Cartas para Melhores Amigas

Cerca de 674 cartas para Melhores Amigas

Enquanto isso no fim do show da trupe O Teatro Mágico Jully e Jheniffer duas amigas que não se viam a muito tempo se encontram e começam a conversar:
- Nossa amiga! Há quanto tempo! Como está a vida?
- Tudo bem!!!
- Você ainda está chateada pelo o que aconteceu entre nós na época de escola?
- Nem tanto sabe, mais você era a minha melhor amiga isso que me deixou mais chateada.
- Eu sinto muito mesmo pelo que fiz e sei o quanto fiz você sofreu.
- Esquece isso Jheniffer isso é passado, se divirta você está em um show do Teatro Mágico aqui ninguem fica triste.
- Mais e ai como está o relacionamento de vocês?
- Há eu não te contei né?
- Não... o que?
- Eu não estou mais com o Alexandre, agora eu estou casada com o Igor e tenho duas filhas, uma chama-se Eduarda e a outra Sheila.
- Que legal Jheniffer fico feliz por você.
- Mais e você, está em algum comprimisso?
- Estou casado com o Pedro e tenho duas filha também uma chama-se Natalia e a outra Karla
- Que legal Jully!
- É sim, elas são um amor de pessoa.
- Jully, posso te fazer uma pergunta?
- Sim.
- Eu gostaria de saber se você me perdoa?
- Mais é claro que sim, afinal você é a minha melhor amiga.

Pedro Augusto Souza Lopes

1: Éramos amigas…

2: Sim, éramos…

1: Muita coisa aconteceu, né?

2: É, muita coisa…

1: Costumávamos fazer planos, lembra? Insanos…

2: É sim, bem lembro…

1: E aquelas nossas risadas? Cara, as melhores!

2: Concordo…

1: E mesmo tristes, estivemos juntas hein!

2: É,né…

1: Hoje somos o quê?

2: Meras…”desconhecidas”…

Ray Motta

Presença ou Programa

Minhas amigas,
meus amigos,

deixem em casa o celular
se quiserem ter comigo.

Se não têm presença a dar,
finjam ter um compromisso

ou então se for tocar
diga o preço que é preciso

pois que não saio sem pagar
à quem só pode ofertar
nada além de um corpo físico.

Lucian Rodrigues Cardoso

Leco e dely amigas para sempre

Leco e dely...
Tá sendo difícil descreve-las. Justamente por que elas são muito difíceis.
Vivem de rinha por qualquer coisa, qualquer situaçãozinha é motivo pra discursão e pra briga também, porque não.
Leco... Ela é especial que eu sei e ela sabe também que tem alguma coisa a mais do que nas demais garotas
É um ser dócil e, mas ás vezes arisco...
Dely... Também é especial, só quem convive com ela sabe. Por que pra quem não a conhece ela aparenta ser muito metida, sebosa, nojentinha...
Enfim, não vou ficar falando esse monte de coisas que eu sei que ela não é.
Dely é a pessoa mais sensata, mais pé no chão que eu conheço.
De uma coisa que eu tenho certeza e de que se as duas estivessem aqui do meu lado agora, já estariam se engalfinhando por conta desse meu artigo.
Leco ri de algum comentário que uma das 3 fala e daí começa...
Dely diria: Que que foi Ivanete? Tá passando mal?!
Leco ri e fala pra mim: caramba essa garota é muito enjoada...
E daí já começaria o debate pra ver quem esta com a razão.
Então eu vós digo, nenhuma das duas vai estar com a razão, porque nenhuma das duas nunca vai baixar a guarda ou levantar a bandeira branca.
Elas brigam sabe por quê? Porque são amigas...
Eu sei que são amigas por um motivo, não conseguem ficar sem se falar.
Esse e o verdadeiro amigo... Amigo pra ri, pra chorar, pra brigar, pra desabafar.
E por fim... Leco e dely que vcs não fiquem chateadas uma com as ações da outra, tudo isso acontece é normal no mundo dos verdadeiros amigos.
Que vcs continuem brigando e se acertando logo em seguida...
Por que o dia que vcs não brigarem mais é por que uma não liga mais pra outra e a amizade não existirá mais.
OBS: Isso não significa que vcs tenham que brigar 24h por dia, pode ser duas vezes ao dia pode ser também de manhã ou à noite. Se quiserem varia trocar pode também. Kkkkkkkkkkkkkk
Tó zoando, pode confabular o quanto quiserem.

