Bíblia Sagrada Salmo 4

Cerca de 234 frases e pensamentos: Bíblia Sagrada Salmo 4

Salmo 65/66

Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
cantai salmos a seu nome glorioso!

Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
cantai salmos a seu nome glorioso,
dai a Deus a mais sublime louvação!
Dizei a Deus: “Como são grandes vossas obras!

Toda a terra vos adore com respeito
e proclame o louvor de vosso nome!”
Vinde ver todas as obras do Senhor:
seus prodígios estupendos entre os homens!

O mar ele mudou em terra firme,
e passaram pelo rio a pé enxuto.
Exultemos de alegria no Senhor!
Ele domina para sempre com poder!

Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar:
vou contar-vos todo bem que ele me fez!
Bendito seja o Senhor Deus, que me escutou,
não rejeitou minha oração e meu clamor
Nem afastou longe de mim o seu amor!

Salmo 65 - 66

Salmos como gotas de alívio... e a água mata a sede...

Os Salmos são poderosos... há salmo pra qualquer dor, pra proteção, pra alívio do coração... há salmo pra se libertar de preocupação... há salmo pra banir a depressão... há salmo pra petição... há salmos de todos os gostos e sabores... de todas as cores.

Os Salmos são bons... foram escritos - a maioria deles - pelo rei Davi... dois deles por Salomão. Salmos... louvores, cânticos... poesia ocidental...

Há dias tenho pensado em como repetir certas frases, certas palavras nos faz bem. E todo mundo quer viver bem... "O Senhor é meu Pastor... nada me faltará..." - Salmo 23... um dos mais famosos... senão o + famoso... que paz dá!! ...'nada me faltará...'

E assim eu sigo confiante no Pastor vigilante... e esqueço todo o resto...

Sim... nada me faltará, se Ele realmente for o MEU Pastor... e pra isso, no minimo, eu tenho de ser dEle, tenho de confiar nEle, tenho de obedecê-lO... ter sido resgatad@ por Jesus...

Eu sou sua ovelha, graças a Deus... e, como bondoso anfitrião, Deus provê tudo o que necessito.

Os Salmos são bons... mas só repetir, repetir, repetir... pra tudo conseguir... entendeu, né!?

Pois é a verdadeira oração é muito... muito mais que mera repetição... pra conquistar favores de Deus... •´¸.•*¸.•*´¨`*•.

Rosangela Calza

Você sempre pode se encontrar nos Salmos. Não importa com o que você está lidando. Você está sempre lá!

Pr. John Piper

Salmos 20: (Leia-o)
Que Chuvas de Bençãos sejam derramadas abundantemente sobre tí e tua Casa!
Que a Unção de Deus seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente
pela Glória de Deus!


Que Deus faça prósperar tudo aquilo
que vier até tuas mãos, e que de uma semente
cresçam milhares de árvores Frutíferas!
Que Todas as Promessas de Deus sejam uma Coroa de Vitória

e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu Deus, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre!
Que A Glória de Deus repouse sobre Ti!
E inunde todo o teu ser de Paz.

Luciana Magalhães

Ainda que eu ande arriscando meu pelego, não me mixo!
Tu estás comigo: tchê!
Salmos 23:4

Pastor Gaúcho

Firma meu garrão na tua palavra e não me deixe ser levado a cabresto pelo pecado. Salmos 119:133

Pastor Gaúcho

Me grudei; tchê! Segui firmezito nos teus caminhos, não froxei o garrão. Salmos 17:5

Pastor Gaúcho

O Senhor firma o garrão do vivente que já não aguenta o repuxo, e ergue o acabrunhado. Salmos 145:14

Pastor Gaúcho

Sejamos gratos por termos um Deus que é descrito como (Pai dos orfãos e das viuvas - Salmos 68:5) Eu creio que se Ele se preocupa com tais em sua solidão, Ele tambem cuidara de nós e nos confortará.

Tuanny

Milagres
Tu és o Deus que realiza milagres;
mostras o teu poder entre os povos. Salmos 77:14

Milagres: Trata- se de um poder sobrenatural reparador mas que respeita a ordem divina

Monica Ap.de Medeiros

O Poder Da Integridade "Salmos 101:6". Deus tem compromisso com a integridade, com a justiça, com a retidão.

Bispo Rodovalho

Leia e Creia: Salmos 40.1

Salmos 40.1 Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu choro e clamor.

Danillo Souzgospel

Leia e Creia: Salmos 122:1 - 9

Elogio a Jerusalém

122: 1. Fiquei alegre quando me disseram:
" Vamos à casa de Deus, o Senhor ".
2. E agora aqui estamos,
dentro de Jerusalém.

3. Jerusalém é uma cidade
construída de novo,
onde o povo se reúne.
4. Para cá sobem as * tribos,
as tribos de Israel,
para dar graças ao Senhor,
como ele ordenou.
5. Aqui estão os tribunais de justiça,
onde o rei julga o seu povo.

