Brincadeiras

Cerca de 181 frases e pensamentos: Brincadeiras

Se tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da platéia que sorria.

Charles Chaplin

Brincadeiras não existem Freud disse isso.

Sigmund Freud

“Se você estivesse levando a sério as minhas brincadeiras de dizer verdades, você teria ouvido muitas verdades que insisto em dizer brincando.”

Charles Chaplin

Se você tivesse acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades... Teria ouvido muitas verdades que insisto em dizer brincando... Falei muitas vezes como um palhaço... Mas nunca desacreditei na seriedade da platéia que sorria.

Charlie Chaplin

Minha Timidez


Na presença de Amigos
São risos, caretas, brincadeiras...
A timidez não existe
Numa roda de Amigos.

Na presença de familiares
Normalmente o silêncio toma conta,
A falta de assunto fica em alta.

Na sua presença...
Há...
Como a sua presença me faz bem!
Mas...
Eu fico sem jeito
Sem ação,
Vem aquele frio na barriga...
O coração acelera,
O corpo treme,
Atropelo as palavras...
Isso são sintomas que você faz,
Com a
Minha Timidez!!!

PriH

MEU IRMÃO

Quando criança
sentiamos a cumplicidade no olhar
as brincadeiras
as broncas
No sentar para comer
as fantasias próprias sa idade.
Horas de cochicho na cama
até pegar no sono.
Fomos crescendo
junto, o peso da responsabilidade
o distanciamento
outros quereres
planos que se traçam
e se frustram
sonhos que ficam perdidos na memória
Olhar longe
com receio de cruzar os olhares.
Se perdendo no muito em fazer.
Que o meu entardecer
seja o seu amanhecer,
só que esse sol é o mesmo
eu sou a mesma.
Toda vez que ver uma rosa
saiba que ela simboliza o amor
esse meu irmão que sinto por você.
Quando sentir uma brisa leve
sou eu a te abraçar
Ao olhar pro mar
ele estiver revolto
é a saudade dentro do meu peito.
A distância é um detelhe.
O pulsar do coração
é a esperança de alcançar o sucesso.
A chegada é a alegria
de ver um irmão a casa retornar.

Patricia Tieko

Se as pessoas levassem mais a sério
as minhas brincadeiras de dizer verdades
elas já teriam me calado a muito tempo.

Augusto Branco

Tanta coisa se passou... foram tantas risadas, tantos segredos, brincadeiras fúteis que faziam sentido ao seu lado; repare agora, nem nos falamos mais.

Bárbara Bottega

Lembranças da infância




Ainda lembro do cheiro da chuva,
Das brincadeiras com as amigas
Do cheiro da comida,
Nas panelas que minha mãe preparava enquanto eu estudava.
Dos sonhos de voar de mãos dadas com Peter pan.
Da tentação da lama em me sujar.
De fingir que estava dormindo pra ver se via papai Noel,
Entrando em casa pra me deixar presente de natal.
De abraçar uma amiga que caiu e se machucou.
Das brigas com a irmã pelo pedaço maior do doce!
Do vento da balança em meu rosto!
De correr pra cama da mãe após um pesadelo e achar que
Somente ali nunca mais teria pesadelo!
De pensar que minha vida seria sempre uma eterna infância e
Que eu nunca perderia meu mundo de sonhos e refugio!
De falar pra minha amiga que nada nos separaria e acreditar
Que isso seria verdade!
De achar que todos falavam a verdade por que isso seria o certo
Porque foi isso que meus pais me ensinaram!
Ficar triste quando uma amiga vai embora para outra cidade, sem saber
Que essa sensação ira se repetir milhares e milhares de vezes em minha vida!
De pedir para que sua mãe beije um machucado seu por que acha que beijos
De mãe cura qualquer dor e acreditar que a dor passou!
Brigar com sua irmã, falar que ela é a pessoa mais insuportável do mundo
Mas ficar furiosa quando alguém a magoa e defende-la com unhas e dentes!
Sonhar que quando crescer encontrara um mundo La fora que nem a casinha
De doce do João e Maria.
Achar que o seu príncipe encantado será seu maior defensor e herói.
De chorar em publico sem vergonha de demonstrar sua decepção!
De expressar suas idéias sem medo de critica, e achar que elas seriam assim
Para o resto da vida, sem saber que mudaria de idéia varias vezes em minha
Vida!
Mas o que mais recordo e não consigo ter de volta, é a sensação de viver sem
Medo de ser feliz!

Adriana Poschi

Mesmo que as vezes você faça brincadeiras que me deixem brava, mesmo que você ria de mim quando estou nervosa… eu não troco a sensação de estar com você por nada.

Prefira Borboletas (Mariana Lobo)

Pela internet.

