Biografia de Barão de Montesquieu

Barão de Montesquieu

Charles-Louis de Secondat, o barão de Montesquieu, nasceu no Palacete de la Brède, em janeiro de 1689.

Em 1708, formou-se em direito pela Universidade de Bordeaux e seguiu para Paris, a fim de continuar seus estudos. Voltou para La Brède após a morte do pai, para cuidar de sua herança.

Foi em 1716 que herdou o título de Barão de La Brède e de Montesquieu, de um tio. Além disso, também passou a ser presidente da Câmara de Bordeaux, atuando em questões judiciais e administrativas da região.

A fama como escritor veio pouco tempo depois, quando publicou as “Cartas Persas”, em 1721. Passou um tempo dividindo seu tempo entre os salões literários em Paris, os estudos e o cargo na Câmara, além da atividade de escritor. Mas, Montesquieu deixou tudo isso para se dedicar exclusivamente aos livros.

Em 1728 foi eleito para a Academia Francesa. A fim de estudar o sistema político inglês, foi morar na Inglaterra por dois anos. Em seu retorno escreveu “O espírito das leis”, considerado a sua obra-prima. Foi um livro de grande sucesso, assim como primeiro, mas que recebeu também críticas afiadas.

Nesse livro, Montesquieu explicou as leis humanas e as instituições sociais. Definiu três tipos de governos: os republicanos, os monárquicos e os despóticos. Além disso, organizou um sistema de governo contra o absolutismo e idealizou o Estado regido por três poderes separados, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.

Foi essa teoria de separação dos poderes que o fez famoso até hoje. O impacto de suas idéias na política foi imenso e influenciou a organização das nações modernas. As obras de Montesquieu são estudadas até hoje, na ciência política.

A sua próxima obra "Em defesa do Espírito das Leis" foi uma resposta aos críticos e foi escrita em dois anos. Mas a Igreja Católica colocou esse livro na lista do Index, os livros proibidos. Apesar disso, a obra foi lançada em 1748, em dois volumes, para tentar driblar a censura.

Montesquieu faleceu em 1755, aos 66 anos. O autor morreu por causa de uma febre.

Acervo: 80 frases e pensamentos de Barão de Montesquieu.

Frases e Pensamentos de Barão de Montesquieu

Quanto menos os homens pensam, mais eles falam.

Barão de Montesquieu

Se quiséssemos ser apenas felizes, isso não seria difícil. Mas como queremos ficar mais felizes do que os outros, é difícil, porque achamos os outros mais felizes do que realmente são.

Barão de Montesquieu

A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos.

Barão de Montesquieu

Liberdade é o direito de fazer tudo o que a lei permite.

Barão de Montesquieu

As conquistas são fáceis de fazer, porque as fazemos com todas as nossas forças; são difíceis de conservar, porque as defendemos só com uma parte das nossas forças.

Barão de Montesquieu