Caneta

Cerca de 364 frases e pensamentos: Caneta

"Te dou um Céu
Cheio de Estrelas
Feitas com caneta bic
Num papel de Pão."

Zeca Baleiro

Pegação

Eu vou pegar uma caneta e já anoto seu número.
Eu vou pegar o próximo ônibus.
Eu vou pegar um copo d´água pra você.
Eu, bro? Vou pegar uma mulher!!! Duas, se bobearem...

Ah, língua portuguesa, que flexibilidade. O tempo passa e o nosso vocabulário muda, se expande, se transforma, ganha novos e riquíssimos significados, como este agora: pegar mulher. Aliás, pega-se homem, também.

É natural que garotos e garotas saiam pra noite querendo se dar bem, conhecer pessoas, ter uma história, um romance, uma ficada, duas ficadas, três ficadas, quatro ficadas... esquece, a partir daí já não acho natural coisa nenhuma. Acho um desperdício de energia. Pegar quatro caras. Pegar cinco minas. A gente está falando de quê, de catadores de lixo?

Parece.

Não se trata de caretice, mas de adequação. Pegar, pega-se coisas. Não gente. Coisas. Bonecos infláveis, que podemos segurar, tocar, lamber e descartar 10 minutos depois. Coisas. Produção industrial, sentimento nenhum, envolvimento zero. Coisas. Objetos inanimados. Sem voz, sem idéias, sem vida. Coisas. Pegue-e-leve, pegue-e-largue, pegue-e-use, pegue-e-chute, pegue-e-conte-para-os-amigos-depois. Pegar, cá pra nós, é um verbo muito cafajeste.

Tudo bem experimentar sensações diversas, conhecer de tudo, exercitar a sexualidade, mas em vez de "pegar", poderíamos empregar algum outro verbo menos frio e automático. Porque, quando duas bocas se tocam, nada é assim tão frio e automático, na maioria das vezes a naturalidade é forçada, é a turma que dita as regras e exige que todos se comportem igual, então vão todos para a balada fingindo que deixaram o coração em casa, mas deixaram nada. Deixaram a personalidade em casa, isso sim.

Mas o que uma tia como eu pode fazer contra o avanço (avanço??) dos costumes e a vulgarização do vocabulário? Sou do tempo em que pegava-se uma carona, um avião, uma gripe. Quando o assunto era relação, por mais frágil e rápida que fosse, ninguém estava pegando ninguém. Ao contrário, estava todo mundo se soltando.

Martha Medeiros

Frases compostas
no sol que passeia
sob minha caneta.

Jocelyne Villeneuve

Aos 19,quase 20

Aprendi que para escrever tolices,as vezes é melhor ficar longe da caneta e do papel.Que pra algo começar e depois se tornar hábito, basta o 1 passo.
Aprendi a cuidar das pessoas que amo e a brigar por elas para que não as tirem de perto de mim e que mesmo longe continuem sendo presente. Acredito que todos teem em si um extinto de proteção por mais calmo e tranqüilo se pareça.
Os amigos são presentes de Deus e outros não os substituem,cada pessoa é única. Existem fases na vida e o tempo passa rápido, amanha pode ser tarde; todo mundo sabe disso e mesmo assim guardam um sorriso ou um bom dia pra amanha.
Aprendi que namorado em alguns momentos é opcional:pode-se ser feliz com os amigos, porem, claro, chegará um tempo que sentirás falta de alguém que te abrace no inverno.Amar machuca quando nos tornamos tão dependentes, tão à ponto de não querer e não enxergar mais a vida sem ela ou ele. Isso é obsessão e doença.Aprenda a viver por você e não pelos outros,porque os outros viverão por eles mesmos.
Aprendi que ler abre novos horizontes e traz a tona mundos desconhecidos,e se não souber o significado de alguma coisa,não e vergonha perguntar,vergonha é fingir que sabe por medo de errar.
Estou aprendendo e já tenho certeza, que não há melhor lugar do que perto de Deus, a distancia Dele so faz mal,se ar sobreviveria alguns minutos ou segundos,mas sem Deus a morte parece ate instantânea, a vida fica preto e branco.Tudo perde a graça!
Errar é humano,persistir é tolice,é sandice, é mesmo burrice,é como cair no mesmo buraco mais de uma vez. Somos humanos,meros mortais e as vezes ficamos tão cegos que rodamos em círculos e voltamos a errar na mesma maluquice. O cair é do homem e o levantar é de Deus...mas isso não justifica nossas falhas.
O perdão liberta quem perdoa/A vida é cheia de escolhas.
Aprendi que família, aquela que te ama mesmo,te defende mesmo quando você esta errado, não deixando de puxar a orelha,mas também não deixando que ninguém te ofenda sem que se intrometa.Penso que isso seja mal de quem ama.
A Bíblia é um livro maravilhoso e sei que todas as vezes que a abrir,Deus falará comigo,mas muitas vezes estamos tão iludidos,ocupados e infelizmente não prestamos atenção ou somos incapazes de ter percepção.
Viver é sobrenatural!Coisa de Deus mesmo!
Mãe é aquela que cria e sentiu dores maiores que a do parto.Mas mãe que é mãe ama e cuida.Pai tem o seu lugar.Irmão é um trem bom demais que a gente sente falta quando está longe.E você e eu somos especais e importantes demais pra Deus,e Ele não vê como o homem vê. Voce é único e exclusivo,tão único que só você tem sua digital.
De valor a vida,porque no tumulo será um pouco tarde pra isso e não se esqueça que de tudo Deus te pedirá conta.
Viva com honestidade!

