Cazuza

Cazuza (1958-1990) foi um cantor e compositor brasileiro, foi vocalista do Barão Vermelho, banda formada em 1981. Em carreira solo gravou grandes sucessos, entre eles, Exagerado, Codinome Beija-Flor, Brasil e Faz Parte do Meu Show [Biografia de Cazuza]
1 - 25 do total de 269 pensamentos de Cazuza

Tudo é tão simples que cabe num cartão postal...

Cazuza

Como é estranha a natureza
morta dos que não tem dor.
Como é estéril a certeza
de quem vive sem amor...

Cazuza

Cantando a gente inventa.
Inventa um romance, uma saudade, uma mentira...
Cantando a gente faz história.
Foi gritando que eu aprendi a cantar: sem nenhum pudor, sem pecado. Canto para espantar os demônios, para juntar os amigos.
Para sentir o mundo, para seduzir a vida.

Cazuza

O amor é o ridículo da vida. A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraiso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não doi.

Cazuza

Sou ariano. E ariano não pede licença, entra, arromba a porta. Nunca tive medo de me mostrar. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você está vivo, e essa vida é para se mostrar. Esse é o meu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.

Cazuza

Para quê mentir, fingir que perdoou...
tentar ficar amigos sem rancor...
A emoção acabou, que coincidência é o amor
a nossa música nunca mais tocou.

Cazuza

Preciso Dizer que te Amo

Quando a gente conversa
Contando casos, besteiras
Tanta coisa em comum
Deixando escapar segredos
E eu não sei que hora dizer
Me dá um medo, que medo

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
E eu preciso dizer que eu te amo
Tanto

E até o tempo passa arrastado
Só pra eu ficar do teu lado
Você me chora dores de outro amor
Se abre e acaba comigo
E nessa novela eu não quero
Ser teu amigo

É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
Eu preciso dizer que eu te amo, tanto

Eu já nem sei se eu tô misturando
Eu perco o sono
Lembrando cada riso teu
Qualquer bandeira
Fechando e abrindo a geladeira
A noite inteira

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
Eu preciso dizer que eu te amo, tanto

(Composição: Dé, Bebel Gilberto, Cazuza)

Cazuza

Você está vivo. Esse é o seu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.

Cazuza

O nosso amor a gente inventa para se distrair e quando acaba, a gente pensa que ele nunca existiu.

Cazuza

Eu quero a sorte de um amor tranquilo
Com sabor de fruta mordida
Nós na batida, no embalo da rede
Matando a sede na saliva
Ser teu pão, ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum trocado para dar garantia

E ser artista no nosso convívio
Pelo inferno e céu de todo dia
Para poesia que a gente não vive
Transformar o tédio em melodia
Ser teu pão, ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum veneno anti-monotonia

E se eu achar a sua fonte escondida
Te alcance em cheio o mel e a ferida
E o corpo inteiro feito um furacão
Boca, nuca, mão, e a tua mente, não
Ser teu pão, ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum remédio que me dê alegria

Cazuza

Às vezes te odeio por quase um segundo
depois te amo mais
teus pelos, teu gosto, teu rosto, tudo
tudo que não me deixa em paz
Quais são as cores e as coisas para te prender
eu tive um sonho ruim e acordei chorando
por isso eu te liguei,
será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?

Cazuza

Cada aeroporto é um nome no papel, um novo rosto atrás do mesmo véu, alguém me espera e adivinha no céu que meu novo nome é um estranho que me quer...

Cazuza

Canibais de nós mesmos, antes a terra nos coma, 100 gramas, sem dramas...

Cazuza

Sou muito egoísta, centrado demais em mim mesmo, para me incomodar com os outros.

Cazuza

Para quê mentir
fingir que perdoo
a emoção acabou
que coincidencia é o amor
a nossa música nunca mais tocou

Para quê usar de tanta educação
para destilar terceiras intenções
desperdiçando o mel
devagarzinho, flor e flor
entre os meus inimigos, beija-flor

Eu protegi o teu nome por amor
em um codinome beija-flor
não responda nunca meu amor
para qualquer um na rua beija flor

Que só eu que podia
dentro da tua orelha fria
dizer segredos de liquidificador

Você sonhava acordada
um jeito de não sentir dor
prendia o choro e aguava o bom do amor
prendia o choro e aguava a bom do amor

Cazuza

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano.

Cazuza

Nós gostamos de rock e somos loucos
Eles fazem besteiras e são normais
Que vivam os loucos de boa cabeça
E pela metamorfose da vida se tornem "malucos beleza!"

Cazuza

Flores são flores
Vivas num jardim
Pessoas são boas
Já nascem assim
Flores são flores
Colhidas sem dó
Por alguém que ama
E não quer ficar só

Cazuza

Me ame ou me odeie, o mais ou menos é que me incomoda.

Cazuza

Para poesia que a gente não vive transformar o tédio em melodia...

Cazuza

Amor, Amor

Madrugada, Azul sem luz, dias de brinquedo
linda assim me veio e eu me entreguei
Inocentemente, como um selvagem,
como um brilho esperto dos olhos de um cão
Amor, amor, diz que pode depois morde pelas costas sem
querer
Amor, amor, assim como um leão caçando o medo
Meu caminho nesse mundo eu sei vai ter,
um brilho incerto e louco
Dos que nunca perdem pouco, nunca levam pouco
Mas se um dia eu me der bem, vai ser sem jogo
Amor, amor, fiel me trai e me azeda, me adoça e faz
viver
Amor, amor eu quero só paixão sobre os segredos
Amor, amor, diz que pode depois morde pelas costas sem
querer
Amor, amor, assim como um leão caçando o medo
Amor, amor eu quero só paixão fogo e segredos

Cazuza