Carta de Saudade

Cerca de 3107 carta de Saudade

Quando gosto,
gosto de mim.
quando amo,
amo a ti,
que não posso ter.

Quando um tanto
nos separa aos poucos,
nunca sei como reter
essa saudade tamanha
que tenho de você.

quando descubro um jeito
de mostrar-te minha dor,
você vem pra perto,
e até me esqueço
o quanto doi esse amor.

Mayra Lima

Ela tinha um jeito arrogante, prepotente. Ela se achava a melhor, e pior, se achava melhor até que eu. Fazia questão de jogar na minha cara, que eu sempre estava atrasado, que eu sempre errava em tudo, e que se, nem dela eu conseguia tirar proveito, imagine dos outros? Oh sim, ela nem imagina o quanto eu estava louco para tirar proveito de tudo que ela tinha a me oferecer. Ela podia ter as melhores qualidades de uma mulher, mas infelizmente era ingenua. Não fazia ideia, do quanto ela me provocava, e do quanto eu gostava daquilo. Ela não fazia ideia do quanto eu pensava de mil maneiras diferentes de leva-lá a loucura. E bem, durante tanto tempo, eu não havia conhecido uma garota como ela… Tão garota, tão mulher. Tão minha, sem fazer ideia, sem dar a minima. Ela tinha um andar despreocupado, achava que tudo ia dar sempre certo para ela. Ela não parava nem um segundo para pensar, e eu gostava disso. Gostava de jeito dela, gostava do seu sorriso, do seu andar, do seu jeito estranho de recusar outros homens dizendo propositalmente que era casada. Casada? Oh eu bem sabia. Ela sempre teve horror a casamentos, e quem diria que logo ela ia ser a madrinha do casamento da própria mãe? Devo admitir, que amei assistir tantas vezes o seus gritos estéricos quando algo dava errado na organização, ou no vestido da noiva, amei vê-lá, irritada por ter que ensaiar todas as entradas ao meu lado, o padrinho. Amei, tanto, tanto, que aqui estou eu, disposto essa noite, falando na frente de todos os convidados do casamento de sua mãe, com ninguém menos que meu pai, que adoraria faze-lá mudar de ideia em relação a casamentos. E principalmente em relação a nós. E aí, Mary Anne aceita o desafio?

Dan, Get in married if you can

Giulia Staar

Deixe a porta entreaberta,
para por uma fresta,
eu entrar.

Tenho ideias saudáveis,
na hora,
você vai gostar.

E não adianta tentar
adivinhar o pensar.
Pois a mente é fértil,
você não vai superar.

Mas te afirmo uma coisa,
elas surgem sem ninguém esperar.

E independente se goste,
futuro nenhum
irá apagar.

ass.: Saudade

Marco Paschoal

Saudades
Saudades se tem, e muitas vezes é saciada,
Deus nos mostra que jamais viveremos sem sua presença.
É impossível estar longe de Deus e estar feliz,
muitos pensam que seguir a Deus deixa-nos sem liberdade.
engano Deus nos muni de total liberdade e amor.
Saudade de pessoas que se foram
é superada pelo amor de Deus;
saudade de um amor que se foi
é curado com o amor que vem de Deus.
viver sem compromisso com Deus ,
nos deixa um vazio...
Deus nos Cura de tudo oque nos machuca,
mas quem nos cura da Saudade de Deus?
Só Deus é capaz.

