Caio Fábio

Encontrados 11 pensamentos de Caio Fábio

O criador, criou as formas para impressionar os olhos e criou os olhos para admirar as formas.

Caio Fábio

DEZ MANDAMENTOS PARA TRANSGREDIR

1. É mal fazer o bem para todo aquele que é mau. Ele o odiará pela maldade de seu bem.

2. É mal pensar o bem acerca de quem só concebe o mal. Ele usará você sem escrúpulos.

3. É mal desejar que o Bem aconteça a quem o inveje por você ser bom. Ele o julgará superior e o invejará com todo ódio.

4. É mal realizar o bem a quem tem complexo de inferioridade em relação a você. Ele crerá que você o está humilhando.

5. É mal não fazer nada de mal a quem só deseja o mal a você. Ele não agüentará a sua não resposta às provocações.

6. É mal ajudar o covarde quando está em desvantagem. Ele pensará que você é cúmplice.

7. É mal fazer o bem aos que tudo vêem como impuro. Sua bondade será interpretada como frouxidão.

8. É mal fazer o bem aos que o adulam. Eles pensarão que sua bondade é pagamento e tentarão ampliar os negócios com sua alma.

9. É mal fazer o bem a quem não ama. Ele nunca acreditará em você.

10. É mal fazer o bem a quem cobiça. Ele desejará seu bem a serviço dos interesses dele.


Bem, já que é assim, dê uma surra de bondade no mundo!

Transgrida esses princípios sempre.

Será para o seu Bem.

Espero que você seja incorrigível.

Seja esse pecador.

Peque esse pecado.

Sofra desse mal.

Você está condenado!

Graças a Deus!

Caio Fábio

A semente da plenitude do Evangelho só nasce no chão úmido do quebrantamento e só cresce sob a luz da verdade!

Caio Fábio

O que vê no homem é o que determina o que o homem vê. Pois, o mundo existe na mente antes de existir na Terra. Assim, todos os dias o mundo muda tantas vezes quantas mudem os olhares.

Caio Fábio

FELICIDADE É...



Felicidade é ter o reino de Deus no coração, pois, se aprendeu a ver e crer com a humildade das crianças.

Felicidade é ser consolado porque o coração não teve medo de chorar todos os choros da fé, da esperança e do amor.

Felicidade é andar pela terra como herdeiro de tudo, apenas porque o coração manso não se sente dono de nada.

Felicidade é ver a Deus simplesmente porque a mente está livre da maldade e sempre pensa com amor.

Felicidade é andar reconhecido como filho de Deus em razão da paz na qual se anda e para a qual se vive.

Felicidade é ser farto da certeza da justiça da qual se tem fome e sede para os outros.

Felicidade é ter o céu no coração em razão de que se olha para Deus e não para as perseguições da injustiça que persegue a justiça.

Felicidade é ser irmão de Jesus e dos profetas nas mesmas causas da vida.

E se alguém for perseguido por ser assim feliz, erga a cabeça e exulte; e mais: viva como um dos profetas; pois, foi dessa felicidade que todos os homens felizes foram e são feitos profetas do que é bom.


Nele, que é nossa inspiração em tudo,


Caio

Caio Fábio

A questão não é ver. A questão é o que fazer ante o que se vê.

O sábio vê o mal e dele se esconde.

O insensato vê o mal e o interpreta como uma oportunidade.

Ambos viram e vêem o mal. Porém, sob a camada do ver, em cada um dos dois — sábio e insensato — existe um olhar que nada tem a ver com o fato da pessoa ser um gênio ou um burro.

Há muitos gênios insensatos e há muitos burros sensatos!

Caio Fábio

FALANDO DE DEUS SEM NEXO: maneira única...



Deus. Este é o tema. Este é o assunto. Deus tema. Deus assunto. Deus criado. Deus pensado. Deus explicado. Deus teologizado. Deus filosofado. Deus objeto. Deus de estudo. Deus de discussão. Deus de letras. Deus de palavras. Deus de idéias. Deus segundo o homem. Deus conforme a nossa imagem. Deus de acordo com os tempos. Deus segundo as Eras. Deus de escritores. Deus de doutores. Deus de divinos mestres em divindade. Deus ensinado. Deus aprendido. Deus exposto em frases. Deus divido em atributos. Deus feito uno pelo fragmentado homo-sistematikus. Deus livre... Deus preso a si mesmo. Deus? Deus! Deus?! Deus fora... Deus nas idéias. Deus na cabeça. Deus na mesa de cirurgia de idéias. Cirurgiões de Deus. Deus cadáver. Deus de ontem. Deus da saudade. Deus da tristeza. Deus da vida oca. Deus da depressão. Deus do pânico. Deus do medo. Deus da culpa. Deus das liberdades... Deus do não. Deus do sim. Deus do quem sabe. Deus do arrependimento. Arrependimento que é mais que Deus. Deus que é mais que arrependimento. Arrependimento que é do homem. Arrependimento que é de Deus. Arrependimento que é de Deus e do homem. Homem livre. Homem escravo. Deus do homem. Livre segundo o homem. Impedido conforme o Pensamento. Deus que não é visto no que de Deus se pode conhecer... Deus que não é visto onde disse Ser. Deus sem Deus. Deus sem Mistério. Deus sem Palavra. Deus manco. Deus ajudado. Deus sem voz. Deus falado. Deus em perigo. Deus salvo por teologia. Deus indegustável. Deus cozido. Deus temperado. Deus servido em bandejas de pensamentos. Deus no tempo. Deus antes. Deus depois. Deus no passado. Deus no presente. Deus no futuro. Deus segundo o homem e o tempo. Tempo no qual Deus tem que caber. Tempo no qual Deus tem que ser explicado. Tempo no qual o Deus segundo o homem existe. Deus comparado. Deus perdido em disputas. Deus ganho em querelas.

