Biografia de Clarice Pacheco

Clarice Pacheco

Clarice Pacheco (1989-2002) foi uma jovem escritora brasileira. Nasceu em Porto Alegre, onde sempre morou.

Desde muito pequena adorava ler, os livros foram sua grande paixão. Muito cedo começou a escrever. Também expressava suas idéias através de desenhos.

Escreveu poesias, históris infantis ilustradas por ela mesma, contos e até uma novela juvenil. Apesar da pouca idade, acumulou uma produção literária considerável. Aos treze anos e meio não resistiu a uma cardiopatia grave.

Após sua ausência a família organizou seus escritos em cinco obras póstumas:
Caderno de Poesias;
O Tempo de Cada Um;
Um Dia na Vida;
Um Amor de Cãozinho I - Floquinho;
Um Amor de Cãozinho II - Floquinho e Pluminha.

Fonte: claricepacheco.com

Acervo: 14 frases e pensamentos de Clarice Pacheco.

Frases e Pensamentos de Clarice Pacheco

O verdadeiro amigo

Compreenda.
Releve.
Nunca abandone
o verdadeiro amigo.
Ele pode nem estar
ao seu lado agora.
Mas certamente,
estará sempre contigo.

Clarice Pacheco

Poesia por acaso

Sem inspiração
estou agora.
Tento atiçar a imaginação
mas ela demora.
Não consigo pensar em algo
que faça rimas.
É como querer acertar o alvo
com a flecha apontada para cima.
Não acho um bom assunto
que se organize bem em versos.
Mesmo sabendo que no mundo
há mil assuntos diversos.
Que coisa chata,
não consigo imaginar.
Isso quase me mata,
porque é horrível não poder pensar.

Mas espere um momento,
mesmo não tendo um tema,
se estas frases vou relendo,
vejo que é um poema!

Clarice Pacheco

Caderno de poesias

Caderno de poesias
é um belo lugar.
Tantas coisas lindas
que eu gostaria de falar.
Eu falo em forma de versos
para todos poderem escutar.
Agora você já sabe
por que os poetas passam os dias
escrevendo em seus cadernos de poesias.

Clarice Pacheco

Quando penso no universo: sua complexidade e imensidão, penso nos meus problemas e no quão pequenos eles são.

Clarice Pacheco

Viajar pela leitura

Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!

Clarice Pacheco