Carta Papai Noel

Cerca de 55 carta Papai Noel

Mamãe Noel

Sabe por que Papai Noel não existe? Porque é homem. Dá para acreditar que um homem vai se preocupar em escolher o presente de cada pessoa da família, ele que nem compra as próprias meias? Que vai carregar nas costas um saco pesadíssimo, ele que reclama até para colocar o lixo no corredor? Que toparia usar vermelho dos pés à cabeça, ele que só abandonou o marrom depois que conheceu o azul-marinho? Que andaria num trenó puxado por renas, sem ar-condicionado, direção hidráulica e air-bag? Que pagaria o mico de descer por uma chaminé para receber em troca o sorriso das criancinhas? Ele não faria isso nem pelo sorriso da Luana Piovani! Mamãe Noel, sim, existe.

Quem é a melhor amiga do Molocoton, quem sabe a diferença entre a Mulan e a Esmeralda, quem conhece o nome de todas as Chiquititas, quem merecia ser sócia-majoritária da Superfestas? Não é o bom velhinho.

Quem coloca guirlandas nas portas, velas perfumadas nos castiçais, arranjos e flores vermelhas pela casa? Quem monta a árvore de Natal, harmonizando bolas, anjos, fitas e luzinhas, e deixando tudo combinando com o sofá e os tapetes? E quem desmonta essa parafernália toda no dia 6 de janeiro?

Papai Noel ainda está de ressaca no Dia de Reis. Quem enche a geladeira de cerveja, coca-cola e champanhe? Quem providencia o peru, o arroz à grega, o sarrabulho, as castanhas, o musse de atum, as lentilhas, os guardanapinhos decorados, os cálices lavadinhos, a toalha bem passada e ainda lembra de deixar algum disco meloso à mão?

Quem lembra de dar uma lembrancinha para o zelador, o porteiro, o carteiro, o entregador de jornal, o cabeleireiro, a diarista? Quem compra o presente do amigo-secreto do escritório do Papai Noel? Deveria ser o próprio, tão magnânimo, mas ele não tem tempo para essas coisas. Anda muito requisitado como garoto-propaganda.

Enquanto Papai Noel distribui beijos e pirulitos, bem acomodado em seu trono no shopping, quem entra em todas as lojas, pesquisa todos os preços, carrega sacolas, confere listas, lembra da sogra, do sogro, dos cunhados, dos irmãos, entra no cheque especial, deixa o carro no sol e chega em casa sofrendo porque comprou os mesmos presentes do ano passado?

Por trás do protagonista desse megaevento chamado Natal existe alguém em quem todos deveriam acreditar mais.

Martha Medeiros

Limite da Inocência

Papai Noel não existe, nem Coelhinho da Páscoa ou Bicho Papão. Contos de fadas só ficam bem nos livros infantis. Príncipes cedo ou tarde se transformam em sapos. Pode demorar o tempo que for, mas um dia a realidade bate a nossa porta. Inevitavelmente.

Que nem só de boas intenções vivem as pessoas já estou cansada de saber. Há tempos não caminho pelas ruas sem olhar para os lados, ou falo sem a absoluta consciência de que cada palavrinha pode ser alterada e usada contra mim. Mesmo assim, não paro de me surpreender com até que ponto os desvios de caráter das pessoas podem chegar.

Não tenho a pretensão de que todos gostem de mim ou torçam pelo meu sucesso. Tampouco preciso de reconhecimento ou confetes para ser feliz. Você tem todo o direito de me achar uma ridícula, uma doida ou uma garotinha sem graça alguma. Você pode pensar o que bem entender de mim. Nada disso vai mudar o meu jeito de ser e agir.

No entanto, os seus limites terminam onde começam os meus. E eu não exijo nada além de respeito. Você pode até torcer para eu cair com o carão na calçada, levar um pé na bunda do meu namorado ou ser perseguida por todos os professores da faculdade. Cada um é livre para pensar e desejar o que bem entender. Você não pode é fazer com que coisas desse tipo aconteçam de forma grotesca e desleal. Mentiras, intrigas e afins só convencem em novelinhas de criança. Você já passou dessa fase, não? Eu, ao menos, não suporto mais a idéia de interpretar a mocinha injustiçada.

