Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade foi um poeta brasileiro (1902 - 1987), também cronista, contista e tradutor. Entre suas obras de maior destaque, Alguma poesia, Sentimento do mundo e A rosa do povo. [Biografia de Carlos Drummond de Andrade]
1 - 25 do total de 439 pensamentos de Carlos Drummond de Andrade

A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer-lhe é fraca.

Carlos Drummond de Andrade

Adão, o primeiro espoliado - e no próprio corpo.

Carlos Drummond de Andrade

As academias coroam com igual zelo o talento e a ausência dele.

Carlos Drummond de Andrade

Cada geração de computadores desmoraliza as antecedentes e seus criadores.

Carlos Drummond de Andrade

Há campeões de tudo, inclusive de perda de campeonatos.

Carlos Drummond de Andrade

Há homens e mulheres que fazem do casamento uma oportunidade de adultério.

Carlos Drummond de Andrade

No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam.

Carlos Drummond de Andrade

O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.

Carlos Drummond de Andrade

O homem vangloria-se de ter imitado o vôo das aves com uma complicação técnica que elas dispensam.

Carlos Drummond de Andrade

Os homens distinguem-se pelo que fazem, as mulheres pelo que levam os homens a fazer.

Carlos Drummond de Andrade

Quem gosta de escrever cartas para os jornais não deve ter namorada.

Carlos Drummond de Andrade

Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo.

Carlos Drummond de Andrade

Escritor: não somente uma certa maneira especial de ver as coisas, senão também uma impossibilidade de as ver de qualquer outra maneira.

Carlos Drummond de Andrade

Perder tempo em aprender coisas que não interessam, priva-nos de descobrir coisas interessantes.

Carlos Drummond de Andrade

Há certo gosto em pensar sozinho. É ato individual, como nascer e morrer.

Carlos Drummond de Andrade

Os homens são como as moedas; devemos tomá-los pelo seu valor, seja qual for o seu cunho.

Carlos Drummond de Andrade

Como as plantas a amizade não deve ser muito nem pouco regada.

Carlos Drummond de Andrade

Necessitamos sempre de ambicionar alguma coisa que, alcançada, não nos torna sem ambição.

Carlos Drummond de Andrade

Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar.

Carlos Drummond de Andrade

Há livros escritos para evitar espaços vazios na estante.

Carlos Drummond de Andrade

As obras-primas devem ter sido geradas por acaso; a produção voluntária não vai além da mediocridade.

Carlos Drummond de Andrade

Há duas épocas na vida, infância e velhice, em que a felicidade está numa caixa de bombons.

Carlos Drummond de Andrade

A educação para o sofrimento evitaria senti-lo com relação a casos que não o merecem.

Carlos Drummond de Andrade

Para a virtude da discrição, ou de modo geral qualquer virtude, aparecer em seu fulgor, é necessário que faltemos à sua prática.

Carlos Drummond de Andrade

A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.

Carlos Drummond de Andrade