6. Orem para que haja paz em Jerusalém.
" O Jerusalém, que prosperem
aqueles que a amam!
7. Que haja paz na cidade protegida
por muralhas!
Que haja segurança nos seus palácios! "
8. Eu amo os meus patrícios e amigos
e por isso digo a Jerusalém:
" Que a paz esteja com você!"
9. Eu amo o Templo do Senhor,
o nosso Deus,
e por isso oro pela prosperidade
de Jerusalém.

Danillo Souzgospel

Leia e Creia: Salmos 141:1- 10

Oração de tarde

141: 1. Ó Senhor Deus, eu clamo a ti;
vem depressa me socorrer!
Escuta-me quando peço a tua ajuda.
2. Recebe a minha oração
como se fosse incenso,
e que as minha mãos levantadas
sejam como a oferta da tarde!

3. Ó Senhor, controla a minha boca
e não me deixes falar o que não devo!
4. Não permits que o meu coração
deseje fazer o mal,
nem que eu ande com os que são perversos
ou tome parte na maldade deles.
E que eu nunca esteja presente
nas suas festas!

5. Eu aceito que uma pessoa direita
me repreenda ou castigue,
pois isso é um gesto de amizade;
mas eu nunca aceitarei elogios dos perversos
e continuarei a orar contra a ruindade deles.
6. Quando os seus chefes forem atirados
do alto dos rochedos,
então o povo saberá que eu dizia a verdade.
7. Como a lenha é rachada e cortada
em pedaços,
assim os sues ossos serão espalhados
na beira da sepultura deles.

8. Mas eu, ó Senhor, meu Deus,
continuo confiando em ti
e buscando a tua proteção.
Não me deixes morrer.
9. Livra-me das redes que os perversos
estendem para me pegar,
livra-me das armadilhas
dos que fazem o mal.
10. Que os maus caiam
nas suas próprias armadilhas,
e que eu cosiga escapar são e salvo!

Danillo Souzgospel

"Senhor guarda - me como a menina dos seus olhos " (Salmos 17:8 )