Tudo bem, eu confesso, ainda durmo esperando o Bom Velhinho e sempre confiro as pegadas que o Coelho deixa aqui no meu quarto. Sei que meu príncipe encantado está a caminho e não canso de viver e desejar as mais mirabolantes fábulas. O detalhe é que a princesinha aqui acordou do sono profundo e já está roxa de tanto cair do cavalo. Para tudo há um limite, até para minha inocência.

O que me dá forças é a certeza de que tudo termina da melhor forma para quem tem um coração repleto de sinceridade e boas intenções. Além de, é claro, eu estar ciente de que para todo conto de fadas existe um final feliz. Prefiro posar de inocente a deixar de acreditar que, apesar de tudo, a vida é cheia de surpresas gostosas.

Márcia Duarte

O mundo não é roxo , papai noel não existe, nem todo mundo é tão legal assim, as nuvens não são de algodão um sorriso nem sempre é verdadeiro, não é porque beijou que tá amando, você não pode voar, não é chorando que se resolve, você não mora numa bola de cristal, sonhos são ilusões e você não é imortal, acorda!

Autor desconhecido

Sei que já passei da idade, para cartas ao Papai Noel escrever, mas ao longo da vida aprendi a nunca deixar um sonho esmorecer. Há tempos que nada te escrevo e também que não peço nada... Pois estou dando oportunidade de outras pessoas, assim como eu, que te adoram e tem seus pedidos a fazer. Aprendi com os meus pais que no decorrer de nossas vidas, nem sempre podemos receber o que pedimos. E o mais importante não é só aprender, mas aceitar o que nos pode ser ofertado. Tudo tem uma hora para acontecer e se ainda não aconteceu, é porque não é o momento de em nossas vidas este "algo mais" chegar. Mas como disse antes, hoje me sinto naqueles momentos de criança, ao passar um recadinho, e te escrever onde o teclado e o visor, esta tela fria de computador, se unem como sonhos. Me encontro cheio de esperanças como a alegria de uma criança que irá esperar neste Natal o seu presente mais especial... Ah! Já ia me esquecendo Querido Papai Noel... Meu presente para este dia tão sentimental é que a A.L. E fosse o meu presente de Natal. Sua amizade é sem igual, seu jeitinho tão especial e encantador, encanta não só a mim, mas a todos que a rodeiam, talvez ela seja um Anjo, e eu? O que estou fazendo aqui na Terra? Minha missão é a de proteger um anjo. Mas será este anjinho de que terei esta missão. Sei que o meu trabalho não será nada fácil, mas antes eu achar a cruz do próximo mais leve do que a minha, pois tenho a certeza de que ele acha a minha bem mais leve do que a dele. Eh Isso! Querido Papai Noel !!!

claudio8056

NATAL DE VERDADE
É difícil ser deixar um pouco de enxergar através dos olhos encantados pela magia do natal.
Como explicar que lembrar o natal como nascimento de Jesus e esquecer um pouco da figura marqueteira do Papai Noel?
O Natal é o período em que grande parte das pessoas se reúnem para confraternizar, perdoar, pedir perdão, enfim.... Fazer tudo aquilo que não está acostumada a fazer em outros períodos e que também possivelmente não fará depois do Natal.
Além disso, dê-lhe festa, comilança, beberagem... Tudo para celebrar a PAZ, a bondade, a solidariedade, o amor, a amizade e essas coisas todas. Já as angústias dos angustiados aumentam, as esperanças dos esperançosos aumentam, as saudades dos que estão distantes aumentam.
Tudo ajudado pela programação televisiva e outros apelos ao consumo e ao sentimentalismo. Enfim, é Natal.
Porem para grande maioria não existe Natal BOM sem dar e receber muitos presentes, é preciso encontrar a família de qualquer jeito. Não pode ser a semana que vem, ou na semana anterior. Tem que ser no Natal. Mesmo que os preços depois do Natal baixem, as passagens fiquem mais baratas, o trânsito fique mais leve, as linhas telefônicas fiquem desobstruídas...
Esbanja-se comida, é época de fartura, mesas repletas, supermercados lotados, mesmo sabendo que muitos não tem sequer um pão para dividir... Mas, para que lembrar deles? Estamos esperando a chegada do Papai Noel e o nascimento de Jesus Cristo, que pelo que sei, nunca pregou nada disso.
Então vamos esbanjar, lotar os lixos com sobras, abraçar alguns até por obrigação, para quem sabe daqui um ano possa dar outro abraço.
E assim o verdadeiro sentido do Natal se perde cada vez mais!
Que o sentimento de perdão, de amor e de fé faça parte de você não somente essa noite, mas sim todos os dias do ano, que Deus habite seu lar sempre, que sua mesa tenha a fartura necessária para que não falte aos que tem fome e que a reunião familiar aconteça com o mesmo entusiasmo e alegria como o dessa noite, que Jesus Cristo faça com que esses abraços se repitam diariamente e que a solidariedade ensinada por ele, não seja a de dividir somente entre parentes e amigos mais sim com quem necessita o ano todo.
Esse é meu desejo...
Feliz Natal mais amigos!