Devanir v silva

O amor é uma torta de limão. Você me pergunta, como assim? E eu digo, calma, a explicação é mais simples do que parece. Quando você prova uma torta, ela tem um sabor, correto? E existem várias tortas de limão com sabores diferenciados. Quando você se envolve com alguém, você cria um tipo de situação, uma vivência. Com o tempo, você e seu parceiro criam sua rotina, suas manias, seus dia-a-dia, constroem tudo isso juntos. As vezes você se envolve com uma pessoa mais carinhosa, outras vezes com uma pessoa mais quieta. As vezes você prova uma torta mais doce, as vezes prova uma mais azeda. Uma hora você encontra sua torta de limão favorita e é isto que chama de amor. O sabor se encaixa na sua língua, assim como o amor se encaixa na sua vida, de forma perfeita, como se fossem peças de um quebra cabeça. Eu diria até que é uma questão de momento, o que te convém, uma hora talvez você precise de mais atenção, outra hora de ficar mais na sua, mas isso não signifique que você precise de outra pessoa para viver momentos diferentes, para o amor acontecer verdadeiramente, ele se adapta aos tempos, as suas fases, como diriam, nas alegrias e nas tristezas, sempre juntos. A receita da torta de limão, você descobre acertando e errando.
Eis que aqui pode surgir um problema que é comum caso o relacionamento acabe. Você começa a procurar aquela torta, aquele sabor especifico e acaba se perdendo. Você encontra tortas com sabores diferentes que não te satisfazem e fica pensando naquela torta favorita, ai entra a saudade, a dor, o sofrimento. Talvez você encontre uma torta parecida ou quem sabe, um dia, ache uma torta melhor. Não existe formula para a vida feliz, assim como não existe formula para o amor perfeito. Uns amam mais calorosamente, outros amam mais despreocupadamente, então o que nos cabe é procurar o amor que nós queremos. O amor é um conceito e tudo na vida é uma questão de decisão, comece a pensar, como é o sabor da torta de limão que você gosta, como é o amor que você quer. Por que você gosta daquilo? Como você se sente em relação aquilo? Em questão de passado, você sente falta daquela pessoa ou daquela situação? Torne consciente aquilo que é inconsciente. Você não gosta daquela pessoa porque gosta, você gosta por algum motivo, procure este motivo. Não perca tempo com o que te faz mal, não perca tempo com aquela torta que te deixa doente, a não ser que isso seja o que você gosta. O importante é achar a torta que faça você se sentir bem, que te faça sorrir espontaneamente. Uma explosão de sabores na sua boca e sensações no seu corpo.
Bom, eu não tenho muito mais a dizer, além de que eu gosto de tortas de limão.
E o amor... é o amor.

Bernardo D. Oliveira

Então ela me levou no ponto mais alto da cidade,
onde a vista era magnífica,
mas eu só tinha olhos para ela.
Nós nos abraçamos, nos beijamos,
sentimos um ao outro...
Ela olhou nos meus olhos
e lembrou que não podia ficar comigo,
fez-me prometer que eu entenderia isso.
Combinamos que seria sem expectativas.
Mas não combinamos que seria sem saudade...

Augusto Branco

eis a morte
ela eu aceito
nâo é injusta
é a mais castigada de todas as leis
feitas pela mãe, natureza

o que eu em singela fala não compreendo
é apreciarmos o mesmo céu,
usufruirmos da mesma água,
estarmos presos na mesma esfera
e termos que nos separar
por conta de consciências passadas

todos estamos presos.
então porque não nos algemamos?
e não seremos aprisionados em outra condição:
pior que o ciclo, a solidão.
vamos nos aprisionar na nossa prisão
porque viver sozinho
é viver em vão.

kaizuq;

Oito dias sem você.

Oito dias sem você é estar na luz do sol e não sentir o calor,
Estar embriagado de paixão e não dar amor,
É padecer sob a noite e a escuridão,
Pular de uma aeronave sem um paraquedas nas mãos.

Oito dias sem você é estar à beira da morte, sem respiração,
Tentar sentir o pulsar, mas ter parado o coração,
É chorar pela saudade e rir por desespero,
Sentir falta de tudo, comer comida sem tempero.

Oito dias sem você é agonizar com um sapato apertado,
Sentir tocarem o interior do umbigo e ficar desesperado,
É notar que a minha vida está ausente,
Não ter por perto meu mais valioso presente.

