Antitese

Cerca de 34 frases e pensamentos: Antitese

Tudo é amor.
Até o ódio, o qual julgas ser a antítese do amor, nada mais é senão o próprio amor que adoeceu gravemente.

André Luiz

A antítese de brincar não é o que é sério, mas o que é real.

Sigmund Freud

O medo, como a solidão, é a antítese das horas. Ele se aproxima de nós e nos faz companhia, sem que seja necessário chamá-lo. Ele aparece, sem subterfúgios! Nunca nos abandona. Os materialistas... Para esses sim, o medo é irrisório!

Miguel M. Abrahão

"Guarde suas desculpas e não vá se arrepender
O tempo já passou ninguém vai te devolver"

Banda Antítese

"Valores não fazem parte do cardápio
Nessa multidão só vejo um bando de ratos
Vicissitudes, uniformes iguais"

Banda Antítese

"Vai, segure firme suas ideias, não
Deixe pra trás sua bagagem e perdão
Você vai ter que usar, então
Trace seus planos não caminhe na direção
Dos idiotas, o futuro está nas suas mãos
É só olhar pra ver"

Banda Antítese

"Celebre sua derrota
Você vai ficar na memória
Aqui jaz um indivíduo incapaz de fazer a sua história"

Banda Antítese

"Buscas
Sempre nos levam a algum lugar
Esperanças que nem sempre alcançamos
A felicidade é um pássaro no ar, bem aquele que não estamos
Procurando"

Banda Antítese

Contrastes

A antítese do novo e do obsoleto,
O Amor e a Paz, o ódio e a Carnificina,
O que o homem ama e o que o homem abomina,
Tudo convém para o homem ser completo!

O ângulo obtuso, pois, e o ângulo reto,
Uma feição humana e outra divina
São como a eximenina e a endimenina
Que servem ambas para o mesmo feto!

Eu sei tudo isto mais do que o Eclesiastes!
Por justaposição destes contrastes,
junta-se um hemisfério a outro hemisfério,

As alegrias juntam-se as tristezas,
E o carpinteiro que fabrica as mesas
Faz também os caixões do cemitério!

Augusto dos Anjos

Antítese

Você aparece e logo tudo muda
Transforma-se tudo em um Deus-nos-acuda
Eclipse astral, volúvel, emocional
Lirismo apático e transcendental

Empós sua chegada, adormece a exatidão
Acalentando o duvidoso, que em meus extremos eis que hão
Sentimentos conflitantes, da emoção até a razão
Eis que surdem as esperanças, que agora franzinas, se vão

Levanta-te, truismo letárgico
Defronta toda essa dor
Impere o fado incerto
Deste mal, pretenso amor

Eduardo Pizzetti

O amor é uma antítese...um pleonasmo repetitivo...uma onomatopeia representada por batimentos acelerados...uma inversão como no roque do xadrez...uma ironia a tristeza...um clímax inexplicável misturado com um sentimento nostálgico o tempo todo...uma sinestesia a vida toda... Literalmente falando o amor é uma mistura de figuras de pensamento, de som, de construção...uma figura de linguagem sem nome, resumida em um verbo forte... Sentir ...

Jheff Bueno

A coragem é a antítese do medo, e a conclusão só pode ser uma: a realização dos seus objetivos!

Michel Cutait

Perfeição é a antítese do amor. Se o teu amor é perfeito, alguma coisa está errada. Ou encenada. Desisti da busca pelo amor estudado e encantado, e me insinuei para as oportunidades que esbarram comigo na esquina, de supetão, tão imperfeitas quanto humanas.

Brunno Leal

Renasce a antítese da vida, onde nascemos
como irmãos de um mesmo pai e morremos como
inimigos de nosso próprio sangue.

Dagostine Leniker

A Antítese da Santificação



A satisfação permanente consigo mesmo e a presunção são a própria antítese da santificação, porque onde o Espírito habita haverá sempre um conflito, uma crise, da luta da carne contra o Espírito e do Espírito contra a carne, de maneira que o verdadeiro crente terá fome e sede de justiça, e nunca estará satisfeito com o nível da santificação que tem alcançado, porque o próprio Deus o chama a crescer cada vez mais na graça e no conhecimento espiritual de Jesus.
Então o crente genuíno sempre estará em atitude de vigilância contra o pecado, e se auto examinará constantemente para julgar a si mesmo, se tem andado ou não no Espírito fazendo a vontade de Deus.
Esta é a verdadeira santificação, a saber, a que começa no coração, e que não se aplica somente às nossas ações.
Assim, a doutrina do pecado, nos faz ver a necessidade absoluta de um poder sobrenatural, infinitamente maior que o poder do pecado para que possamos ser libertados. Isto nos faz ver o quanto somos dependentes de Jesus Cristo e de andar efetivamente na Sua presença e debaixo do Seu poder.
A doutrina do pecado esvazia o homem de toda justiça própria, de busca de méritos por boas obras e tudo o mais que não lhe faça enxergar que somente Cristo é a resposta para tudo o que se refere a um viver de modo agradável a Deus.
Benditos os olhos que podem enxergar isto.
Benditos os ouvidos que recebem esta doutrina, porque se a têm recebido é porque foram abertos por Deus. O homem não pode de si mesmo ver esta verdade caso não lhe seja revelada pelo Espírito.
Isto não vem a nós pela força de argumentação de um discurso moralista ou religioso, mas pela revelação do Espírito Santo ao nosso espírito, tornando-nos humildes e mansos diante do Senhor.
Este é o caminho para a verdadeira felicidade porque é somente por ele que podemos ter nossas consciências purificadas e acharmos paz verdadeira com Deus.