Hudson Pessini

NATAL DE VERDADE
É difícil ser deixar um pouco de enxergar através dos olhos encantados pela magia do natal.
Como explicar que lembrar o natal como nascimento de Jesus e esquecer um pouco da figura marqueteira do Papai Noel?
O Natal é o período em que grande parte das pessoas se reúnem para confraternizar, perdoar, pedir perdão, enfim.... Fazer tudo aquilo que não está acostumada a fazer em outros períodos e que também possivelmente não fará depois do Natal.
Além disso, dê-lhe festa, comilança, beberagem... Tudo para celebrar a PAZ, a bondade, a solidariedade, o amor, a amizade e essas coisas todas. Já as angústias dos angustiados aumentam, as esperanças dos esperançosos aumentam, as saudades dos que estão distantes aumentam.
Tudo ajudado pela programação televisiva e outros apelos ao consumo e ao sentimentalismo. Enfim, é Natal.
Porem para grande maioria não existe Natal BOM sem dar e receber muitos presentes, é preciso encontrar a família de qualquer jeito. Não pode ser a semana que vem, ou na semana anterior. Tem que ser no Natal. Mesmo que os preços depois do Natal baixem, as passagens fiquem mais baratas, o trânsito fique mais leve, as linhas telefônicas fiquem desobstruídas...
Esbanja-se comida, é época de fartura, mesas repletas, supermercados lotados, mesmo sabendo que muitos não tem sequer um pão para dividir... Mas, para que lembrar deles? Estamos esperando a chegada do Papai Noel e o nascimento de Jesus Cristo, que pelo que sei, nunca pregou nada disso.
Então vamos esbanjar, lotar os lixos com sobras, abraçar alguns até por obrigação, para quem sabe daqui um ano possa dar outro abraço.
E assim o verdadeiro sentido do Natal se perde cada vez mais!
Que o sentimento de perdão, de amor e de fé faça parte de você não somente essa noite, mas sim todos os dias do ano, que Deus habite seu lar sempre, que sua mesa tenha a fartura necessária para que não falte aos que tem fome e que a reunião familiar aconteça com o mesmo entusiasmo e alegria como o dessa noite, que Jesus Cristo faça com que esses abraços se repitam diariamente e que a solidariedade ensinada por ele, não seja a de dividir somente entre parentes e amigos mais sim com quem necessita o ano todo.
Esse é meu desejo...
Feliz Natal mais amigos!

Hudson Pessini

Independentemente da sua religião, pensemos em etiqueta social e sanidade mental.

Imagine se no seu aniversário, invés de lhe prestarem as formalidades, todos passassem a adorar freneticamente um gordinho vestido com gorro de pompom e pesadas roupas vermelhas justo nas férias de verão? De riso estranho (tal como Roberto Carlos) e com o hábito de estar sempre a invadir à surdina casas burguesas (só elas tem chaminé e árvores cortadas agonizantes) e a lidar noturnamente com meias sem par?
Isto pra não falar do sino badalando como o caminhão dos recicláveis.

