Carta para Namorada

Cerca de 163 carta para Namorada

Se você quer ser minha namorada
Ai, que linda namorada
Você poderia ser
Se quiser ser somente minha
Exatamente essa coisinha
Essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ser
Você tem que me fazer um juramento
De só ter um pensamento
Ser só minha até morrer
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarzinho
Essas histórias de você
E de repente me fazer muito carinho
E chorar bem de mansinho
Sem ninguém saber porquê
Porém, se mais do que minha namorada
Você quer ser minha amada
Minha amada, mas amada pra valer
Aquela amada pelo amor predestinada
Sem a qual a vida é nada
Sem a qual se quer morrer
Você tem que vir comigo
Em meu caminho
E talvez o meu caminho
Seja triste pra você
Os seus olhos têm que ser só dos meus olhos
E os seus braços o meu ninho
No silêncio de depois
E você tem que ser a estrela derradeira
Minha amiga e companheira
No infinito de nós dois.

Vinicius de Moraes

A morte, por si só, é uma piada pronta.
Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,
está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no
carro e no meio da tarde morre. Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio
estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve
lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física,
quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para
estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer
da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora
de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,
numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,
sem ter dançado com a garota mais linda,
sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e
penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas,
a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce,
caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina,
começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte
costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o
sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não
acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase
nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão,
desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Sempre!!!

Pedro Bial

À minha eterna namorada

Lembro cada Momento
Único e verdadeiro
Com você a meu lado
Iremos ser muito felizes
Amando-nos por inteiro.

Hoje, ontem e amanhã.
Estaremos sempre juntos
Lembrando o que passou
Esperança é o que restou
Na vida intensa vivida
Amaremos por toda vida.

Antonio Bezerra

A morte, por si só, é uma piada pronta.
Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,
está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no
carro e no meio da tarde morre. Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio
estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve
lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física,
quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para
estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer
da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora
de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,
numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,
sem ter dançado com a garota mais linda,
sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e
penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas,
a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce,
caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina,
começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte
costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o
sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não
acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase
nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão,
desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Sempre!!!

Pedro Bial

A morte, por si só, é uma piada pronta.
Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,
está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no
carro e no meio da tarde morre. Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio
estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve
lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física,
quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para
estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer
da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora
de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,
numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,
sem ter dançado com a garota mais linda,
sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e
penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas,
a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce,
caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina,
começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte
costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o
sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não
acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase
nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão,
desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça

Pedro Bial

A morte, por si só, é uma piada pronta. Morrer é ridículo. Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? Não sei de onde tiraram esta idéia: MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é uma chatisse. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça !
Por isso viva tudo que há para viver. Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Sempre !!!

Pedro Bial

Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam para nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um clichê. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu! Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por 1 rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça!

Pedro Bial

‎Tive um vizinho que gritava com a namorada ao telefone, sem se importar que o prédio inteiro ouvisse: “Não sei o que fazer! Fico mal contigo e fico mal sentigo!”. Sempre achei essa situação desoladora, e nem estou falando do português do sujeito. É duro ter apenas duas alternativas (ficar ou ir embora) e ambas serem terríveis.

Martha Medeiros

Eu sou o que penso, sou o que sou e o que quero ser.
Sou família, sou filha, sou irmã e namorada.
Eu sou o tudo. Eu sou o nada.

Sou a sorte do que tenho e do que possuo. O azar do que a vida não me trouxe e eu desejei.
Sou um verme que um dia quis ser astro e tão depressa se tornou estrela.

Sou mais uma pecadora, com tamanha fé.
Sou um mundo de maldades e um paraíso de boas acções. Sou um quarto com inúmeros espelhos fantásticos que torcem para reflexões falsas.
Sou o meu reflexo num canto de paisagem, ou numa miragem, onde tu não podes ver.

Sou a alegria de quem me ama, a tristeza de quem me odeia e a ocupação de quem me inveja.
Sou uma folha em branco, ou um caderno completo.
Sou os livros que li e os textos que já te escrevi.

Sou os momentos que passei e os que ainda quero passar, eu sou os brinquedos com que brinquei, e os amigos que conquistei. As fábulas em que acreditei e os jogos que inventei.

Sou o amor que dei, o que dou e o que continuarei a dar. Sou os amores que tive, as viagens que fiz e as que quero fazer. Sou todos os desportos que pratiquei, e aquele em que sempre continuarei por ser mais que lazer, é prazer.

