Carta de Filho que Morreu de Cancer

Cerca de 1169 carta de Filho que Morreu de Cancer

Cada um para um lado
Foi o que aconteceu
Pensei que era dava futuro
Mas tudo morreu
Mas já que é assim
Temos que viver mais
Cada um segue em frente
Sem olhar pra trás
Um passado bom
Você se tornou
Vou lembrar de tudo
Mesmo sabendo que tudo acabou
Pensamentos vão
Pensamentos vem
Se reparar as pessoas
Elas são assim também

Stos.

Hey menina, o que aconteceu? O que em você morreu? De onde vem tanto desamor? Você definitivamente não era assim.
Para de achar que o mundo vai girar de acordo com o que você mandar.
Deixa o tempo te guiar. Deixe de pensar que as pessoas vão mudar e mude você.
Seja digna do amor de alguém e não espere ser amada por todos.
Ignore o que não te faz bem ao invés de sair gritando suas dores e desamores pelos quatro cantos do mundo. Ninguém é obrigado a sofrer junto com você. Dissemine a felicidade.
Quando você não aceita a felicidade alheia, além de estar sendo egoísta você também esta deixando de ser feliz.
Se você esta insatisfeita, mude sua vida!
Faça outros caminhos, mude seus horários, bagunce a sua rotina.
Se você já caminhou demais em linha reta, faça caminhos alternativos, e se de repente aparecer alguma descida, aproveite para bagunçar o cabelo no vento. E se for uma subida, saiba que ela vai cansar, você vai demorar pra chegar, mas o que é a vida sem desafios?
Agora menina, ergue essa cabeça, muda e quem quiser vai te acompanhar e a vida vai te recompensar. Se joga!

Renata Xavier

Morreu de palavras perdidas.
10 de abril de 2014 às 18:57


Prefiro o doce silêncio de minha mente barulhenta, aos cânticos das bocas cheias e recheadas de ideias das mentes tão vazias...

Prefiro ser educado, refinado e falar manso, mas com palavras são diferentes! Elas tem vida própria e nunca sabem quem irão atingir...

Mas afinal, Morreu mesmo de quê?

_ Morreu sufocado de palavras perdidas em seu corpo...



Começou com o ego, chegou então a vaidade de repente estava tomado pela ilusão. @s palavras não cabiam mais em sua boca... Foi dando pane geral e no final era tamanha confusão que não coube nem mais um palavrão...

PNEUMOULTRAMICROSCOPICOSSILICOVULCANOCONIÓTICO.

ANTICONSTITUCIONALISSIMAMENTE.

Terrorismo Poético

kaducosta

Se você não tem um sonho, e porque algo morreu dentro de você...
Encontre a criança, pois renascera...
Se você tem um sonho e não conquistou, e porque ainda não desistiu de lutas no meio do caminho...
Encontre a criança sentada chorando e diga vamos tenta de novo e sempre, mais vamos conseguir...
Se você não acreditar em seus sonhos, a criança morrera dentro de você, e deixa de existir...
Mais mesmo que se perca, você ainda tem chave, sempre foi sua, então comece usa-la. Renasça essa criança, acredite esse poder foi te dado e muitos chamas ela de Fé.

flavio farias

Morreu hoje o amor, viveu alguns anos sobre tantas dificuldades, incertezas, atrapalhadas, orgulho, erros e infelizmente se foi com uma bobagem, foi sem uma despedida digna, sem fechar o ciclo, sem realizar os sonhos tão sonhados. Ele nasceu do acaso, mais cresceu com muita força, um pouco covarde reconheço, mas era verdadeiro e sincero.
Sonhador vivia planejando o futuro a dois, sonhando com um final estilo conto de fadas “felizes para sempre”, ele só não lembrou que contos de fada são só uma historia sonhada, que não iria ter nada semelhante com o imaginado, esqueceu que pra ser vivido tem que ser desejado com muita vontade de ambas as partes que na vida a sempre obstáculos a ser superado que não se consegue sozinho só com a ajuda do outro. É sempre dolorosa uma despedida, ainda mais quando se trata da despedida do amor... Eu diria que todos os momentos foram bons apesar de tudo, que foi de verdade, foi uma aprendizagem pra uma vida. Infelizmente o amor não foi capaz de superar, de romper as barreiras ficou no primeiro buraco da estrada tortuosa da vida, mas é assim, numa corrida não existem vários campeões apenas um, e não fui eu!
Lágrimas são inevitáveis quando se trata de uma despedida, elas vêm sem serem convidadas... Mais é a dor de um adeus que as trazem até meus olhos, e sangram um coração.