Oito dias sem você é estar preso em um oceano de aflição,
Ver uma lança afiada transpassando o coração,
É metade de mim que aqui não está,
Minha melhor metade que de saudade vai de me matar.

Oito dias sem você é ser criança e não rir,
Ter vida mansa, mas não ter alegria que outrora estava aqui,
É estar de regata no centro polar,
Sentir a falta de força, o cheiro de morte e não dizimar.

Oito dias sem você é musica sem instrumento,
Amar sem sentimento,
É choro sem lágrimas, tempo que não passa,
Ausência que dói, brinde sem taça.

Oito dias sem você é dança sem movimento,
História sem fatos, filosofia sem pensamentos,
É corpo sem vida e vida sem alma,
Sorriso sem dentes, teatro sem palmas.

Oito dias sem você é saudade que não tem fim,
Poema falando sobre meu amor que está longe de mim,
É existir no nada, sem céu, sem chão,
Tentar viver sem as carícias que dão vida ao meu coração.

Jeferson Luís da S. Abreu

Saudade.

Procurei em textos, historias e poemas saber o que é a saudade que tanto machuca a todos, mas nenhuma das inúmeras freses contidas neles conseguiu me esclarecer ou decifra-la.
Assim por minhas palavras decido dizer que a saudade é tudo do que vem do não se tem mais; A saudade nasce como broto das lembranças, se rega com o vazio sentido e o pensamento castigante que machuca. Inevitável não senti-la brotar, mas um dia ela para de cresce e fica parada na lembrança e não nos machuca mais tanto assim.
Então a todos que sentem saudade, falta ou que não podem estar com quem queriam estar agora eu peço que sejam fortes, pois a saudade por mais dura que seja ela vai lhe ensinar o que você precisa aprender.
Você não esta sozinho.

Gregori Schweig

Ele romântico; Ela tímida.
Ele é jogador; Ela é líder de torcida.
Ele é compositor; Ela é poetisa.
Ele toca; Ela canta.
Ele, fala com o olhar; Ela com o sorriso.
Ele, ainda confuso; Ela, o quer.
Ele já amou-a; Ela, não tinha certeza.
Acabou o amor? Amor se acaba?
Apenas se fez em oculto, dando lugar ao medo.
Medo de ferir, de ficar magoado.
Criou apenas barreiras, pra não sair machucado.
Ela, sente falta do beijo; Ele, sente ciúmes.
Ela, o olha com saudade; Ele, lembra o que foi bom.
Ela pensa nele; Ele sonha com ela.
Ela o ama; Ele, apesar de tudo, a ama.
Sabem que tudo dará certo; só não quando.

Laiza Ferreira

Eu heeim, sabe aquela saudade? Pois é, não aquela que eu tenho dois amigos de infância, do colégio, das risadas com pessoas que já me esqueceu...
Mas sim aquela saudade? Sebe aquela saudade? Não ha que eu tenho de comer pizza, tomar sorvete, correr em direção ao mar, rolar na grama e sair me cosano toda, de ver o por do sol, apostar corrida, jogar traque de massa nos amigos, pedir penico, brincar de pique esconde, chutar a latinha, fazer melança na cozinha...
Sabe? Assistir aquele filme de terro no cinema e só você gritar e todo mundo te olhar, é se lambuzar com comendo cachorro - quente, e rir lembrando da vida da gente...
Sabe agora? A MINHA SAUDADE É JUSTAMENTE DE TODOS ESSES
MOMENTOS AO TEU LADO... NAMORADO!

Barbara Cleide

Porque me ensinaram tão certo e eu faço tudo sempre tão desprovido de certezas, tudo tão cheio de erros.

A gente cresce e tropeça nos nossos defeitos, escancarados pelo mundo a nossa frente. Bate, rebate.

Vocês deviam ser os mais felizes sempre. Eu queria comprar esse poder, mas sou dona apenas dos prazeres momentâneos.