Não bastasse, para lhe comemorar, sentariam às fartas mesas dos que têm, repletos de um inexplicável sentimento dito natalino e comeriam complusivamente pratos igualmente alheios ao clima e horário, sentindo vibrar no ar a ansiedade infantil dos pézinhos agitados sob as toalhas aguardando pular no meio dos embrulhos caprichosos.

Pensemos que o homenageado nasceu miserável, prensado entre pomposos fariseus e escalafobéticos romanos que marchavam de sandálias com estranhos chapéus metálicos.
E havia de escapar ainda de um rei das solteironas a decapitar sem dó os bebezinhos, só por precaução.

Não sei bem onde queria chegar com isto, mas vale o esquisito gosto que tenho de fazer parte da coisa toda. Até a ressaca do champagne sem culpa e a boca seca pela manhã fazem parte do ritual.

Paulo Lebiedziejewski

OBRAS POÉTICAS PARA O CONCURSO CARUSO
Norma Aparecida Silveira de Moraes
Nasc. 02/08/59
Escritora, psicóloga aposentada, poetisa
Nascida em Paiva – Minas Gerais
Endereços:
www.normasilveiramoraes.recantodasletras.com.br
www.sergrasan.com/normasilveiramoraesslides
Site: O Pensador.
E-mail: psico.normam@gmail.com

01- O PAPAI NOEL; A ALEGRIA DAS CRIANÇAS...

A figura mais bela do Natal
Para as crianças festejando
Ele para elas, sempre especial
Papai Noel sempre alegrando

Atualmente as crianças sabem
Que o Papai Noel é uma figura
Para que no Natal se fazem
Para dar mais é caricatura

Pois a figura do bom velhinho
Parece até de um Vovô ser
No imaginário muito bonzinho
Visando muito carinho ter

Dizem que é só comércio ser
Mas enfeita o Natal pela bondade
E demonstra toda ternura ter
É esta a intenção na verdade

Porque a maioria das crianças
Sabem que é somente fantasia
Mas alegra e traz esperança
Pois é amor e muita alegria

O que seria da vida humana
Se não houvesse estas festas
Uma triste rotina desumana
Todos merecem sair desta

Já trabalhamos o ano inteiro
A infância passa tão rápido
É Natal é confraternização
De alegria paz e meditação

Nem todos têm a mesma religião
Mas o Natal sempre é celebrado
Muitos estão a toda disposição
Para ajudar um dia tão sagrado

Os adultos sabem o sinal festejar
Nascimento do Mestre Jesus
Simbologia para todos lembrar
O Mestre que morreu na cruz

Simbologia de amor fraternidade
Assim também é o Papai Noel
Para que toda a humanidade
Receba os fluidos de amor do Noel

Que adultos e crianças possam viver
Um dia no ano celebrando o Amor
Que Jesus veio na terra escrever
Para mostrar e terminar com a dor

O Natal é triste para muitos enfim
Mas que vale a pena ainda sorrir
Pois a vida tão rápida, no seu fim
E vale muito viver cada dia do existir

Depois vem o ano novo, confraternização
Despede-se do velho para o novo entrar
E novamente o tempo em determinação
Passo a passo novo ano feliz começar

Tudo na vida é tão rápido, passageiro
Então as festas devem nos alegrar
Amenizar sofrimentos, superar ligeiro
Para um pouco a rotina de vida quebrar...

A criançada na sua inocente festança
É fluido cósmico, de grande energia
Elas trazem consigo toda a esperança
Na mais sincera e genuína alegria

A figura do Papai Noel sorridente
É uma maneira de se fazer, receber
Um Natal bem mais inteligente
De festas e amor para compreender

No Natal dá vontade de chorar
É uma emoção de tamanha devoção
Misturas de festas para comemorar
Embora muitos fazem meditação

O poder do inconsciente coletivo
Está no ar trazendo bons sentimentos
Estes são benfazejos e belos motivos
Para que guardemos nos pensamentos

Renovar as forças para mais um ano enfrentar
De lutas, trabalho, cansaço e sobrevivência
Na esperança de vencer e mais um Natal celebrar
Pois a vida é dom para exercitar a paciência

O Natal não é somente das crianças
Os adultos soltam a criança interior
E vivem uma vida cheia de esperança
Que é a motivação, e dá vida o sabor

Que o Natal seja de boas mensagens
Para as crianças futuros cidadãos
Fica então a singela homenagem
Para os povos e todos os cristãos...