Loise Lorena Gomes

Para morrer basta estar vivo...

Morreu Maurício Torres pessoa pública, homem de bem, pai de família. Quarenta e três anos. Jovem!
E morrem, todos os dias ilustres desconhecidos ainda mais jovens do que o Maurício, como uma loteria às avessas, onde alguém é sorteado para o azar dos amigos e familiares.
Para quem morre o sofrimento terreno acaba e ninguém voltou aqui para fazer um depoimento de como são as coisas depois.
Quem já viveu bastante sabe que o céu e o inferno são aqui na Terra, para quem ganha ou perde um ente querido.
Renove, cada dia, o amor por quem você preza porque só há uma chance de demonstrá-lo para quem parte e é enquanto ele está vivo.
Seja rápido. Para morrer basta estar vivo.

Marinho Guzman

Você conhece alguém que morreu de tristeza?

Dizem que nunca, ninguém morreu de tristeza, não existe na história da medicina ou nos boletins policiais alguém que tenha falecido de tristeza...
A tristeza não mata os órgãos, não apodrece como algumas doenças. A morte causada pela tristeza é mais dolorida que qualquer outra. Sim, porque te faz vegetar, você perde o sentido da vida, esquece que ainda está em “Terra”, que ainda respira, que anda, fala... Mas, quem somos nós para julgar a tristeza alheia? Quem pode dizer o que eu sinto ou o que eu não sinto dentro de mim? Só eu, só você, só ele, ela, sabe o que sente, o que se passa no coração, na cabeça. O “morto” de “tristeza”, continua andando, falando, respirando, mas preferiria, estar em um caixão, sem reação, sem vida, ao sentir dentro de ti, tal dor insuportável, onde o remédio é o tempo e sabe-se lá, quantas doses de tempo você terá que tomar até que essa doença se cure, ou pelo menos se controle. Quando não se dá importância para o tempo, a tristeza se alastra, toma conta de você, traz também os sintomas, depressão, choro, raiva, nojo, insegurança, paúra...
Ela trás reações visíveis, lágrimas, gritos, insônia, sono...
Ela é causada por vários motivos, a perca de um ente querido, de um amor “forever”, de um bicho de estimação...
A perca de um amor, pode ser a mais perigosa, você tinha em mente ter aquela pessoa em sua vida, pra sempre, envelhecer com ela, os dois, lado a lado, sentados em uma cadeira de balanço, mãos dadas, olhando o tempo. Ouvir durante a juventude “Eu não vivo sem você” e assim seguirem suas vidas juntos. Quando, um dia, como uma tempestade, aquelas palavras se definham, se tornam mentiras, falsidade, dissimulação. A pior das percas, o Amor.
Também a tristeza mais intensa, a que transforma uma vida de flores, em um bosque de espinhos, escuridão, dor, lástimas...
Você se revira na cama, se perguntando “Onde foi que eu errei?”, mas ninguém te responde, ninguém sabe o que dizer. Na verdade, nessas horas, não há muito o que dizer, só lamentar.
Tristeza, um sentimento, tão ou mais forte que o amor. O amor te transforma em uma pessoa boba, um ser de luz inexplicável de tão intensa, te dá asas, mas tira seu chão. A tristeza, não, ela te trás pra realidade, te mostra o mundo e como ele realmente é, cruel e frio. A tristeza te faz companhia, fica do seu lado quando você quer chorar, quando você quer desabafar... A tristeza fica do seu lado na vida e na morte.
Você chora, eu choro, ele e ela também choram... mas não por sermos frágeis ou por não termos amor próprio, mas por sermos reais, de carne e osso, não essa fantasia vista na TV, de pessoas lindas, com pessoas lindas, sorrindo, se abraçando, correndo na praia ou onde quer que seja a paisagem feliz que os coloquem. A tristeza não se esquece com dinheiro, jóias, viagens. Não existe cura para a tristeza, por mais que um dia você se sinta feliz, esse vírus volta, te ataca, te derruba.
Quando você se der conta, já terá morrido de Tristeza...

Charles Eduardo da Silva

PRISIONEIRO DA VIDA.

