Bíblia Sagrada Salmo 4

Cerca de 367 frases e pensamentos: Bíblia Sagrada Salmo 4

SALMO 94

Este salmo, como todos os demais salmos chamados imprecatórios, ou amaldiçoadores dos ímpios, somente podem ser compreendidos quando sabemos qual foi o povo que os produziu, a saber a nação de Israel, que desde a sua formação a partir de Abraão, tem sofrido duras perseguições de todas as nações, especialmente no período do Velho Testamento, quando as sofreu no contexto de guerras constantes contra as nações vizinhas. Tal era a crueldade que eles sofreram de tais nações que isto deixou uma marca muito característica neles, que é a de sendo um povo pequeno, de recorrerem sempre a Deus para que não somente os defendesse de seus implacáveis inimigos, como também, que desse cabo deles. O Senhor havia dado aos israelitas, desde Abraão, costumes para serem guardados por eles, totalmente diferentes dos das nações pagãs, e também lhes proibiu que se misturassem com eles, para não serem contaminados por suas práticas, especialmente o que se referia à idolatria. Sendo diferentes foram e têm sido perseguidos, da mesma maneira que o mundo persegue os cristãos que sustentam um testemunho verdadeiramente fiel a Cristo.

“Ó SENHOR, Deus das vinganças, ó Deus das vinganças, resplandece. Exalta-te, ó juiz da terra; dá o pago aos soberbos. Até quando, SENHOR, os perversos, até quando exultarão os perversos? Proferem impiedades e falam coisas duras; vangloriam-se os que praticam a iniquidade. Esmagam o teu povo, SENHOR, e oprimem a tua herança. Matam a viúva e o estrangeiro e aos órfãos assassinam. E dizem: O SENHOR não o vê; nem disso faz caso o Deus de Jacó. Atendei, ó estúpidos dentre o povo; e vós, insensatos, quando sereis prudentes? O que fez o ouvido, acaso, não ouvirá? E o que formou os olhos será que não enxerga? Porventura, quem repreende as nações não há de punir? Aquele que aos homens dá conhecimento não tem sabedoria? O SENHOR conhece os pensamentos do homem, que são pensamentos vãos. Bem-aventurado o homem, SENHOR, a quem tu repreendes, a quem ensinas a tua lei, para lhe dares descanso dos dias maus, até que se abra a cova para o ímpio. Pois o SENHOR não há de rejeitar o seu povo, nem desamparar a sua herança. Mas o juízo se converterá em justiça, e segui-la-ão todos os de coração reto. Quem se levantará a meu favor, contra os perversos? Quem estará comigo contra os que praticam a iniquidade? Se não fora o auxílio do SENHOR, já a minha alma estaria na região do silêncio. Quando eu digo: resvala-me o pé, a tua benignidade, SENHOR, me sustém. Nos muitos cuidados que dentro de mim se multiplicam, as tuas consolações me alegram a alma. Pode, acaso, associar-se contigo o trono da iniquidade, o qual forja o mal, tendo uma lei por pretexto? Ajuntam-se contra a vida do justo e condenam o sangue inocente. Mas o SENHOR é o meu baluarte e o meu Deus, o rochedo em que me abrigo. Sobre eles faz recair a sua iniquidade e pela malícia deles próprios os destruirá; o SENHOR, nosso Deus, os exterminará.”

Silvio Dutra

SALMO 3 - com interpretação (nota: todos os salmos estão interpretados)

Salmo de Davi, quando fugia de Absalão

Neste Salmo Davi expressa a sua completa confiança no Senhor, e recebeu dEle paz e força de espírito para não temer a nenhum dos milhares de inimigos que se levantaram contra ele em todo Israel, por causa da conspiração de seu próprio filho Absalão. Ele pede ao Senhor proteção contra os ímpios que se levantaram contra Ele para o matar, mas ao mesmo tempo pede que Deus destruísse os ímpios que intentavam contra a sua vida.

“SENHOR, como tem crescido o número dos meus adversários! São numerosos os que se levantam contra mim. São muitos os que dizem de mim: Não há em Deus salvação para ele. Porém tu, SENHOR, és o meu escudo, és a minha glória e o que exaltas a minha cabeça. Com a minha voz clamo ao SENHOR, e ele do seu santo monte me responde. Deito-me e pego no sono; acordo, porque o SENHOR me sustenta. Não tenho medo de milhares do povo que tomam posição contra mim de todos os lados. Levanta-te, SENHOR! Salva-me, Deus meu, pois feres nos queixos a todos os meus inimigos e aos ímpios quebras os dentes. Do SENHOR é a salvação, e sobre o teu povo, a tua bênção.”

