Beijo na Testa

Cerca de 36 frases e pensamentos: Beijo na Testa

Hoje eu queria te levar um beijo de boa noite. Um beijo delicado sobre tua testa, sem nenhuma outra intenção além de te desejar uma boa noite de sono. Nem pedir para estar em teus sonhos, nem pedir para dormir ao teu lado. Queria apenas te ver doce, te ver repousar com todas as inseguranças e perspectivas de um menino, já que a barba será feita somente antes do trabalho, já que os compromissos, por enquanto, estão apenas na agenda, já que o coração está tranqüilo e quase amando uma menina que queria beijar sua testa pelas noites que virão, já que o sono parece uma boa cama para os sonhos que ainda precisam esperar, já que agora o homem pode tirar a máscara e deixar o nu da face iluminar um punhado de estrelas que moram no teto do seu quarto, já que o tempo entre um pensamento e outro é tão rápido e tão milagroso que pode despertar o próximo dia.

Cáh Morandi

Você pode dar a ela um carro e ela vai achar legal, mas se você a der um beijo na testa ou uma estrela do céu, ela jamais vai esquecer.

Pequena Sereia

Beijo dado no rosto é respeito, beijo dado na testa é carinho e beijo dado no queixo é vontade de subir mais um pouquinho! :D"

Dhanyelle Geovanna

Um beijo.

Eu te peço, apenas um beijo amiga.
Não um beijo na testa, um beijo de língua.
Se somos amigos! Por que não um beijo?
Não ne deixes morrer a mingua.
Se somos amigos, sastifaz o meu desejo.

O que podemos encontrar além da fronteira de um beijo?
É apenas um beijo francês.
Um beijo molhado.
É apenas um sonho, um desejo.
Se somos amigos, porque não me fazer feliz?
Será um beijo sonhado, um beijo amado.

É apenas um beijo, não será um comprometimento.
É simplesmente um beijo, que eu desejo.
Ou um beijo na boca é sentimento maior?
Paixão, amor ou um pequeno sentimento.
Sei que sinto uma grande vontade sempre que te vejo.
Amizade, paixão ou simplesmente amor?

Ou apenas um beijo, é tudo que eu desejo?

Ricarlosmelo

Beijo na testa é um modo de dizer: estou aqui, vou te proteger e nada será capaz de te machucar...

Bárbara Coré

Beijo na testa significa muito mais do que um beijo na boca. Significa respeito, carinho e proteção. É o que poucos casais possuem.

Kamilla Clarck

“Um dia encontrarás um abraço onde seus braços irão se perder, sentirás um beijo na testa e ouvirás palavras de amor. Nesta hora, seus medos irão ir embora. Afinal, que sentimento poderá ser maior que o amor? Irá suspirar e pensar toda vez que o abraço se for, e isso é um sinal. Você não dependerá daqueles braços, mas eles irão lhe fazer falta. E isso é um sinal, já disse. É o sinal de que poderá vir o mundo contra você, que você não desistirá. Afinal, dentro do peito baterá, em um ritmo acelerado, um sentimento de amor. E quem poderá ser mais forte do que isso? Ninguém. Afinal, os outros sentimentos não poderão lhe afetar, pois um dia estarás ciente de que toda sua força, apesar de ausente, estará dentro de você. E os abraços farão cada vez mais sentido...”. Ensaiei um sorriso, e música continuou a tocar.

Gabriella Beth Invitti

Não quero muito dessa vida, seu colo, seu sorriso e um beijo na testa já me faria feliz.

Karla Beltrani

SONHO DENTRO DE UM SONHO

Receba este beijo sobre a testa!
E, te deixando a partir de agora,
Então, deixe-me te contar:
Você não está errado, você que considera
Que meus dias foram um sonho;
Mesmo que a Esperança tenha sumido
Em uma noite, ou em um dia,
Numa visão ou em nada mais,
É, portanto, o que menos se perdeu?
Tudo o que vemos ou transparecemos
É nada além de um sonho dentro de um sonho.

Permaneço no meio do rugido
De uma onda agitada a “quebrar”,
E seguro dentro de minha mão
Grãos da areia dourada -
Quão poucos!! Ainda, enquanto eles escorrem
Por entre meus dedos, lá para o fundo [da água],
Como eu lamento, como eu lamento!!
Ó, Deus! Não posso agarrá-los
Com um cinto apertado?
Ó, Deus! Não posso guardar nenhum deles
Da onda impiedosa [do Tempo]???
Tudo que vemos ou transparecemos,
Não é mais que um sonho dentro de um sonho??