Morreu ou libertou-se? Qual será o crime que tivera cometido, que lhe trouxe à essa prisão? Não sei...
Mas alguns, cumprem logo a pena, e então se vão. Outros demoram. E outros ainda, partem sem cumpri-lá.
Não sei de seus delitos, mas ninguém é merecedor desse cárcere cheio de promessas.Promessas que nunca se cumprem.

Angélica Kafle.

Sozinho

Foi um dia longo no fundo do monte,
Ela morreu com o coração partido
Ela me disse que eu estava vivendo do passado,
Bebendo num copo quebrado.

Eu estou sozinho (eu nunca quero estar sozinho),
Agora eu (agora eu) volto para encarar o frio.
Eu estou sozinho (eu nunca quero estar sozinho),
Agora eu (agora eu) volto a viajar para casa.

Eu caminhei para o outro fim do dia
Apenas para pegar aquelas últimas ondas
Eu estendi minha mão e lentamente acenei adeus
Eu volto agora meus olhos para o céu.

Eu estou sozinho (eu nunca quero estar sozinho),
Agora eu (agora eu) volto para enfrentar o frio.
Eu estou sozinho (eu nunca quero estar sozinho),
Agora eu (agora eu) volto a viajar para casa.

Ela voltará para mim (Ela voltará para mim).
Ela voltará para mim (Ela voltará para mim).
Totalmente sozinho nesta miséria.
Ela voltará para mim

Eu estendi minhas mãos para a luz e a assisti morrer
Eu sei que eu tinha um papel a fazer
Meu deus, minha hora de morrer
Nunca quis passar a vida sozinho

Eu estou sozinho (eu nunca quero estar sozinho),
Agora eu (agora eu) volto para enfrentar o frio.
Eu estou sozinho (eu nunca quero estar sozinho),
Agora eu (agora eu) volto a viajar para casa.

Pearl Jam

Para muito além do silêncio



Meu amado morreu numa noite de agosto, como um passarinho abatido por um tiro certeiro. E nem foi por nada. Apenas para deixar de viver e pronto. Para que nunca fosse meu e eu nunca fosse dele ou para que fôssemos um do outro para sempre, sem que entre nós nunca houvesse desencantos nem mágoas, banalidades e desgastes. Não houve tempo para mais que a ternura do amor primeiro, a mágica doçura de uma lembrança que ficou guardada, escondida para sempre naquele lugar mais secreto onde se guardam as relíquias. Virou claridade, congelou no tempo da memória que não é o mesmo que o tempo da vida. Não é passado, nem presente, nem futuro. Parou naquele agosto de todos os silêncios, porque se calou para sempre, parou ali e caminha num espaço sem referências, num vai e vem, talvez andando em círculos, não sei. E, se não fala, porque ouço essa voz que me chama e me consola com sorrisos inesperados, vestindo uma camisa de seda azul? Por que teima em não me deixar e fala que me aguarda, pede que me apoie na esperança, diz que não me trai e que é fiel à promessa que fizemos.

Meu amado morreu e eu não fiquei triste. Fiquei vazia. Tristeza faz sentido e um dia passa, dá lugar à saudade, vira lembranças e até pára de doer, tem como consolar porque as alegrias sempre vêm pra socorrer e a tristeza se esconde envergonhada. O vazio não, esse precisa ser preenchido, senão não há como viver. No vazio a gente se perde, se confunde num labirinto sem fim, como se fosse sensação de fome e sede. E eu comi e bebi de fontes envenenadas, só pra não me sentir assim, vazia.

Só sei que fiquei aqui e que meu amado morreu, que tive de viver sem ter sido dele, sendo dele para sempre. Que o busquei em muitos, tudo em vão. Meu único abrigo é a certeza que em algum lugar meu amado me espera , que sairá do esconderijo secreto onde guardei minha dor, o choro que ninguém viu e o fogo que não me queimou, que só fez doer, onde nada faz muito sentido, de onde sai o grito que não encontra eco nem consolo, mas me segue vida adentro e me fere como um raio de sol enviesado.

Meu amado morreu sem me dizer nada, apenas me pediu pra não morrer também.







Maria Alice Guimarães



COLCHA DE RETALHOS

Maria Alice Guimarães

Jesus morreu aos 72 anos e não criou nenhuma religião, e o que diz um post no Diário de S.paulo,cometem!?
Jesus morreu aos 72 anos e não criou nenhuma religião, e o que diz um post no Diário de S.paulo,cometem!?