Silvio Dutra

SALMO 64 - Salmo de Davi

O grande número de salmos que Davi escreveu pedindo a Deus que fosse Seu refúgio contra os ataques que lhes eram desferidos pelos seus inimigos, revela quão atribulada foi a sua vida, mesmo antes de assumir o reinado de Israel, quando empreendia as batalhas contras os povos inimigos sob Saul, e depois sendo perseguido pelo próprio Saul, e por fim tendo que lutar contra muitos povos para manter Israel em segurança em todas as suas fronteiras, as quais ele ampliou, de maneira, que Salomão pôde governar tendo paz por todos os lados, em relação às demais nações, porque Deus levantara Davi para subjugar os inimigos de Israel, como por exemplo os jebuseus e os filisteus, e para firmar Israel como um reino sólido diante dos demais povos e nações.
Israel trazia os testemunhos do Senhor, para o bem de todas as nações, e importava então que fossem firmados em paz em sua própria terra.
Satanás sempre se opusera a isto, com o fim de anular tal testemunho.
Mas Deus preservaria o Seu povo dos ataques do Inimigo, com o fim de destruí-lo, por amor do Seu próprio Nome, e para o cumprimento do Seu propósito de salvar pessoas em todas as nações, determinado desde antes da criação.
Foi com grandes tribulações, aflições e sofrimentos, para não citar os que Davi teve em sua própria casa, que tudo isto foi feito.
De igual modo, grandes obras realizadas pelo Senhor na Igreja, pelas quais triunfa poderosamente sobre o Inimigo, são também feitas pelos Seus servos, debaixo de condições semelhantes às que Davi experimentara em seus dias, porque terão que enfrentar a grande fúria do Inimigo, que tudo fará para que o propósito de Deus não seja cumprido.
Então os sofrimentos de Davi não eram decorrentes daquilo que buscava para si mesmo, mas por estar a serviço do Senhor.
Servir a Deus e honrar o Seu nome, fazendo toda a Sua vontade, era o único e grande objetivo da vida de Davi.
Isto e somente isto era todo o seu prazer.
Então nós o vemos mais uma vez neste salmo, orando e clamando a Deus para que ouvisse a sua voz nas suas perplexidades, e que lhe preservasse a vida do terror do inimigo.
Que o escondesse da conspiração dos malfeitores e do tumulto dos que praticam a iniquidade, cujas línguas são afiadas como espadas, e que são apontadas como flechas, disparando palavras amargas, para que às ocultas atinjam aqueles que são retos.
Eles não têm nenhum temor diante de seus olhos, e por isso teimam no seu mau propósito falando secretamente para armar ciladas, pensando que ninguém os verá.
Eles próprios não sabem, mas seus propósitos malignos são na verdade inspirados pelo Inimigo, visando frustrar o plano de Deus relativo à salvação da humanidade.
No entanto, Davi sabia o quanto estavam enganados, porque nada foge dos olhos oniscientes de Deus, o qual desferirá contra eles os Seus juízos como setas, quando menos eles esperarem, e assim são levados a tropeçar, e o mal que haviam proferido com suas línguas se voltará contra eles próprios, de forma que todos os que virem a sua condição de ruína menearão suas cabeças, e passarão a temer os juízos de Deus e anunciarão as Suas obras, porque entenderão agora o que Ele faz para promover a justiça.
Por isso o justo se alegra no Senhor e confia nEle, e todos os retos de coração se gloriam nEle, porque os Seus caminhos são de justiça e paz.


“Ouve, ó Deus, a minha voz nas minhas perplexidades; preserva-me a vida do terror do inimigo.
Esconde-me da conspiração dos malfeitores e do tumulto dos que praticam a iniqüidade,
os quais afiam a língua como espada e apontam, quais flechas, palavras amargas,
para, às ocultas, atingirem o íntegro; contra ele disparam repentinamente e não temem.
Teimam no mau propósito; falam em secretamente armar ciladas; dizem: Quem nos verá?
Projetam iniqüidade, inquirem tudo o que se pode excogitar; é um abismo o pensamento e o coração de cada um deles.
Mas Deus desfere contra eles uma seta; de súbito, se acharão feridos.
Dessarte, serão levados a tropeçar; a própria língua se voltará contra eles; todos os que os vêem meneiam a cabeça.
E todos os homens temerão, e anunciarão as obras de Deus, e entenderão o que ele faz.
O justo se alegra no SENHOR e nele confia; os de reto coração, todos se gloriam.”