MARY SOUZA

Declare a Glória Dele Entre as Nações

Salmos: Pensando e Sentindo Com Deus, Parte 6

Por John Piper

Nessa mensagem final da série "Salmos: Pensando e Sentindo com Deus" eu quero me dirigir a duas questões: canto e nações -musicas e missões- para glória de Deus. Estes são os que se destacam para mim no Salmo 96. Como nós deveríamos pensar e sentir com Deus sobre as nações e sobre cantar, e como eles estão associados nesse salmo e no tempo que há de vir? E como eles estão relacionados a Jesus?
Aqui está a forma na qual eu estou pensando sobre a sequência dessas mensagens. Depois da visão geral do Salmo 1 para estabelecer que os Salmos são as palavras de Deus e que os Salmos são canções, e por isso eles intentam moldar o nosso pensamento e o nosso sentimento, nós olhamos para a depressão espiritual e como ser desencorajado de forma boa (Salmo 42). Então nós olhamos para "culpa e arrependimento" e como ser quebrantado de forma boa (Salmo 51). Então, saindo desse desencorajamento e arrependimento, nós levantamos em gratidão e louvor bendizendo ao Senhor (Salmo 103).
Então, no último texto vimos que nós somos frequentemente combatidos de forma amarga amargamente e às vezes terrivelmente tratados e que o coração clama por justiça e pela punição dos nossos adversários (Salmo 69). E nós encontramos alívio para essa raiva na certeza de que os salmos imprecatórios serão cumpridos, e todos os maus serão devidamente punidos, na cruz de Cristo para aqueles que se arrependerem, ou no inferno para aqueles que não se arrependerem. Minha é a vingança, diz o Senhor. Quanto a você, ame o seu amigo. Deus irá cuidar daqueles que pecam contra você. Ninguém sai ileso acerca de qualquer coisa no universo.
Jesus Cristo tem sido a chave e objetivo de todos esses Salmos. Eles não são completos sem ele. Então assim será hoje.
Feito para Propósitos Globais
Então agora com a nossa raiva aliviada, e nosso senso de justiça sustentado, e nossos corações cheios de gratidão por que " Quanto está longe o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões" (Salmo 103:12), e nossas bocas e almas cheias de bençãos ao Senhor por toda a sua bondade, o que poderia estar faltando? Para onde os Salms nos levam finalmente? A resposta é que Deus te fez para propósitos globais. Deus fez você para algo muito grande.
A Questão de Atingir as Nações
Você pode pensar que, quando o desânimo é passado e a culpa é aliviada e a raiva é atenuada e sua boca é cheia bênçãos, a razão para sua existência foi atingida. De certa maneira, você pode estar certo. Não haverá nada maior do que bendizer ao Senhor com louvor e gratidão transbordantes.
Mas há algo faltando. Deus não fez os seus caminhos conhecidos ou revelou sua glória ou mostrou suas obras maravilhosas apenas para você, ou para o seu grupo étnico apenas. Ele fez isso tendo em vista as nações -todas as nações, não estados políticos, mas nações como a Nação Cherokee, a Nação dos Navaho, a Nação dos Waorani. "Povos” é como o Salmo os chama. Então a primeira questão que nós iremos atingir é a questão das nações.
Pelas as Nações
Acompanhe comigo o foco em nações neste Salmo. O salmista diz que o povo de Deus deveria fazer pelo menos três coisas pelas nações.
1. Declarar a Glória de Deus
Primeiro, declare a elas a verdade sobre a Glória de Deus e suas obras e sua salvação. Versos 2-3: "Cantai ao SENHOR, bendizei o seu nome; anunciai a sua salvação de dia em dia. Anunciai entre as nações a sua glória; entre todos os povos as suas maravilhas." Anunciai a sua salvação, anunciai a sua glória, anunciai as suas maravilhas. Faça isso "entre as nações." Faça isso "entre todos os povos." Todos eles. Não deixem nenhum de fora. Verso 10: Adicione à sua declaração a mensagem do reinado de Deus sobre as nações. "Anunciai entre as nações; “O Senhor reina!"
2. Convoque as Nações a se juntarem
Segundo: Convoque as nações a se unirem ao povo de Deus em atribuir glória a Deus e cantar louvores a ele. Verso 7: "Dai ao Senhor, ó famílias dos povos, dai ao Senhor glória e força.” Verso 1: “cantai ao Senhor, todos os moradores da terra.” (Salmos 96:1). Então, não apenas conte a terra os fatos sobre a grandiosidade e a glória de Deus; convide-os a juntarem-se a você em louvá-lo. Chame-os para a salvação deles. Todas as nações devem se dobrar diante do único e verdadeiro Deus de Israel, o qual conhecemos agora como Pai do nosso Senhor Jesus Cristo o Messias.
3. Avise-os do julgamento
Terceiro, não apenas declare sua glória a eles, e não apenas convoque eles a se juntarem em atribuir glória a ele, mas avise-os que a razão pela qual eles devem faazer isso é que eles estão confiando em falsos deuses e julgamento está chegando para todas as nações. Verso 5: “Porque todos os deuses dos povos são coisas vãs; mas o Senhor fez os céus.” Verso 10: “ Dizei entre as nações: O Senhor reina! O mundo também se firmará para que se não abale. Ele julgará os povos com retidão.” Verse 13: “porque vem, porque vem a julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, com a sua verdade.” (Salmos 96:13).
Em outras palavras, quando ele diz, “cantai ao Senhor, todos os moradores da terra,” e, “Anunciai … entre todos os povos, as suas maravilhas” e, “Porque grande é o Senhor e mui digno de ser louvado, temível mais que todos os deuses,” e “ tremei diante dele todos os moradores da terra,” e, “Porque todos os deuses dos povos são coisas vãs,” ele realmente quer dizer todos. O Deus dos Salmos reinvindica a fidelidade de todos os povos. Todos eles—em todas a sua inimaginável diversidade de cultura e religiões.
Todas as Nações, Todos os Povos
Não deixe de fora, o salmo implca, nenhuma nação, nenhum povo, nenhuma família—todos eles devem ser convertidos ao Deus vivo e verdadeiro e abandonar todos os seus outros deuses. Não deixe que nenhuma tendência de multiculturalismo (elas não têm o amor de Deus) te faça retroceder do amável trabalho de convocar todos os povos de todas as outras religiões a se arrependerem e atribuir glória ao único e verdadeiro Deus vivo.
Preste atenção a isto (não do Salmo 96) e veja se você pode imaginar de onde vem:
"eu te louvarei entre os gentios (nações) e cantarei ao teu nome." E outra vez diz: "Alegrai-vos, gentios (nações), com o seu povo." E outra vez: "Louvai ao Senhor, todos os gentios, e celebrai-o todos os povos." E outra vez diz Isaías: "Uma raiz em Jessé haverá, e, naquele que se levantar para reger os gentios (nações), os gentios (nações) esperarão." (Romanos 15:9-12)
Estas são citações dos Salmos, Deuteronômio, e Isaías empilhadas pelo apóstolo Paulo para sustentar o que? A vinda de Jesus como o Messias para todas as nações. Aqui está o contexto (versos 8-9): “Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão [os Judeus], por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; e para que os gentios (as nações) glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito . . .” Então vem as promessas do Velho Testamento convocando todas as nações para louvar a Deus pela sua misericórdia, isto é, pela obra de Jesus Cristo na crus ao morrer por pecadores e tornando a misericórdia possível para rebeldes, gentios como nós.
Feitos para cantar sobre a Glória
Como você deveria se sentir sobre esta ênfase a todas as nações, e todos os povos no Salmo 96? E no Novo Testamento? Deus não nos está contando isto por propósitos de nos sentir exaustos, mas por propósitos de nos sentir extremamente animados. E eu quero dizer tanto missionários que vão quanto os que enviam missionários—todos nós que cremos no único Deus vivo, completamente no Deus-homem Jesus Cristo.
Por que eu digo isto? Veja o verso 1. Este impulso missionário por todas as nações está fluindo de cantar e chamar para o canto, “Cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor, todos os moradores da terra.” Esta é uma missão com cânticos. Esta é a forma que você se sente quando seu time ganha o Campeonato de Boliche, ou a Copa do Mundo, ou o Campeonato estadual—só que mil vezes mais grandioso. “Anunciai entre as nações a sua glória; entre todos os povos, as suas maravilhas.” Nós estamos falando de glória. Nós estamos falando de obras maravilhosas, não obras entediantes. Nem obras ordinárias. Nós temos provado e visto que este Deus é mais grandioso do que todas as outras grandiosidades. “ grande é o Senhor e digno de louvor” (verse 4). Nós somos em extremo animados por conhecer ele e por cantar para ele e convocar o mundo para cantar conosco para ele.
