V de Vingança

V de Vingança (no original V for Vendetta) é uma série de história em quadrinhos criada pelo britânico Alan Moore e desenhada por David Lloyd. V é um personagem fictício, mascarado, que faz uma reflexão de como seria a Inglaterra sob um governo fascista após uma guerra nuclear. Lançada em 1988 na Inglaterra, a revista chegou ao Brasil, em cinco edições, em 1989. Em 2006 a história foi levada ao cinema. A mascara usada pelo personagem virou símbolo de protesto pelo mundo
1 - 25 do total de 33 pensamentos de V de Vingança

Você usa tanto uma máscara que, acaba esquecendo de quem você é.

V de Vingança

Não existe coincidência, apenas a ilusão de uma coincidência.

V de Vingança

"Pelo poder da verdade, eu, ainda vivo, conquistei o universo."

V de Vingança

"O medo se tornou a arma principal desse governo."

V de Vingança

"Desdenhando a fortuna e abrandir sua espada fumegante em sua sanha sangrenta."

V de Vingança

"A anarquia ostenta duas faces. A de Destruidores e a de Criadores. Os Destruidores derrubam impérios, e com os destroços, os Criadores erguem Mundos Melhores."

V de Vingança

"É muito censurado mas acontece freqüentemente que com aspecto de devoção e piedade adoçamos o próprio demônio."

V de Vingança

"Lembrai, lembrai do cinco de novembro
A pólvora, a traição, o ardil
Por isso não vejo como esquecer
Uma traição de pólvora tão vil"

V de Vingança

"Estamos presos ao modelo, somos parte dele."

V de Vingança

"Um símbolo sozinho pode não representar nada, mas se todos se juntam, um símbolo pode significar muito, pode significar a mudança de um pais"

"Estás temeroso de ser o mesmo em teu próprio ato e valor de que em teu desejo? Não terás o que mais estimas , o ornamento da vida , e viverás um covarde em tua própria estima, deixando "Eu não posso" ultrapassar "eu farei", como o pobre gato no adágio?"... És um homem".

"Eis que me fiz de santo quando na verdade era o demônio"

"Esconda-me e seja meu ajudante pois tal disfarce por acaso vai tomar a forma do meu propósito."

V de Vingança

"Um homem pode morrer, lutar, falhar, até mesmo ser esquecido, mas sua idéia pode modificar o mundo mesmo tendo passado 400 anos."

"Ainda que nossa integridade valesse pouco, era tudo o que tínhamos"

V de Vingança

"Suas bombas não matam nossa fome, mas alimentam nossa desgraça."

V de Vingança

"Não se deve contar com a minoria silenciosa, pois o silêncio é algo frágil. Um ruído alto... e está tudo acabado. O povo está amedrontado e desorganizado demais. Alguns tiveram a oportunidade de protestar, mas foram como vozes gritando no deserto. O Barulho é Relativo ao Silêncio que o Precede. Quanto Mais Absoluta a Quietude, Mas Devastadoras as Palmas."

V de Vingança

Igualdade, justiça e liberdade são mais que palavras; são perspectivas!"

V de Vingança

A violência pode ter bom uso.

V de Vingança

O povo não deve temer seu estado. O estado deve temer seu povo.

V de Vingança

Espero que o mundo mude, e que a situação melhore, mas o que mais quero é que você entenda, quando digo que ainda que eu não te conheça, apesar de talvez jamais encontrar você, rir com você, chorar com você ou beijar você, eu te amo de todo coração, eu te amo.

V de Vingança

Por baixo dessa carne existe um ideal. e as idéias nunca morrem...

V de Vingança

"Voilà! À vista, um humilde veterano vaudevilliano, apresentado vicariamente como ambos vítima e vilão pelas vicissitudes do Destino. Esta visagem, não mero verniz da vaidade, é ela vestígio da vox populi, agora vacante, vanescida, enquanto a voz vital da verossimilhança agora venera aquilo que uma vez vilificaram. Entretanto, esta valorosa visitação de uma antiga vexação, permanece vivificada, e há votado por vaporizar estes venais e virulentos verminados vanguardeiros vícios e favorecer a violentamente viciosa e voraciosa violação da volição. O único veredito é a vingança, uma vendeta, mantida votiva,não em vão, pelo valor e veracidade dos quais um dia deverão vindicar os vigilantes e os virtuosos. Verdadeiramente, esta vichyssoise de verbosidade vira mais verbose vis-a-vis uma introdução, então é minha boa honra conhecê-la e você pode me chamar de V."

V de Vingança

Oque fizerão comigo me criou,
é um principio básico do universo,
que toda ação cria uma reação igual e oposta!

V de Vingança

Os artistas usam a mentira para revelar a verdade, enquanto os políticos usam a mentira para esconde-la.

V de Vingança

Eis que me fiz de santo, quando na verdade era o demônio.

V de Vingança

Idéias não são só carne e osso. Idéias são aprova de balas.

V de Vingança

Não questionei seus poderes de observação, apenas enfatizei o paradoxo de perguntar a um mascarado quem ele é.

V de Vingança

Quem? é só a forma que deve ter um porque e o que eu sou um homem de máscara. Isso eu ja notei. é claro que já; não questionei seus poderes de observação apenas enfatizei o paradoxo de perguntar a um máscarado quem ele é. mas nessa noite ospiciosa permita que no lugar de uma alcunha corriqueira eu sugira o caráter dessa persona dramática.

V de Vingança