Silvio Dutra

SALMO 83 – Salmo de Asafe

Como nos demais salmos de autoria de Asafe, neste também vemos a exaltação do nome do Senhor, em contraste com os pedidos de juízos contra os inimigos de Israel.
Este salmo expressa o sentimento de Israel neste mundo, sempre ameaçado por muitos inimigos, e sempre dependente do livramento do Senhor para não ser riscado de entre as nações, conforme é do desejo de Satanás contra os israelitas, já tendo em diversas ocasiões da história da humanidade, tentado exterminar Israel, mas a proteção do Senhor jamais desamparará o Seu povo, conforme promessa feita aos seus patriarcas, e importa que Israel permaneça como nação até a volta de Cristo, quando então serão libertados das opressões que têm sofrido, para todo o sempre.

“Ó Deus, não te cales; não te emudeças, nem fiques inativo, ó Deus!
Os teus inimigos se alvoroçam, e os que te odeiam levantam a cabeça.
Tramam astutamente contra o teu povo e conspiram contra os teus protegidos.
Dizem: Vinde, risquemo-los de entre as nações; e não haja mais memória do nome de Israel.
Pois tramam concordemente e firmam aliança contra ti as tendas de Edom e os ismaelitas, Moabe e os hagarenos, Gebal, Amom e Amaleque, a Filístia como os habitantes de Tiro; também a Assíria se alia com eles, e se constituem braço forte aos filhos de Ló. Faze-lhes como fizeste a Midiã, como a Sísera, como a Jabim na ribeira de Quisom; os quais pereceram em En-Dor; tornaram-se adubo para a terra.
Sejam os seus nobres como Orebe e como Zeebe, e os seus príncipes, como Zeba e como Zalmuna, que disseram: Apoderemo-nos das habitações de Deus.
Deus meu, faze-os como folhas impelidas por um redemoinho, como a palha ao léu do vento.
Como o fogo devora um bosque e a chama abrasa os montes, assim, persegue-os com a tua tempestade e amedronta-os com o teu vendaval.
Enche-lhes o rosto de ignomínia, para que busquem o teu nome, SENHOR.
Sejam envergonhados e confundidos perpetuamente; perturbem-se e pereçam.
E reconhecerão que só tu, cujo nome é SENHOR, és o Altíssimo sobre toda a terra.”

Silvio Dutra

SALMO 91

Este é um dos salmos mais conhecidos e apreciados em todo o mundo, porque fala da segurança que há para aqueles que têm habitado no esconderijo do Altíssimo, e que por conseguinte, descansam à sombra do Onipotente, de modo que Lhe declaram: “Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio.”
Estes podem descansar no Senhor porque Ele os livra do laço do passarinheiro e da peste perniciosa, ou seja tanto de pragas, quanto das armadilhas dos homens e do diabo.
E esta proteção é obtida porque se encontram abrigados no próprio Deus, qual os pintainhos da águia debaixo de suas asas.
E as asas que os protegem são a verdade em que se encontram e na qual vivem, porque esta é para eles tal como um escudo.
Espantos noturnos não podem assustar quem está abrigado de tal forma em Deus, e nem sequer perigos de morte durante o dia, quer seja na forma de agressões violentas físicas ou espirituais, ou pestes e mortandades produzidas pela maldade dos homens, porque ainda que muitos sejam atingidos ao seu redor, no entanto, a proteção do Senhor, sob a qual tal pessoa se encontra será o fator que impedirá que ela seja atingida.
Os que fizeram do Deus Altíssimo o seu refúgio e morada poderão não somente serem livrados do mal e de pragas em suas casas, como também contemplarão com os seus próprios olhos o castigo dos ímpios que se levantam contra o Senhor, no dia do grande juízo final.
Há um exército de anjos trabalhando sob as ordens de Deus, para que guardem os santos em todos os seus caminhos.
Eles podem estar certos que mesmo que o caminho seja aplanado, por ser de justiça e de verdade, no entanto, ao receberem ataques dos espíritos das trevas não tropeçarão, porque os anjos do Senhor lhes sustentarão nas suas mãos.
E o próprio cristão fiel receberá autoridade da parte de Deus para pisar a cabeça do diabo, representado neste salmo pelo leão que ruge, e pela áspide, porque se apegou ao Senhor com amor, e esta é a razão de poder contar com a Sua salvação e livramento.
Todos os que conhecem o Senhor, e que buscam refúgio nEle, andando na Sua verdade, lhe invocarão no dia da angústia, e o Senhor lhes responderá e livrará, porque nos tem feito tal promessa.
Ele será a nossa companhia na tribulação e há de nos glorificar e de nos saciar, dando-nos longevidade por nos mostrar a Sua salvação.


