Eduarda Morgado

1 - 25 do total de 125 pensamentos de Eduarda Morgado

- O que dói não é o fato da pessoa que você gosta não sentir o mesmo por você, é saber que ela vai sentir por outra pessoa o que você sente por ela, e você, que sente na pele aquele sentimento, sabe como ele vai se sentir, e sabe também que quando acontecer, vai ser irreversível.

No meu caso, isso me dói sim, mas o que me machuca mais não é isso. O que me machuca é olhar pra trás e ver que o sentimento que eu tenho hoje por ele, já foi o mesmo dele por mim. Nós compartilhamos em algum momento. Hoje eu sinto frio na hora de dormir, mas eu lembro de uma noite que dormimos abraçados sussurrando coisas que ninguém vai saber. Eu lembro que fechei os olhos e uma de suas mãos estava me enlaçando o ombro e a outra estava em cima da minha mão, e eu estava lá, feito um bebê dormindo no peito dele, sentindo aquele vai e vêm da respiração quente na minha nuca. Lembro também de uma uma vez que eu estava perdida nos meus pensamentos, alheia a tudo que estava em volta, ele simplesmente pegou a minha mão, sem que ninguém notasse. Senti meu corpo tremer e tudo se resumir simplesmente naquele toque. Ele sorriu... sorriu pra mim.

Mas hoje em dia, ele sorri... mas não é pra mim que ele sorri. Costumo dizer então que nós passamos muito tempo viajando, eu e ele. Viajamos e fomos felizes, ele era meu e eu era dele, ele sabia que eu era a garota dele. Todas os dias eram de beijos e sorrisos, que compartilhamos experiências e que fomos tudo um para o outro, que juramos jamais nos perder, que o brilho do nosso olhar não ia embora... Mas um dia... tivemos que voltar. Ele não esqueceu meu nome e meu número, ele ainda lembra de mim, mas ele se esqueceu do nosso sentimento, do jeito que eu sorria quando estava com ele, do jeito que ele se sentia feliz quando estavamos juntos.


Não sei dizer, meus caros, se tudo não se passou de uma grande ilusão, ou confusão... ou experiência. Carrego comigo bons momentos, e são eles que me machucam.

Eu ainda lembro quando estava deitada no peito dele, eu disse com a voz chorosa:
'' é que eu tenho medo de perder você.''
E ele pensou um pouco antes de responder...
'' Você nunca vai me perder''

ele mentiu

Eduarda Morgado

Ele estava completamente alheio da minha presença, já eu, estava completamente ciente dos seus atos, e no meu próximo ato. Minha presença, até então desconhecida, foi revelada quando coloquei-me de pé na porta da cozinha, à sua frente. Olhamo-nos como sempre, com aquele ar de implicância no ar. Ele sabia que meu próximo ato seria irritá-lo, como forma da minha diversão. Tomei-lhe o pacote de biscoito que se encontrava semi-devorado em sua mãe. Sua reação foi a mais do que esperada, no instinto de somente combater a minha superioridade do momento, esquecendo-se do valor real do biscoito, ele empurrou-me contra a parede, tentando tomar-me o objeto de briga. Seu corpo e o meu estavam juntos, e seu rosto bem perto do meu, sua força me tirava a vontade de continuar naquela implicância sem fundamento. Num gesto bruto como tal, empurrei-lhe na primeira porta que tive chance. Acabamo-nos no banheiro, com as luzes apagadas e ainda brigando pelos biscoitos, que só eram, agora, uma desculpa para testar nossas forças. No fundo, eu sabia que ele tinha mais força que eu, fisicamente, porque quem cairia tão fácil numa implicância como essa? Quem tem seu ego tão ferido só por causa de um biscoito? Quando eu já estava exausta e a respiração estava falhando, ele tomou de mim o pacote, com um sorriso vitorioso no rosto. Eu não ia deixar por aquilo. Eu comecei então eu ia terminar. Acabei por fechar a porta e trancar nós dois lá dentro, com as luzes apagadas. Mesmo estando escuro, eu via seus olhos duvidosos nos meus, que estavam maliciosos. Ele parecia uma criança, mas de criança fazia-se só sua aparência. Porque dentro dele tinha um coração maduro, idéias feitas, porém, uma mente confusa e perturbada. Voltando para implicância, mandei-lhe me devolver os biscoitos, mas ele negava-se, como esperado. Havia algo no ar que me desconcentrava, respirei fundo, então notei o perfume dele no ar, me confundindo da minha meta. Por puro instinto, fui para cima dele para pegar de volta o que me pertencia, ele jogou-me de novo contra a parede e me prensou lá. Sem me debater, sem brigar, sem respirar. Seus olhos estavam nos meus e minha boca muito perto da sua, eu podia sentir o gosto do seu hálito. Tudo ao redor ficou mais escuro, e eu senti meu corpo todo perder a força, meu coração acelerou. De repente, eu só senti que não era mais o gosto do seu hálito que eu sentia, e sim a sua boca na minha. Seus lábios eram quentes, e mesmo estando acostumada com eles, eu me perdia. Suas mãos passavam pelas minhas costas, meu cabelo, meu pescoço, tudo que ele sabia que pertencia a ele. Eu, do meu lado, só tentava trazer o corpo dele pra mais perto do meu, iludindo-me que fisicamente aquilo seria impossível. Mas por outro lado, estávamos sendo um só ali, mesmo sentimento. Não havia o que perder, não havia o que ganhar... Por fim, nenhum dos dois ganhou.