Ao lado, se reclama. Longe, se lamenta.

Não é possível separar esse laço de afinidade da infância.

As lembranças me atormentam, não gosto de sentir saudades daqueles tempos...aceitar que não voltam, que morrem, que mudam.

Sentimentos mexidos. Ás vezes, eu só queria colo amassado, queijo derretido, bronca rebatida.

Síndrome de ser pequena, de ser assim, pensar que o mundo gosta de mim e sonhar que nada tem fim...até o que já teve.

Que saudades daquele tempo!

Difícil mudar, criar outra família, ser outro alguém em outro lar; coração aperta.

Saudade daquela menina na escola, tardes dormidas, e quando estava tudo bem na segurança do nosso amor.

Precisamos entender tão rápido aquilo que o tempo jamais deveria ter medido, a hora de ir.

HG

E os dias parecem não passar, as horas aparentam ter congelado nos mesmos ponteiros. Sem nenhuma mudança. Alias toda essa mudança aqui dentro de mim já foi o suficiente para devastar tudo ao meu redor. Seria meio cruel de mais que algo a mais acontecesse, digamos que algo tão ruim quanto o que aconteceu desde então. Pelo menos toda essa dor é o que me parece ter sido o pior aqui dentro de mim. È como se eu não pudesse acreditar que tudo realmente ficaria bem. È como se uma hora junto as lembranças se tornasse, uma sessão de tortura inacabável perante a esta situação a qual eu adoraria poder acreditar que é mentira. Quero sair correndo. Sei lá. Quem sabe fugir para bem longe daqui, por um bom tempo. Muito tempo, Pelo menos o tempo necessário ate que as coisas se ajeitem. Se é que existe um jeito para ajeitar e revisar tudo isso de forma que o que aconteceu possa se recompor como eu quero. Eu só desejo me refugiar em um lugar qualquer, que me aflore as lembranças boas sem me desengatar a vontade de chorar. Quero apenas sumir,quem sabe para onde. Isso pouco me importa. Qualquer lugar me parece ser melhor que este aqui, qualquer galaxia se parece mais favorável para estar do que ficar aqui. Qualquer lugar serve agora tudo é muita coisa. Ou melhor dizendo muita ou pouca coisa é tudo. Desde então nesses poucos, imensos e intermináveis dias foi assim, o meu fixo dilema de "o que vier de bom e lucro". È engraçado como o minimo lucro /máximo lucro possa ser ao mesmo tempo bom e ruim. Prestável e imprestável. Qualquer acontecimento bom agora, e tão necessário para amenizar pelo menos um pouco dessa angustia, o que me faz não poder reclamar por pequenas coisas boas estarem acontecendo. Pelo menos em meio a tanta coisa horrível pequenas circunstancias tem me feito dispersar por alguns instantes do que aconteceu de verdade.. Do que na verdade eu ainda não acredito. Quero apenas um lugar que eu possa ao menos tentar diminuir minha desgostosa realidade.... talvez depois que eu consiga fugir e decidir voltar, quando eu definitivamente retornar aqui novamente eu possa reencontrar o que eu venero poder acreditar nunca ter perdido para sempre. Perdido de verdade como eu teimo em desacreditar. Quero que ao voltar eu possa acreditar que desde a última vez que decidi partir as coisas puderam se encaixar perfeitamente, ajustando o quebra cabeça e encontrando as peças que faltavam espalhadas pelo caminho