Marquês de Sade

Donatien Alphonse François de Sade, mais conhecido como Marquês de Sade (1740 - 1814), escritor e aristocrata, marcado pela pornografia e pelo desprezo pelos valores morais.
Encontrados 20 pensamentos de Marquês de Sade

Não há outro inferno para o homem além da estupidez ou da maldade dos seus semelhantes.

Marquês de Sade

Quando o ateísmo quiser mártires, que o diga, o meu sangue está pronto.

Marquês de Sade

O meu maior desgosto é que Deus, na realidade, não exista, privando-me assim do prazer de o insultar mais positivamente.

Marquês de Sade

As paixões humanas não passam dos meios que a natureza utiliza para atingir os seus fins.

Marquês de Sade

A tolerância é a virtude do fraco.

Marquês de Sade

Tudo é bom quando é excessivo.

Marquês de Sade

A ideia de Deus é, confesso, o único erro que não posso perdoar ao homem.

Marquês de Sade

Antes ser um homem da sociedade, sou-o da natureza.

Marquês de Sade

Todo o universo poderia ser conduzido por uma única lei, se essa lei fosse boa.

Marquês de Sade

A primeira lei que a natureza me impõe é gozar à custa seja de quem for.

Marquês de Sade

Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem perigo.

Marquês de Sade

É sem qualquer terror que eu vejo a desunião das moléculas da minha existência.

Marquês de Sade

Não há paixão mais egoísta do que a luxúria.

Marquês de Sade

Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que ainda entendemos menos.

Marquês de Sade

Quem sabe se não teremos de ultrapassar muito a natureza para perceber o que ela nos quer dizer?

Marquês de Sade

...e que nada nem ninguém é mais importante do que nós próprios. E não devemos negar-nos nenhum prazer, nenhuma experiência, nenhuma satisfação, desculpando-nos com a moral, a religião ou os costumes.

Marquês de Sade

Romantico, erótico, pornográfico, vida, razão, mulher, homem.

Marquês de Sade

Mate-me novamente ou aceite-me como eu sou, por qu eu não mudarei.

Marquês de Sade

"A beneficência é sobretudo um vício do orgulho e não uma virtude da alma."

Marquês de Sade

"Nada funciona melhor que os tribunais inferiores; quase sempre compostos de idiotas, regionistas imbecis ou de falácias brutais, quase sempre seguros de que outros corrigirão sua estupidez, nada os detém quando têm de cometê-las".

Marquês de Sade