Eduarda Morgado

Com 15 anos desejo muitas coisas e temo muitas outras. Com 15 anos já me machuquei bastante, e sorri muito também, e ainda assim, descobri que não sofri nem a metade, e não vivi quase nada ainda.


Tenho mil e uma coisas pra dizer, mas nenhuma palavra sai certa. Queria dizer que não me arrependo dos meus erros, porque se não fossem por eles, eu não seria tão forte e tão madura. Certo, não sou tão madura e muito menos tão forte, mas sou o suficiente para aprender que não devo prender ninguém ao meu lado e a deixar que as pessoas decidam se querem ou não ficar, e também que por mais que a ficha demore a cair, eu não posso obrigar que alguém me ame, por mais que meu sentimento seja forte e verdadeiro. Pudera eu dizer também que o seu sucesso é pelo o que eu mais rezo a noite e o quão adorável você consegue ser. Tantos vão querer te machucar, e vários outros irão te proteger, e você sabe em qual lado eu vou estar, não é?


De você, juro, que só vou levar coisas boas. Nenhuma mágoa, nenhum rancor, porque é disso que se fazem os sentimentos bons, mesmo eles sendo rejeitados. Eu mudei meu mundo para poder te dizer isso, e não dizer ao mesmo tempo. Por mais que não haja um sentimento recípocro, por mais que eu não possa pedir pra você ficar do meu lado e para segurar minha mão e dizer que vai ficar tudo bem, eu quero o seu bem e a sua felicidade.

Acho que não temos tempo para parar e discutir isso, diga o que disser, diga o que quiser, mas não há como mudarmos os fatos. Eu queria mais tempo para poder te dizer essas coisas, mas não tenho. Purifiquei meu coração e perdoei meus erros para poder dizer, que sinceramente e mais do que nunca...

eu te amo.

Eduarda Morgado

Um coração partido faz parte. Se apaixonar pelo melhor amigo faz parte. Ter uma melhor amiga faz parte, e ter milhões de outras também. Chegar em casa chorando por um dia no colégio não ter dado certo faz parte. Brigar com seus pais por coisas fúteis, acordar com uma espinha, ter um ódio mortal da sua irmã, ouvir mil e uma besteiras da sua amiga faz parte. Cair e tropeçar, ver e chorar, sentir e sorrir, assistir e emocionar, crer e receber, errar e perder, amar e quebrar, tudo isso faz parte. Ninguém está salvo, não crie barreiras para vida que está ai fora, porque a vida não é e nunca vai ser boa com você. Então, cabe a você deixar tudo mais confortável possível. Não deixe as amarguras das revistas de beleza te colocarem no chão, acorde de manhã e não repare de imediato no seu cabelo, nem numa espinha monstro. Imagine. Isso! Imagine! Imagine o tempo que você está perdendo em frente ao espelho acertando cada defeito seu, imagine como há alguém, onde que que seja, nesse exato momento pensando em você! Ninguém está livre das tristezas, assim como ninguém é imune para as alegrias! Sorria, simplesmente sorria, não sorrie simplesmente para fotos... Sorria pra si mesmo, para seus amigos, mostre o quão o seu brilho faz efeito e note como as pessoas as sua volta ficam radiante com o seu charme! Ah, quando a vida te deixar pra baixo... fique lá durante um tempo, o suficiente para notar que estar na depressão é perca de tempo. Se você tem amigos, você tem tudo! Se você tem amor próprio, você conquista o mundo. Valer e crer, não adianta você olhar pro céu e não lutar pra chegar até lá. O céu nunca vai se mover até você... então porque você não vai até ele?

Eduarda Morgado

Se eu realmente fizesse parte, ou se eu tivesse a capacidade de fazer parte, eu não sentiria? Quando você está em algum lugar que realmente te aceitam, você não se sentiria em casa, confortável? Se sim, porque eu me sinto tão por fora, tão deslocada? Por que enquanto todos estão vindo falar comigo, eu não me sinto bem? O que está faltando para que tudo ao redor seja mais sustentável?


