Kahlil Gibran

Gibran Khalil Gibran (6 de janeiro de 1883, Bsharri, Líbano - 10 de abril de 1931, Nova Iorque); poeta libanês-americano.
Encontrados 10 pensamentos de Kahlil Gibran

Se você revelar os seus segredos ao vento, não pode culpar o vento por revelá-los às arvores.

Kahlil Gibran

Caminho eternamente por essas praias, Entre a areia e espuma. A maré alta apagará minha pegadas, E o vento soprará a espuma. Porém o mar e a praia permanecerão eternamente.

Kahlil Gibran

Deus não trabalha mal. Ele nos dá razão e o conhecimento de modo a que possamos estar sempre em guarda contra as armadilhas do erro e da destruição. Abençoados são aqueles a quem deus conferiu o dom da razão.

Kahlil Gibran

Uma pérola é um templo construido pela dor á volta de um grão de areia.
Que nostalgia nos construiu o corpo e á volta de que grãos?

Kahlil Gibran

Tu és cego e eu sou surdo mudo,
toquemo-nos com as mãos e compreendamo-nos.

Kahlil Gibran

A amizade é sempre uma doce responsabilidade,nunca uma oportunidade.

Kahlil Gibran

Você reza na sua aflição e na sua necessidade; quisera que você rezasse também na plenitude de sua alegria e em vossos dias de abundância.

Kahlil Gibran

‎A morte deixa uma mágoa que ninguém pode curar, o amor deixa uma memória que ninguém pode roubar.

Kahlil Gibran

Eu lavo as minhas mãos em relação àqueles que imaginam que falar seja conhecimento, que silêncio seja ignorância, e que simpatia seja capacidade.

Kahlil Gibran

Amai-vos...

Amai-vos um ao outro,
mas não façais do amor um grilhão.

Que haja, antes, um mar ondulante
entre as praias de vossa alma.

Enchei a taça um do outro,
mas não bebais da mesma taça.

Dai do vosso pão um ao outro,
mas não comais do mesmo pedaço.

Cantai e dançai juntos,
e sede alegres,

mas deixai
cada um de vós estar sozinho.

Assim como as cordas da lira
são separadas e,
no entanto,
vibram na mesma harmonia.

Dai vosso coração,
mas não o confieis à guarda um do outro.

Pois somente a mão da Vida
pode conter vosso coração.

E vivei juntos,
mas não vos aconchegueis demasiadamente.

Pois as colunas do templo
erguem-se separadamente.

E o carvalho e o cipreste
não crescem à sombra um do outro.

Kahlil Gibran