Ivy

As pessoas dizem buscar tanto SINCERIDADE nas pessoas com quem se relacionam, nos amigos e amigas, nos relacionamentos que têm, na relação com a família.
Se fizermos uma pesquisa, do que uma pessoa deve ter para agradar a outra, para conquistar o seu carinho, amor e respeito, SINCERIDADE seria com toda certeza uma das primeiras e mais citadas entre todas as qualidades.
Mas na verdade, a maioria dessas mesmas pessoas, quando se batem com pessoas que realmente são SINCERAS em suas atitudes e principalmente em suas palavras, elas desprezam e não dão valor a quem é assim.
Então antes de desejar que as pessoas tenham qualquer qualidade, que sejam de uma forma que você ache que seja aquilo que você realmente procura, tenha certeza de que não agirá como muitos ai agem, como completos idiotas.
Falar é muito fácil, difícil é ser sincero de verdade para ser como é, sem se preocupar com aquilo que vão falar ou pensar de você!

Juliana Reis

Porque falar de AMIZADE nunca é demais.

Amigas mais altas, amigas mais baixas, amigas mais gordas, amigas mais magras, amigas que estão perto, amigas que estão longe, amigas que falam muito, amigas que falam pouco, amigas tímidas, amigas extrovertidas... Existem milhares de tipos de amigas.
Mas uma só definição para amizade: VERDADEIRA.

Juliana Reis

Amigos e amigas de Facebook!

Agora que passou a política, a poeira baixou, o ar parece estar até mais puro, é hora de respirar fundo e fazer um silêncio profundo, rezar, refletir e pensar melhor sobre todos os nossos atos, ações e omissões, pedir perdões pelas escritas ofensivas, falas e exarcebações, para poder tocar em frente sem deixar para trás ressentimentos, mágoas e ilações, haja vista que, no calor das discussões e nas defesas das idéias e dos ideais políticos, nem sempre usamos a nossa cabeça para pensar, ou mesmo, o coração para amar, a nós mesmos e aos nossos semelhantes, razão pela qual, peço-lhes humildemente desculpas e até perdão pelas vezes que ofendi a quem quer que seja, pois, concessa venia, não é de meu feitio ofender às pessoas do meu convívio do dia-a-dia, por mais importante que seja a causa por mim defendida.

Você que acabou de ler agora esse meu recado , sinta-se perdoado e eu, humildemente, aguardo também o seu perdão, pois, está escrito no Livro Maior: "Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento'' (Ef 4,26).

Abraços fraternos.

Luiz Maria Borges dos Reis

Amigos e amigas de Facebook!
Hoje, dia 12 de Outubro de 2012, Sexta-feira, vamos comemorar duas datas muito importantes para todos nós brasileiros, quais sejam, o Dia das Crianças e o Dia de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Nosso Querido Brasil! Peçamos todos numa só voz e de uma só vez:
"Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha, Padroeira do Nosso Brasil, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e também Nossa Mãe, rogai a Deus por nós pecadores, pelas nossas crianças, seus pais e mães, pelos nossos governantes, e também, por aqueles que não acreditam em Vós, Ó Doce e Benigna Mãe Querida. Amém."
Abraços fraternos.

Luiz Maria Borges dos Reis

Observe a conversa entre duas amigas.

