o celular e a carteira do ladrão e rodei. E é interessante perceber como o indivíduo que já está inserido numa sociedade doente se comporta nessa hora: "Ahhh… se eu tivesse furado o sinal", "Por que fui levar o computador para o trabalho hoje?". Culpar-se por 5 vagabundos que desceram da favela para enfiar uma Glock na sua goela é inverter completamente a lógica dos valores humanos.



Leve a bolsa. Leve o carro. Leve tudo. Não é você que me preocupa. Você é a apendicite da sociedade. Está abaixo das putas, dos cafetões, dos cambistas e dos flanelinhas. Você é a última escala da degradação humana e o destino se encarregará de acabar com a sua vida – com sorte - até seus vinte e poucos anos. O senhor doutor marginal é tão ignorante que não entende que o bandido não é você, você é a vítima. É a marionete, é a chacota de seus senhores feudais.



Bezerra da Silva que me perdoe mas de malandro o carioca não tem nada. O carioca é um tremendo cagão, tem medo até de assumir que é medroso. Recolhe-se a sua insignificância atrás de insul-films mais escuros que fita isolante, com um olho no retrovisor e outro na moto ao lado. Quem disse que o malabares do menor de rua não é uma granada? Somos mais passivos que a fila do Scala em dia de gala-gay. Assumimos que isso aqui é pior que Bagdá merrrmo. Foda-se! Já temos uma beleza natural exorbitante. Já seremos sede das Olimpíadas. Já peguei uma praiana irada hoje. Nem AK-47, nem M16, muito menos Uzi. O que me apavora no Rio é esse conformismo escroto. A juventude está bem longe de pintar a cara para ir a rua protestar, no máximo um blushzinho da Mac antes do BG. A classe média abriu mão da dignidade, o Cristo levantou os braços e entregou ao pai. Mas e daí? Está pintando mais um belíssimo pôr-do-sol no posto 9. Alguém certamente vai puxar as palmas.

Gustavo Azevedo

Dezoito anos e um carro, armas, bebidas, cigarros, cartões e identidades falsas. Combinações perfeitas para cair na estrada sem dizer a ninguém, sem ter a companhia de ninguém. Bastava-lhe os CDs de rock que pegara emprestado com Dean e tudo estaria perfeito.
Pararia em motéis baratos de beira de estrada, talvez caçaria pelo caminho, estava sem rumo. No princípio seu destino era incerto, mas depois decidira por passar na Inglaterra e depois nem Deus saberia por onde iria andar.
Precisava daquele tempo só para ela, via-se cercada por pessoas das quais gostava e via-se sem pessoas das quais admirara por anos. Sentia a necessidade de dar um ponto final a suas lembranças, sentia vontade de recomeçar e para isso , só precisava sair pelo mundo sem ninguém lhe dizendo o que fazer.

B. Martins

Houve uma época que minha caixa de correio vivia cheia de cartões postais de amigos, cartas de amizade eterna, telegramas de felicitações... Hoje só encontro conta de luz, conta de água e conta de telefone... :(

Edilene Teixeira

DEPUS

Minha alma são cartões postais
De amor explícito
Varais de panos coloridos
Ou quintais de milho verde.
Mas sei perfeitamente quando penso
Que quem me põe feliz e aventureiro
Pode me elevar aos ares de repente
Voando com as asas de mim mesmo.
E em meio a todo o caos desta história
Eu sei perfeitamente quando vivo.
E vou morrer berrando
Urrando pela boca das palavras.
O que me toma o tempo
E me constrange
São as relações dos homens
Com o salário
A relação dos bois com o matadouro.
O que me seca o jarro de acácias
Amarrado num gesto inútil.
Mas você é uma quitanda exposta à Ilha
Onde amanheço
E volto pelo avesso
Com a barriga cheia de sorrisos.
Um anjo, louca das profundezas do paraíso
Das cavernas dafelicidade, amém

Naeno Rocha

Estourei os limites de todos os cartões de crédito acreditando que o mundo ia acabar. Desculpa desgraçada...

Tamyris Santana