do destino que me deixaria feliz em dizer que houve um engano sobre tudo isso. Saber que ao voltar o nó da realidade pode ser reatado, e minha dor havia sido selada momentaneamente, assim como um vaso já quebrado que havia sido reencaixado e colado de novo com a melhor cola que fosse, mais que com o tempo mesmo que eu soubesse que o mesmo desmontaria o vaso novamente eu teria coragem o suficiente ou covardia em excesso para acreditar no mentiroso relógio que prometia fazer as horas não continuarem transgredindo em frente e me oferecendo uma continuação diferente de exatamente tudo. Queria poder acreditar que ao retornar em meu ponto de partida, o tempo havia sido congelado no melhor momento possível, para que eu pudesse recompor tudo que faltou da ultima vez. Saber que essa volta seria a hora para fazer o que não pode ser feito antes. Más não. Me encontro aqui. Perdida neste mesmo lugar. Sem mover um passo. Um músculo se quer. No meu canto o qual eu sempre jurei conhecer como a palma da minha mão e gostar como se fosse o meu único canto pertencente,más o meu canto. Canto que agora tanto faz. Pena que essa cantinho que e só meu, e o único cantinho que me traz mais e mais lembranças boas. Não que eu ache ruim relembrar as maravilhas que nos aconteceram. Claro que não. De forma alguma. E sim revê-las e estar ciente de que nada acontecerá novamente é o ruim de clarea-las em minha mente, quando estou aqui no meu lugar que compõe um pouco de todos que conheço e um pouco também das lembranças do passado tão próximo. Não dependia de nenhum de nós fazer todas as boas lembranças acontecerem novamente. E assim infelizmente esse mesmo lugar só meu me faz com que eu queira deixa-lo e ir para outra dimensão. Ai se eu pudesse. Definitivamente a única forma de me livrar e amenizar certas circunstancias será reprimir. Apenas isso. Assim, se eu repelir toda essa tristeza de mim, sempre quando eu puder, sempre quando eu conseguir expulsar a dor e aguentar ou suportar as coisas, no fim tudo fique bem de verdade. Mas somente no fim. Por que por enquanto eu faria o "tudo ficou bem" de mentirinha, até que o "ficou bem de verdade" chegasse enfim e me invadisse como forma de consolo. O relógio pode ser o pior inimigo de uma pessoa. O pior inimigo para mim particularmente. O meu ríval para sempre. Eu tenho meus motivos por isso. O maldito acelera o tempo e muda tudo de uma vez para sempre, te favoreça ou não essas mudanças escolhidas por ele influênciando nos nossos destinos pertencentes. E olha que eu já não sou boa em lidar com as pessoas por que me faltam palavras, então digamos que não é bom que eu não me de bem com objetos também, mais ele não me deixou outra escolha. Outra coisa nenhuma, na verdade eu nem pude escolher ou ao menos decidir alguma coisa. Não mudei nem sequer uma virgula de lugar. Eu nem mesmo as coloquei em tais lugares existentes ao meus destino. Tudo apensa aconteceu. Tipo, do nada. Simples assim, PUF!! Bem de repente. Sem eu nem esperar. Mais eu tenho fé. E é como diz na música, e eu sou viciada em me basear em canções "PRA QUEM TEM FÈ A VIDA NUNCA TEM FIM", então sigamos em frente. É única maneira de tentar melhorar algo.