Nathália Theylor

Paus e pedras, podem quebrar ossos, mas uma caneta venenosa é a melhor vingança.

Gossip Girl

Sequestrador a mídia cobra, um mês tá morto. Diferente de quem rouba com a caneta de ouro.

Facção Central

"Sentado no chão,
Papel, caneta e violão.
Ponho-me a pensar,
Sentimentos, amor em amar.

Aos acordes que formei,
A melodia que armei,
Aos pensamentos que escrevi,
Tudo para ti.

Apenas para dizer,
Na forma do cantar,
Eu amo você,
E sempre vou amar."

Erik Vitor

“Homem sem atitude é igual caneta sem tinta, não faz nada & não serve pra nada”

Liih Oliveira

Minha caneta já é fraca, meu papel é amassado, minhas palavras são borradas, por lágrimas e whisky.

Matheus Chaves

Tenho fugido de papel e caneta. Escrever torna tudo real.

Verônica H.

Perco tudo. Caneta, chinelo, meu lugar na fila, o começo do filme...
Mas peso que é bom, nada.

Tainah Ferreira

A História de Mara

Uma menina sonhava em trocar bonecas por caneta e papel.
Completou 11, quando o primeiro poema escreveu;
Exaltou o Brasil, paraíso onde nasceu.
Bela e vital, aos poucos, cresceu.

Na adolescência, a paixão, o primeiro amor ela conheceu.
Todavia, fora também o início das dores que viveu.
O sonho a deixou, a ilusão a acolheu
E, então, seu coração desfaleceu!

Fragmentada pela vida, abdicou da felicidade, outro sonho seu
Para viver a desgraça d'um pesadelo que não escolheu.
Das mágoas e ofensas jamais se esqueceu;
De rancor, seu coração endureceu.

Precisava do carinho, do amor e da atenção que sua mãe pouco deu;
Buscava em homens suprir a carência do que não recebeu.
Sofrimento! Foi somente o que ofereceu.
Seu ódio logo a enfraqueceu.

Em sua lápide se escreverá: "Dona da vida que nunca mereceu,
Amante vitalícia da depressão que enalteceu;
À procura do amor, apenas sofreu;
Por não encontrá-lo, hoje morreu"...

Mayra F. Gomes

A vida é um livro em branco, você o abre e escolhe se vai
escrever com uma caneta de ouro ou de plástico.

Allann Xavier

Escrever é mais que ter caneta e papel nas mãos, é andar pela estrada do coração.

Plinio Neto

Se a caneta estourar, vou sangrar pra escrever
A dedo pra que a nossa honra seja mantida
Pois quem tem medo de sofrer não merece o melhor da vida.

Projota

Você é quem traça seu destino. Você é o autor. Você escreve a história. A caneta está em sua mão, e o desfecho é o que você escolher.

Lisa Nichols

A vida não ensina a gente a escrever, apenas como se segura a caneta.

Danilo Felix

Você...