Sou a minha disciplina preferida, a minha comida predilecta, sou o cheiro que me seduz, a cor que me apaixona, a bebida que me refresca.
Essa sou eu...eu mesma, será que vais entender?

Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objectivos alcançados.
Eu sou o meu interior, mas também o meu exterior.
Sou um conjunto de factores que tu não podes entender.

Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro.
Eu sou os meus actos.

Sou o perfeito, mas também sou o imperfeito.
Sou o contraste e a contradição.
Sou a complexidade do mundo.

SOU O QUE NINGUEM VÊ.

Paula Fernandes e Sousa

Eu amo a Tati só porque…


Só porque ela é a melhor namorada do mundo.

Só porque ela é a minha melhor amiga.

Só porque eu amo estar do seu ladinho.

Só porque ela é a melhor companheira que um Homem poderia ter.

Só porque são lindos nossos momentos juntos.

Só porque eu adoro te mimar muito.

Só porque ela é carinhosa comigo.

Só porque as pessoas (menos a rosa) te adoram.

Só porque ela é única.

Só porque ri das minhas bobeiras.

Só porque me ama mesmo eu sendo um chato insuportável.

Só porque sou ciumento e as vezes digo que não.

Só porque nunca me deixou na mão.

Só porque evita machucar.

Só porque tudo o que vivemos é especial.

Só porque às vezes briga comigo.

Só porque sempre me compreende.

Só porque me faz feliz.

Só porque é a pessoa mais gentil do mundo comigo.

Só porque ama as coisas que eu faço.

Só porque sempre acredita em mim.

Só porque cuida de mim.

Só porque quer se casar comigo.

Só porque ama as mensagens e emails que eu mando quase todos os dias.

Só porque me acha lindo.

Só porque gosta de fazer nada comigo.

Só porque ri de mim.

Só porque me acha perfeito mesmo não sendo.

Só porque me deixa deitar no seu colo.

Só porque faz carinho na minha cabeça.

Só porque adora meus carinhos.

Só porque adora minhas mãos.

Só porque entende que estou falido no momento e sempre.

Só porque se preocupa comigo.

Só porque me ajuda com meus problemas.

Só porque me apóia.

Só porque é sincera.

Só porque me faz feliz.

Só porque combinamos em uma porção de coisas.

Só porque discordamos de outra porção de coisas, mas nem por isso nós brigamos.

Só porque eu adoro a família dela.

Só porque ela é uma gracinha.

Só porque passamos por um monte de coisas juntos.

Só porque nos conhecemos muito bem.

Só porque é cheirosa.

Só porque adora se cuidar.

Só porque se lembra de mim.

Só porque concorda com as minhas loucuras.

Só porque discorda das minhas loucuras também, me fazendo enxergar o melhor.

Só porque ela é meu neném.

Só porque ela é minha flor.

Só porque ela é o maximo.

Só porque sempre me diz que esta com saudades.

Só porque morro de saudades dela.

Só porque ela nunca desistiu de mim (mesmo tendo pensado).

Só porque ela jamais me esqueceu.

Só porque meus pais me fizeram para ela

Só porque os pais dela a fizeram pra mim.

Só porque ela muda as fotos do Orkut nos mostrando pra todos.

Só porque ela adora quando dou sonho de valsa de trufas.

Só porque ela tem um cabelo longo, Que eu amo passar a mão.

Só porque se arrepia inteira quando a toco.

Só porque os cachorros dela passaram a gostar de mim.

Só porque ela faz chocolate quente pra tomar comigo.

Só porque ela me acha um fofo.

Só porque ela ama se arrumar pra mim.

Só porque ela me ama.

Só porque ela ama as musicas que eu canto.

Só porque amo quando ela sorri.

Só porque amo quando ela faz biquinho.

Só porque ela adora dormir grudada em mim.

Só porque ela adora me abraçar, e adora quando eu a abraço.

Só porque ela adora quando eu me perfumo todo pra ela.

Só porque eu quero me casar com ela.

Só porque ela ama beijo roubado, mas nunca me deixa roubar um.

Só porque ela me quer do ladinho dela 24Horas por dia.

Só porque eu amo beija-la.

Só porque eu amo quando ela me beija.

Só porque eu amo quando ela beija meu corpo todo.

Só porque eu amo quando ela me deixa beijar seu pescoço.