Sinto falta dos meus velhos amigos. Eu sei que nenhuma distancia acaba com uma amizade verdadeira, mas eu sinto tanta falta dos meus bastardos. Sinto falta de ser tão bem recebida, das pessoas gritando por mim, das piadas que nós mesmos inventávamos das risadas longas e sem nexo, dos abraços, das minhas amigas, dos meus segredos, das corridas, dos aconchegos, os carinhos...


Saudades daqueles que entendiam realmente minhas piadas, meus problemas, meus tombos. Aqueles que eram amigos de verdade, que estavam comigo acima de tudo, da diversão ao sofrimento. Eram amigos que eu chorei muito, e ri mais ainda. Pessoas perfeitas nas suas imperfeições, aquelas que realmente ouvem palavras sinceras de mim.

Eduarda Morgado

- Juro que a cada beijo que você me deu, eu estava perdendo o fôlego, mas sem me importar, eu continuava. Aproveitando e devorando cada minuto daquele nosso grande e pequeno momento. Te digo que minha cabeça dava inúmeras voltas e sempre acabava voltando em você. Te juro ainda que a ardência da sua boca, a textura da sua pele e os seus sussurros no meu ouvido tiraram de mim toda a esperança que eu tinha de te esquecer.

Enquanto sua respiração estava regulada e você dormia feito criança, eu fiquei a admirar o ''vai-e-volta'' do seu peito. Desejei, então, que naquele momento, estivesse sonhando comigo, e desejei também que seu sorriso nunca se apagasse, que seus beijos fossem só meus, que seus braços apenas me envolvessem e que a sua felicidade fosse intensa.

As estrelas brilham com você, o Sol tem inveja do seu sorriso e a Lua tem orgulho da sua beleza. Enquanto eu amo isso tudo, em cada pedaço, em cada detalhe. Tanto nas coisas mais banais, quanto nas mais grandiosas. Apenas te amo...

''O amor por uma pessoa deve incluir os corvos de seu telhado.''

Eduarda Morgado

Eu admito que já estive apaixonada, admito que já gritei ao mar para que trouxesse alguém pra mim, olhei para o céu e desejei ele aqui, que rezei por ele e que mudei caminhos para o encontrar. Eu estive apaixonada por um cara que era mais do que eu pensava, era melhor do que qualquer coisa que eu pudesse definir. Um sorriso que te fazia chorar de tanta inveja, uma voz que fazia você se odiar por ser tão normal. Era um garoto que não sabia o quão maravilhoso era, o quão perfeito e lindo podia ser nos mínimos detalhes. A sua inocência e a sua ingenuidade, com uma leve pitada de responsabilidade e maturidade, sustentavam a sua pose perfeita. Eu estava completamente e inexplicavelmente apaixonada por ele, pela pessoa que ele era, por seus atos, por suas palavras, não só por sua aparência incrivelmente exuberante. Mas eu já não sei mais. Eu não sei mais o que acontece, não sei o que aconteceu. O brilho total dessa minha estrela foi se apagando. Ele se tornou algo tão superficial, ligando só para sua aparência, para o que as pessoas diziam sobre ele, tão dependente. Hoje em dia, ele recebe a opinião de quem ele julga ser superior a ele e pisa em quem ele julga ser inferior. Aquele pelo qual eu me apaixonei foi se tornando levemente numa imagem, somente imagem. Não há conteúdo, não há sangue correndo, só imagem e um sorriso sem por que. Eu o vejo e já não sinto minha pele arrepiar, e tenho até mesmo medo de estar ao seu lado. Já não sei se ele reconhece a palavra amor, e ainda duvido que goste dessa situação em que se encontra.


Não sei o porquê escrever disso, não é que me incomode, além de que, eu mesma nem sei se ainda sou apaixonada, e nem vou procurar saber, deixo isso quieto aqui dentro do meu peito, quando tiver que ser desenterrado, será. Mas é que eu simplesmente não entendo. Ele arrancou de si próprio, toda a beleza de um anjo?

Eduarda Morgado

Você é muito clichê e tão tudo pra mim, tendo problemas consigo mesmo. Eu sempre estarei aqui, sempre pra te ajudar, apesar de você pertencer a outra pessoa. Eu caminho mil léguas e sempre acabo do seu lado, e por mais que eu tenha te tido por minutos, eles foram o suficiente para me deixarem aqui por anos. No fundo, eu me importo de passar todos os dias do seu lado, até mesmo quando a chuva está caindo, mas passo. Porque eu não sinto que possa fazer algo para isso mudar.