02-
NORMA APARECIDA SILVEIRA DE MORAES

(Suzano – SP)


O SÍMBOLO DO NATAL

Amor deve persistir sempre no coração

Bondade ser o lema da humanidade

Neste Natal e em todos, com emoção

Levar na mensagem a Fraternidade


Natal significa nascimento no amor

É a confirmação do bem no coração

Natal é mais que presentes ou sabor

É solidariedade, é focar consideração


Natal é um dia de muita fé e magia

Do grande dom da confraternização

Pois predomina na coletiva alegria

Símbolo de mudança e transformação



Não adianta ser somente um dia solidário

E nos outros esquecer dos votos e ações.

Natal é um tempo de grande reflexão

Dia de comemorar todas as realizações


Natal é dia de intensa paz e gratidão

Por todo o ano de trabalho e colheita

Na seara da vida, feitos e consolidação

Extrínseco e intrínseco em comunhão



Natal é também tempo de esperança

Novos projetos, novos conhecimentos

Para um novo ano de fé e confiança

Crer em Deus, ter a Paz nos sentimentos.

NORMA APARECIDA SILVEIRA DE MORAES

Pedi ao Papai Noel:
-que me lembre de usar mais os meus ouvidos do que a minha boca
pois ouvindo os meus amigos posso fazer algo. Falando serão apenas palavras!
-que me dê firmeza no meu andar
pois sei que se exercitar os meus passos estarei mais forte e não me deixarei cair, mas se cair terei forças suficientes pra levantar!
-que me dê uma saúde impecável
para que eu possa trabalhar dia-a-dia e vencer pelo meu próprio esforço!
-que a minha casa seja firme
pois sei que se provações vierem, lá será a minha fortaleza e o meu refúgio!!!
Por fim pedi muito paz, beleza, dinheiro, amor e talento pro meus inimigos, pois assim talvez quem sabe eles sosseguem e vivam a vida deles felizes como eu sou!!!

Claudia Homem

Querido Papai Noel, quanto tempo, não? Já se passaram dois anos desde a última carta, quando eu praticamente implorei para você dar um fim em um certo cupido; e como de costume o senhor não atendeu o meu pedido. Pois bem, quero lhe informar que esse ano ele foi embora por livre e espontânea pressão. Um certo dia acordei e me dei conta que já não havia mais espaço para nós dois, taquei fogo nas coisas dele e o enxotei daqui. Desculpa, mas a convivência estava insuportável.
Quero lhe informar também, que o cupido que o senhor mandou ano passado, também foi embora. Havia um atrito enorme entre o cupido de 2011, com o de 2012; o pobrezinho não aguentou as brigas e se mandou. A boa notícia é que ele arrumou toda e qualquer bagunça antes de partir, não deixando problemas pendentes.
Finalmente Papy, minha vida amorosa entrou nos eixos, com os cupidos longe daqui, eu consigo ver com clareza quem é curva de rio e quem não é. Mas o que parecia ser a solução, se tornou um problema. Casa vazia, arrumada e tédio em dobro. Eu olho pra tudo quanto é direção, e nada me chama a atenção. Sou dois lados da mesma moeda: ao mesmo tempo que não quero me envolver com ninguém, meu coração pede por carinho. Até consigo me interessar por um carinha ou outro, suspirar encantada um dia ou dois, sonhar com vestido de noiva e casinha branca, mas todo esse encanto se desfaz em menos de um mês com a mesma velocidade que apareceu. Então tudo volta ao normal, e o ciclo se repete: primeiro esvaziar a casa, depois arrumar o que sobrou, por fim o tédio chega pedindo um pouco de carinho. Tá chato Noel, tá chato se perder por aí tentando se encontrar. Tá chato perder o foco e não saber mais quem se é, e o que se quer. Minha essência é a tempestade, e essa monotonia tá me afogando.
É que eu acredito no amor. Acredito! E para quem acredita no amor, ficar com o coração vazio assim, é uma das piores torturas. E eu tenho medo de me envolver com qualquer babaca por carência; eu tenho medo de achar que amo, só porque o amor é quase tão essencial quanto o ar; eu tenho medo de acabar machucando alguém, que eu só me envolvi pra anular um pouco a falta que um verdadeiro amor me faz; mas eu tenho ainda mais medo, de nunca amar. É que eu sou daquele tipinho chato, que acredita que o mundo gira em torno do amor, mesmo a vida me provando várias vezes que é totalmente ao contrário.
E esse ano eu fui uma menina boazinha, venci minha preguiça, falei menos palavrão, paguei todas as minhas contas em dia e, até ajudei uma velhinha atravessar a rua. Por isso quero te pedir um presente. Quero que o senhor por favor, nunca deixe que essa minha visão do amor mude, que a vida e a sua realidade jamais consiga me fechar, me bloquear, e me fazer correr de medo do amor, para qualquer lugar longe e seguro. Que apesar de todos os trancos, eu continue acreditando fielmente que o amor existe sim, e que não é burrice esperar. Que eu jamais me perca. Que eu jamais me fira. Que eu jamais fira os outros. De uma forma bem simples, tudo o que eu quero é um amor. E que esse amor venha para somar, com muita felicidade, paz e amor próprio!