Aconteceu muito rápido uma clicada, uma conversa, risadas, brincadeiras, duas pessoas e uma paixão. O tempo passava e eu me apaixonava cada dia mais e mais, quando te vi pela primeira vez meu coração disparou, a boca secou e o corpo tremeu. As borboletas naquele momento estavam mais presentes do que nunca, malditas borboletas, avisavam que aquela era a pessoa que faziam elas existirem dentro de mim. Ele se aproximou e sorriu, aquele era o sorriso mais sincero que eu já hava visto, e o melhor era por mim, ou por eu estar ali.
Não lembro bem que aconteceu, a felicidade não deixa, apenas lembro que ele me beijou e disse que gostava de mim, ele precisou ir embora, mas prometeu que voltaria.
Depois disso não consegui mais contato, achei estranho.
Da mesma forma que começou, acabou, rápido e pela internet!

Letícia Pinho

Infância

Hoje pensei em como a infância era gostosa!Com suas brincadeiras e despreocupações.De olhos arregalados e corpo esticado viamos as horas passar, sem se preocupar com o tempo que perdiamos.A folha da árvore que virava catavento.O chinelo qe tornava-se um lindo avião. O sorriso singelo.Os amigos do parquinho.A vontade de ter um cachorro que fizesse tudo que os Rin tin tin's fazem.Essa inocência perdeu-se no tempo, no tornar-se adulto.A sensibilidade, a simplicidade de rabiscar no chão, mesmo que linhas imaginárias o que na nossa cabeça era um emaranhado de idéias.Espiar entre os dedos, fingir que estava dormindo.Levar flores para a professora ou simplesmente ganhar um abraço dela.Brincar na areia, subir em árvores!Tudo faziamos e agora olhamos com recordações.Apreciar as pequenas coisas é deixar a alma permanecer infantil, é olhar com ternura para aqueles que ainda não descobriram que o mundo adulto é tão assustador.É apaixonar-se por um olhar pequenino.Por uma atitude de criança travessa que diz "obrigada".É achar que ganhou o dia pq conseguiu algo que achava impossível.É acreditar que o amanhã será melhor.É brincar com borboletas!É chorar se preciso, é buscar o melhor!é ficar horas procurando desenhos em nuvens!É ter curiosidade!
Que eu nunca deixe, Deus, de ter sede de poeta e alma de criança!!

Pri Fraga

O educador deve lembrar que foi criança e a partir daí deixar reviver em si a criança que foi um dia e restaurar o gosto pelo fazer lúdico,resgatando as brincadeiras de sua infância,reciclando com as atuais e contribuindo assim para uma aprendizagem diferenciada.

Helyane Dianno

Suas brincadeiras causam-me dor, deixam-me triste, pensativo, você diz que foi brincadeira, mas brincadeiras que causam dor não são brincadeiras, são maldades maquiavélicas.

Humberto Queiroz

Lindos são os heterônimos que criamos para fugir da realidade.

Edmilson Naves

Juntos, brincadeiras, caretas e sorrisos. Cócegas, músicas, beijos e carinhos. Violão, piquenique, morangos e abraços. Um dia seremos exatamente assim, e você sabe, nem que seja bem no fundo, você sabe; só que ainda não percebeu. Mas tudo bem, isso são apenas detalhes. Sempre há o plano B: subornar o destino.

Verônica Pereira

Não nascí pra brincadeiras...
Quando eu digo:''olhe nos meus olhos'';é pq talvez você possa sentir a minha verdade,
ao contrário de me fazer mil perguntas,Olhe!
Não me julgue pelo que eu faço,mas pelo que eu sou.
Não sou melhor nem pior que ninguém,sou apenas DIFERENTE.
Não me permito sofrer por muito tempo,não vivo num constante mar de rosas,
sou confusa?
sim!Mas quem não é?
Não dá pra se começar a leitura de um livro da metade em diante.
Tenho muito tempo ainda,
Qro fazer a Minha história!

Faça a sua!
Eu adoro Ler...

Andyziinha

Saudades...
Da época de criança, das brincadeiras inocentes, que hoje já não são tão inocentes assim. Das tardes em q eu passava fazendo exatamente nada, que hoje já são tão movimentadas. Saudade de quando eu era ingênua, de quando eu ñ entendia nada, das épocas q eu só ouvia, e não precisava dar minha opinião, e por isso não era criticada. Saudade de quando todos faziam as minhas vontades, que eu era a princesinha da casa. Saudade...
Saudade de quando eu acreditava em papai Noel, coelhinho da páscoa e príncipe encantado.
Pensa q eu tinha certeza q existiam príncipes, a, e não eram príncipes comuns, eles chegavam em um cavalo branco e eram perfeitos e eu tinha certeza q era mentira q eles viravam sapo, é mas com a vida a gente aprende a acreditar, ou não acreditar.
Na verdade a gente aprende a ouvir, a entender, a viver.

Débora Comis

No fundo eu sempre quis saber se suas brincadeiras tinham um pouco de verdade que talvez eu não podia e não queria enxergar.

Luisa Antoniol

Brincadeiras só machucam quando você sente aquela pontinha de verdade que existe nelas...

Bárbara Coré