Você foi feito para isso. Quero dizer todos vocês que dizem de coração, “Jesus Cristo é o Senhor.” Quando você confessa Jesus como o Senhor do Universo, você é inscrito para uma significância além dos seus sonhos. Quero dizer homens de negócios, donas de casa, estudantes. Pertencer a Jesus é abraçar nações pelas quais ele morreu e as quais ele irá reinar. Seu coração foi feito para isso, e sempre haverá uma séria ou suave doença em sua alma até você abraçar este chamado global.
A Maior Causa de Todas
Ouça J. Campbell White, o primeiro secretário do Movimento Missionário Layman nos primeiros anos após 1900. Este movimento nasceu entre homens de negócio que foram capturados por uma ambição santa de ficarem por trás do que Deus esatava fazendo no massivo Movimento Voluntário de Estudantes. Aqui está o que o líder principal entre laymen disse:
A maior parte dos homens não estão satisfeitos com os permanentes resultados de suas vidas. Nada pode satisfazer completamente a vida de Cristo dentro destes seguidores exceto a adoção do propósito de Cristo para com o mundo que Ele veio redimir. Fama, prazer e riquezas são nada mais do que cascas e cinzas em contraste com a alegria permanente e sem fronteiras de trabalhar com Deus pelo cumprimento de seus eternos planos. Os homens que estão pondo tudo debaixo do empreendimento de Cristo estão recebendo desta vida seus mais doces e inestimáveis recompensas. (J. Campbell White, “The Laymans Missionary Movement,” na Perspectives on the World Christian Movement: A Reader, 225)
Como poderíamos nos sentir sobre o propósito global de Cristo Jesus de ser glorificado entre todas as nações? Você deveria sentir que esta causa é a consumação da sua significância na vida. Muitos outras coisas são importantes na vida. Mas esta é a maior de todas as causas. Todo seguidor do Senhor dos Senhores e Rei dos Reis abraça este propósito e encontra a consumação da sua razão de viver em ser parte deste grande propósito de Deus de ser glorificado entre todas as nações.
Impressionantes Movimentos entre as Nações
E qual é a situação entre as nações hoje? Movimentos impressionantes estão tomando lugar enquanto Deus ajunta seus eleitos de todas as nações e envia sua Igreja para todas as nações. Europa e America não são mais o centro de gravidade no Cristianismo. O centro está mudando para o sul e para o leste. América Latina, África, e Ásia estão experimentando crescimentos fenomenais e estão se tornando as grandes igrejas dentre as que enviam. Leia sobre isso nos livros de Philip Jenkins, “The Next Christendom” e “The New Faces of Christianity".
Mas eu pleiteiaria que todos vocês se tornassem familiar com o Joshua Project e o People Groups. Ali você descobre quais nações, no sentido bíblico, realmente são estas e quantas são e o quanto elas são alcançadas ou não alcançadas pelo evangellho. Joshua Project diz que existem 1,569 grupos de pessoas não engajados (nenhum missionário ou igreja), e 6,747 grupos quase inalcançados (menos do que 2% de evangélicos). Como eu agradeço a Deus por haver pessoas fazendo este difícil trabalho de pesquisa para nos ajudar a conhecer a tarefa que ainda resta diante de nós. Vá a estes sites, e comece a aprender qual é a situação global. E então sonhe como sua vida pode ser mais completamente envolvida em declarar sua glória entre as nações, suas obras maravilhosas entre todos os povos, tanto no ato de ir e de enviar.
Como você deveria se sentir sobre as nações do mundo? Uma paixão pela salvação deles e uma vibração por Deus governar sobre todos eles e nos chamar para sermos seus emissários para todos eles com as melhor notícia do mundo, e que ele terá um povo próprio dele de todas as nações, cantando a ele e atribuindo glória e força a seu Filho. Você foi feito para este tipo de alegria. Todas as outras alegrias dos Salmos, todas as outras emoções dos Salmos, estão nos trazendo aqui: a glória de Deus celebrada e cantada por todos os povos da terra.
O que nos traz a nossa segunda questão a ser considerada nesta mensagem: o Cantar.
Considerando a Questão do Cantar
Os versos 1 e 2 tremulam como uma bandeira sobre toda a ênfase nas nações neste Salmo, e eles são completamente sobre o cantar. “Cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor, todos os moradores da terra. Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome; anunciai a sua salvação de dia em dia.” Por que você iniciaria um salmo sobre o alcance global do reino de Deus e o dever de “anunciar a sua salvação de dia em dia” e de “Anunciar entre as nações a sua glória”—por que vvocê iniciaria tal salmo com o comando de cantar para o Senhor um cântico novo?
A resposta é simples: Você não pode convocar as nações para cantar se você não estiver cantando. E nós estamos convocando as nações a cantar. Verso 1: “Cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor, todos os moradores da terra.” Verso 11 diz, “Alegrem-se os céus, e regozije-se a terra.” Mesmo a natureza está sendo convocada para se alegrar. E cantar é a consumação desta alegria e deste deleitar-se. Este salmo está nos chamando para disseminar uma paixão pela supremacia de Deus em todas as coisas, para a alegria de todos os povos. E então para convocar eles a atribuir glória a Deus com cânticos. Este é o negócio mais difícil e mais feliz em todo o mundo.
E você não pode convocar as nações a cantar se vocẽ não estiver cantando. Então deixe-me sugerir por que neste contexto missionário global o salmo enfatizaria cantar novos cânticos. Note que estes novos cânticos são “para o Senhor.” Não apenas sobre o Senhor. Verso 1: “Cantai ao Senhor um cântico novo.” Não é errado cantar sobre o Senhor. Os Salmos fazem isso o tempo todo. Mas quando novos cânticos estão sendo compostos e cantados “para o Senhor,” algo está acontecendo na igreja. É um sinal de uma vibração e vida incomum. As pessoas não estão apenas vivendo dos insumos das gerações anteriores, mas eles estão lidando de forma vibrante com o Deus vivo e seus cânticos estão sendo cantados para ele. Ele é real. Ele é pessoal. Ele é conhecido. Ele é precioso. Ele é presente. Adoração é mais intensa e mais pessoal e mais envolvente.
Um Novo Cântico nos Nossos Dias
Este é o chamado que o salmo faz, e isto é o que tem acontecido durante toda a minha vida adulta. Ao redor do mundo há um novo cântico e uma nova vibração e um novo engajamento no cantar para o Senhor. E a coisa realmente surpreendente do nosso tempo é a forma que este despertar de cantar para o Senhor com novos cânticos seja um sabor global e missionário tão forte. Para o meu conhecimento cantar nunca esteve mais na dianteira das missões como o é hoje.
Deus está fazendo algo maravilhoso no cumprimento do Salmo 96. Isto é muito maior do que qualquer igreja, ou qualquer grupo étnico, ou qualquer região do mundo. A igreja global está cantando—cantando para o Senhor, cantando novos cânticos, e cantando sobre o senhorio de Deus sobre ass nações.
E eu simplesmente diria: Não deixe passar o que Deus está fazendo. Seja parte disso. Tome as nações em seu coração. Pense da forma correta acerca dos propósitos globais de Deus. Tenha sentimentos profundos sobre suas obras maravilhosas. Cante com todo seu coração para o Senhor. E se torne uma parte do convocar as nações a se juntarem a você
O Centro do Nosso Cantar
E que o centro do nosso cantar seja o mesmo centro do novo cântico que cantaremos na era porvir, ou seja, o cântico do cordeiro que foi morto.
E cantavam um novo cântico, dizendo: "Digno és de tomar o livro e de abrir os seus selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo, e nação; e para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra." (Apocalipse 5:9-10)