No post anterior, abordamos a teoria que Jesus não morreu na cruz, embora tenha sido crucificado. Há duas correntes entre os que defendem essa versão da história. A primeira é a de que Ele viveu num mosteiro dos essênios em Monte Carmelo até os 72 anos de idade, quando ocorreu sua transição para outro plano. A outra vertente diz que ele se retirou para a Caxemira, na Índia, onde também viveu até o fim de sua vida. Na primeira versão, não há menções a que ele tivesse constituído família, como existe na segunda versão e foi até mencionado por internautas. A alegação de que o filho de Deus tenha casado e constituído família é outra idéia que, ainda hoje, choca alguns. Mas vale insistir, como defendem os que acreditam na morte muito tempo depois da cruz, que o fato de Ele não ter perecido na ocasião não diminui em nada a importância do trabalho feito por Ele em prol da humanidade e o brilho de uma personalidade excepcional, mesmo entre os grandes mestres e iniciados.







Vale lembrar, também, que não foi Jesus quem criou as religiões cristãs, como a católica. Embora Jesus tenha preparado seus discípulos para continuar propagando suas palavras, ele não defendeu a existência de uma religião, no sentido de se estabelecer uma instituição com dirigentes, deveres, dogmas etc. Tudo isso foi criado depois, o que poderia fazer com que se "ajustassem" os fatos. E muitas coisas envolvendo a vida do Mestre foram estabelecidas muito tempo depois.







Aliás, não só Jesus como os outros três grandes Mestres - Moisés, Buda e Maomé -, cujas palavras e vidas inspiraram o surgimento de religiões, também não defenderam a criação de uma nova religião. Os homens se encarregaram disso.

wilson de Oliveira Vieira

Não quero morte natural. Tipo, ele dormiu e morreu, morreu de gripe, infarto fulminante, morreu aos 80. Quero morte marcante, quero morrer trabalhando ou fazendo amor, e se possível, fazendo os dois juntos.

Por certo, ainda depois de morto, hão de falar de mim. Piadas talvez, cochichos...
Outro talvez é que descubram alguns segredos. Mas nessa altura do campeonato, eu já não estou mais nem aí, juro! Prova disso, confesso que fui eu quem matou o gato da vizinha... Bem que no olhar do danado, tinha mesmo uma promessa de vingança.

Aproveito também para declarar meu testamento,
deixo o que sobrou do bolo de ontem para minha querida sogra.
No meu último suspiro, Charles revelou que a história do veneno não era uma brincadeira.

E faço um único pedido - a todos!
Depois do velório, parem imediatamente de encenar,
vocês ficam horríveis chorando, desse jeito não consigo apresentar ninguém pra Deus.

No mais, sigam em frente,
ao chegarem em casa, haverão cartas da caixinha dos correios... Contas á pagar.

Kléber Novartes

Depois que aconteceu,
não quero nem lembrar.
Você pra mim morreu,
Tenho que acustumar
E depois, é normal
Não pode ser tão ruim
Não quero falar mal mais, talvez melhor assim!
Achar um outro alguém
não vai ser fácil não,
Mas ficar sem ninguém
é a pura solidão
Não quero a solidão
Prefiro ate morrer
A furia do meu coração
Não me trará você
Mas, pra que eu vou viver
Se não for, se não for por você
E não dá ja tentei esquecer
Ilusão pra mim é você

Juliana Fernandes

Quanto mais eu tento fazer o bem
mais decepção vêm,
minha esperança morreu,
e eu digo fudeu!

Sem você sou nada;
falar que não me amava
era o que eu desejava,
para descansar em paz
pois,
não fui um bom rapaz

Quem errou afinal?
Culpa do destino banal?

Sinto seu perfume em todo lugar
lembro de você e começo a sonhar
nesse sonho eu gostaria
falar tudo o que eu sentia

Tudo acabou de repente
e ainda falam que eu não sou homem decente...
continuar, eu queria,
mais assim é a vida.

Matheus dos Santos Silva

Nunca mais deixe o medo consumir sua energia...

Quantas vezes você já morreu por dentro ao permitir que o medo falasse mais alto em sua vida? Quantas portas você está deixando de abrir por medo de se arriscar? E as oportunidades perdidas, heim!

Enfrente todos os seus medos pois essa é a melhor maneira de vencê-los. E enfrentar significa abrir as portas, abaixar a guarda.... Significa viver, respirar... Significa se permitir, experimentar, sonhar...Significa ter de volta o desejo de ter planos e sonhos! Enfrentar os medos talvez signifique apenas ouvir a voz que vem do coração!

