Eu sou meiga porra

Encontrado 1 pensamentos de Eu sou meiga porra

Pensei em você hoje. Lembrei da gente daquele jeito que dá uma pontadinha no coração, sabe? Não era saudade, porque o jeito como terminou não me permitiu guardar vontade de voltar no peito. Foi tão bom enquanto foi e eu sinto tanta pena de você. Vi seu potencial tão de perto e você preferiu se acovardar pra vida, mais uma vez- que desperdício. Não sou egocêntrica e acho que a vida sou eu, se você estiver me lendo, vai saber exatamente do que eu tô falando. Zona mortífera de conforto. Tédio e um chão firme, que não te faz tirar os pés dele nem por um minuto. E que graça tem viver, se a gente não pode voar? Não sou do tipo que se arrepende e dessa vez não foi diferente, mas, o desperdício de tudo que você poderia ter sido ainda me causa algum desconforto. Chegou tão cheio de coragem, tão soltando os pesos, sem olhar pra trás ou pensar duas vezes. Mal acabou o primeiro tempo e você voltou tremendo, recolhendo os pertences caídos pelo chão. Eu, que sempre procuro esperar coisas ruins das pessoas, confesso que não esperava tanta covardia. Pelo menos não tão súbita. Parecia contraditório demais pra ser possível, mas covardes não se contradizem, só voltam atrás, pra vida estável e mais ou menos de sempre. É que eu não tô acostumada com esse tipo de gente. Por todo esse tempo me culpei por ter me permitido gostar, como eu gostei, de alguém tão raso e previsível. Mas, escrevendo esse texto, me libertei da culpa: eu, mais uma vez, acreditei na fé e na coragem no amor, que toda pessoa deveria guardar no peito. E isso, ah, isso impulsionaria a pessoa mais monótona do mundo a virar a vida de cabeça pra baixo, de um dia pro outro, porque ser feliz é a maior dádiva desse mundo. Eu erro muito, eu erro sempre, mas isso...isso não é um erro meu.

Eu sou meiga porra