Carta de Amor e Saudades

Cerca de 13 carta de Amor e Saudades

A Carta

Escrevo-te estas mal traçadas linhas, meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta
que é uma prova de afeição
Talvez tu não a leias mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de meu bem
Porém o que me importa
é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém

Tanto tempo faz,
que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão
de que já vi passar
Um ano sem te ver,
um ano sem te amar
Ao me apaixonar,
por ti não reparei
Que tu tivestes só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Renato Russo

A Carta

Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta que é uma prova de afeição

Talvez tu não a leias mas quem sabe até dará
Resposta imediata me chamando de "Meu Bem"
Porém o que me importa é confessar-lhe uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém

Tanto tempo faz, que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar

Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivesses só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Tanto tempo faz, que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar

Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivesses só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu
Porque veio a saudade visitar meu coração

Escrevo-te estas mal traçadas linhas
Porque veio a saudade visitar meu coração

Escrevo-te estas mal traçadas linhas
Espero que desculpes os meus erros por favor

Meu amor, meu amor

(Roberto Carlos e Erasmo Carlos)

Erasmo Carlos

CARTA DE DESPEDIDA

Foi muito maravilhoso ter te conhecido, ter você ao meu lado... Fico pensando e lembrando a cada minuto que ficamos juntos, as coisas que compartilhamos, os lugares que fomos, tudo o que falamos um para o outro de amor, carinho e amizade.
Eu gostaria que nunca tivesse acabado... Achei até que era para sempre... Já planejava o nosso futuro, nossos filhos, nossa família, mas... Acho que não fomos maduros o suficientes para termos paciência um com o outro.
Peço perdão por eu não ter conseguido ser tão forte para ter paciência e compreensão, e acho que você também não foi tão forte assim de conversar, entender. Talvez nós dois fomos orgulhosos e deixamos acabar o que era para sempre.
Mas quero lembrar das coisas boas e esquecer as ruins, esquecer o nosso egoísmo. Quero continuar lembrando o quanto fui feliz com você. Quem sabe um dia, mais maduros, podemos reencontrar e ser tudo diferente nesta parte de falta de paciência.
Guardarei você em minhas lembranças, saiba que um pedaço de você está em mim para sempre, e este pedaço de você que está em mim, continuarei amando, preservando na memória.

Samanta Bernardi

cartas para o céu

Se eu pudesse entregar suas cartas para o Céu, eu seria um pombo correio.
Se Deus recebesse telefonema, eu te daria o número.
Se existisse falarcomosanjos.com, sei que mandaria um e-mail.
Mas não! Mesmo assim, você não receberia uma resposta em palavras, de volta, não dos anjos!
Irá receber um e-mail automático, como caixa postal, escrito seu nome no começo e o da pessoa dos seus pensamentos, fechando com um:
“Eu te amo, não se preocupa comigo, vai cuidar da sua vida, ser feliz, cuidar da família. Sei que você sente saudade, mas eu não faço mais parte do seu coração. Quando recebo uma oração, me sinto mais vivo! E você sabe sentir isso, portanto, conserve-me em paz no seu coração que eu gosto!
Não sofra, porque quando você sofre eu sofro junto. A saudade, eu sei, eu compreendo, mas em um dia distante você também vai pular do barco. Aí então, teremos esse sonho eterno inteiro para abraços e lembranças do passado, poderemos ver seus filhos lendo a essa mesma carta que você leu e eles serão felizes porque você os criou. Assim como eu estou feliz por ter netas e netos com sorrisos lindos, brincadeiras, artes e choros que me fazem sentir amor nesse instante, remar em frente mesmo contra a corrente, porque a maré, logo em frente, ficará calma e descerá água limpa.
Veja a reflexão do seu rosto alegre, sente em seu coração o meu batendo contente!
Desculpe não poder responder pessoalmente, mas quando quiser estar comigo é só pensar com sentimentos puros aqui no Céu que o amor fala palavras e nós escutamos. Não é preciso despedir, nem ficar com Deus, porque com Deus aqui estou eu. Agora eu sou um olho dEle, e nem pisco
lendo cada página do seu livro.”