(In "Histórias Extraordinárias" de Edgar Allan Poe)

Edgar Allan Poe

Os “Judas” de hoje em dia não dão “Beijo” na testa, mais sim “Tapinha” nas costas.

Tati Nunes Ricard

Quando eu não mais existir
Meus abraços partirem
E o beijo na testa se for,
O vento ainda soprará
Impetuoso
Abraçando
Beijando
Arrepiando.

Robson Valente

Abraçou-me e deu um beijo em minha testa. Preciso ir, ele disse. "Talvez nos encontremos em alguma esquina da vida, como nos reencontramos ao acaso, como te fiz ficar por uns anos. Saiba que te gosto e te quero, mas agora está na minha hora. Não te esqueças das minhas declarações tímidas nas madrugadas insones, dos nossos beijos acalorados e de nossas mãos sempre entrelaçadas nas calçadas, e ruas, e bosques, e quartos. Te quis como nenhuma outra mais, sabes bem. E qualquer lugar que eu vá, qualquer livro que eu leia, eu sei que meus pensamentos estarão em você. Não importa o que aconteça, tu fostes uma das melhores coisas que já me aconteceu. A vida real me chama e preciso que também sigas teu caminho. Sem mim. Sem fantasia, sem ilusão. Nunca fomos dois, apenas nos inventamos em meio às conversas, em meio aos sorrisos e disfarces. Deixo-te para que sejas livre, e se estiver escrito, um dia seremos. A gente nunca sabe o dia de amanhã.". Meus olhos encheram-se de lágrimas e a maquiagem borrada não me permitiu esconder a dor. Procurei abraços e consolos, mas não havia ninguém disponível para me ouvir. Eu o procurei do outro lado da tela e não o encontrei. E eu achava que conhecia a solidão, até que chegou o dia em que ele resolveu se afastar aos poucos da minha vida.

Alaiza Verônica

Queira o cara que te chama de linda, que te dá um beijo na testa, que te abraça quando você sente medo, que te liga quando você briga com ele, que te faça sorrir em meio a sua tpm, que faça questão de estar ao seu lado e se desdobre pra isso acontecer. Queria, menina, o cara que sabe te valorizar, que vai te apresentar para os amigos como a mulher dele, que vai dizer pra mãe que é contigo que ele vai casar, que vai fazer planos para uma viagem no final de semana com você, que vai te visitar de surpresa porque sentiu saudades, que vai te buscar na faculdade, que vai andar de mãos dadas contigo, que vai te cobrir quando você tiver frio, que vai dormir no seu colo, que não vai desejar outras mulheres, que te diga como você é especial pra ele, que vai te comprar a pelúcia do personagem que você mais gosta, que vai ser sincero contigo, que vai querer o seu bem, que vai passar horas sentado/deitado contigo no sofá da sua casa vendo desenho ou aquele filme romântico que você mais gosta. Queira, antes de tudo um cara que te valorize, que entenda que você não é uma qualquer. Um cara que fique, que seja presente, que queira ser. Um cara que não te faça chorar, mas rir. Sorrir. Sonhar. Não é impossível, menina. Aquieta teu coração e espera. Vai valer a pena.