John Piper

Depressão Espiritual nos Salmos

Por John Piper

Salmos 42 - Masquil para o músico-mor, entre os filhos de Coré.

"Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus? As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus? Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava.
Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face. Ó meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida; por isso lembro-me de ti desde a terra do Jordão, e desde os hermonitas, desde o pequeno monte. Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim. Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida. Direi a Deus, minha rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo? Com ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo dia me dizem: Onde está o teu Deus?
Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus."

Uma das condições emocionais proeminentes nos Salmos é a depressão espiritual. Martyn Lloyd-Jones escreveu o livro Depressão Espiritual e se baseou no Salmo 42. Este é o Salmo que nós iremos focalizar hoje - aquele que diz, “Por que te abates, ó minha alma, e por que te pertubas dentro de mim?”

Os Salmos: Canção e Instrução

O cabeçalho do Salmo nos lembra do que vimos semana passada. “Para o músico-mor. Um Maskil dos filhos de Coré.”

Os filhos de coré eram um grupo de sacerdotes que eram encarregados do ministério de canto. 2° Crônicas 20:19 descreve eles em ação: “E levantaram-se os levitas, dos filhos dos coatitas, e dos filhos dos coratitas, para louvarem ao SENHOR Deus de Israel, com voz muito alta.”

Então o cabeçalho implica que este salmo foi provavelmente usado em adoração púlblica e foi cantado. Isto é uma parte do que nós falamos na semana passada. Os Salmos são canções. Eles são poemas. Eles são escritos para despertar e expressar e moldar a vida emocional do povo de Deus. Poesias e canções existem porque Deus nos fez com emoções, não apenas raciocínio. Nossas emoções são maciçamente importante.

A segunda coisa a notar no cabeçalho é que o salmo é chamado um “maskil.” O significado desta palavra não é claro. Esta é a razão pela qual a maioria das versões não traduzem esta palavra. Ela vem de um verbo hebraico que significa fazer alguém sábio, ou instruir. Então quando aplicado nos salmos, pode significar uma canção que instrui, ou uma canção sabiamente trabalhada. Isso nos lembra da outra coisa que enfatizamos semana passada: Os Salmos têm a intenção de instruir. “Bem-Aventurado é o varão cujo o prazer está na Lei do Senhor, e na sua lei medita dia e noite.”

