Biografia de Machado de Assis

Machado de Assis

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu no Rio de Janeiro, no dia 21 de junho de 1839. Com dez anos perdeu a mãe e não completou seus estudos. Ajudando na igreja, recebia aulas de latim com o padre Silveira Sarmento. Na padaria de Madame Gallot aprendia francês. Com 15 anos já ensaiava suas primeiras poesias.

Por falta de condições econômicas da família começou a trabalhar na livraria, tipografia e jornal de Paula Brito. Com 16 anos, publicou no jornal Marmota Fluminense o poema “Ela”, iniciando assim uma longa carreira de jornalista. Em 1856 entrou para a Imprensa Oficial como aprendiz de tipógrafo. Em 1858 começou a escrever regularmente para o Correio Mercantil. Colaborava para os jornais, Marmota, O Espelho, onde se iniciou na crítica teatral, A Semana Ilustrada, entre outros.

Por volta de 1860, Machado de Assis, com 20 anos, já frequentava os círculos literários e jornalísticos do Rio de Janeiro. Ao entrar para o Diário do Rio tornou-se representante do jornal do senado. Em 1864 publica seu primeiro livro “Crisálidas”, uma coletânea de poemas. Em 1967 é nomeado Diretor do Diário Oficial, iniciando sua carreira de funcionário público. Em 1897 foi eleito presidente da Academia Brasileira de Letras.

Tendo se dedicado a quase todos os gêneros literários, escreveu mais de 50 obras, com destaque para os romances e contos, entre eles, “A Mão e a Luva” (1874), “Helena” (1876), “Memórias Póstumas de Brás Cubas” (1881), “O Alienista” (1882), “Quincas Borba” (1891), “Dom Casmurro” (1899) e “Esaú e Jacó” (1904). Machado de Assis faleceu no Rio de Janeiro, no dia 29 de setembro de 1908.

Acervo: 389 frases e pensamentos de Machado de Assis.

Frases e Pensamentos de Machado de Assis

Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento.

Machado de Assis

Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar.

Machado de Assis

Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.

Machado de Assis

O dinheiro não traz felicidade — para quem não sabe o que fazer com ele.

Machado de Assis

SAUDADE.
Por que sinto falta de você? Por que está saudade?
Eu não te vejo mas imagino suas expressões, sua voz teu cheiro.
Sua amizade me faz sonhar com um carinho,
Um caminhar, a luz da lua, a beira mar.
Saudade este sentimento de vazio que me tira o sono
me fazendo sentir num triste abandono, é amizade eu sei, será amor talvez...
Só não quero perder sua amizade, esta amizade...
Que me fortalece me enobrece por ter você.

Machado de Assis