Maria : oi, vocë é novata aqui no colégio ?
Alice : sou sim, prazer, meu nome é alice e o seu ?
Maria : meu nome é maria , muito prazer.
Alice : bom sou novata aqui, cheguei hoje, nao conheco ninguém, mais tenho certeza que vou me dá bem.
Maria : nao acredite na sua palavra ! voce nao tem certeza disso e tals ! nao precisa ficar falando coisa com coisa.
Alice : eu confio que pelo menos uma pessoa vai ser minha amiga ou amigo, nao importa se as outras pessoas pensam errado de mim, o que eu estou fazendo é vim para essa escola e receber uma boa educacao.
Maria : tá bom.

Passaram alguns dias , elas viraram inimigas.


Maria : garota, voce disse que é novata, e que acredita que vai ter amigos, vocë tá tendo inimigos, por que mexeu nas minhas coisas , aqui na sala, sem me pedir ?
Alice : mais eu nao mexi em nada, como pode me acusar de uma barbaridade dessas ?
Maria : eu sei que foi vocë, eu nao confio em vocë.
Alice : voce nao é obrigada a confiar em mim, se nao acredita, pergunte a professora, por que ela estava aqui na sala, e eu também estava aqui, mais fazendo meu dever.
Maria : nao preciso perguntar nada a professora ! eu ja entendi tudo o bastante.

Tempo depois, olha o que acontece.

Maria : me desculpe alice ! eu fui injusta com vocë, te acusar daquele jeito, é por que outra pessoa mexeu nas minhas coisas, e eu nao gosto, e eu desconfiei que foi vocë.
Alice : mais desconfiou errado, eu nunca fui de mexer nas coisas de ninguém, se eu quero algo emprestado, primeiro eu pergunto, pois nao sou ladrona aqui na sala de aula.
Maria : me desculpe, eu estou mesmo arrependida, eu nao queria ter feito isso, por favor.
Alice : tudo bem , eu vou te dá a segunda chance, mais por favor, a próxima, vocë tem que ter provas, e nao acusar as pessoas.
Maria : está bem.

E as duas se tornaram muito amigas, aa alice perdoou a maria, e a historia acaba feliz.

Cassiane De Souza Monteiro

Ainda me vejo como um menino carente que busca atenção e palavras amigas que possam me entender;
Sinto insegurança, me sinto só e sem direção que me faça perder o ânimo de estar aqui para dizer o quanto procuro sentimentos sinceros;
Tudo parece fugir para outro lugar, onde não tenho permissão de entrar ou assistir com admiração por segundos;