Então “Para o músico-mor. Um Maskil dos filhos de Coré” enfatiza ambos os pontos da última reunião: Os salmos são instrução, e os salmos são canções. E Jesus ensinou que eles foram inspirados por Deus. Eles têm a intenção de moldar o que a mente pensa, e eles têm a intenção de moldar o que o coração sente. Quando nós nos imergimos nele, nós estamos “pensando e sentindo com Deus.” Por isso eu oro para que essa série nos ajude nisso.

Uma visão geral do Salmo 42

A maneira pela qual eu gostaria de nos conduzir ao Salmo 42 é dar uma visão geral, e então mostrar 6 coisas que esse homem de Deus faz na sua depressão espiritual —6 coisas que eu penso que são destinadas a moldar a forma como nós lidamos com nossos próprios tempos sombrios.

Aqui está a visão geral. Externamente as circunstâncias em que ele se encontra são opressivas. O verso 3 diz que os seus inimigos “me dizem todos os dias, onde está o teu Deus? ” E o verso 10 diz a mesma coisa, só que descreve o efeito como uma ferida mortal: “Com ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo dia me dizem: Onde está o teu Deus? " e a afronta “Onde está o teu Deus?” implica que alguma coisa a mais deu errado também, ou eles não diriam, “Onde está o teu Deus?” Para eles parece que ele foi abandonado.

A condição emocional interna do salmista é depressiva e cheia de turbulências. Nos versos 5 e 11, ele se descreve como “abatido” e “perturbado.” No verso 3 ele diz, “Minhas lágrimas têm sido meu alimento dia e noite.” Então ele está desanimado ao ponto de chorar dia e noite. No verso 7 ele diz que parece estar se afogando: “todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim.”

Lutando para ter esperança em Deus

Em meio a tudo isso, ele está lutando pela esperança. Verso 5: “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.” Verso 11: “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.” Ele não está se rendendo às emoções de desânimo. Ele está contra-atacando.

Eu não posso te dizer quantas centenas de vezes nos últimos 28 anos na (igreja) Bethlehem eu tenho contra-atacado o peso do desânimo com estas mesmas palavras “Espera em Deus, John. Espera em Deus. Você irá louvá-lo novamente. Essa emoção miserável irá passar. Esse tempo irá passar. Não fique abatido. Olhe para Jesus. A luz irá nascer.” Isto era tão central para nossa maneira de pensar e de falar no início dos anos 80 que nós colocamos um imenso “Espere em Deus” na parede externa do santuário antigo e nos tornamos conhecidos na vizinhança como a igreja “Espere em Deus”.

As circunstâncias externas dele são opressivas. Sua condição emocional interna é depressiva e cheia de perturbação. Mas ele está lutando pela esperança. E a coisa realmente marcante é que no fim do salmo, ele continua lutando mas ainda não onde ele quer estar. As últimas palavras do salmo—e as últimas palavras do próximo salmo—são “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.” Ele nos deixa ainda lutando pela alegre experiência da esperança e da libertação da turbulência. Ele ainda não está louvando da maneira como ele queria.

Um final amargo e doce

Isto é um final feliz? Como quase tudo nessa vida, está misturado. Sua fé é realmente incrível, e sua luta é valorosa. Mas ele não está onde ele gostaria de estar, em esperança e paz e louvor.

Então eu assumo que este salmo está na bíblia pelo desígnio de Deus e que se nós escutarmos atentamente, se observarmos a luta deste salmista, se nós meditarmos nesta instrução dia e noite, nossos pensamentos sobre Deus e a vida, por um lado, e nossas emoções, por outro lado, serão moldadas por Deus. E nós nos tornaremos como uma árvore que dá frutos e cujas folhas não caem quando a seca da opressão e desânimo e perturbação vem.

Como o salmista responde ao desânimo

Então aqui estão 6 formas pelas quais o salmista responde ao desânimo e a perturbação que vieram com as afrontas dos seus inimigos. Eu os colocarei em uma ordem na qual elas devem ter acontecido, embora elas certamente tenham acontecido concorrentemente e repetidas vezes.

1. Ele pergunta a Deus por quê?

Primeiro, ele responde às suas circunstâncias em um ponto perguntando a Deus Por quê? Verso 9: “Direi a Deus, minha rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo?” A palavra esqueceste é um exagero. E ele sabe disso. Ele havia acabado de falar no verso 8 , “Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida.”

O que ele quer dizer é que, parece que Deus se esqueceu dele. Ele se sente como se Deus tivesse esquecido dele. Se Deus não se esqueceu dele, por que esses inimigos não retornaram e foram consumidos? Seria bom se todos nós fossemos tão compostos e cuidadosos na expressão dos nossos desânimos que não viéssemos nunca a falar nada impróprio. Mas não é como nós somos. No meio do tumulto das emoções, nós não somos cuidadosos com nossas palavras.