Amanda Sanches

O Carreteiro Noel
Dizem que na época de final de ano um caminhoneiro diferente viaja pelas estradas, sua carreta toda vermelha com luzes brilhantes deixam um rastro de magia pela madrugada.
Seria um bem feitor, um amigo estradeiro, alguém que viaja somente no final de ano, ao contrário de todo o carreteiro.
Dizem que ele transporta uma carga de alegria, que o baú de sua carreta enorme seria, em seu interior caberia, os presentes do mundo todo em um esperado dia.
Um carreteiro com barbas longas e esbranquiçadas, alguém que é esperado e adorado pela garotada, dizem que é apenas uma lenda, uma estória que por todos é contada, mas eu também antes de conhecê-lo, nisto acreditava.
Certo dia longe de casa, na estrada eu estava, era antevéspera de Natal, para casa com meu caminhão eu voltava, ainda estava distante para minha chegada, a família estaria reunida e também minha amada, pelas minhas contas, dava para chegar na hora marcada.
Mas um imprevisto me deixou preocupado, um barulho, era o um pneu que acabava de ser estourado, em um lugar deserto e afastado, estava eu sozinho e abandonado, para trocar o pneu eu não estava preparado, pensei que poderia perder com minha família aquele momento sagrado.
Talvez eu não chegaria na hora marcada, de repente uma carreta pára e seu motorista uma pessoa camarada, me ajudou com a troca do pneu como se fosse mágica, agradeci aquele senhor que naquela hora parecia ter caído do céu, perguntei o seu nome e por coincidência ele me disse que se chamava Noel.
Um companheiro de estrada, não quis cobrar a ajuda prestada, se despediu com um aceno e um sorriso de graça, enquanto ele saia com sua linda carreta avermelhada, repleta de luzes reluzentes na extensão de todo baú, idêntica á uma forma estrelada.
No lameiro com letras brilhantes a mensagem que eu esperava, Dizia: Feliz Natal Estradeiro da Madrugada.
Daí minha conclusão que a noite estava sendo mágica, era o Carreteiro da lenda de Natal, que com sua carreta avermelhada em um horário muito mais apertado, corria pela madrugada.
Sua carreta brilhante em noite sagrada cortava o céu, o seu motorista era um carreteiro do bem que transportava uma carga de presentes para o mundo e seu nome era Noel.
(Jean Carlos de Andrade escritor e Poeta )

Jean C. de Andrade

Coisas importantes:
Respeitar nossas diferenças;
Respeitar o 'diferente';
Respeitar outras culturas;
Respeitar outras crenças;
Respeitar quem não acredita;
Respeitar quem acredita.
Se você não possui esta capacidade de RESPEITAR, reveja suas atitudes, deixe o julgamento a quem de direito deva fazer.
O respeito faz parte da formação do caráter de qualquer ser humano, o que diferencia pessoas de bom caráter e daquelas que não o possuem, é a quantidade de respeito que você costuma acumular durante a sua estada nesta terra!
Respeite e reflita!