Julio Aukay

Em 10 de março eu fiz um e-mail e encaminhei as amigas mais chegadas e o título do e-mail foi: "2012, acaba logo", nesse e-mail eu relatava a dificuldade de enfrentar 4 episódios tristes. Foram 4 situações que tiraram a minha energia, alegria e paz de espírito, adoeci emocionalmente, fiquei sem forças. Ao mesmo tempo me fingia de forte, colocava um sorriso no rosto de "não é nada demais" ou como no outro episódio que eu chorei por dentro para passar tranquilidade e força a quem estava ao meu redor. Eu fiquei arrebentada física e emocionalmente, os poucos amigos souberam de tudo, das histórias que pareciam surreais, vindas em cascata, uma atrás da outra. Naquele dia eu já tinha desistido deste ano, um ano par, historicamente feliz. É lógico que levei um monte de puxão de orelha porque minhas amigas não passam a mão na minha cabeça e internalizei que o ano mal havia começado para tanto pessimismo. Porém a minha filosofia de vida do momento era "Afasta de mim esse cálice". O tempo passou e mais fatos negativos continuaram a acontecer e mesmo que eu aceitasse o sofrimento como vontade divina era tudo sem entendimento de propósito, a única coisa que me consolava era a fodofilosofia que consistia em tentar enxergar que apesar de tudo tinham pessoas em situações muito piores do que a minha. Eu me imaginava na festa de fim de ano, o esperado dia 31/12/2012, à meia-noite, com uma taça de espumante na mão, ao som de fogos de artifícios e eu dizendo em alto e bom som "2012, já vais tarde!". Depois vieram mais frustrações, pequenos percalços multiplicados pela minha sensibilidade e por fim o falecimento do meu amado vô João Assis que estava super bem na sexta até as 18h enganando todo mundo, a 'melhora da morte'. O que mais me chamou a atenção foi o testemunho de vida de pessoas tão próximas-não-parentes, de uma igreja lotada com uma missa particular e de corpo presente. O meu avô era um evangelizador nato, um homem de muita fé, um Mariano de carteirinha, talvez a única herança genética recebida por mim tenha sido a arte de falar só. Tem o ensinamento do terço, do terço não, do Rosário. Tem o ensinamento de rezar antes de comer, o meu avô era incapaz de botar 1 dedo de pão na boca sem agradecer. Eu por várias vezes pegava "no olho" quando eu insistia em tratar meu avô como velho, eu dizia: paizinho, lembra de mim? e ele me dava a ficha completa das minhas peraltices de menina até os dias atuais, ou quando eu falava ALTO, quase GRITANDO, e ele dizia, fala baixo, eu não estou surdo, ou quando eu insistia em ler algo e ele dizia: já li, diga-se de passagem que antes da cegueira irreversível em um olho ele enxergava mais longe e melhor do que eu. Quando eu era adolescente eu tinha um grande orgulho do vovô, o orgulho dele pedalar de bicicleta pra lá e pra cá. No hospital era elogiado por não ter ruga, uma enfermeira brincando ou não, perguntou se o papai era pai dele, porque o meu pai tem mais rugas que o meu avô. Aos 90 anos, meu avô veio com uma novidade, queria casar, viúvo por duas vezes, queria subir ao altar e não queria menina nova não, queria alguém da idade dele, poderia ser 5 anos a mais o 5 anos a menos, mamãe alcoviteira como sempre já arrumou a vizinha de prédio, chegaram até a conversar no dia do meu aniversário mas não passou disso. O meu avô roubava cena onde ia, e assim foi no dia do meu ex-casamento em que ele foi extremamente elogiado pelo padre como exemplo a ser seguido. No caixão estava de terno, com a bata de Ministro da Eucaristia, a medalhinha do Apostolado da Oração e o terço, fisionomia pomposa de homem elegante e parecia estar dormindo.
O meu cálice aquele que eu estava rejeitando, hoje teve um propósito, diante de mais uma dor eu percebi o quanto me curei de mágoas e ressentimentos, diante de mais uma dor nocauteei meu orgulho, pisoteei no meu ego e esmurrei a arrogância. Diante de mais uma dor eu percebi que apesar de sangrando, meu coração estava puro e contraditoriamente limpo. Diante de mais uma dor senti o amor do meu avô por mim, esse amor que ficará para sempre, esse amor que hoje machuca com a saudade, com o choro, com a dor de cabeça, mas que amanhã será apenas amor fortalecido de boas lembranças, esse amor que não tem botão de on e off, que vai eternizar, que vai sempre existir no meu coração. Paizinho eu sempre vou te amar.

Arcise Câmara

Tenho muitas histórias loucas pra contar, quantas aventuras já vivi com minhas amigas, cada uma delas tem seu apelido carinhoso, o meu é Beleia Velha, eu sou, vamos dizer assim, a líder do grupo, defendo ferrenhamente alguns preceitos sobre nossas aventuras presentes e futuras.
Programamos dvd com pipoca, programamos sair pra comer sashimi (amooo), programamos filminhos no cinema e às vezes não combinamos nada e as coisas acontecem quando a gente menos espera. Eu fico muito feliz por ter amizades sinceras e duradouras. A cada dia percebo o quando nossas amizades vêm amadurecendo, são amigas de boa alma. Tem a complexada, a recalcada, a cheia de problemas, a feliz e a falastrona, cada uma ajuda as outras. Temos a ingenuidade de crianças, a carência de mulheres solitárias e a dedicação de um apaixonado. Cada uma completa a outra, cada uma preenche as deficiências da outra naquele momento, uma por todas e todas por uma.

