Balada

Cerca de 112 frases e pensamentos: Balada

É , eu tenho convites o suficiente pra não passar o fim de semana em casa, tenho vip em balada disputada, tenho amigos baladeiros, praieiros, aventureiros, e não vejo motivo pra ficar em casa, mas pensando bem, também não vejo motivos pra sair de casa. Você era a minha motivação, e agora a única vontade que eu tenho é de te ligar, e pedir por gentileza que volte logo, meu coração ta gritando de saudade, e ta bem difícil controlar.

Lu Moraes Xavier

Diz que me gosta, diz que me quer, me larga e sai pra balada. (Paradoxo de um pseudo-amor moderno)

Ismael Azevedo

Decifra-me

Sou eu, como a batida de uma balada antiga. Uma nota de um acorde esquecido. Um grifo em uma página de livro. Um sorriso em uma foto, em um porta-tempo, quase assim: eterno.

Sou eu, como tantas flores no horto desse mundo.

Mas tu... Que queres de mim?

Sou eu, como um espelho partido. Um dado de dez faces. Uma faca cega, capaz de penetrar em peles macias, com a profundidade de um estonteante desejo, e ainda uma imensa marca: lembrança.

Sou eu, como tantas linhas tortas nas folhas desse mundo.

Mas tu... Que sabes de mim?

Sou eu, como um sopro de brisa. Uma onda de sentido contrário. Uma interseção prestes a acontecer. Uma vaga ilustração do que se pode ser, na amplidão de qualquer amanhã, sendo clara: livre.

Sou eu, como tantos quadros surrealistas desse mundo.

Mas tu... Que fazes de mim?

Sou eu, que bem sei dessas coisas: inexplicáveis.

Quem sabe dos teus olhos, este segredo: aquele que da boca se cala.

Jessyga Tavares

Sou dessas que trocam uma balada por uma praia, musica eletronica por um som de violão, jogo de luzes pela luz da lua e de uma fogueira, centenas de pessoas bonitas por 10 ou 11 amigos de verdade, um salto por um chinelo, um vestido colado por uma saída de praia ou um biquini. Dessas que trocam ficar até de madrugada dançando por ver o sol nascer, copos e copos de vodka por uma dose de paz e duas de felicidade e uma ressaca braba no dia seguinte por um mergulho no mar.

Biibi Ferreira

Eu não sou a qualquer que você ficou na balada da noite anterior, eu sou muito mais que isso. Eu não preciso saber sobre sua conta bancária pra poder assumir um compromisso com você, muito menos saber sobre o fato de você ter carro ou não, e a marca dele. Eu também não preciso de um anel de brilhantes no primeiro encontro. Eu não estou à venda. Eu só quero saber se você vai me amar, e se me fará feliz. Se você vai me olhar como única e sua, se vai me abraçar nas noites frias e nas quentes, só preciso saber se será eterno e se me prometerá total fidelidade. Eu preciso que seja meu, de corpo e alma, apenas meu e de mais ninguém.

Gabriela Borges

As vezes penso que quem sai numa balada e pega geral, está fazendo o certo. Porque ser gentil e educado com uma menina, não vai te dar uma namorada e sim uma amiga.

Sr.MC

Na Balada

- Quem é de verdade sabe quem é de mentira
- O que? Fala mais alto
- Quem é de verdade sabe quem é de mentira
- Gabaritei, desculpa
- A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não esta servindo de curativo para feridas antigas?
- Melhor ficar achando

- Vai lá pegar uma bebida para animar
- Agora não
- Não olha agora... continua dançando e vira o rosto para o balcão
- Uau! Marlon Soares! Passa a grana
- O quê? Fala mais alto
- A grana para a bebida
- Ok. Traz Whisky com Dell Valle de pêssego

- Orkut? Quem ainda tem um
- Nem uso exclui o meu
- Orkut, quem é esse?
- Eu entro mas não tem graça, entro e não tenho nada pra fazer
- Olha pessoal a Bruna Campos!
- Onde? Onde?
- Fala baixo e disfarça. Na entrada. Olha a cara dela, mais maquiada que o Patati Patatá
- KKKKKKKKKKKViadinho

- Eu não tô dizendo
- Tá dizendo o quê?
- Viadinho bêbado do meu lado é foda

Marcia lailin

BALADA DO PROFUNDO AMOR



Se for para nada ser
Que eu não seja uma, duas ou três.

Mulher, amante ou simples amiga talvez.

Que nada mais me reste se nunca mais
Eu ouvir falar a tua voz

Que se faça a noite fria e inconteste
Dos que perdidos vagam rumo ao nada

Que se faça a negra maldição
Se eu vier a te perder

Só então o desencanto
Secará meu triste e solitário pranto

Para jamais em mim, outra emoção assim, conter!

Siomara Reis Teixeira

Isolado?...