Até quando os seus fantasmas ficarão te impedindo de ter uma vida inteira, completa, digna?

Encare de frente a sua realidade, os seus desafios, os seus medos. Nunca mais permita que o medo de fracassar seja maior do que os seus sonhos! E quanto ao desconhecido, ao futuro, deixe-o em seu devido lugar, acalmando os pensamentos que projeta insegurança e pessimismo. Pare de sentir medo do novo, do desconhecido! Pare de sentir medo de errar! Você bem que poderia viver mais livre, né? Não dê tanto poder assim aos medos que você carrega. Você sempre será muito mais poderoso, muito mais forte do que qualquer coisa, viu?

O medo tem o poder de inferiorizar as pessoas. O medo é como um veneno que paralisa, bloqueia, desgasta, cansa e pode impedir você de buscar os seus sonhos. Nunca mais se sinta inferiorizado, tá? Nunca mais deixe o medo consumir sua energia, seu tempo, sua esperança, sua vida! E se o medo é um "bicho papão", lembre-se que quem tem medo de "bicho papão" são os pequeninos, as crianças. Exatamente por serem crianças e por terem vivido muito pouco. Mas você não é mais criança! Pare de ser derrotado antes mesmo do início da luta, ok?

E se o medo contagia e se multiplica, então você já sabe que tem uma missão de ajudar aqueles que estão colocando tudo a perder por causa dos seus fantasmas, dos medos, por causa do imaginário.

Faça tudo para ser feliz! Faça tudo por você! E tudo com emoção! Sem medos!

Bom Dia! Bom Divertimento! Conte sempre com o Amor de Deus por você, tá?

"De agora em diante, não permita mais que qualquer medo prejudique a sua vida, deixando de fazer as coisas como precisam serem feitas"

Luis Carlos Mazzini

Parte de Mim que Morreu


Há uma parte de mim,
um mistério, impropério em mim
que me flui como água,
onde o teu corpo nada
e acaba se misturando ao meu.

Há um bocado de mim,
multidão, uma confusão em mim
protestando pelas praças,
deixando um eco por onde passa;
por causa do teu adeus.

E não há sentido maior;
não há covardia maior.
do que se esconder em palavras,
mas quando os gestos viram farsas
não há nada mais vivo que o amor que morreu.

Moisés Bentes

Ele morreu, John.
No silêncio da madrugada me pego me apegando de mais
Lutando contra o ego, lutando contra o desespero
Até que ponto o que sinto é verdade ou ilusão?
Até que rua te quero? Em qual curva te abandono?
Uma arrogância atropelada ou um vestígio de abrigo.
Hoje ela adormeceu longe de mim
E eu perambulando pela casa, tentando trazê-la para perto
Mas até onde eu sinto? Até onde eu quero?
Eu atropelei o amor.

Julia Caliman

Nosso amor não morreu
Precisa de uma chance
Essa dor temos que evitar a todo instante
Esse amor que na luz do seu olhar eu vejo
O calor sobe quando provo do teu beijo
Uma noite apenas com você não dá
Pra te dar toda paixão guardada em mim
Meu bem, nós não podemos nos separar
Precisamos evitar o fim.

Pekeno Dos Paqueras

Deus não morreu em uma cruz para te dar a vitória! Não esta vitória que está contida nestas frases de efeito de pregadores. Tenho profunda tristeza quando resumimos um feito extraordinário de Cristo apenas para saciar nossos desejos estúpidos e banais.
Este comércio da fé embaça o verdadeiro sentido de ser vitorioso em Cristo, que é, de fato, ser salvo, ser livre, ser vivo, mesmo estando morto para a salvação, para a liberdade e para a vida.

Tiago Belinha

É outono e as folhas estão caindo
Todo o amor na Terra morreu
O vento está chorando com lágrimas de tristeza
Meu coração nunca vai esperar uma nova primavera novamente
Minhas lágrimas e meus sofrimentos são em vão
As pessoas são insensíveis, gananciosas e más...
O amor morreu!
O mundo chegou ao seu fim, a esperança deixou de ter um significado
As cidades estão sendo exterminadas, Estilhaços fazem música
Prados estão coloridos de vermelho com sangue humano
Há pessoas mortas nas ruas em todos os lugares
Direi outra oração silenciosa:
As pessoas são pecadoras, Senhor, elas cometem erros...
O mundo acabou!

Rezs Seress