Arcise Câmara

Espaço chamado silêncio

Às vezes as palavras são as maiores amigas.
Te escutam. Ouvem o que vc expressa, sem nada dizerem que te contrarie;
Te magoem.
Ao contrário do silêncio traiçoeiro...
Seus gritos ofuscam as palavras, de tão fortes.
Tal qual um corpo celeste, que nada deixa entrar ou sair.
O silêncio atrai a si mesmo todas as palavras, sufocando-as,
Machucando,
Ferindo.
Malgrado silêncio,
Deixa que uma pequena palavra fuja e viva.
Deixe viver.
Isso, silêncio querido, deixará que te fortaleças também
Pois essa palavrinha poderá atrair outras que muitas vezes
Escondidas em algum canto, fazem mal a quem não as pode expressar
Deixa silêncio, faze o bem a quem te quer bem.

Gilcirene Sandoval

Amigos e amigas de Facebook e a quem mais possa interessar:

Gostaria de humildemente, fazer de público o meu pedido de desculpas ou mesmo de perdão a quem por acaso ofendi com minhas brincadeiras ou pelo jeito brincalhão de ser, durante a Campanha política para o Pleito Eleitoral de 07 de Outubro próximo. Sei que estamos num país democrático e num município abençoado por Deus, o qual escolhi para morar e criar minha família dignamente. Às vezes cometemos alguns excessos e, na empolgação, escrevemos ou falamos coisas com as quais, sem querer, magoamos o nosso próximo, e, como tudo passa a política também passa, ficando para trás somente as cinzas do que falamos ou fizemos durante a disputa eleitoral. E as amizades, como ficarão? E o amor ao próximo como ficará?... Pensemos nisso e lutemos firmes pelos nossos ideais, porém, com lealdade, respeito e ética, buscando sempre o melhor para nós, nossos filhos e netos que houverem e a população em geral.

Abraços fraternos.

Luiz Maria Borges dos Reis

Amigos e amigas de verdade de todas as horas e de todos os momentos!

Preciso que me ajudem a esclarecer alguns fatos perante o Ministério Público Estadual, pois, por acreditar piamente no Programa de Governo do candidato a prefeito de Castelo, ES, Jair Ferraço Junior, 40 e Eutemar Venturim, e, assim, defender de unhas e dentes o futuro de nossos filhos e netos, por um Castelo melhor, fui denunciado por um jovem muito conhecido por todos nós aqui no Facebook, "WAGNER BARBOSA DE OLIVEIRA", o qual tenta a todo custo colher provas contra mim, aqui no Facebook, para me processar criminalmente perante à Justiça Estadual.

Assim, convido a todos aqueles que por acaso foram ameaçados ou intimidados pelo Sr. Wagner aqui no Facebook, por não comungar ou concordar com as suas idéias utópicas e irreais, que se manifestem por favor, para que eu possa juntar o máximo de provas a meu favor e em defesa de todos nós castelenses que amamos a nossa terra e queremos o bem comum de todos nós. Abraços fraternos.

Luiz Maria Borges dos Reis

Dizem-se amigas... Beijam-se... Mas qual! Haverá quem nisso creia! Salvo se uma das duas, por sinal, For muito velha, ou muito feia... (Mário Quintana)