- Eu vejo lágrimas invisíveis nos seus olhos e sinto um aperto no seu coração. Às vezes eu acho que devo perguntar se você quer ser feliz do meu lado e ser amado, mas eu sei que seu coração não está ali, comigo. Sei que nenhuma dessas milhões de palavras te farão entender que ao meu lado você estaria mil vezes mais feliz, e mesmo que te fizessem entender, você não iria querer.

- Por mais que seja lindo o jeito que você amadureça, e por mais que você venha confiar em mim para contar milhões de coisas, eu ainda assim não estou feliz, porque eu quero te abraçar e dizer que a dor vai passar. Mas o que se há de fazer? Assim como seu coração não me pertence, meu coração também não pertence a outro alguém. Não posso desafiar a lógica, a linha.

- Então quando eu te pedir pra ficar do meu lado, fique. Porque eu estou somente tentando recompor os pedaços para poder sorrir pra você, daí, quando eu sorrir, sorria também.

Eduarda Morgado

Olha como o céu está bonito hoje, eu lembro de cada detalhe do seu rosto. É um toque tão leve, a brisa me levando para um novo sonho. EU imagino você aqui do meu lado, sinto seu perfume e ele é mais doce do que uma avalhance de morangos. Estou flutuando em memórias perdidas e seus olhos estão me guiando, como numa música. Sinto o ritmo de quando você estava aqui, seu toque tão quente queima meu sorriso e ele se torna tão bobo. Amor, eu te pedir pra ficar, mesmo sabendo que você tinha que ir para casa. Vou continuar aqui esperando e guardando seu lugar nessa sombra. Essa brisa foi feita para nós dois.


Você não precisa sentir medo do escuro, pois toda escuridão precisa de uma luz para existir, assim como minha voz precisa da sua boca, e meus olhos precisam da sua presença.


Não contenha seus sonhos perto de mim porque nossos sonhos sustentam nosso mundo.


Essa noite você não vai poder domir sozinho, porque eu simplesmente não quero. Deite aqui do lado e bote seu rosto perto do meu e sinta eu embriagando cada parte do seu corpo com risadas, conversas, sorrisos. Eu sei que temos que temos ir para casa, mas eu não quero ir pra casa essa noite. Meu coração pode ser nossa moradia, mesmo sabendo que ela não poderá nos salvar de todos os terremotos insanos e trovoadas barulhentas, mas ele te guardará, nos guardará, e sustentará cada felicidade nossa.

Eduarda Morgado

A cada dia que vou vivendo, aprendo que a dor é algo tão inevitável quanto nascer ou morrer. Tão inevitável, tão improvável, tão difícil. Não sou acostumada com a dor, não vou e nem quero me acostumar a algo ruim, MUITO menos então, conformada, não posso me conformar com algo tão injusto. Não acho certo alguém tapar os olhos por estar com medo, pode até ser egoísmo da minha parte, mas o medo irracional de outra pessoa me machuca. Sei que essa pessoa não tem o dever de me proteger, e não tem também a intenção de me machucar, pelo contrário. Sei que nela eu posso confiar a minha vida, meus olhos e meu sorriso, somente pelo fato de ser o motivo disso tudo. Sinto me perder naqueles olhos castanhos. E quando me pego, estou o encarando, sem conseguir desviar o olhar. Como pode haver maldade naquele olhar? Como pode dali, daquela criatura tão indefesa, sair o meu maior sofrimento... e maior amor? Porque eu não consigo simplesmente fechar meus olhos que nem ele e fingir que não está acontecendo nada? Eu quero esse poder, eu quero ter essa força de fingir! Não estou sendo covarde, nem estou sendo infantil, mas nem sempre devemos num jogar no mar, ainda mais se não sabemos nadar! Já mergulhei uma vez, e por fim, desmaiei na praia. Não vou me jogar lá de novo, não sozinha.

Eduarda Morgado

Eu penso em cada noite que passa em como fazer aquele lindo sorriso brilhar e me machuca pensar que um dia ele possa apagar, eu não posso deixar isso acontecer. Tudo é tão vivo na minha memória. Isso é o que chamamos de amor, chame do que quiser, mas eu quero a sua felicidade, durante uma vida, durante todo o tempo. Não deixe sua alegria ser abalada e que seu corpo perca a força. Serei leal aos meus sentimentos até a última estrela cair. Eu não vou embora, diga o que disser, mas eu vou ficar! Até o fim dos tempos, eu preciso disso, eu preciso só disso, e enquanto eu precisar, isso será eterno. Porque eu não imagino sem você, não quero imaginar minha vida sem sua conversa e sem sua voz. Não quero imaginar a dor que dispersaria no meu coração, porque eu preciso de você, eu preciso de você, então não vá embora também. Seja pra sempre meu amigo, até os fins dos tempos, até o fim dos dias, e tudo ficará bem. Seja pra sempre meu querido e fiel amigo, porque eu te amo e amo cada pedaço da sua memória viva em mim, pulsando mais a cada dia. Peça-me um abraço quando o mundo te jogar no chão, me peça um colo quando o mundo lhe disser um não, porque nada me faria mais feliz! Eu estarei aqui por você, porque você é meu amigo e eu te amo tanto!Mesmo não sendo amor de amigo, eu te amo e vou saber lidar com isso. Porque você não precisa de uma namorada, você precisa de uma pessoa fiel, e eu serei uma delas. Então quando ninguém mais quiser te ouvir, eu estarei aqui!Eu não vou embora, diga o que disser, mas eu vou ficar!