Brincou de passar o anel e de corre cotia?
Usou caneta de 10 cores com cheiro de tutti-frutti?
Usou botas de chuva vermelha ou azul pra lavar o quintal ou ficar andando por ai? Colecionou figurinhas de bichinhos que vinham no chocolate Surpresa? Ou tinha o albúm de figurinhas da Moranguinho? Da melhor novela que você ja viu até hoje (Carrossel) ou dos Super Heróis Changeman, Ultraman, Jaspion? Morria de pena do Cirilo e odiava a Maria Joaquina? Pulava de pogobol? Nossa...lembra? Pulava corda com aquela musiquinha "um homem bateu na minha porta e eu abri, senhoras e senhores, ponham a mão no chão..."? Brincava de Uni-Duni-Tê, Salamê-Minguê, o sorvete colorê, o escolhido foi vô-cê!? Assistia "Caverna do dragão", "He-man" e não tinha problema em gostar da Xuxa (e você gostava)e cantava a musiquinha "Uni duni tê, ôôôô, salamê-minguê, ôôôô, sorvete colorê, sonho encantado onde está você"? E a musica do Didi "Amigo do peito"? Cantava a musica do comercial do Guaraná Antartica "Pipoca na panela, começa a arrebentar, pipoca com sal, que sede que dá..." e do pirulito que bate-bate que tinhha aquela helicinha pra você girar e fazer com que ele voasse? Fazia brincadeira do copo e depois ficava morrendo de medo? Amarrava uma bandana na cabeça pra fingir que era o Rambo? Queria ter os óculos-canudo do Chaves? Hahahahahaha. Dançava "Não se reprima" do menudo? Se você respondeu afirmativamente a maioria das perguntas ou teve um ataque de risos durante a leitura deste texto, se sentiu uma sensação gostosa no peito de saudade,você é um privilegiado, como eu, pois a felicidade é o resultado de vários fatores na nossa vida e, um deles, pode ser medido pela forma como encaramos nossas lembranças. Fala sério...e no futuro, do que as nossas crianças atuais irão lembrar? Do "É o Tchan"? Da Carla Perez rebolando até o chão? Da Feiticeira? Da Tiazinha? Da Bandida do Funk? Dos bate-papos virtuais no MSN, da Internet e dos Video-games Playstation I, II e III? Do Pókemon, da dança da motinha? Acho que a nossa foi a ultima infancia feliz...quem sabe pelo menos nós temos consciencia de que fomos felizes, afinal, pulamos elástico, nadamos em rios, brincamos de esconde-esconde e, talvez, alguns de nós até trocaram cartas pelo correio, cartões de natal não virtuais...é, acho que nós fomos mais felizes.

Ivan Melo

Exórdio de um sonho



Quando tudo começou, eu era uma simples criança que desejava flutuar nas praias
de tinta de caneta, nos barcos feitos de papel A4, no meio uma mesa de madeira,
escrevendo minhas emoções em sistemas linguísticos, conversando sobre meus
sonhos com os peixes que eu pescava com o anzol de ideias, matando a minha fome
na fonte da beleza dos olhos do mar, saboreando cada letra que se fazia à minha
boca.
Quando isto começou, eu não sabia ler nem escrever, era tudo um sonho, eu
desejava retirar do mar, mariscos de palavras, para refogar os meus poemas, da
terra o arroz de pontos, vírgulas e acentos para cozer o meu vocabulário, fazer das
minhas ideias um lindo livro escrito por mim a tinta preta, no papel branco
aformoseado de imagens e textos apetitosos para que de longe sintas o cheiro dos
lindos versos, estrofes, histórias, poesias com sabor a literatura, fazer das minhas
frases uma receita com um conteúdo repleto de episódios forjados pelas minhas
loucuras.
Quando me dispús a fazer, comecei a escrever frazes lindas, com o cheiro da
natureza, cor do céu e tamanho de um grande sonho que já o via à vista dos que se
deliciavam dos meus pequenos textos gostosos de se ler, apetitosos de se ouvir, fruto
de uma inspiração de vontade de ser um poeta.

Nogueira Papel e Caneta

Juntos

Passemos juntos
tu e eu, bem devagarinho
sem ruído nenhum
sem quase nenhuma suspeita

Passemos juntos
tu e eu, tão mansos
feito sombras que acompanham os nossos passos
para que o sol que ilumina os nossos caminhos
não acorde e se vá esconder
nos deixando no escuro e sem poder te ver

Passemos juntos
tu e eu, vagarosamente
para que o tempo não nos fuja
nos deixando para atrás
para que a vida não nos separe
destruindo os nossos corações
machucando as nossas almas

Passemos juntos
tu e eu, felizes com a vida
gritando te amo um ao outro
para que tudo seja feito com amor e carinho
o que a vida tem feito por mim e por mim fará para ti 4

Nogueira Papel e Caneta