Dedicado à todos que foram para o Céu
A inspiração vem mais perto do coração.

Vó Izaura
Dona Dalva
Seu Cico

felipe de paula

CARTA DE AMOR

Hoje escrevo pra falar de amor e saudade,
do primeiro longo beijo, e primeiro abraço.
Laços que entrelaçam nossas vidas no tempo,
momentos juntos, palavras, sinceras verdades.

Quero te escrever coisas belas ou ridículas,
quem sabe um poema que fale de amor .
Apenas o desejo de ser o poeta na dor,
ou bobagens comum de quem ama.


Ser ridículo, abobalhado, falar sem pensar,
correr, gritar dizendo, te amo, como um tolo.
Sentindo a alegria de quando se é amado.

Falar sozinho, preparando o exato momento
e quando você chegar, parar em minha frente.
Esquecerei tudo, ficando sem palavras, inerte.

Marcos Maluly

CARTAS

Eu sinto saudade
Da carta escrita,
Tão leve e bonita
Na simplicidade
Da intimidade
De quem escrevia…
Hoje, todavia,
É brega, passado,
Foi posta de lado
Nesta era fria…

As coisas pequenas
Perderam valor.
Moldaram o amor,
Puseram antenas
E formas obscenas
Nas coisas mais belas…
Ficaram nas telas,
O calor, a vida
A mão não sentida
Nas frases singelas…

Ah, modernidade…
Engoliste cartas,
Fizeste lagartas
Que sem qualidade
E sem humildade
Se julgam normais
(por serem iguais)
Vivendo de abraços,
Sorrisos e laços
Que são virtuais…

Verônica Miyake

Escrever uma carta
de amor, de paixão, de saudade
o teu sorriso é um paraíso
onde perco-me e encontro-me
são como as ondas do mar
selvagens e bravas, calmas, serenas

Escrevo e fecho os olhos
são tantas as emoções
que é difícil não vaguear por
pensamentos quentes, calmos
sentidos sofridos, saudosos
de uma vida preenchida de muitas
coisas boas e más

Escrevo e sinto a chuva, o vento
olho pela janela vejo as folhas caídas
no chão de todas as cores
olho para o relógio, as horas não
passam, há dias assim longos e frios.!

2013-11-13

MariaIsabelMoraisRF

As rosas....
Nas minhas mãos são...como as saudades de amor
Cartas escritas no desejo do teu corpo aveludado
como as leves pétalas de rosas, seda e cetim...
Feitas em poemas...que repousam ternamente..

Entre as nuvens e afagos da minha dor, do meu amor
Perdidas e esquecidas entre as fragas da vida onde
Os olhos cheios de mar, voz que murmura ao meu ouvido.
Ternamente escrita no teu olhar,acorrentada na minha pele.

Cala a mágoa quando falo de amor, inventa-me e invento-te...
Mãos vazias no silêncio, onde esconde a minha dor, desamor
Palavras que gritam nas noites frias e silenciosas como uma rosa...
Do tempo do amanhecer....escritos no meu coração.

Onde gritam todos os silêncios num doce olhar, sem te prender
Calor da tua voz...a ternura do teu olhar...um instante de paixão.
A tua mão presa na minha mão...o meu corpo ardente no teu...
As rosas....nas minhas mãos são...como as saudades de ti meu amor...!!!

