Robson Pinheiro

Encontrado 1 pensamentos de Robson Pinheiro

A vida inteira passa o homem à procura da realização interior. No vaivém dessa sede de sua alma, costuma perder-se. Após anos de busca e de mudança de domicílio na atividade religiosa, sente-se vazio e preso a indefinível angústia.
É que a maioria dos homens procura fora de si a solução para a sua carência espiritual. Correm muito, projetando nos movimentos espirituais os seus anseios de realização superior. Não raro, costumam criar ídolos humanos, que tombam ante os primeiros sinais de conflito ou insatisfação.
A realidade da vida exige que o ser se firme nas bases sólidas do amor. Não adiantam os tumultos causados pela movimentação improdutiva. De nada vale a vida de inquietação íntima em busca da verdade se o homem não aprende a amar. É necessário que se abrigue no templo da alma e regue com paciência e perseverança as sementes do amor que ainda não brotaram no solo do coração.
Amar é amar-se.”

Do livro “Serenidade”, de Robson Pinheiro pelo espírito Alex Zarthú.
“A vida inteira passa o homem à procura da realização interior. No vaivém dessa sede de sua alma, costuma perder-se. Após anos de busca e de mudança de domicílio na atividade religiosa, sente-se vazio e preso a indefinível angústia.
É que a maioria dos homens procura fora de si a solução para a sua carência espiritual. Correm muito, projetando nos movimentos espirituais os seus anseios de realização superior. Não raro, costumam criar ídolos humanos, que tombam ante os primeiros sinais de conflito ou insatisfação.
A realidade da vida exige que o ser se firme nas bases sólidas do amor. Não adiantam os tumultos causados pela movimentação improdutiva. De nada vale a vida de inquietação íntima em busca da verdade se o homem não aprende a amar. É necessário que se abrigue no templo da alma e regue com paciência e perseverança as sementes do amor que ainda não brotaram no solo do coração.
Amar é amar-se.”

Do livro “Serenidade”, de Robson Pinheiro pelo espírito Alex Zarthú.

Robson Pinheiro