Aqueles de nós que estavam conosco por volta de 1985 quando eu preguei sobre Jó devem se lembrar de como essa verdade veio sobre nós como igreja. Por anos mais tarde, nós iríamos nos referir às palavras de Jó 6:26 e falar sobre “palavras ao vento.” Jó fala para os seus amigos críticos, “Vocês acham que vocês podem reprovar as palavras, quando o discurso de um homem desesperado é o vento?” Em outras palavras, não vá em cima das palavras de um homem desesperado. Desconsidere. Haverá tempo suficiente para discernir as convicções mais profundas do coração. Deixe o vento soprá-las embora. Elas são palavras ao vento.

Então o salmista pergunta Por quê? Está é uma pergunta legítima. Ele pode não ter feito a pergunta com precisão teológica ou linguística, mas se ele prova a tempo que ele não queria dizer que Deus não o tinha esquecido, nós iremos deixar estas palavras serem palavras ao vento.

2. Ele afirma o soberano amor de Deus.

Segundo, em meio ao desânimo ele afirma o soberano amor de Deus por ele. Verso 8: “Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida.” Nos versos 5 e 11, ele chama Deus de “minha salvação e meu Deus.” E ainda que embora ele diga que parece que Deus se esqueceu dele, ele nunca pára de acreditar na absoluta soberania de Deus sobre todas as suas adversidades. Então no final do verso 7, ele fala, “todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim.” Tuas vagas e tuas ondas tem passado sobre mim.

Em outras palavras, todos as circunstâncias dele de conflitos, perturbações, opressões e desânimo são as ondas de Deus. Ele nunca perde essa compreensão sobre as grandes verdades sobre Deus. Elas são o lastro em seu pequeno barco da fé. Elas protegem ele de naufragar no tumulto das suas emoções. Quantos de vocês tem aprendido isso mais profundamente do que eu por causa das ondas que tem quebrado sobre suas vidas. Vocês têm aprendido profundamente que não é aliviante dizer que Deus não controla o vento e as ondas.

Então o salmista afirma o soberano amor de Deus por ele em meio a, e através de, todos os problemas.

3. Ele canta!

Terceiro, ele canta ao Senhor de noite, suplicando pela sua vida. Verso 8: “Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida." Esta não é uma canção de esperança jubilante. Ele não sente uma esperança jubilante. Ele está buscando uma esperança jubilante. Esta é uma oração em forma de cântico e um cântico suplicante –uma canção "ao Deus da minha vida." Isto é, uma canção suplicando pela vida dele.

Mas não é fantástico que ele esteja cantando sua oração? Meu palpite é que é de onde o Salmo 42 veio. Este mesmo salmo deve ter sido esta oração-canção noturna. Não são muitos de nós os que podem compor canções quando estamos desencorajados e chorando dia e noite. Esta é a razão pela qual é bom manter um saltério que possa ser cantado por perto –ou um hinário com todos os tipos de emoções. Por exemplo, Isaac Watts escreveu estes versos para serem cantados:

Por quanto tempo ocultarás Tu a Tua face?
Meu Deus, quanto tempo?
Quando sentirei eu aqueles raios celestiais
Que afugentam meus medos?

Por quanto tempo irá minha pobre fadigante alma
Se degladiar e se cansar em vão?
Tua palavra pode todos os meus inimigos controlar
E acalmar a minha furiosa dor.

O hinário de 1912 contém estes versos para serem cantados da forma que o salmista do salmo 42 cantou de noite:

Até quando esquecerás Tu de mim,
Oh Senhor, Tu, Deus da graça?
Até quando irão os temores me assaltar
enquanto as trevas escondem Tua face?
Até quando irão as tristezas me angustiar
e transformar meu dia em noite?
Até quando irão meus adversários me oprimir
E triunfar com suas forças?

Oh Senhor meu Deus, atenta para mim
E ouve meus sinceros clamores;
para que o sono da morte não me envolva,
Ilumina Tu os olhos meus;
Para que agora meus adversários que me insultam,
Não se vangloriem em seu sucesso,
E os inimigos, exultantes,
Não se regozijem na minha aflição.

Estas não são canções jubilosas. Mas são canções de fé. E elas são escritas através do pensar e sentir com Deus nos Salmos.

4. Ele prega para sua própria alma.

Quarto, o salmista prega para sua própria alma. Verso 5: " Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face. " Oh, como isto é crucial na luta da fé. Nós devemos aprender a pregar a verdade para nós mesmos. Veja Lloyd-Jones falar deste verso:

Você já notou que a maior parte da sua infelicidade na vida é devida ao fato de que você está ouvindo a si mesmo em vez de falar para si mesmo? Considere estes pensamentos que lhe vêm no momento em que você se levanta pela manhã. Você não os originou mas eles estão falando com você, eles trazem de volta os problemas de ontem, etc. Alguém está falando. Quem está falando com você? Seu eu está falando com você. E o tratamento deste homem [em Salmo 42] foi este: em vez de permitir seu eu de falar com ele, ele começa a falar para si mesmo. " Por que estás abatida, ó minha alma? " ele pergunta. Sua alma estava deprimindo ele, esmagando ele. Então ele se levanta e diz,: "Eu, escute por um momento, eu vou falar pra você." (Spiritual Depression, 20-21)