“O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente diz ao SENHOR: Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio.
Pois ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa.
Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo.
Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
Caiam mil ao teu lado, e dez mil, à tua direita; tu não serás atingido.
Somente com os teus olhos contemplarás e verás o castigo dos ímpios.
Pois disseste: O SENHOR é o meu refúgio.
Fizeste do Altíssimo a tua morada.
Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda.
Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos.
Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.
Pisarás o leão e a áspide, calcarás aos pés o leãozinho e a serpente.
Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o meu nome.
Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angústia eu estarei com ele, livra-lo-ei e o glorificarei.
Sacia-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a minha salvação.”

Silvio Dutra

O Senhor é o meu escopo, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça.
Salmo 3.3

Salmos

Já leu o Salmos 23? Olha, posso viver muito bem em lugares secos; Posso me afundar nas tormentas das águas; minha alma já até ficou especialista em decepção, frustrações causadas por pessoas e circunstâncias; as vezes, não anda pelos caminhos da justiça como Deus gostaria que eu andasse; O vale da sombra da morte já é um lugar tranqüilo pra mim...já passei por ele tantas vezes que nem o percebo mais; Quando desaprendo um medo, consigo criar outro na hora! Nem sempre senti que Deus estava comigo, principalmente nas minhas angústias, pensava que ele estava tão longe! Minha mesa, nem sempre foi farta, mas sempre estive na presença de meus inimigos; Ás vezes sinto que Deus não foi bom em certas coisas comigo, sei lá, parece que não teve muita dó de mim, parece que faltou com sua misericórdia! Bom, parece meio loucura isto, não é? Mas, preciso te falar uma coisa que mudou minha vida: MESMO SENTINDO TUDO ISTO, O SENHOR NUNCA DEIXOU DE SER MEU PASTOR... Não o amo por aquilo que ele me faz, apenas o amo!

dio

Salmos 20: (Leia-o)
Que Chuvas de Bençãos sejam derramadas abundantemente sobre tí e tua Casa!
Que a Unção de Deus seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente
pela Glória de Deus!


Que Deus faça prósperar tudo aquilo
que vier até tuas mãos, e que de uma semente
cresçam milhares de árvores Frutíferas!
Que Todas as Promessas de Deus sejam uma Coroa de Vitória

e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu Deus, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre!
Que A Glória de Deus repouse sobre Ti!
E inunde todo o teu ser de Paz.

Luciana Magalhães

Ainda que eu ande arriscando meu pelego, não me mixo!
Tu estás comigo: tchê!
Salmos 23:4

Pastor Gaúcho

Me grudei; tchê! Segui firmezito nos teus caminhos, não froxei o garrão. Salmos 17:5

Pastor Gaúcho

O Senhor firma o garrão do vivente que já não aguenta o repuxo, e ergue o acabrunhado. Salmos 145:14

Pastor Gaúcho

Você sempre pode se encontrar nos Salmos. Não importa com o que você está lidando. Você está sempre lá!

Pr. John Piper

Firma meu garrão na tua palavra e não me deixe ser levado a cabresto pelo pecado. Salmos 119:133

Pastor Gaúcho

REUNINDO SALMOS
Guarda-me, ó Deus,
faze-me, Senhor, conhecer os teus caminhos,
alivia-me das tribulações do coração,
ensina-me tuas veredas,
não te distancies de mim.

Sei que os justos herdarão a terra,
porque a boca do justo profere sabedoria
e tu o fazes exultar de júbilo,
assim como me fazes ver caminhos de vida.


Mostra-me sempre, Senhor, mostre-me
maravilhas da tua bondade.
Tuas palavras são transparências,
como fortaleza de fé,
Luzes e cores da minha salvação.


Nas tuas mãos,
recebendo meus dias,
com a grandeza de tua bondade.
todos os dias te bendirei.
Senhor, em todo o tempo,
o louvor estará em meus lábios.
Procurarei a paz, buscá-la-ei
empenhado por alcançá-la.
Certificando-me sempre,
alegrando o coração,
exultando de espírito,
meu corpo repousará,
entoando-te hinos.
Entregarei meu caminhar,
salmodiando e cantando louvores.


É por isso,
que de manhã, todas as manhãs,
apresento-te a minha oração e fico esperando.

jorge COMUNIDADE LINDAS MANSAGENS

Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
Salmos 1:2

Club Wise

Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs?
Salmos 2:1

Club Wise

Servi ao SENHOR com temor, e alegrai-vos com tremor.
Salmos 2:11

Club Wise

Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião.
Salmos 2:6

Club Wise

Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão.
Salmos 2:8

Club Wise