Ludmilla Maia

Ludmilla Maia


se assim o
quer
mas não olhe para
trás
deixe que os sussuros as
fendas...
o vento que o acompanha
continue na
brisa
que passa...
fugir
não deixa de ser uma
saída
já busquei entender ...
não para aceitar
mas para
não doer a cicatriz
a tatuagem
que insiste em ficar desse
adeus
não dito
não escrito
mal pronunciado...
já não
tenho medo de ficar
ainda sinto
o coração pulsando
ardendo
sangrando ...
isso me faz mais viva...
me define...
em ausencias tua imagem se
dissipou
você escreveu o seu
destino ...
apenas mais um pouco e a
dor de um amor
perdido
...achado
.....excluido
perdera seu valor...
eu prefiro entender mais
além ...
alem desta amizade que me
oferece
fico com a parte mais
bonita
as lembranças em
potes
cheios de saudades....


http://memoriasdeumagueisha.blogspot.com.br/

fatima j zuanetti

SÓ UM PINGO

Um pingo de chuva pode predizer uma tempestade;
Um pingo na pia, virar insônia;
Um pingo no i, esclarecimento ou satisfação.

Um pingo de gente, pode vir a se formar um grande líder;
Um pingo de molho, na camisa branca, fim de festa;
Um pingo de perfume, repulsa ou sedução.

Um pingo de lágrima, expressar alegria.
Um pingo de lágrima, exprimir tristeza.
Um pingo de lágrima, significar saudade.
Um pingo de lágrima, traduzir solidão.

Vou beber uma pinga com mel, gelo e limão.

Rogerio Dutra

"Se eu morrer antes de você? Você também morrerá um pouco, porquê levarei comigo um pedaçinho do seu coração para que nunca me esqueça... Desculpe-me, mas é neste pedaço que brotará a flor da saudade. Nele você a cultivará e depois do árduo e sofrido trabalho apenas o aroma delicado da recordação será exalado".
Irene Aguiar

Maria Irene Aguiar

eu
nasci livre
em passadas largas
minha
liberdade gritava
e em voce encontrei um
caminho
andamos lado a
lado
em voce minhas asas
dançavam
embora amarradas pelas suas
ausencias cortantes
quando
presente eramos um
ser
em dois corpos
mas a
distancia
calou minha face
e em
determinadas
circunstancias o silêncio
mesmo
não dizendo nada
é a
melhor
resposta....
e o
tempo
o melhor
caminho...
ate
a saudade
matar a distancia
em voos
outra
vez....

fatima j zuanetti

PALAVRA SAUDADE!
Palavra saudade, sentimento,lembranças,
Lembranças saudades, Saudade da infância,
Saudade marota, doce saudade, saudade criança.
Que bate no peito.
Que mexe com a gente,
É uma dor sem jeito,
Que fala e não mente.
Saudade emoção,
Que a gente sente,
De entes queridos, de amor ausente,
Que chora calada, sem explicação,
E que ouve apenas o coração.
Saudade bandida, Saudade atrevida,
Que falem de ti, mas que seja bem-vinda,
E a levo comigo, pro resto da VIDA.

Márcio Souza

SAUDADES, DOCE SAUDADE.
Ninguém sente saudades daquilo que não lhe traz boas recordações.
Saudade só é saudade, do que não foram desilusões.
O que não presta, a gente esquece, a gente deleta.
Apenas, guardamos vagas lembranças para não repetirmos os erros de outrora.
Saudade não se pega. É abstrata.
Mas são imagens, que passeiam docemente, em nossas mentes, de coisas boas e belas, que aconteceram em nossas vidas.
São aventuras e sonhos passados, realizados ou não.
São acontecimentos gravados e que fazem morada dentro dos corações.
As saudades boas nos confortam e nos animam.
Saudade só não é saudade das coisas ruins e perdidas.
É mais um combustível da vida. A vida é saudade. Saudade dá VIDA!

Márcio Souza

TEMPO

Sinto saudade daquele tempo que a gente brincava de se conhecer.
Sinto saudade do tempo que a gente nem contava o tempo e depois que ele passava a gente notava que ele passou rápido demais.
Sinto saudade daquele tempo que a única regra que havia era da gente se amar e a gente se amava sem regras, sem culpas, sem nos cobrar.
Sinto saudade do café da manhã, do almoço, do lanche e do jantar, que a gente comia na mesa da sala, da cozinha ou na varanda e até em cima da cama.
Sinto saudade que eu tomava Skol e voce preferia Brahma.
Sinto saudade dos finais de semana que as vezes nem terminava e emendava na outra semana.
Sinto saudade quando eu ficava e te esperava, enquanto voce ia.
Sinto saudade de quando eu que ia, enquanto voce é que me esperava...
Contávamos as horas, os minutos, cada segundo e o tempo não passava.

Rogerio Dutra