Deus assim... Deus me livre!

Todo perdido como nós, que falamos, mas não queremos de fato conhecer; que discursamos, mas não provamos; que buscamos sem a ânsia do achar; que não é crido no que declara de Si mesmo; e que tem que ser objeto de nossa especulação que apenas adia o dia de nossa conversão ao Mistério e à Sua Graça. No Mistério encontramos o Conhecer que é. Em Sua Graça somos.

Mas quem é suficiente para estas coisas?

Se não é suficiente nem mesmo para o que recebe e não discerne, como o será para entender ou explicar Aquele que é Mistério?

Nascer de novo faz a gente entrar e ver o reino de Deus.

Mas quem entrou e viu desistiu de explicar. É Mistério. É Graça. É irreferível!

Assim, Ele diz: “O meu justo viverá pela fé”.

Caio Fábio

Até o que é mais sublime —como o é o amor—, terá que receber, nesta Terra de Dores, a glória da coroa de espinhos.

Caio Fábio

Um santo tem que antes ser um bom pecador. E o caminho para a santidade é vereda do reconhecimento do pecado.

Caio Fábio

DEZ MANDAMENTOS PARA TRANSGREDIR

1. É mal fazer o bem para todo aquele que é mau. Ele o odiará pela maldade de seu bem.

2. É mal pensar o bem acerca de quem só concebe o mal. Ele usará você sem escrúpulos.

3. É mal desejar que o Bem aconteça a quem o inveje por você ser bom. Ele o julgará superior e o invejará com todo ódio.

4. É mal realizar o bem a quem tem complexo de inferioridade em relação a você. Ele crerá que você o está humilhando.

5. É mal não fazer nada de mal a quem só deseja o mal a você. Ele não agüentará a sua não resposta às provocações.

6. É mal ajudar o covarde quando está em desvantagem. Ele pensará que você é cúmplice.

7. É mal fazer o bem aos que tudo vêem como impuro. Sua bondade será interpretada como frouxidão.

8. É mal fazer o bem aos que o adulam. Eles pensarão que sua bondade é pagamento e tentarão ampliar os negócios com sua alma.

9. É mal fazer o bem a quem não ama. Ele nunca acreditará em você.

10. É mal fazer o bem a quem cobiça. Ele desejará seu bem a serviço dos interesses dele.


Bem, já que é assim, dê uma surra de bondade no mundo!

Transgrida esses princípios sempre.

Será para o seu Bem.

Espero que você seja incorrigível.

Seja esse pecador.

Peque esse pecado.

Sofra desse mal.

Você está condenado!

Graças a Deus!
Caio Fábio

Caio Fábio

FALANDO DE DEUS SEM NEXO: maneira única...

Deus. Este é o tema. Este é o assunto. Deus tema. Deus assunto. Deus criado. Deus pensado. Deus explicado. Deus teologizado. Deus filosofado. Deus objeto. Deus de estudo. Deus de discussão. Deus de letras. Deus de palavras. Deus de idéias. Deus segundo o homem. Deus conforme a nossa imagem. Deus de acordo com os tempos. Deus segundo as Eras. Deus de escritores. Deus de doutores. Deus de divinos mestres em divindade. Deus ensinado. Deus aprendido. Deus exposto em frases. Deus divido em atributos. Deus feito uno pelo fragmentado homo-sistematikus. Deus livre... Deus preso a si mesmo. Deus? Deus! Deus?! Deus fora... Deus nas idéias. Deus na cabeça. Deus na mesa de cirurgia de idéias. Cirurgiões de Deus. Deus cadáver. Deus de ontem. Deus da saudade. Deus da tristeza. Deus da vida oca. Deus da depressão. Deus do pânico. Deus do medo. Deus da culpa. Deus das liberdades... Deus do não. Deus do sim. Deus do quem sabe. Deus do arrependimento. Arrependimento que é mais que Deus. Deus que é mais que arrependimento. Arrependimento que é do homem. Arrependimento que é de Deus. Arrependimento que é de Deus e do homem. Homem livre. Homem escravo. Deus do homem. Livre segundo o homem. Impedido conforme o Pensamento. Deus que não é visto no que de Deus se pode conhecer... Deus que não é visto onde disse Ser. Deus sem Deus. Deus sem Mistério. Deus sem Palavra. Deus manco. Deus ajudado. Deus sem voz. Deus falado. Deus em perigo. Deus salvo por teologia. Deus indegustável. Deus cozido. Deus temperado. Deus servido em bandejas de pensamentos. Deus no tempo. Deus antes. Deus depois. Deus no passado. Deus no presente. Deus no futuro. Deus segundo o homem e o tempo. Tempo no qual Deus tem que caber. Tempo no qual Deus tem que ser explicado. Tempo no qual o Deus segundo o homem existe. Deus comparado. Deus perdido em disputas. Deus ganho em querelas.
Deus assim... Deus me livre!
Todo perdido como nós, que falamos, mas não queremos de fato conhecer; que discursamos, mas não provamos; que buscamos sem a ânsia do achar; que não é crido no que declara de Si mesmo; e que tem que ser objeto de nossa especulação que apenas adia o dia de nossa conversão ao Mistério e à Sua Graça. No Mistério encontramos o Conhecer que é. Em Sua Graça somos.
Mas quem é suficiente para estas coisas?
Se não é suficiente nem mesmo para o que recebe e não discerne, como o será para entender ou explicar Aquele que é Mistério?
Nascer de novo faz a gente entrar e ver o reino de Deus.
Mas quem entrou e viu desistiu de explicar. É Mistério. É Graça. É irreferível!
Assim, Ele diz: “O meu justo viverá pela fé”.
Caio Fábio

Caio Fábio