Biografia de Virgílio

Virgílio

Publius Vergilius Maro, mais conhecido como Virgílio, nasceu perto de Mântua, na Itália, em 70 a.C. Passou por lugares como Cremona, Milão e Roma para estudar Filosofia e Retórica. Estudou com os grandes mestres da Filosofia e passou a ser protegido por Mecenas, tornando-se um poeta oficial do imperador Augusto.

Escreveu as “Bucólicas”, uma obra com 10 poemas inspirados na poesia de Teócrito de Siracusa, do século3 a.C. Não se sabe exatamente quando essa obra foi escrita, estima-se que por volta de 42 e 38 a.C.

Virgílio também escreveu as quatro “Geórgicas”, em 29 a.C., com intenção de homenagear Mecenas, seu financiador. Essa obra enaltecem a Itália e tratam de temas como lavoura, avicultura e apicultura.

Logo em seguida, Virgílio escreveu a obra que o tornou mundialmente conhecido: a "Eneida". Resumidamente, é a narrativa da viagem do troiano Enéas, filho de Vênus, a quem os deuses encarregaram de lançar a pedra fundamental de uma cidade que ficaria conhecida como Roma. Essa obra é interpretada como um elogio ao Império e dedicada ao imperador Augusto, além de ressaltar a nobreza e a divindade das origens de Roma.

“Eneida" é considerado um dos mais belos poemas. Porém, é bastante complexo e leva o leitor a repensar a epopéia e a tragédia grega. Virgílio se utilizou de fantasia e uma linguagem rica para trazer questões teológicas e morais, que não são facilmente interpretadas.

Virgílio apresentou “Eneida” à família imperial, em 23 a.C.. Mas o texto ainda precisava de alguns retoques finais e o poeta morreu, em 19 a.C., sem fazê-los.

Há uma lenda que diz que o poeta pediu aos amigos que queimassem o manuscrito de “Eneida”, para acabar com o sofrimento dos 11 anos que levou para escrever, em busca da perfeição.

Acervo: 40 frases e pensamentos de Virgílio.

Frases e Pensamentos de Virgílio

A sorte ajuda os audazes.

Virgílio

Se eu não puder mover os céus, moverei o inferno

Virgílio

O sucesso encoraja-os: eles podem porque pensam que podem.

Virgílio

Filho lego-te a virtude, a pena que não mente. Outros ensinar-te-ão a felicidade.

Virgílio

O amor triunfa sobre tudo, cedamos também nós ao amor.

Virgílio