Ah, meu querido Mário, fez-me relembrar a época da escola, antes de me formar em tecnólogo (a) de patologia clínica, não éramos 02 amigas e sim 04 amigos, sempre caminhávamos duas a dois, eu, Patrick, Luis Fernando e Silvana. Éramos 04 inseparáveis, alias nossa sala de aula era maior curtição, não que esteja ou foi diferente na faculdade. Mas nada se compara ao brilho inigualável dos tempos de colegiais. Hoje estive pensando em Luis Fernando, ele não gostava de maquiagem, agora sei o porquê de hoje usar um gloss,apenas. Assim dizia-o minha beleza era de uma fonte natural. Infelizmente a vida não é perfeita para alguns, Silvana saiu cedo da escola, não se formou, engravidou de um ser inescrupuloso... Eu sinceramente gostava de quando pedíamos ao professor para sair da aula e ver os meninos jogar bola. Patrick gostava de mim. Mas eu nem dava preferências. Nunca mais vi Luis, antes víamos com freqüência no Hospital onde meu avô trabalhava junto com sua mãe. Pois é Mário dizem que amigos beijam... Eu não beijei na escola, e olha que sempre fui precipitada em algumas coisas e atrasadas para outras. Mas Patrick sim este era doido para beijar-me. Hoje, se fosse escrever um livro seria: E se eu beijasse Patrick? Não vou dizer que ele tinha certo charme, mas gostava de outro fora da escola. As amizades de hoje raramente duram, hoje minha mãe e eu estávamos relembrando um evento que aconteceu. Patrick engravidou uma moça. A notícia veio como choque, quando ele me contou, eu disse não case! Filho não impede a gente de nada. Você não gosta dela, foi simplesmente algo que aconteceu. Enfim ele casou, e pediu para que eu fosse madrinha, não fui a cerimônia, não conseguia ir, era como se perdesse um dos meus melhores amigos. Passado uma semana, aguentar Patrick menosprezando-me não foi fácil, estudávamos todos no período matutino, suas palavras ressoam ainda hoje:"Amiga você amiga, eu que contava os minutos para ver você lá. Você tinha de ir. Era como naufragar sozinho!"
Eu não tinha nada a dizer. Ele transferiu para noite. Mas porque eu sentia saudades dele, isso sempre eu me perguntava, era da amizade. As meninas colocavam fogo para eu namorar ele. Eu dizia não!
Um dia ele disse:"é sua religião!"
Não religião nunca foi um problema. São minhas crendices de mulher comportada. Houve pausa, depois quando fui trabalhar no hospital reencontrei Patrick novamente, ele havia tornado chefe de enfermeiro. Surpresa eu fiquei quando um dia ele pediu para chamar-me no laboratório e pedir para ir ao banco e descontar um cheque para ele, o salário dele."
Ele me disse:"Eu ainda e sempre confiei em você. Não fui ao banco, estava ocupada, minha chefa poderia não gostar!" Mas sempre almoçávamos juntos no refeitório do Hospital. Então em uma de nossas conversas combinamos de reunir todos os alunos da turma da patologia. Não deu outra, assim que entrei em contato com os amigos e colegas, liguei para ele. O que há de mal em uma simples ligação? Pergunte isso para os casados? Ainda mais quando minha falta de experiência fez-me telefonar não para o celular e sim para casa.
Minha mãe, a mulher do Patrick ligou furiosa. Era indubitável que estivesse furiosa, ele havia, de tamanha burrice confessado o amor que sentia por mim para esposa.
As palavras dela não foram nada gentis, mas aquela Michelle insossa, ingênua estava morrendo. Foi então que peguei o telefone e disse sem pudor:
"Se eu quisesse ter algo com seu marido, eu teria entrando naquela igreja em seu lugar!"
Desliguei. Enfim, tive de sair do emprego, não por conta do acontecido, mas por que quem estava se casando era eu, e pensei no momento que meu marido precisaria de cuidados, e teria de pegar plantão, o que seria difícil para quem estava começando uma nova vida! Tudo era novidade, administrar o lar, cuidar do marido. Mas antes vou contar algo que me aconteceu antes do casamento. Perdi o contato com Patrick, ao fazer os convites e entregar, não poderia deixar de pensar nele.
Uma vez eu estava comprando, roupas novas, algumas coisas para o enxoval, quando der repente, encontro Patrick.
Uma pergunta surge:"Porque você nunca quis me dar um beijo?"
Sem mais delonga respondi:"Para não estragar a amizade!
Mas até hoje quando escuto meu irmão cantar:"Devia eu ter amado mais, ter beijado mais, ter visto o Sol nascer...” Eu me pergunto:"Se eu tivesse beijado Patrick?" Já ouviu: que a precipitação ou a falta dela, leva a perda em geral, "é como você ver um lindo vestido, e no momento por economizar, ou achar que não vai precisar dele, você o deixa de comprar, e no fim das contas aparece algo em que você vai precisar dele e quando volta à loja, a vendedora diz:Não tem mais! Você pensa porque não comprei quando podia?! A pergunta é: Se eu tivesse beijado Patrick?"