Eduarda Morgado

Eu olho pra você como se não tivesse mais nada ao redor para me alegrar, te olho mesmo quando estou de olhos fechados. Tenho pensando em você mesmo sem pensar, protegido você mesmo sem te tocar, amado você sem ao menos te beijar. Fico boba em como ver que a única coisa que eu faço de certo e bonita é a coisa que mais me machuca.

Poderia eu simplesmente te largar de mão e fingir que você é só mais um que anda na rua quebrando corações, também eu poderia lutar pra te ter pra mim, de novo. Mas não, chega a um ponto que não pode nem ser chamado de ''derrota'', nem ''fracasso'', e sim de ''consciência''. Algumas pessoas vivem falando que se deve lutar por amor, que sempre se conseguirá. Mentira. Amor é questão de sorte. Pessoa sortuda é aquela que amou e foi amada pelo mesmo. Podemos sim lutar por amor, vai ser difícil e sufocante, mas simplesmente vai chegar uma hora que você vai ver que está mais sofrendo do que amando, e isso NÃO VALE a pena! Dai você se torna um azarado, pois está amando sem ser amado pelo mesmo. Dai você sofre.


Eu já passei dessa fase, pelo menos, deixe que pensem que passei. Não vou ficar chorando na frente de ninguém, nem expondo meus sentimentos tristes. Até mesmo quando se finge que está feliz, você faz alguém do seu lado feliz... e isso de certo modo, te deixa feliz.

Eduarda Morgado

Eu sei que seus olhos estão em mim, mesmo sem estar. Eu sei que sou algo perfeito pra você, mesmo que você ainda não tenha notado. O que temos é raro, eu te admiro e você não vive sem mim, só não sabe disso. Eu até poderia te fazer ver o tempo que estamos perdendo brincando de ser amigos. Já perco tempo demais pensando em você e no que você anda fazendo, eu sei que você em algum minuto pensou em mim, mas no fim sempre sabemos que há uma outra pessoa pra te roubar o pensamento, né?

Eduarda Morgado

O meu amor tem sonhado com um perfume que não é o meu. Tem sentindo o frio da ausência de um corpo que não é o meu. Meu amor sente a falta de segurar uma mão e olhar nos olhos de alguém que não sou eu. Ele suspira e sonha acordado por um alguém que não sou eu. Tem se perdido em desejos secretos e se consumido de imaginações, perdido a calma e o sono em busca de um sonho. Meu amor cresceu e aprendeu o sentido da palavra amar, não comigo, mas aprendeu. Ele chorou a noite, molhou o travesseiro com lágrimas, lágrimas que não estavam sendo derramadas por mim. Meu amor está amando pela primeira vez, e o amor dele quebra seu coração todos os dias...


Meu amor tem ido embora da minha vida, sem ao menos notar, tem me feito chorar sem ao menos saber. Pobre amor meu, mal sabe a dor que me causa com o seu amor. Amor que você guarda pra outra pessoa, que não sou eu.

Eduarda Morgado

Está faltando ar, nesse exato momento, está faltando ar dentro do meu peito, está faltando motivo pra continuar a tentar respirar. Há algo doendo, doendo dentro de mim, algo que insiste em bater e bater. Bate mais nada faz, além de doer. Lágrimas são secas e jardins não são floridos, amor não te deixar feliz quando não é recíproco. Me julgo, me chateio e tomo decisões, nada passa de superficialidade de momentos, porque sabemos que sempre serei levada ao mesmo ponto, a dor de amar. Dor que me tira a tranquilidade e o sono, que me faz andar por andar, sem nem ao menos sentir o chão. Não sinto nada em volta, não sinto ar, não sinto luz, não sinto calor, nem frio, não sinto nada, só dor no meu coração.

