Djavan

1 - 25 do total de 39 pensamentos de Djavan

Nem se eu bebesse todo o mar, encheria o que eu tenho de fundo.

Djavan

É esse o vírus que eu sugiro que você contraia
Na procura pela cura da loucura,
Quem tiver cabeça dura vai morrer na praia.

Djavan

Um Amor Puro

O que há dentro do meu coração
Eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem pra me conceder
São tuas até morrer

E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que ainda nem sabe
A força que tem
é teu e de mais ninguém

Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande história

Aqui ou noutro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul

Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser teu e de mais ninguém
Um amor puro

Djavan

" Fiquei mudo ao lhe conhecer,
o que vi foi demais, vazou
por toda a selva do meu ser,
Nada ficou intacto
Na fronteira de um oásis, meu coração em paz
se abalou
És surpresas demais que trazes ..."


Boa Noite

Djavan

Mesmo por toda riqueza dos sheiks árabes, não te esquecerei um dia, nem um dia, espero com a força do pensamento,recriar a luz que me trará você"

Djavan

Ginseng, ópio, coisa de acender. Não tem poder de me ligar. Um beijo seu pode muito mais,faz a cena mudar, acender a cidade para o baile que é você

Djavan

Subi ladeira nas "carreira"
Te amei desfiladeiro abaixo
Encalacrei no lodo, na lama
Na areia movediça da carícia humana

Djavan

“Um dia triste, um bom lugar pra ler
um livro e o pensamento lá em você.”

Djavan

[B]"Por ser exato, o amor ñ cabe em sí.
Por ser encantado, o amor revela-se.
Por ser amor, invade e FIM."

Djavan

Ahhh, mas eu to tão feliz. Dizem que o amor atrai!!!

Djavan

Te desejo como ao ar: Mais que tudo!

Djavan

Longe de tí tudo parou, ninguém sabe o que eu sofri!

Djavan

Teus sinais me confundem da cabeça aos pés, mas por dentro eu te devoro...Teu olhar não me diz exato quem tu és, mesmo assim eu te devoro!!!

Djavan

É um milagre tudo que Deus criou pensando em você. Fez a via láctea, fez os dinossauros. Sem pensar em nada fez a minha vida e te deu. Sem contar os dias quem me faz morrer, sem saber de tí, jogado à solidão. Mas se quer saber se eu quero outra vida??? Não, não...!!

Djavan

Valei-me Deus, é o fim do nosso amor
Perdoa por favor, eu sei que o erro aconteceu
Mas não sei o que fez tudo mudar de vez
Onde foi que eu errei
Eu só sei que amei, que amei, que amei, que amei
Será, talvez, que minha ilusão
Foi dar meu coração com toda força
Pra essa moça me fazer feliz
E o destino não quis
Me ver como raiz de uma flor de lis
E foi assim que eu vi nosso amor na poeira, poeira
Morto na beleza fria de Maria
E o meu jardim da vida ressecou, morreu
Do pé que brotou Maria
Nem margarida nasceu

Djavan

'Quer saber se eu quero outra vida? não não.'

Djavan

Não vá levar tudo tão a sério
Sentindo que dá, deixa correr
Se souber confiar no seu critério
Nada a temer
Não vá levar tudo tão na boa
Brigue para obter o melhor
Se errar por amor, Deus abençoa
Seja você.

Djavan

Longe da felicidade e todas as suas luzes
Te desejo como ao ar
Mais que tudo
És manhã na natureza das flores

Djavan

Por ser exato o amor não cabe em si... Por ser encantado o amor revela-se... Por ser amor, invade e fim

Djavan

Mais fácil aprender japonês em braille do que você decidir se dar ou não!

Djavan

Devorei o meu problema e engoli a solução

Djavan

Tudo é tão raro, quanto é inviável

Djavan

Você disse que não sabe se não, mas também não tem certeza que sim. Quer saber? Quando é assim, deixa vir do coração.

Djavan

Só eu sei
As esquinas por que passei
Só eu sei só eu sei
Sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar
Sabe lá
Sabe lá
E quem será
Nos arredores do amor
Que vai saber reparar
Que o dia nasceu
Só eu sei
Os desertos que atravessei
Só eu sei
Só eu sei
Sabe lá
O que e morrer de sede em frente ao mar
Sabe lá
Sabe lá
E quem será
Na correnteza do amor que vai saber se guiar
A nave em breve ao vento vaga de leve e trás
Toda a paz que um dia o desejo levou
Só eu sei
As esquinas por que passei
Só eu sei
Só eu sei
E quem será
Na correnteza do amor...

Djavan

O amor é um grande laço, um passo pr'uma armadilha
Um lobo correndo em círculos pra alimentar a matilha
Comparo sua chegada com a fuga de uma ilha:
Tanto engorda quanto mata feito desgosto de filha
O amor é como um raio galopando em desafio
Abre fendas cobre vales, revolta as águas dos rios
Quem tentar seguir seu rastro se perderá no caminho
Na pureza de um limão ou na solidão do espinho
O amor e a agonia cerraram fogo no espaço
Brigando horas a fio, o cio vence o cansaço
E o coração de quem ama fica faltando um pedaço
Que nem a lua minguando, que nem o meu nos seus braços

Djavan