IsabelMoraisRibeiro

Carta de amor
Bom dia meu sonho. Hoje acordei com tanta saudade de você, pensei nas coisas que me disse, que devo ser grata a Deus pelas bênçãos que tem me dado, É verdade são muitas e vejo você entre elas. Desejo que seja eterno enquanto dure e sabendo que pode acabar a qualquer momento, venho mais uma vez expressar o quanto és importante pra mim. Crescemos e mudamos muito mas o sentimento que tenho no coração hoje é o mesmo de muitos anos atrás, porém agora mais feliz, não tenho mais medo nem vergonha de dizer que te amei e ainda amo, talvez de uma maneira diferente que antes mas ainda te amo muito. Não espero nada de vOcê, muito menos que me sinta o mesmo por mim, nem quero tirar sua paz. Só peço que acolha em seu coração todo o desejo e todo carinho que dedico a você. Tem me feito feliz pelo simples fato de existir, tem me feito pensar nas coisas que sonhei pra mim e que já tinha desistido delas. Obrigada por ser tão carinhoso.
Que Deus te cubra com ricas bênçãos, que guie seus passos pra fora dessa solidão, que te de saúde pra continuar lutando e que te presenteie com a felicidade que tanto busca.
Me preocupo contigo, não vou estar perto pra cuidar de você, então se cuide por mim.
Te amo!

Mara Avancini

Amor verdadeiro é sentir saudades de cada detalhe. Saudades de tocar a cicatriz em sua boca, a cartilagem da orelha, a forma desordenada de ajeitar as sobrancelhas, o gel nos cabelos, o cavanhaque que te deixava ainda mais belo.
Amor verdadeiro é guardar todas as fotos antigas durante tantos anos, era comer na mesma panela sentada no meio do quarto em um tapete em plena noite de natal, assistindo Mariah Carey em um especial na TV, lembra?
Amor verdadeiro era um ônibus de uma empresa qualquer estacionado na porta de madrugada, motor roncando enquanto fazíamos amor para matar a saudade.
Amor verdadeiro era te esperar numa estrada escura sem sentir medo do perigo. Esperando um farol brilhar mais alto e ver você chegando com aquele sorriso encantador nos lábios.
Amor verdadeiro o tempo não apaga, apenas deixa marcas, pois permanece vivo dentro de corações que anseiam em bater juntos outra vez. Amor verdadeiro é jamais te apagar da minha vida, é chorar escondida.
Creio que você pode ter tido "um pouco de amor" que até pode durar um tempo, mas amor verdadeiro como o nosso é eterno.
Aquele homem morreu? Acovardou-se com o tempo? Foi o conformismo ou a realidade em que vive agora que te matou? Você ainda respira? Ou vive em função apenas do acaso? Perdeu a coragem de ser feliz? Ainda estou aqui, ainda temos tempo. Como posso me conformar com essa distância se esse amor verdadeiro insiste em nos ferir? Coragem!!! Eu sei que aí dentro desse peito pulsa um coração angustiado de saudade....

Celma Santos

Carta de amor

A coruja traz o belo recado
Versado dos sentimentos cuja
Alma escreve com plena calma

Uma carta de sua união
Senão a mais farta
Emociona muito e menciona

Quanto é grande o amor
Fervor de riso e de pranto
A razão de sua salvação

Diz que por toda a vida
Querida, serás muito feliz
No ardor eterno do amor.

Rodolfo Mair Coelho

No dia que eu parti;
Não estava bem certo se era para nunca mais voltar.
Eu levei comigo os teus sorrisos;
Teus abraços,
E todo amor que nesse tempo pode me dar.

No dia que eu parti, queria muito dizer adeus.
Senti um desejo enorme de te avisar,
Mas ao mesmo tempo eu não queria,
Por nenhum instante te ver chorar.

Não sei o que carrego na bagagem.
Lá eu vou abrir e recordar.
Porém no último momento eu senti medo,
Do brilho dos teus olhos não poder olhar.

Agradeço a Deus por todos os dias
Que ao teu lado eu pude estar
E todos os passos que me ensinaste
Com você os quero deixar.

Quando te lembrares de mim
Não entristeça porque parti,
Me veja como um ser amadurecido,
Que a sua missão precisou concluir.