Eduarda Morgado

- Escrevi uma carta, e era uma carta de amor. Meus olhos estavam pesados e minhas letras caiam sobre o papel, eu as jogava lá e elas se arrumavam, pois se eu fosse arrumá-las, nada de bom saíra. Graças a Deus as minhas palavras não são como eu, confusas. Elas sabem o que querem e o que sentem, já eu não sei o quero e sim o que sinto, e isso não é suficiente para escrever uma carta de amor. Uma carta de amor tem que ter começo, meio e fim, assim como qualquer outro texto, mas uma carta de amor na precisa ter lógica, clareza e muitas vezes nem um destinatário. Algumas têm destinatário, e não chegam até ele. Algumas dizem as coisas mais lindas do mundo, outras não dizem nada, mas somente com o ''eu te amo'' , se tornam uma carta de amor.


Eu escrevo na minha o seguinte:


'' Amor, andas meio triste, ou impressão? Andas meio quieto, sem expressão. Preocupo-me com o que aconteces dentro de ti e te atormenta, apesar de saber do que se trata. Teu amor ainda não lhe deu notícias? Teu amor ainda não lhe jurou eterno amor? Oh, pobre amor meu, por que andas a sofrer se eu estou aqui? Por que meu amor não é o suficiente pra te deixar feliz? O que me falta? Tu me falaste tempo atrás que o problema não era eu, e hoje em dia nem tem noção do meu amor. Se o problema era você, por que não se resolveu e veio até mim, e sim preferiu procurar por um alguém que não lhe quer bem?
Apesar de chorar por alguém que não seja eu, eu enxugo suas lágrimas, me faço forte pra ser tua amiga, mas amor, acima de tudo, sou mulher, e dentro de mim bate fraco e fortemente um coração, por você.


Eu te amo. ''


Pena que você não leu minha carta, não porque eu não tenha tentado te entregar, e sim porque você não quis ler.

Eduarda Morgado

Eu sou uma mistura, eu sou o seu oposto, sou tudo que você odeia e ama, sou o que te completa e te desanda. Sou o que te trás a vida, que te dá sentido, que lhe dá abrigo. Sou alguém que te ama, que te apóia e te despreza. Alguém que te abraça, te bate e te beija. Alguém que vai te bater contra a parede e jogar na sua cara o quão errado você é, alguém que você pisa e diz que nada faço. Sou alguém que te beija, te aconchega e te consola, sou aquela que você não vive sem, e que por você ainda chora. Aquela que vai te deixar num caminho escuro, mas estará lá na frente para você desabar seus medos, aquela que vai te pedir ajuda e apelo. Sou você em outra versão, piorada em termos, e melhorada em outros. Sou aquela que você vai procurar quando nada fizer sentido, aquela que não vai te dar sentido, mas que vai estar aqui pra te acalmar. Sou alguém que não te trará respostas, e nem ajudarei a fazer as perguntas certas. Sou alguém que não vai agüentar te ver sofrer, mesmo que você mereça. Sou aquela que você ama da forma errada, que te ama da forma errada. Aquela que vai sonhar com você e se odiar, te odiar, mas ainda assim, você vai me amar, eu vou te amar. Sou alguém que você vai querer tocar e sentir, aquela que você vai querer por perto. Aquela que estará por perto, mas o seu ''perto'' vai ser diferente do meu ''perto'', porque o meu ''perto'' você deseja com outra pessoa. Você pode me amar de mil maneiras, menos da minha maneira. Eu posso te odiar de mil maneiras, menos da maneira certa.

Eduarda Morgado

- Eu não peço desculpa por nada, talvez eu agradeça. Agradeço a tais acontecimentos que me fizeram enxergar muitas coisas, e certas pessoas que protagonizaram eles. Obrigada as pessoas falsas e sinceras. Vejo hoje que ninguém é totalmente confiável, muito menos eu mesma. E nas poucas pessoas que confio, ainda assim tenho que manter meu cuidado. Eu sou minha pior inimiga, e quem sabe minha melhor amiga. Quando olho pra frente, agora, olho com mais clareza as coisas. Eu realmente estava sofrendo? Ou eu estava com medo? Era medo, medo de perder a poesia e a música que criei dentro de mim, medo de me perder de quem eu sou, ou queria ser, ou quem eu queria que as pessoas vissem que sou. Não era amor, de fato, era costume. Eu estava tão acostumada a somente amar uma coisa, adorar uma só coisa que achei que aquilo fosse realmente necessário acima de tudo. Tudo ficou mais claro quando eu descobri que não preciso viver de um costume, posso criar outros e me adaptar a eles, e de preferência, os bons. Não me refiro aos bons costumes da sociedade, e sim os bons costumes que constroem um caráter digno.

Ninguém precisa de amor pra ser feliz, alguns mentalizam isso, mas não precisam. As pessoas constroem em outras pessoas sonhos, sem realmente saber se elas mesmas são capazes de realizá-los.