Sérgio Paschoal

Nesta data lhe desejo tudo de bom, na verdade essa época é
uma período mágico, onde todos podemos por um instante olhar para trás e aprender com os erros e focar mais nos acertos, cuide mais e brigue menos com quem lhe ama, curta mais as pessoas ao seu redor e viva feliz consigo.
Pegue todos esse espirito de coisas boas e a carregue por todo próximo ano, na verdade carregue por toda a vida e passe isso adiante, vamos viver felizes, pois de nada adianta ter presentes sem ter sorrisos, paz e amor!

Ricardo Wagner

eu acho que todos já sabem que 25 de Dezembro não é exatamente a Data do nascimento de Jesus, mais esta data tenha sido escolhida para se contrapor à principal festa religiosa dos romanos, não se sabe o certo qual data.

Mais de uma coisa eu sei, Só faltam 12 Dias para comemorarmos o aniversário de nosso Salvador,
Não sei onde é que o Papai Noel entra nesta história.
Já que toquei neste assunto, então vamos continuar.

Quem é Papai Noel?, de onde ele veio? e as pessoas acreditam que o Natal é isso, Papai Noel, Arvores enfeitadas, Luzes, Presentes, e fica iludindo as crianças, fazendo com que elas acreditem no que não existe, o que nunca existiu, ao invés de fazer elas acreditarem que o salvador existiu.

pense bem, é por isso que tem muita gente mentirosa no mundo, já crescem aprendendo mentir!!!

Vamos virar esta página e comemora a maior festa de Aniversário do mundo, é o niver de Jesus, aplausos pra ele que ele merece, me perdoe se falei algo de errado. sei que não sou muito bom de palavras, mais acredito que fui bem claro e sei que vc vai parar e pensar sobre este assunto.
Obrigado pela atenção de Todos, Que Deus abençoe e que as mão do menino Jesus lhe cubra de paz e harmonia e tenha um feliz Natal e um 2015 cheio de Felicidades e que tudo dê certo em sua vida.

Redação: Junior Cds

Junior CDS e Arco de Mídia

FELIZ PÁSCOA!
Muitos Coelhinho a te trazer chocolate!
Papai Noel me disse certa vez que esse tal de coelho da páscoa não existe, mas eu acredito que exista, o bom velhinho talvez esteja com ciúmes porquê as pessoas preferem ganhar chocolates. Não precisa esperar a meia noite e nem descobrir o que tem nas meias penduradas na Arvore ou aos pés da mesma que ele deixou. Ou será que Ele se veste de Coelhinho da páscoa neste dia. Aiaiaiaiai, será que Papai Noel e Coelhinho da Páscoa são a mesma pessoa? Como um Velho gordo pode entrar pela chaminé e sair com a sua roupa pesada limpinha e vermelinha? Um coelho vestido de Papai Noel não faria isso com facilidade? Ainda mais no brasil, onde não existe muitas chaminés! Em todo o caso, mesmo com todas essas dúvidas lúdicas, Te desejo uma FELIZ PÁSCOA, onde todos os seus significados representem sucesso em sua vida!!!!

Márcio Antônio

Um dia eu acreditei nos contos de fadas,
Um dia eu acreditei no papai noel,
Um dia eu acreditei no beijinho da mamãe pra o dodói sarar,
Um dia eu acreditei no sapo que se transformava num príncipe com um beijo,
Um dia eu acreditei que poderia transformar o mundo,
Um dia eu acreditei que poderia construir meu próprio mundo e levar todas as pessoas legais para lá,
Um dia eu acreditei que venceria o medo do escuro.
Hoje já não posso acreditar em tudo que acreditei antes, hoje eu descobri...
Hoje eu descobri que os contos de fadas transformaram-se em terríveis pesadelos,
Hoje eu descobri que o papei noel nunca veio,
Hoje eu descobri que o beijinho da mamãe no dodói não sara mais,
Hoje eu descobri que não há beijo que transforme um sapo num príncipe,
Hoje eu descobri que o mundo é quem me transforma,
Hoje eu descobri que não posso construir mais meu próprio mundo, e todas as pessoas legais não existem mais,
Hoje eu descobri que o medo me consome,
Hoje eu descobri que piso no chão e não nas nuvens...