No momento que parti
Lembranças passaram em minha mente
Eu não queria te fazer sofrer.
Ainda assim, sei que me amarás incondicionamente.

Continue trilhando a tua jornada,
E não tenhas pressa por me reencontrar.
Saiba que para onde eu parti,
Eternamente posso te esperar!

Mara Chan.

Me desculpa, mas de alguma forma eu achei que precisava te dar uma explicação, eu fui embora da sua vida e você já deve ter percebido (espero que sim). Escrevi para te dizer que o amor que um dia eu senti, fez as malas, pegou uma carona até a estação e entrou no primeiro ônibus que viu pela frente, sem sequer ler o destino. O amor foi embora, eu meio que mandei ele ir, a gente brigava sempre e a convivência já não estava fácil, mas não posso mentir que me doeu, eu até sai na porta, o vi pegar uma carona e desaparecer no horizonte. É isso. O amor acabou. No dia em que ele foi embora, eu acordei mais cedo, troquei as cortinas e os tapetes, pra disfarçar todo o estrago que ele tinha feito, coloquei uma musica calma para tocar, comecei a ler um ou dois livros, adotei um cachorrinho abandonado, voltei a ver desenhos e tomar sorvete. No dia em que ele foi embora, nem doeu tanto, a vida não estava fácil junto dele, eu cantava mais sozinho que cantor solo uma musica pra dois, as brigas eram inevitáveis, a gente sempre quebrava muita coisa e num dia desses eu acabei por me quebrar também, mais ele se foi e agora canto sozinho e sem plateia, em cacos espalhados pelo chão do quarto. No dia em que ele foi embora, agradeci a Deus pela paz, alguns minutos depois culpei o senhor por tanta solidão, era ruim com ele e é pior sem ele agora, decidi guardar as fotos numa caixa em cima do guarda-roupa e quis me guardar junto delas naquela caixa para ver se voltava naquele tempo, o amor foi embora e levou tudo o que tinha, levou parte de mim também. Sempre sobra comida, com ele aprendi a cozinhar pra dois e agora sobra arroz, feijão, beijos, abraços e lagrimas. No dia em que ele foi embora, fiquei sem saber o que fazer, o tempo não passava ou quem sabe o dia dobrou de tempo, e mesmo sabendo toda a dor que ele causava eu o quis de volta, os socos na boca do estomago e os nós na garganta e os cortes na alma nem doíam tanto, dói mais essa solidão que ficou depois que ele foi embora, a TV perdeu a imagem e o som, a agenda de contatos estava cheia de nomes e vazia de corações amigos, a internet caiu e ar ficou emperrado no mínimo ou talvez fosse toda a minha frieza se manifestando. No dia em que ele foi embora, eu aprendi a dor de desejar que não fosse mais do que um pesadelo, pobrezinho, amarrou uma trouxinha nas costas e seguiu sem olhar pra trás, talvez quisesse evitar meus olhos cheios de água que pediam perdão, minha boca num sorriso forçado que por dentro era ilusão, minhas pernas bambas que me impediam de dar um passo sequer para mudar alguma coisa, o amor não olhou pra trás, ainda bem, ele tinha o dom de me ver por dentro e naquele momento eu era ruína, poesia sem rima, canção sem som, eu era fim e ele era a continuação, a minha reticencias que foi embora e me deixou em ponto final. No dia em que ele foi embora, todo o tesouro do mundo seria dado em troca para que ele voltasse, mais eu não tenho muito, só umas moedas no bolso e muito vazio no coração, o mais triste de tudo talvez seja isso, o amor foi embora e não deixou lembranças. Alguém, não me lembro quem, disse que o viu embarcar em um ônibus diferente, daqueles que não levam gente e não tem destino final. Se um dia você o ver, perambulando por ai, me faça um favor. Diga que o quero de volta, porque o amor foi embora mais eu ainda o amo muito.

Gabriel Hudson Souza