Não tenho nada a oferecer além da minha companhia e da minha tentativa de sinceridade, mas a verdade é que enquanto eu tentar ser algo pra você, eu também estarei tentando ser algo pra mim, e tentando te tornar algo pra mim.

Grandes sonhos são feitos de grandes quedas, mas grandes quedas são feitas de grandes lições.

Eduarda Morgado

Quando você tem algo na cabeça e não consegue tirar? Você se desespera, fica sem ar, sufocado? Quando tudo chega ao um fim descontente e não definido, você se sente fraco por ter perdido? Acha que a culpa é sua por não ter lutado, por não ter corrido, por não ter saído antes? Você se sente um perdedor, mesmo sabendo que tudo isso iria acontecer? Você se iludiu ao ponto de achar que poderia mudar tudo, acreditou com tanta força que viveu outra realidade? Você está vendo desmoronar na sua frente um sonho não construído? Você amou alguém que não podia ser seu e no fim perdeu a confiança, a força, e... o sorriso dela?

Ninguém sabe como foi ter ficado anos presa em mim mesma, como foi sofrer anos por alguém que não aceitava meu amor. Como eu estava acabando comigo mesma, como eu estava deprimente! Agora, quando eu acho um motivo pra sorrir, um motivo pra ser algo, seguir em frente, uma pessoa que me faz sentir bem como eu não me sentia faz anos, todos criticam? POR QUE? EU ESTOU TÃO FELIZ! NÃO ESTOU MACHUCANDO NEM MAGOANDO NINGUÉM, DEPOIS DE TANTO TEMPO EU ME SINTO LIVRE, COM UM SORRISO VERDADEIRO E COMPLETO NO ROSTO! E isso é errado? Ser tão feliz é errado?

Eduarda Morgado

Eu queria muito te dizer que eu preciso de você pra seguir em frente, que você tem tomado conta dos meus melhores sonhos. Meu amor, brilhe, brilhe como nunca, apesar de estar me cegando, não há nada mais que possa me iluminar, além de você. Sorria, meu amor, como se nada importasse, porque eu já cheguei no fim da linha, e nada realmente importa, além de você. Sempre que você gritar, eu espantarei seus demônios, sempre que você chorar, eu vou enxugar cada lágrima sua. Perdoe-me se não consigo ser diferente, perdoe-me por te amar tanto, é que, amor, não há nada que eu saiba fazer melhor... Sempre que você achar que perdeu tudo, lembre-se que eu sou algo, sempre que você quiser alcançar algo, pegue-me na minha mão, eu estarei com você... Pegue-me na minha mão... não vá embora, por favor.... Eu acho que quebraria se perdesse a minha razão, perdesse você, eu acho que nada mais faria sentido, eu sou feliz com você 

Eduarda Morgado

Ser normal é tão raro, que até seria divertido. O chato que até o ''normal'' se tornou estranho. Todos nós somos estranhos, então parem de rotular uns aos outros, notem seus próprios umbigos, vejam que ao olhar de outras pessoas, vocêS também são estranhos assim como elas são pra vocês. Vocês não entendem a roupa deles? Engraçado, eles também não entendem a de vocês. As gírias, os cabelos, as festas, tudo é muito superficial no mundo de hoje, eu sou superficial, todos nós somos. Estranhamente superficiais e carentes de atenção. TODOS querem atenção, a qualquer hora, seja de quem for, ninguém é bom o suficiente pra viver sozinho, há aqueles que se humilham por atenção, há aqueles que somente ganham. Não há muito sentimentos verdadeiros no mundo, na minha geração, eu tenho consciência de que grande parte está perdida, e talvez eu faça parte, inclusive meus amigos, mas de uma coisa eu sei, pelo menos uma vez na minha vida eu tive um sentimento sincero, mesmo que ele esteja sendo desperdiçado, eu não vivi em vão.

Eduarda Morgado

As horas vão passar devagar e eu ainda estarei feito boba pensando em você. Há meu tempo de ir embora, há meu tempo de lembrar quem sou, mas eu simplesmente esqueço, tudo em volta se apaga. Esqueço quem foi, o que sou e o que quero ser, só me recordo do som da sua voz dizendo lentamente como as coisas podem dar errado, e logo depois, do som da sua risada, não ligando pra nada disso. O tempo é nosso, o que vem depois é consequência, mas toda a consequência é aturável se eu tiver alguns minutos com você. Você me faz bem, tira de mim idéias e planos, me bota um sorriso no rosto e me arranha a pele. Me ilumina com o sorriso, e faz me sentir perder toda lucidez quando olho nos seus olhos.