Na virada, badalada.
Quase todos na balada.
E minh'alma, abalada.

Francismar Prestes Leal

Eu soube que havia um acordo secreto, entre o quarto e um quinto acorde, de uma balada apaixonadamente piegas, nós nos beijamos. O amor se projetou em nossos peitos, olhos e sorrisos, numa sincronia que jamais sentira antes, tudo parecia bem demais, só que no mundo real, não é assim que o destino se faz.

Sua convicção era forte, mas você sempre precisou de provas. Entre desencontros e cantadas ao pé do ouvido, acabamos repetindo aquilo que deveria ser eterno. Ainda não consigo tirar da memória a imagem de você me encarando sob o luar. O trono que sempre estivera vazio, num coração congelado, oco e deformado, foi usurpado por você, simplesmente assim, incoerente, como amor sempre é no fim.

Acariciando seus cabelos no meu colo, retirando de seus lábios juras de um amor eterno, deixei que meus mais profundos flagelos fossem ocultados; era um milagre, os alaúdes no meu coração sussurravam Aleluia, a felicidade voltara a me tomar o peito. Suas costas cabiam tão bem no meu peito, meu all star combinava com sua sapatilha; o outono estava mais frio que o normal, excelente para me agarrar a você, sentir seu aroma doce se impregnar em mim, enquanto nos esquentavámos conversando sobre coisa qualquer.

Todas minhas promessas de me impregnar no desapego e na amnésia, estavam ruindo ao seu toque, como numa ação premeditada, divina., foi tudo tão rápido; o que normalmente levaria décadas, ocorreu em onzenas, erámos um do outro, e ponto final. Só que reticencias são feitas de pontos finais, um grande aglomerado dele, eu e você tornou-se nós sem obedecer as regras de espaço e tempo, acabamos sendo criminosos das leis do destino, e não ficariamos impunes por tempo demais.

Por alguns defeitos meus, e a maioria dos seus, desentendimentos se tornaram constantes. Rancor, desapego, frieza, ciúmes, falta de dialógo, inadiplência em admitir sentimentos... Uma lista grande foi se formando, aumentando, nos afastando. Eu que havia te deformado, para se encaixar no meu coração defeituoso, não te queria mais tanto assim. E o que antes era um aroma cítrico para você, adocicado para mim, se tornou sabor acre, dor pugente, agonia de um sorriso vazio. Meus olhos amendoados se tornaram desenteressados, seus olhos âmbar, viraram rancorosos.

Um hiatus se formou, simplesmente por não darmos a verdadeira importância do que estava acontecendo, você não admitia seus sentimentos, eu não procurava uma solução.

Querida, eu já estive aqui antes, eu vivia sozinho antes de conhecer você, deliciado com minha amargura enebriante, vacilando entre versos solitários, sussurando como um cafajeste embreagado, uma raposa envenenada, afugentada. Agora você nunca se mostra, porém, tenho uma certa certeza, você se lembra muito bem do dia em que entrei em você. Não foi muito desafiador, confesso, seu coração, como você mesma admite, fica exposto, do lado de fora, fácil de ver e pegar, mas eu simplesmente roubei, pois sou gatuno, raposa; um ótimo ladrão.

Entre os arcos escritos pelo destino, pelo gosto por músicas, palavras, versos, sentimentos e lírios, nos reencontramos. Só que diferente do que possam imaginar, o amor não tem marcha da vitória, é apenas intenso demais, bom em certos momentos, doloroso durante a maioria do tempo, é um frio feito para sofrer.

A nostalgia nos contempla com um sorriso de deboche; houve um tempo em que você me dizia, tudo o que realmente acontecia, mas agora, eu preciso ler você, descobrir o que fazer, não é mesmo? Mas você se lembra do bem que te fiz, quando roubei você, e aquele seu suspiro após o primeiro beijo, foi um sussurro de Aleluia.

Talvez haja um Deus lá em cima, mas tudo que aprendi sobre amor, é que ele simplesmente acontece para aqueles que aceitam quem são; é como dar a outra face para aquele que esbofeteou você; às vezes um choro que você pode ouvir toda madrugada; não é um sentimento perfeito, pelo contrário, exibe na maioria dos casos, uma tonelada de defeitos; nada mais é, que a crença num algo melhor, utópico; um suspiro de Aleluia.

Estou aqui, como sempre, olhando uma foto sua, me arrepiando ao analisar seu sorriso, re-lendo cada palavra que acho ter sido escrita para mim, para você, para nós; feito por eu, por você, por nós. Ainda resta uma esperança, entorpecida, agarrada, a um suspiro de Aleluia.

