Oriza Martins

Encontrados 9 pensamentos de Oriza Martins

Como Viver um Grande Amor

Seria possível elaborar uma receita de como viver um grande amor?

Um dia, o Poetinha Vinícius conseguiu fazê-la a seu modo - divino modo!...

Mas está em cada um de nós o cerne de como verdadeiramente viver um grande amor.

Para os românticos, viver um grande amor significa estabelecer uma cumplicidade mútua e irrestrita, baseada na confiança, na paixão, na troca, na esperança, na capacidade de doar-se incondicionalmente.

Significa, além de olhar um nos olhos do outro, olhar juntos na mesma direção.

Não estabelecer limites. Em matéria de amor, o limite é não ter limites.

É saber aceitar a diferença e aceitar-se, na diferença: vivenciar a diversidade na unidade.

Tanto quanto ser fiel, é importante ser leal. Lealdade e fidelidade caminham juntas e se fundem, quando se deseja realmente viver um grande amor.

Viver um grande amor significa, especialmente, mergulhar num eterno romance... é o objetivo máximo, o maior projeto de vida dos corações românticos. O verdadeiro amor tem sabor de romance... deseja o romance... busca o romance... se realiza no romance.

E se pelo romantismo vale o amor... pelo amor vale a vida!

Oriza Martins

Paixão Ardente

Esta chama voraz que arde em meu peito
Me atordoa, me embala, me agita no leito,
Em pseudos e doces espasmos de dor...
É dor saborosa, que leva à loucura,
Que acalma, aquece, entorpece, tortura,
Insolentes e castos eflúvios de amor...

Que são estas ondas tão incoerentes,
De sons e de cores, fortes, envolventes,
De tantos sabores paradoxais?
Serão os sentidos que estão me enganando,
Ou apenas os sonhos que vão me embalando,
Em meus dias maduros... tristes... outonais?

Confesso...
... é o grito, o brado, o clamor, a explosão,
Louco sentimento mesclado em paixão,
Que sinto por ti e é tão delirante...
Que só se acalma quando adormeço
E do mundo, da vida, das dores esqueço,
No pouso encantado de teu peito amante.

Oriza Martins

“Amor e Paixão”?


Paixão é fogo, duradouro ou passageiro,
Que aquece o peito, nos inflama e satisfaz…
Delírio d’alma, que arrebata corpo e mente,
Mas de ferir, de machucar, ela é capaz.

Amor é brisa, perfumada, matinal,
Um arco-íris em matizes de ternura…
Porto seguro, nosso lume essencial,
Âncora e fonte de felicidade pura.

Rola a paixão numa ação devastadora
E o amor, num perene encantamento…
Se o tornado da paixão nos deixa marcas,
A aragem do amor alivia o sofrimento…

Porém nem sempre a paixão leva ao amor…
Também nem sempre o amor contém paixão…
Mas tendem ambos a se unir, nos confundir,
Nos instigantes meandros da sedução…

O que mais quero é para sempre equilibrar
Paixão e amor no mesmo rol das emoções…
Quero de amor à tua vida me enlaçar
E de paixão me entregar, sem restrições…

Oriza Martins

E assim, sigo curtindo

Estes ciclos do destino,

Sem pressa, até devagar...



Mais importa o caminhar
que o porto logo alcançar.

Porque a sabedoria
Do sonhador peregrino
Não consiste em chegar
Depressa a seu destino.

Consiste em querer trilhar
na tempestade ou bonança,
as veredas da esperança,
ainda que ande sozinho,
e em saber apreciar
as belezas do caminho...

Oriza Martins

Perfume de você

Um fascínio misterioso
Sensações nem sei de quê,
É poesia, é doçura,
Nenhum sabor de amargura,
É o perfume de você...

Um enigma a desvendar,
Sua chegada antevê...
Antecipa as delícias
De suas fatais carícias
O perfume de você...

Um mistério que arrebata,
Quando a gente se revê...
Mesmo após remir a chama,
Permanece em nossa cama,
O perfume de você...

Delicado e colorido
Como as flores num buquê,
Companheiro de verdade,
Em presença ou na saudade,
É o perfume de você...

Eternamente, a exalar
O amor que a gente crê...
Inebriante como agora,
Sentirei na vida afora,
O perfume de você!

Oriza Martins

* Numa relação a dois, romantismo e amor se completam... o romantismo é o tempero do amor a dois. Às vezes, apresenta-se mais picante, outras vezes mais suave, mas de qualquer forma é absolutamente delicioso!

Oriza Martins

Saiba construir o teu ninho...

Que tu vivas sempre em um ninho de amor e paz... Não o construas numa árvore incapaz de resistir às intempéries da existência, às tempestades, em galhos fracos que se quebrem ou se verguem facilmente ao sabor dos ventos. Apóia-o nos fortes ramos da ética, da sabedoria, da temperança, do amor, da fraternidade, da dignidade humana. Utiliza as ferramentas da reflexão contínua, da solidariedade, da capacidade de dar e receber amor... Que os tempos vindouros signifiquem em tua existência a construção e, se necessário, a reconstrução e fortalecimento do ninho em que te abrigas, a quem tu amas e aos que te prezam!

Oriza Martins

Bom dia, meu amor. Neste dia que
amanhece, quero desejar-te o que de
melhor possa acontecer a alguém.
Para mim, já aconteceu. Aconteceu
você em minha vida! Que posso
desejar mais para mim? Apenas
continuar te adorando! Te amo de
paixão...
Tentei medir o quanto te amo... Tarefa
impossível. Amo-te tanto que concluí
o óbvio:meu amor por ti é
incomensurável, infinito e irrestrito!
Nossas horas vividas em comum têm
mais cor, mais vida. Quando estamos
distantes, até parece que parte de
mim se foi e, nestes momentos, sinto-
me em completo desamparo,
contando os minutos para que possa
rever-te. Não me deixes jamais, amor
de minha vida!

Oriza Martins

Quando bater a saudade
De algo bom a relembrar,
Fecha os olhos e sorria
Que no céu da fantasia
Tudo aquilo vai voltar...
Tenho saudade de ti
De nossos dias risonhos,
Volta logo, eu te espero,
És o amor que tanto quero,
Estás em meus dourados sonhos.




Hoje é Dia da Saudade,
De fraternos sentimentos,
Vão daqui abraços meus
A você e todos os seus,
Que tenham doces momentos!
Meu amor, meu amorzinho,
Meu céu de felicidade,
Faz um dia que parti,
E, se estou longe de ti,
Já é um dia de saudade!


Pouca coisa se compara
A esta nossa amizade,
Um beijo no coração,
Carregado de emoção
Neste Dia da Saudade...
É grande a minha saudade,
Desde que te vi partir,
Mas amo sentir saudade,
Pois ela faz, em verdade,
A distância diminuir.
© Oriza Martins

Oriza Martins