Carlos Drummond Ano Novo

Cerca de 13 frases e pensamentos: Carlos Drummond Ano Novo

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

Vacina de ano novo

Muitos me desejaram paz e amor em 75. Mas havendo amor, haverá paz? Amor é o contrario radioso dela. É inquietação, agitação, vontade de absorver o objeto amado, temor de perdê-lo, sentimento de não merecê-lo, ânsia de dominá-lo, masoquismo de ser dominado por ele, dor de não o haver conhecido antes, dor de não ocupar seu pensamento 24 horas por dia, e mais dias a pedir ao dia para ocupá-lo, brasa de imaginá-lo menos preso a mim do que eu a ele, desespero de o não guardar no bolso, junto ao coração, ou fisicamente dentro deste, como sangue a circular eternamente e eternamente o mesmo. Amor é isso e mais alguma triste coisa. E a tristeza incurável do tempo não passa fora de nós, passa é dentro e na pele marcada da gente, lembrando que eternidade é ilusão de minutos e o ato de amor deste momento já ficou mergulhado em ter sido. Amor é paz?

Carlos Drummond de Andrade

Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

Ano novo, vida velha. A vida é mais do que calendários, fusos ou orbita gravitacional.

Carlos Heitor Cony

Para ganhar um ano-novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

SOBRE O ANO NOVO

Ano velho vai, ano novo vem... O eterno ciclo da natureza, fiel ao seu moto contínuo, mais uma vez deixa nos calendários a marca dos dias que já não existem mais.

E mais uma vez estamos a rodopiar, como um Bolero de Ravel, fazendo variações sobre o mesmo tema que nos é dado todo dia, a toda hora, a todo instante...

Por um instante sou tentado a pensar no tempo como uma cravejante navalha que sulcra e espalha, impiedosamente, marcas desalmadas pelo meu corpo. Mas depois, sou consolado de modo benfazejo, por um dos meus poetas favoritos:

“ Nossos dias são preciosos,
e com alegria os vemos passando
se no seu lugar encontramos
uma coisa mais preciosa crescendo:
uma planta rara e exótica,
deleite de um coração jardineiro,
uma criança que estamos ensinando
um livrinho que estamos escrevendo... ”

Depois me convenço que um ano novo só é novo se o dia que se chama HOJE for novo também. Arrisco, então, umas notas no meu pinho e peço ao Senhor do Tempo que todos possamos ter um feliz ano novo para veranear os invernos dos nossos outonos.

Carlos Alberto Rodrigues Alves

Coloque neste porta-retrato as lembranças que ainda virão,
as amizades que você conquistará,
as emoções que estão por vir.

Coloque os projetos que você realizará,
a viagem dos seus sonhos,
o próximo carro.

Assim, toda vez que você olhar este porta-retrato, saberá que estamos sempre em busca de algo melhor, como tenho certeza que 2014 será para todos nós.

Carlos Bader

Nossa vida é uma história escrita por nossas escolhas. Os melhores caminhos para uma linda história sem dúvida são os que emocionam e motivam. Todos tem dificuldades, todos sofrem perdas, lidar com elas é uma questão de tempo independente da vontade. Somar força humana em sua caminhada é uma arte que não nasce em dom, mas da maturidade que adquirimos para refinar nossos filtros. Ninguém vai a lugar algum sozinho. Na vida eu aprendi que o orgulho é a essência de todo o mal humano. Parte dele todas as atitudes que magoam, decepcionam e aterrorizam a humanidade. Muitas coisas já me impressionaram nessa vida, muitas, mas hoje, o simples ato de neutralizar o orgulho humano com um gesto de bem me emociona de verdade. Parar o mal com o bem, estancar sua ira com doçura me faz admirar qualquer ser. Teremos um mundo melhor quando palavras como vingança, inveja, devolver na mesma moeda, ou magoa vitalícia forem recicladas como energia positiva para mover o bem e a esperança dentro de nós. Todo o dia é dia para tentar, seja primeiro de janeiro ou qualquer outro dia, mas faça de seu dia o primeiro dia da grande virada. É o que desejo para todos aqueles que amo é para toda a humanidade. Feliz vida nova!

Jean Carlos Sestrem

BOA NOITE
Estamos a poucos dia do natal e novo ano,
tempo de reflexão e renovação com propostas de novo ano melhor e promissor.
Olhamos para o tempo que se foi e,
por vezes procuramos respostas para fracassos ou insucessos ocorridos
quando nossos desejos e promessas versavam sobre superação e conquistas.
Tudo que se foi, no entanto, veio no momento certo e em doses exatas...
servindo para nosso aprendizado e purificação interior.
Muitas vezes não conseguimos visualizar estas conquistas espirituais,
quando nossos olhos estão sobre as materiais.
As conquistas materiais são voláteis,
perecíveis e até sujeitas à riscos de inversões de valores,
as espirituais são perenes e nos acompanham por todo o sempre.
Precisamos da matéria, também somos matéria... por isso sofremos e nos sacrificamos.
Doenças ou outros males no corpo são resultados de atitudes interiores e também vèm para purificação.
À tudo que sobrevier e nos for oferecido precisamos manter o espírito de agradecimento e bondade,
coração contrito e alma como imagem e sombra à luz do Criador,
para que estas mudanças possam se operar e cumprir seus objetivos.
Vamos continuar fazendo nossos votos de conquistas e superações para o novo ano,
precisamos ter propostas e objetivos para o futuro,
e mais que isso precisamos ter um futuro carregado de esperanças como forma de continuar nosso crescimento em todos sentidos.
Bom final de semana prá você
Beijos

antonio carlos

BOM DIA
Os ventos do ano novo já sopram sobre nossas vidas
E a ele procuramos aspirar profundamente, como quem deseja sentir o doce olor da mágia que nos aguarda. A curiosidade fica aguçada, os videntes fazem malabarismo procurando pintar o novo ano com as cores de nossos mais íntimos desejos.
Bom mesmo é ter você presente no novo ano e de preferência em plenitude de realização. Seja sempre assim: bela, linda, formosa, graciosa...etc, que ao seu redor o mundo irá dança e sorrir de alegria e felicidade.
Com amor de mim prá você
Beijos

antonio carlos

Que este novo ano...

...venha pra somar em minha vida;
que meus pés só saiam do chão se erguido pelos anjos;
que meu foco desvie apenas para a ideia inovadora;
que eu só fique triste pela partida dos que se vão para um lugar melhor;
que eu só seja injusto sem querer e que possa reverter;
que só me falte sabedoria se ainda não for a hora de tê-la;
que só me falte luz para repousar em paz;
que só viva lutas do lado dos injustiçados;
que só me falte saúde para me alertar de seu valor;
que não me falte amor para distribuir aos que precisam;
e que não me falte amigos para me ensinar a ser melhor a cada dia...

Jean Carlos Sestrem

Não espero que o vento de um ano novo tragam coisas perdidas com o tempo;
Não espero que o aroma das flores perfumem minha alma e reacenda antigas paixões;
Não espero que eu tenha mais sorte;
Não espero que as coisas sejam mais fáceis;
Não espero que a cada noite ainda fique pensando em paixões impossíveis;
Não espero que o tempo me ensine a esquecer;
Não espero que o destino controle minhas decisões;
Não espero viajar no tempo para mudar o presente e futuro;
Não espero ter além do mais que eu mereça;
Não espero nada, esperar é querer que aconteça sem agir,
Não espero tudo, cansei de esperar é tempo de mudar mais uma vez.
Alias, não espero mudar, apenas estou mudando. JC

Jean Carlos B. Cezar