Bruno M. Tôp

Viver é como sair pra uma balada, você se arruma se produz, dança, da risadas, conhece gente nova,quem sabe não se apaixona,quem sabe não é a melhor noite da sua vida, ou você se arruma se produz e na ida você tropeça e não pode dançar,consequentemente não da risadas e na festa só tem gente chata e feia , e é a pior noite da sua vida. “... Quem sabe lidar com o sarcasmo da vida? Ou você aprende a viver com isso ou você aprende a viver com isso...”.

Lizzy

Falo que vou parar de beber mas to levando tombo na balada e nao sei porquê.

Vanessa Pimentel

A balada da melancolia

É curioso como sem o vento,tão lúgubre aparenta a arrogante árvore,cuja robustez visivelmente inabalada ,esconde sangrenta prostração por dentre as rugas de seu velho casco,que mesmo calejado por antigas tempestades,misteriosamente é ainda poroso.
Sua infrutuosidade não parece afligi-la tampouco atrista-la,a escuridão oculta por suas secas folhas,de certo segreda suas mazelas aos vis pássaros do claro estio,que não titubeantes levianamente as difunde com certo mordaz deleite.

Agatha Prado

Dinheiro não traz felicidade, mas com ele eu posso ser triste com o copo cheio e na balada.

Rosy Braga

Depois de uma certa idade, seu tipo de balada favorito é aquele 'com lugar pra sentar'.

Val Pacheco

Beber é arte, pegar ex faz parte. Beber é arte, cair na balada faz parte. Beber é arte, tratar pessoas desconhecidas como seus melhores amigos faz parte. Beber é arte, dormir com a roupa que foi pra balada faz parte. Beber é arte, não saber como chegou em casa faz parte. Beber é arte, acordar arrependido faz parte. Beber é arte, não se lembrar de nada que aconteceu faz parte. Beber é arte, perder a dignidade faz parte. Beber é arte, achar que todo mundo na balada é bonito faz parte. Enfim, beber é uma arte é só fazer sua parte.

desconhecido

VALE A PENA LER ...

Primeiramente, você chega à balada e observa que metade das mulheres estão com um vestido que parece uma toalha enrolada ao corpo, já a outra metade está com uma regata branca, um casaquinho de couro, saia alta, uma bolsa transversal e o insistente 212, mas até aí tudo bem pois o uniforme faz parte.

Não muito distante disso você vê alguns homens com uma camisa polo com “número 43” nas costas, barriga saliente e com as mulheres mais bonitas da festa. Alguns gastando dinheiro que não tem, outros gastando por gastar e outros como eu agora, pensando em como funciona tudo isso…

Nesse instante por algum motivo você se sente diferente daquelas pessoas.

Culturalmente instruídos a sempre segurar um copo na mão seguimos o nosso caminho em busca de algo que no fundo não sabemos se realmente faz sentido.

Alguns caras querendo se divertir e outros numa disputa inútil para ver quem é o mais frouxo. Frouxo simplesmente por não conseguir pegar uma mulher só com o papo, por não saber jogar esse jogo de homem pra homem, mas novamente até aí tudo bem pois cada um usa as armas que tem.

Em meio a tudo isso me pergunto: onde está a conquista? Cadê o charme, o ato de arrancar um sorriso sincero, de você ficar com a mulher por ter falado a coisa certa na hora certa, sem sensacionalismo só acho que as coisas estão perdendo um pouco da graça.

Então depois de consecutivas experiências dessas, você acaba vendo que o mundo de balada é muito limitado e o mais importante, que o que você tanto procura não está e nem estará ali. De forma alguma estou dizendo que não gosto de balada ou que balada é algo de pessoas “vazias”, mas infelizmente na maioria das vezes é isso que eu vejo, mulheres que só querem levantar seu ego e homens que acham que baixar um litro de bebida lhe faz ser o macho “alpha “da festa.

Cada vez mais as pessoas têm a necessidade de mostrar ser uma coisa que não são e principalmente terem seu ego exaltado, agora só falta elas perceberem que isso não leva a lugar nenhum.

Chegamos num ponto chave da sociedade, onde máscaras valem mais do que expressões, garrafas de bebida em cima da mesa valem mais do que apertos de mão e companhias falsas valem mais do que uma conversa sincera com a menina menos atraente da festa.

Por fim entenda que você pode ser uma pessoa super charmosa, educada, inteligente ou qualquer outro adjetivo, mas se a outra pessoa não for equivalente ela não irá perceber o quão valiosa você é.

Jarbas Santos

Bater palmas na balada é praticamente um ato com legenda: Me separei faz pouco, tenho 50 anos e não saio há dez!

Mel Fronckowiak

A pessoa especial é rara. Não lembra de você só quando quer curtir uma balada; acredita nos seus sonhos mesmo sem entender; simplesmente está ao seu lado e, mesmo sem intenção, transforma completamente sua vida. E pra não ser tão abrangente o termo “pessoa especial” tiveram a ideia chama-la de “amigo”.

Cyelen Veloso