Deste lado da cruz, nós conhecemos o maior firmamento da nossa esperança: Jesus Cristo crucificado pelos nossos pecados e triunfante sobre a morte. Então a principal coisa que devemos aprender é pregar o evangelho para nós mesmos:

Escute, eu: Se Deus é por você, quem pode ser contra você? Ele que não poupou a seu próprio Filho mas por você O entregou, como não te dará também com Ele graciosamente todas as coisas? Quem poderá trazer qualquer acusação contra você como escolhido de Deus? É Deus quem justifica. Quem condenará? Cristo Jesus é quem morreu - mais do que isso, quem ressuscitou –quem está à destra de Deus, e quem de fato está intercedendo por você. Quem te separará do amor de Cristo? (Romanos 8:31-35 parafraseado)

Aprenda a pregar o evangelho a você mesmo. Se este salmista tivesse vivido depois de Cristo, é isto o que ele teria feito.

5. Ele relembra experiências passadas.

Quinto, o salmista relembra. Ele chama experiências passadas à mente. Ele relembra experiências de adoração com a congregação no passado. Verso 4: " Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava. "

Oh, o quanto poderia ser dito aqui sobre a importância da adoração com a congregação nas nossas vidas. Não considere estes momentos de união de qualquer forma. O que nós fazemos aqui é uma transação real com o Deus vivo. A intenção de Deus para estes encontros com Ele na adoração congregacional é preservar sua fé agora e de uma forma que você se lembre deles depois. Se a adoração congregacional não fosse uma obra sobrenatural de Deus, seria puro sentimentalismo o salmista lembrar suas experiências. Ele não está envolvendo nostalgia. Ele está confirmando sua fé no meio da perturbação e do desânimo lembrando-se o quanto real era Deus na adoração congregacional.

Oh, como deveríamos ser mais sérios sobre adoração congregacional. Peça ao Senhor para te mostrar o que está em jogo aqui.

6. Ele tem sede de Deus.

Finalmente, o salmista tem sede de Deus como uma corça brama pelas correntes de águas. Versos 1-2: " Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus? " O que torna isto tão lindo, tão crucial para nós, é que a coisa principal que o deixa sedento não é o alívio de suas circunstâncias ameaçadoras. Ele não está sedento principalmente por escapar de seus inimigos ou pela destruição deles.

Não é errado querer alívio e orar por isso. Às vezes é correto orar pela derrota dos inimigos. Porém mais importante do que qualquer um destes motivos é Deus por Si próprio. Quando pensamos e sentimos com Deus nos Salmos, este é o resultado principal: Nós começamos a amar a Deus, e nós queremos ver Deus e estar com Deus e nos satisfazer na admiração e na exultação em Deus.

Esta é a minha esperança final e oração por estas semanas que estamos passando juntos nos Salmos. Que Deus seja revelado, e nós queiramos conhecê-lO como Ele é em Si mesmo e comungarmos com Ele.

Vendo a face de Deus no evangelho de Cristo

Uma provável tradução para o final do versículo 2 é: " quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus. " A resposta final para esta questão foi dada em João 14:9 e 2 Corinthians 4:4. Jesus disse, " quem me vê a mim, vê o Pai " (João 14:9). E Paulo disse que quando somos convertidos a Cristo nós vemos " a luz do Evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus. " (2 Corinthians 4:4).

Quando vemos a face de Cristo, vemos a face de Deus. E nós vemos a glória da Sua face quando escutamos a história do evangelho de Sua morte e ressurreição. Isto é a " luz do Evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus. "

Que Deus aumente sua fome e sua sede para ver a face de Deus. E que Ele conceda seu desejo através do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.

John Piper

Lutero disse que ele não pôde entender corretamente alguns dos Salmos até que ele esteve em aflição. Aflição ensina o que é o pecado. Na palavra pregada, nós ouvimos como o pecado é uma coisa horrível, ele tanto mancha quanto condena – mas nós o tememos tanto quanto um leão numa pintura; portanto Deus permite a aflição e então sentimos o amargo do pecado em seu próprio fruto. Um leito enfermo geralmente ensina mais que um sermão. Nós podemos ver melhor o feio semblante do pecado quando olhamos pelas lentes da aflição!

Thomas Watson

A língua que fala e canta salmos mostra gratidão a Deus por ter um coração abençoado.

Helgir Girodo

Salmos Fabianicos Capitulo 1: PAPAIZINHO, do que adiantaria os meus planos e as obras de minhas mãos se o SENHOR não tivesse presente? De que adiantaria os meus feitos sem o teu GRANDE PODER, se tua unção não estivesse incluida nas minhas obras? Mas bem sei que estas presente nos minimos detalhes de minha vida, e que aconteça o que acontecer tu ÉS e sempre serás, passe o que passe isso vai cooperar pro meu bem, minha tranquilidade é saber que tu estas presente, bem sei que antes que eu pensasse em fazer, tu já o sabias pois tu és Onisciente, tudo meu depende de tudo teu PAPAI, te amo SENHOR DEUS VERDADEIRO e PAI do meu SENHOR JESUS CRISTO.

Pr. Fabiano Malhano