Só porque ela é diferente e igual ao mesmo tempo todos os dias.

Só porque eu sou doido, mas ela não ta nem ai.

Só porque ela talvez brigue comigo por causa deste texto, mas mesmo assim vai gostar.

Só porque me perdoou pelos meus erros.

Só porque eu não quero perdê-la nunca.

Só porque ela me entende.

Só porque ela deita do meu ladinho pra assistir filme e eu durmo.

Só porque ela encosta a cabeça no meu peito.

Só porque eu devo ter repetido um bocado de coisas aqui, mas ela não vai se importar.

Só porque se eu for falar tudo o que sinto por ela nunca vai acabar.

Só porque ela vai rir da maioria destas frases.

Só porque vou colocar isso tudo no meu Orkut pra todo mundo ver.

Só porque ela ama as poesias que eu faço pra ela.

Só porque eu não imagino minha vida sem ela mais.

Só porque minha vida ganhou um novo rumo com ela do meu lado.

Só porque ela tem me suportado por todo esse tempo e ainda quer suportar por muitos outros.

Só porque eu quero passar o resto da minha vida com ela.

Só porque para amar a gente não precisa de “porque’s”, mas encontra um punhado.

Só porque eu sei que ela não é perfeita, mas eu acho perfeita mesmo assim.

Só porque ela também sabe que eu não sou perfeito, mas não sai do meu ladinho.

Só porque eu sou louco por ela.

Só porque eu seria capaz de fazer loucuras por ela.

Só porque eu enfrentaria o mundo por ela.

Só porque Deus a trouxe pra mim e eu agradeço a Ele todos os dias.

Só porque vai me encher de beijinhos quando ler isso.

Só porque ela guarda tudo que eu dou pra ela.

Só porque ela adora as surpresas que faço pra ela.

Só porque ela me ama.

Só porque ela é quem ela é.

Só porque ela é apaixonada pelo meus filhos, da mesma forma que eu também.

Só porque ela quer tanto quanto eu ter um filho só nosso.

Só porque eu sou meio crianção, mas ela gosta de mim mesmo assim.

Só porque ela cuida de mim quando to “dodói”.

Só porque ela vai à minha igreja e se sente bem comigo.

Só porque ela às vezes é tímida, mas quando ta comigo não (pelo menos nem um pouco hehehe).

Só porque ela adora fazer amor comigo.

Só porque ela quer me ver sempre lindão.

Só porque mesmo se eu não soubesse porque eu a amo eu continuaria lhe amando.

Flor.... tudo isso porque te amo!!!

Carlos Correia

Cinderela às avessas

Não contam os contos de fada
que o príncipe não quer namorada
nem procura num cavalo branco
o pezinho da sua amada...

Não contam os contos de fada
que à meia-noite o feitiço não se acaba
e que a princesa não precisava ir embora
nem esquecer o sapatinho na escada

Não contam os contos de fada
que nem toda canção de baile é valsa
e que nem todo reino vai à festa
disputar a atenção da Vossa Alteza

Não contam os contos da fada
que de madrinha ela não tem nada
pois onde já se viu calcular nas horas
o tempo de encontrar um grande amor?

Nos contos as fadas também não contam
que a abóbora nem sempre é carruagem
que o cetim é só uma camuflagem
apenas beleza exterior

A porta trancada, a fada não abre
o quanto chorou, a fada não sabe
o que se sujou, a fada não limpa
A canção que tocou, a fada não rima...

Não é tão má a madrasta
Nem tão boa a princesa
Tampouco é florido o caminho da floresta
Por onde passa toda a realeza

As fadas ainda não contam nos contos
Que o certo é o imperfeito
Que é desencanto o grande encanto
E que não há verdade sem direito

Com sua licença, senhora fada
Conto neste conto que, de boba, a princesa não tem nada
mas quer, para cada pergunta, uma resposta
Porque é do sapo que ela mais gosta....

Jéssica Vieira da Silva

Certa vez uma ex-namorada minha
disse para que eu nunca mais à procurasse
pois, nas palavras dela, ela nunca tinha me amado
jogou fora todas as cartas que eu havia escrevido para ela
e me disse:
e vê se pára de escrever para mim estes poemas bobos!
Confesso que chorei muito neste dia.
Mas não parei de escrever poemas bobos...