LaissaSilva11

Quero ser

Eu quero ser pra você
O presente do papai noel
Quero ser o teu brilho
E transforma-la, na mais linda
Estrela, que brilha no céu
Eu quero ser o Romeu
Você Juliêta, ou quem sabe
Seja, minha Rapuzel
Eu quero ser pra você
O prazer da abelha
Construindo teu mel
Eu quero ser, a pintura do teu corpo
O dom do pintor
Ou apenas, o pincel
Eu quero ser pra você
Um homem, aqui na terra
O amor no teu coração
E um anjo no céu
Eu quero ser pra você!
Quero ser!!!

Reff Carvalho

Se uma criança de 3 anos diz: - Não acredito em Papai Noel.
Falamos pra ela: - Você é muito nova pra não acreditar em Papai Noel.
Acredite, aproveite seus três aninhos e curta o Papai Noel. Divirta-se. É importante usar a imaginação.

E um adulto?

Quando um adulto não acredita em qualquer coisa... qualquer coisa mesmo.
Falamos pra ele: - Você é muito novo pra não acreditar em qualquer coisa.
Acredite, aproveite seus cem aninhos e curta qualquer coisa. Divirta-se. É importante usar a imaginação.

Kiko Arquer

Feliz Natal a todos

O filho: Pai, papai Noel é aquele que roubas os presentes das pessoas ricas para dar aos pobres?
O pai: Não filho, esse é o Robin Hood! Papai Noel usa roupa vermelha com chapéu vermelho!
O Filho: Chapeuzinho vermelho? Ah ele leva doces pra vovóooo!
O Pai: Não filho essa é chapeuzinho vermelho, do lobo mau. Mas pai?
O filho: O lobo mau não é dos três porquinhos?
O Pai: também, mas essa é outra história!
O filho: Tá bom pai! Mas quando eu vou ganhar o meu presente?
O Pai: Na noite de Natal dia 25, dia que nasceu o menino Jesus.
O filho: Mas se o aniversário é do menino Jesus, porque que eu vou ganhar o presente e não ele? Ele não gosta de presentes pai?
O pai: Ele gosta de presentes sim filho, o presente que ele mais gosta, ele recebe durante o ano inteiro. Você quer saber o qual é?
O filho: Uhumm, quero?
O pai: É esse sorriso lindo que você tem e todas as crianças do mundo têm, a fé, o amor e seguir tudo que é certo na vida, ajudando uns aos outros. Mas o verdadeiro Natal é reencontrar amigos e familiares que passamos o ano todo sem vê-los devidos as obrigações que temos na vida. Por isso que você tem que ser bonzinho o ano todo.
Agora vá dormir já está tarde.
O filho: Tá bom pai, ti amo!

Amauri Nehn

Sinto falta da inocência de antigamente, onde crianças acreditavam em Papai Noel ou a velha história da Cegonha. Lembro do tempo em que passava horas no karaokê ou brincando descalço na rua, onde empinava pipa ou brincava de pega se esconder e outros jogos que faziam passar o dia mais rápido. Era como se o amanhã não fosse tão importante. Aproveitava o dia de hoje, não tinha muita preocupação em saber se o dia de amanhã iria chover ou não, porque com ou sem chuva iria aproveitá-lo da mesma maneira.
Sinto falta de ver a inocência das crianças, das músicas bestas que me divertiam por horas em uma festa, de saber que as festas sempre acabariam cedo. Hoje em dia vejo barbaridades que muitos que realmente deveriam estar mais preocupados por serem mais velhos, simplesmente se acostumaram. Como sempre, se acostumam com tudo o que acontece. Crianças que hoje em dia cantam e dançam aquilo que eu na idade que tenho não tenho nem a coragem de dizer ou fazer. Crianças com a inocência perdida é o que eu vejo andando pelas ruas de adultos.

Adalberto Rodrigues