Não deixe que isso acabe, por mais que já tenhamos prometido isso. Eu não sei o que vai ser lá na frente, mas eu sei o que é agora, e AGORA é insubstituível e essencial

Eduarda Morgado

Meu peito dói com a despedida, estou sentindo arde dentro de mim a dor de não ser a opção certa. Eu posso ser, em algum lugar, o que você ama, mas de longe sou o que você precisa. Seu sorriso é lindo, seu cheiro é o melhor perfume, sua pele é o melhor toque. MEU DEUS, COMO EU VOU VIVER SEM VOCÊ? Eu tenho que viver, sem você. Ou não vou poder chamar de vida, isso que terei sem você? Sem ouvir você dizendo que ama, sem poder dizer que EU TE AMO, minha vida vai se tornar um vazio, algo sem fundamento. Estou me machucando, deixando você ir embora, deixando você ser feliz, deixando de ser egoísta. Deixe-me aqui, sendo algo do seu passado, sendo algo que sofre com sua ausência, algo que nunca será o suficiente pra você. Eu não posso e nem tenho nada pra te ofererer, me perdoe por não ser nada.

Mas lembre-se, por favor, que eu te amo, e que meu peito grita e chora, por isso que faço.

Eduarda Morgado

Eu que tenho o dom da escrita, não tenho o dom da expressão. Não há palavra, não há nenhuma frase, não há nenhum modo de expressar o que estou sentindo, e se tem, eu ainda não encontrei. Como vou colocar no papel uma dor que me calou até mesmo as lágrimas? Sem soluços, sem gemidos, sem lágrimas. Como vou demonstrar isso que está esmagando dentro de mim, me chamando de incapaz, de idiota, de burra? Há como calar isso?


Desde que tudo começou eu tenho tentado ser importante, ser algo notável pra você. Eu quis, todo esse tempo, cuidar de você, ser o que você precisava. Eu tentei ser o primeiro pensamento quando você acordava, tentei ser o motivo da sua falta de sono, tentei ter o motivo do seu sorriso, tentei ser o motivo da sua felicidade. Porque pra mim, você é isso tudo. Em algum momento eu consegui?


Eu sei que não fiz nada errado, mas não vou jogar a culpa toda em você. Eu nunca serei capaz de mudar você, esse seu jeito? Eu estou aqui, olhando cada passo seu, e cada passo seu tem me machucado, tem tirado de mim o sentimento mais bonito que eu tenho, que é o amor por você. Não vou te dizer que perdi as esperanças, porque eu estaria mentindo, mas não vou dizer também que vou esquecer tudo sem que você me mostre que realmente quer que eu seja pra você, o que você é pra mim.


Algumas noites frias vão vir ao meu encontro, algumas tardes solitárias vão me assaltar o momento. Por mais que eu não esteja ao seu lado agora, é onde eu mais queria estar. Eu te amo, ainda.

Eduarda Morgado

Eu quis escrever algo que te fizesse sentir exatamente como eu me sinto. Te fazer crer em tudo aquilo que creio, te mostrar que tudo ficaria bem se a gente fizesse exatamente como o meu coração tem pedido. Peguei lápis e papel e esperei tudo vir, as palavras, o sentimento, toda aquela confiança, todas minhas idéias, mas elas não vieram. Foi quando eu notei que eu não podia mostrar pra você algo que nem eu tenho mais certeza, nem eu mesma sei o que me faz feliz, o que me faz sorrir, o que me faz chorar, o que me faz regredir.


Meu amor, estamos deixando isso passar? Estamos deixando isso morrer? Pensando nisso, que eu percebi que estava errada. Não é que eu não tenha mais certeza, é que simplesmente eu não posso te mostrar algo que você não quer ver, não quer sentir. Não posso realizar esse sonho sozinha, não posso sentir por você o seu amor, não posso amar por duas pessoas.


Eu não ligo pro mundo que está em torno de mim quando estou com você! Eles estão felizes como eu? Estão sorrindo por mim? Estão alegres, estão sentindo a pele arrepiar e o coração bater forte? Não! Eles não podem sentir, então eles não podem dizer o que é o melhor pra mim! EU SEI o que é o melhor pra mim, eu sei onde quero chegar, e eu sei com quem eu quero estar. Sei o que é errado, e errado é enganar, matar, ferir, e eu tenho certeza que não estou fazendo nada além de amar.


Mas você, amor, ainda não enxergou, não é? Não enxergou como meus olhos enxergam, meu amor não te tirou o tampão dos olhos, como o seu fez comigo. Você me mostrou, mesmo sem mostrar, que eu tenho que ser feliz. Porém, no final das contas, você continua cega com a opinião dos outros. Às vezes acho que vou ser mais feliz te deixando, mas quando estou com você, eu já não sei mais. A única coisa que eu tenho certeza é de que te amo.

Eduarda Morgado