Adhara Costa

Beijo na testa. E eu achando que ele não tinha desistido. Que não teria esquina, nem curva nenhuma que me fizesse perdê-lo de vista. Que não teria grito alto demais, arranhão de raiva ou choro no silêncio que o fizesse dar meia volta e ir embora. Ele não tinha força nos braços pra carregar a gente, e me carregar sem amor ardente. As mãos suadas e aquela premissa de que ele era realmente um moleque. Dureza é voltar pra casa com os olhos borrados e contar pra minha mãe que ela tinha razão. Ele não saberia lidar com nada disso. É quando estabiliza, quando acontece a vira que a gente descobre quanto vale o jogo. Ele veio com um zap, e eu só tinha uma espadilha de nada. Não dava pra lutar sozinha se o nosso truco é jogado pra dois. Não dava pra continuar quando a aposta é doze e ele abandona o jogo no meio. Pior é constatar que não era blefe e que a mão dele era leviana. Resultado: na testa.
Eu tenho um pouco de medo disso. Não, não é dela. É disso que a gente tem. Que me sufoca, mas não é um sufoco forçado. Bate junto com a angústia e parece que o peso do mundo amolece as minhas pernas e elas ficam bambas. Os braços ficam dormentes com a disritmia do coração. E eu sou só mais um desses meninos que se mascaram de fortes. Com músculos, um pouco de barba e um tanto de solidão pra dar charme. Mas é quando estabiliza que a gente entende o rosto. Não tem ruga nenhuma e dá pra perceber que a gente é muito novo ainda. Tem muita coisa pra viver, e eu não sei lidar com as coisas quando elas saem do controle. A garganta fica seca quando eu percebo que as coisas estão indo por um caminho que eu não sei prever. Não tem mais aquela falta de ar, mas a atmosfera é leve com ela. Não precisa muito de pôr-do-sol pras coisas ficarem bem. E se eu perder tudo isso? Eu corro. Largo as cartas na mesa e vou sem nem olhar pra trás – porque se eu olhar, eu volto.
Você era o mundo pra mim, e decidiu não ser mais. Eu só queria um amor, e você queria o resto. Você queria pausar as coisas, e eu o controle remoto da TV. Você queria ter o controle, e eu me jogar de bungee jump. Você queria que eu ficasse, mas eu fui embora algumas vezes também. Você queria um final feliz, mas a gente só era feliz e eu resolvi não dar final. Eu só queria fugir e você queria misturar o meu discurso e me levar a algum lugar com nome e endereço conhecido. Você bateu a porta, mas eu também. Dava pra sentir a sua mão do outro lado da maçaneta – e por que você não me puxou? A gente girou junto e eu caí na minha cama, e eu também caí pra fora da vida. Eu fui crescer, mas você quis ficar. Quem é que vai substituir o seu rosto nas fotos do meu quarto? – e quem vai me mandar combinar o tênis com a bermuda direito? Eu vou correr, mas um dia eu volto. Se você voltar, eu corro. Bati a porta depois que você saiu, e não tem toc toc que me faça abrir de novo. Boa sorte com isso, e pra você também. Até mais, e eu te amo.
[E é nos desencontros da vida que a gente vê que uma cena qualquer é como o amor. Que não precisa ser bonita ou fazer sentido. Que não precisa ter motivo aparente ou fechar nas reticências. É nos diálogos entreportas, de portas batidas, de corações partidos que a gente vê que a maioria de nós quer a mesma coisa. Que a gente só quer um amor.]

Daniel Bovolento Entre todas as coisas

Sabe o que eu queria nesse exato momento? Eu queria um carinho, um beijo na testa, uma mordida na bochecha... Queria me sentir especial, pelo menos pra você! Pois o resto do mundo não me importa, meu mundo é você!

Jaisy Cardoso

Almejando um carinho inesperado, eu estou. Um beijo na testa, quem sabe. À espera daquele abraço apertado para me aquecer. Alguém sorrindo pra mim, rindo, olhando firme nos meus olhos sem desviar. Mensagens imprevistas. Admirar sorrisos bobos, eu quero. Sentir prazer, emoção, qualquer sentimento louco. Ligações durante a madrugada, desejo. Cócegas quero sentir, mordidas também. Andar de mãos dadas. Dormir e acordar ao teu lado. Discutir os nomes dos nossos filhos. Sair logo cedo para prestigiar o nascer do Sol. Caminhar na praia e conversar até um começar a fazer o outro rir. Mas não quero isso de alguém qualquer, quero isso de você. Não pretendo dividi-lo. Compartilhar-te não é uma função que eu costumo praticar. Desejo-lhe com todas as forças. Quero brigas com o término de uns beijos demorados. Quero passar noites em claro conversando, amando-te, ou até mesmo te observando dormir. Almejo o teu carinho... Todo o teu amor.

Ingrid Ellen

Um beijo na testa trata-se de uma riqueza que engrandece a alma e transborda o coração, numa certeza de que ali, naquele momento, de um jeito ou de outro, tanto para quem deu quanto para quem o recebeu se fez desmedida diferenciação.

Gil Nunes

''Tenho uma parte que acredita em finais felizes.Um beijo na testa antes de durmir,enquanto outra acha que só se ama errado.Tenho uma metade que mente,trai,engana.Outra que só conhece a verdade.Uma parte que precisa de calor,carinho e outra que sobrevisse...Sozinha.''

desconhecido

Caminhar de mão dadas, beijos na testa e no rosto, abraços apertados, sorrisos verdadeiros, brincadeiras bobas, ciúmes sem sentidos, você do meu lado, e só o que eu preciso.

Kamilla Clarck

O lençol amassa no mesmo lugar, o beijo sempre ali no centro da testa, gesto automático, previsível e “vamo” que “vamo”... nesse relacionamento que não é maravilhoso, mas que não faz mal nenhum, não senhora!

Charles Canela