Augusto Branco

A morte é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário.
Tem planos para semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório...
Colocar gasolina no carro e no meio da tarde...
MORRE.
Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu?
O livro que ficou pela metade?
O telefonema que você prometeu dar a tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER...
A troco de que?
Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviram para nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente.
Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego. Mas não desistiu.
Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de duvidas quanto à profissão escolhida...
Mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outro, tudo isso termina...
Numa colisão na freeway...
Numa artéria entupida...
Num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis...
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas...
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas...
A apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você que dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manha.
Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito...
Isso é para ser levado a sério?
Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem vindo...
Já não há muito mesmo a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas.
ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo?
Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas.

Pedro Bial

Minha namorada é bela , ah como eu gosto de ser o namorado dela
minha namorada é o meu amanhecer , entardecer e anoitecer
minha namorada é a qual eu digo todos os dias que á amo
minha namorada é aquela que eu acordo todo dia e agradeço a deus por te-la
minha namorada é a luz que me guia na escuridão
minha namorada é o meu porto seguro ,aquele que nenhum ataque ira destruir , pois ele tem uma muralha gigante que as pessoas chamam de amor .
Eu te amo minha namorada .

Osni Neto

Fiz inspirado na minha namorada
"Lia te Amo"

Não é nada facil falar
Nunca vou conseguir dizer
Em minhas simples palavras
O que sinto por você

Esse amor chegou de vez
Foi uma coisa sem noção
Nunca imaginei que coubesse
Tanto amor no meu coração

Quando estou ao seu lado
Tudo fica perfeito
E o coração bate
Bem mais forte no peito

Parece coisa de novela
O modo como aconteceu
Nunca havia imaginado
Estar assim você e eu

Foi tudo tão derrepente
Que nem deu pra perceber
Quando vi já estava loucamente
Apaixonado por você

A paixão virou amor
E nem sei como explicar
A certeza que eu tenho
É que nasci pra ••• te amar •••

Autoria propriaCristiano Oliveira

Depoimento para uma amiga.

Não, ela não é minha namorada, nem ficante, nem amante, nem lanchinho, noiva e muito menos futura esposa. Ela é minha melhor amiga. Parem de inventar história! amigos também dizem ”eu te amo” e existem sim, amizades verdadeiras entre menino e menina. Não é porque somos do sexo oposto e nos amamos que temos que ter uma relação além da amizade. Pois é, ela é o maior amor da minha vida. Por que a amizade sim, é o maior dos amores.

Lucas Acarone

N(AMOR)ADA

Cessem os ruídos das máquinas, os estampidos das armas,neste século da tecnologia, para um dia se falar de amor. Hoje quero romantismo "Quero de volta a primeira estrela que vier para enfeitar a noite de meu bem". Foi pelas estrelas mesmo que tudo começou. Esse piscar de olhos dentro da noite universal! E a mesma resposta da outra estrela defronte! E cada um em sua órbita, na dança que hoje as aves repetem quando desejam o amor.

Uma força uniu o pó das galáxias, e o universo aconteceu. A mesma força casou prótons e nêutrons no coração dos átomos. Ela mesma casou átomos em moléculas, e estas em células. A mesma força que no mundo faz as pedras unidas - o amor.

Ao sopro do vento o pólen casa as flores. E no embalo de gorjeio, as aves se casam também. Desde as origens da vida, todo ser espera o primeiro carinho para poder existir. É o amor precedendo a existência. Quem de algum modo não foi desejado, não conseguiu nascer. E daí em diante toda a vida é encontro, desde o do esperma e do óvulo na fecundação. Do amor-encontro surge a mãe gestante, o primeiro berço da vida. Ela é toda inteira uma canção de ninar, para um sono de nove meses.

A gente pensa que primeiro existe e depois é amado. Primeiro ama e depois tem saudade. Já disse que o amor precede a existência. E a saudade precede o amor. A gente já nasce inimiga da solidão, com vontade de um encontro, com saudade de quem nunca viu. Fizemos telefones e correios para encurtar as distâncias, repetindo a façanha das estrelas flertando no correio de anos-luz. E foi por essa saudade congênita que fizemos estradas também. Toda estrela parece que espera por alguém que nunca vem.

Adolescentes de todas as idades, aprendam uma vez mais que nem o noivado, nem o casamento são mais importantes que o namoro. Case quando quiser, mas namore a vida inteira. Nada mais fúnebre do que o casamento dos que não se namoram mais. Se a gente tira o amor da namorada, o que é que fica? Nada! exatamente como se escreve: n(amor)ada.