Michelle Crístal

Minhas amigas são do tipo “meninas burrinhas” daquelas que vão lá, metem a cara, se apaixonam por mil em uma só semana. E depois vem sempre chorando pro meu colo “aí amiga, como eu queria ser igual a você ...”
Se elas soubessem o quanto é ruim ser eu. Meu Deus, como é péssimo não acreditar. Sorrio, balanço a cabeça e dou os mesmos conselhos de sempre ... mas como eu daria tudo pra ser só um pouquinho menos espertinha. Até já tentei me fazer de burrinha, mas não consigo. Qual será a sensação de acreditar nas juras de amor, de beijar sem culpa, de amar, de perdoar de coração os mesmos erros de sempre. Como eu queria ser um pouco menos desconfiada. Ser menos desligada, menos espertinha. Imagine só, eu sendo amada e iludida por um dia. Seria tão perfeito. Tomara que um dia eu encontre um mágico e ele me hipnotize, me cegue, sugue da minha mente tudo o que eu aprendi com meus amigos homens. Ou quem sabe, eu encontre algum rapaz que esteja mesmo falando a verdade ... mesmo assim, prefiro acreditar no mágico. Ele ainda dá pra achar.

Beatriz Soares Bezerra

Amigos e amigas! Graças ao Bom Deus, cheguei rapidinho à casa dos sessenta, e, quanto a isso, tomei a seguinte decisão, in verbis:

Não farei nenhum recurso, tendo-se em vista que esse "Decisum", é irrecorrível, bastando-me apenas cumpri-lo na íntegra, o que farei com o maior prazer, esperando chegar até os 70 anos, pelo menos, com um comportamento semelhante ao do primata, de cuja origem todos nós viemos, segundo Darwin e sua teoria da evolução, de que os primeiros antepassados do homem, são algumas raças de antropóides ascendentes dos símios que ainda existem no mundo.

Luiz Maria Borges dos Reis

Amigos e amigas!

Lamentavelmente, tenho a dizer que, pelo visto, todos sairão impunes por falta de provas convincentes para embasar a condenação dos supostos Réus do Mensalão. Isso porque, vivemos num país onde somente os ladrões de galinha e de iogurte em Supermercados, são considerados culpados e condenados pelo Poder Judiciário, já que as Leis criadas pelo Poder Legislativo, são favoráveis aos ricos e famosos deste nosso Brasil Varonil, os quais têm como custear os melhores advogados da Nação Brasileira para defendê-los de seus atos tidos como de improbidade por nós leigos mortais.

Fiquem de olho neles!!! Abraços fraternos.

Luiz Maria Borges dos Reis

E por falar em amigas  ,,,,,

E existiram  amigas,  que são como aqueles caminhos 
que desapareceram, não existem mais...... foram habitados pela , vamos dizer .... Saudades!!!!!
mas que sempre ligaram a nossa emoção até a  .....vamos dizer ...... Saudades!!!!
Saudades de uma paisagem, um pedaço daquela caminho,  e que caminho..........
que deixou marcas profundas em nosso Bate Bate especial .... 
Foram, mas ficaram impregnados em nosso ser ........ Aí que saudades.... ......

Raimundo grossi