F. Pereira Nóbrega

Minha Eterna Namorada

Namorar é nunca cansar de dizer te amo
É ter que descobrir os gostos dela sem que ela os diga
É sentir aquele arrepio quando você sabe que ela esta por vim.

É sentir aquele cheirinho do perfume que ela sempre deixa
na camisa suada daquela noite de ontem
É dizer que o amor que sinto por ela é maior que qualquer coisa
que possa comparar.

É sentir o coração bater mais forte quando ela diz-te amo.
Namorar é aprender a dar valor as coisas boas que a vida te oferece
É o desejo incontrolável de tocar tua pele, beijar tua boca, de te encher
de carinhos e de te amar sem te enjoar.

É dar aquele abraço apertado quando sinto saudades
Por isso meu amor quero sempre te namorar, sempre te amar
Minha eterna namorada.

Marcio Rodrigo

A minha namorada é tão bonita, tem olhos como besourinhos do céu
Tem olhos como estrelinhas que estão sempre balbuciando aos passarinhos...
É tão bonita! tem um cabelo fino, um corpo de menino e um andar pequenino
E é a minha namorada... vai e vem como uma patativa, de repente morre de amor
Tem fala de S e dá a impressão que está entrando por uma nuvem adentro...
Meu Deus, eu queria brincar com ela, fazer comidinha, jogar nai-ou-nentes
Rir e num átimo dar um beijo nela e sair correndo
E ficar de longe espiando-lhe a zanga, meio vexado, meio sem saber o que faça...
A minha namorada é muito culta, sabe aritmética, geografia, história, contraponto
E se eu lhe perguntar qual a cor mais bonita ela não dirá que é a roxa porém brique.
Ela faz coleção de cactos, acorda cedo vai para o trabalho
E nunca se esquece que é a menininha do poeta.
Se eu lhe perguntar: Meu anjo, quer ir à Europa? ela diz: Quero se mamãe for!
Se eu lhe perguntar: Meu anjo, quer casar comigo? ela diz... – não, ela não acredita.
É doce! gosta muito de mim e sabe dizer sem lágrimas: Vou sentir tantas saudades quando você for...
É uma nossa senhorazinha, é uma cigana, é uma coisa
Que me faz chorar na rua, dançar no quarto, ter vontade de me matar e de ser presidente da república.
É boba, ela! tudo faz, tudo sabe, é linda, ó anjo de Domremy!
Dêem-lhe uma espada, constrói um reino; dêem-lhe uma agulha, faz um crochê
Dêem-lhe um teclado, faz uma aurora, dêem-lhe razão, faz uma briga...!
E do pobre ser que Deus lhe deu, eu, filho pródigo, poeta cheio de erros
Ela fez um eterno perdido...

Vinicius de Moraes

NAMORADA

Veju, sinhazinha, nu seu sorrisu iluminadu
Disputanu cum a lua u seu reinadu
Trazenu alegria a esse caipira apaxonadu
Quereno com voismicê
Só avivê momentus incantadus

Meu coração totarmenti di ocê ocurpado
Bati forti só im oiá u seu retratu
Quasi qui ixplodi sentinu longi u perfume da sinhá
Imagine como haveria di sê, cum ocê du meu ladu?

Tô por ocê doidamenti apaxonadu
Feliz e inté meio abobadu
Por ter incontradu ocê pelus caminhu
Agora num queru mais avivê sozinhu

Ocê, sinhá, virô meu mió mutivu
As mais linda das razão
Os únicu sentidus meu
Di vivê cum tantas emoção

Sinhazinha, abelinha linda
Qui tantu mi faiz filiz
Qui na sua vida eu seja bão
Comu aquele seu zangão

Queria di infeitá ocê di fulô
Transforma ocê nu meu jardim
Juntanu prefume i côr
Demonstranu u meu amô

Im tudu u que óio mi trais ocê
O sol, a lua inté as istrelas se transforma im poesia
Os passaru e seus cantu, se atransforma im aligria
O retratu da sinhá, si transforma im sodade
O amô, a paxão i us carinho, se transforma im verdade
O ar que iêu respiru, si transforma im vida

Intão num tenhu mais u qui pensá
Cum ocê, sinhá, queru mi casá
Juntá nossus coração pra modi vivê
Pertinhu di mim e iêu di ocê

Filiz dia dus namoradu!
Sinhazinha!

Seu Joca Caipirinha

Tânia Regina Voigt - Escritora e Poeta