Silvio Dutra

Toda conclusão humana é apenas uma tese esperando uma antítese.

Rodrigo Quito

TESE X ANTÍTESE = SÍNTESE

Deus repovoou a Terra após o dilúvio a partir da família de Noé, mas o coração perverso da humanidade a reconduziu ao paganismo, e então o Senhor começou a formar um povo que fosse testemunha da Sua verdade, justiça e amor na Terra, e para isso chamou a Abraão, de Ur dos caldeus, povo este que vivia também em grosseira iniquidade e idolatria como todos os demais.
Por cerca de 15 séculos, a partir de Moisés, Israel foi o guardião da revelação e Lei divina no meio de nações pagãs que não conheciam ao Senhor.
Então, quando Jesus Cristo se manifestou em carne ao mundo, para confirmar a Lei, e trazendo-nos a graça e a verdade do evangelho, para que esse fosse pregado em todo o mundo para a salvação dos pecadores através do verdadeiro conhecimento de Deus e da Sua vontade, o mundo pagão se ressentiu disso e começou a perseguir os cristãos, e por inspiração de Satanás muitos foram martirizados por eles, sendo que a perseguição sob o Império Romano durou cerca de três séculos seguidos.
Mas o Evangelho crescia e prosperava na Terra, e Satanás mudou a sua tática de matar os cristãos pela de trazer o mundo para a Igreja, de modo a destruí-la de dentro para fora.
Temos assim, na verdade, em todo o mundo, como o seu grande conflito, o de aceitação ou não do evangelho por parte da humanidade. A luta entre a verdade e a falsidade. Entre a luz e as trevas. Entre Deus e Satanás. E este combate se reflete em todas as áreas da vida. Por exemplo, na política se manifesta como boa política baseada nos princípios e valores de Deus, ou como má política, baseada nos ardis e enganos de Satanás. Na ciência, sendo verdadeira ciência condizente com a verdade e com os valores morais e éticos de Deus, ou na ciência baseada em teorias falsas como a da Evolução, e na criação de meios que visam à destruição física e moral da humanidade.
Por séculos, os valores cristãos lograram prevalecer no mundo Ocidental, e o paganismo foi reduzido e combatido, mas temos testemunhado nesses presentes dias em que vivemos, a consecução de um grande esforço para hastear novamente todas as bandeiras do paganismo, e isto se explica pelo desejo de se sacudir o jugo dos mandamentos divinos, e frontalmente atacar e ridicularizar o verdadeiro evangelho de Cristo, pois o paganismo nada mais é do que a adoração do homem de si mesmo, de falsos deuses e valores, sob a pretensa intenção de se sentir livre para fazer o que se quiser, especialmente o que diz respeito ao abrir das comportas para a livre expressão de todos os desejos e práticas pecaminosos, inclusive os mais abomináveis.
Foi este espírito pagão que produziu um Voltaire, um Friedrich Engels, um Karl Marx, Leon Tróstski, Georg Wilhem Friedrich Hegel , Charles Darwin, Nietzsche, Rousseau, e muitos outros como eles, todos grandes inimigos de Deus e do evangelho, que têm despertado um grande interesse na humanidade nas últimas décadas, exatamente em razão deste desejo de se voltar ao paganismo secularizado; e diga-se de passagem que isto não é novo, pois foi o que conduziu o mundo às mesmas condições que prevaleciam antes do dilúvio, depois dos dias de Noé.
E valendo-se desta inclinação maligna da humanidade, os promotores da NOM engendraram o seu plano diabólico para conduzir o mundo inteiro ao fascismo do Anticristo, e não admira que sejam também eles os grandes incentivadores de todo o tipo de comportamento e atitude que sejam contrários aos valores bíblicos.
A dialética TESE X ANTÍTESE = SÍNTESE, de Hegel, aplicada pelos promotores da Nova Ordem Mundial, encontra-se em avançado estágio final, onde TESE = Capitalismo, ANTÍTESE = Comunismo dará como resultado a SÍNTESE = Fascismo, planejado pelos reais detentores do poder em todo o mundo, capitaneados pelos mega grupos financeiros de Wall Street, controladores do CRF americano, aliado aos parceiros da União Europeia.
A dialética funciona num mundo governado pelo pecado, mas não num mundo governado pelos valores de Deus; pois depende da cobiça inerente ao coração humano para ser consumada. Buscando ser livre o homem se tornará mais escravo ainda do seu próprio pecado de cobiça. Do seu desejo de ser senhor de si mesmo e de não estar sujeito ao governo de ninguém. Assim como Adão no Éden buscou governar como Deus em vez de ser governado por Ele.
O Capitalismo, especialmente depois da Revolução Industrial, deu ao homem a falsa sensação de poder galgar a posição elevada ou obter a riqueza e bens que desejasse – nisto se traduz o chamado sonho americano.
Por muito tempo, especialmente na Idade Média, o mundo era dividido entre senhores e vassalos, entre reis e súditos, entre clero e laicato. Reis, senhores feudais, prelados religiosos, e camponeses. Com a burguesia, seria criada uma classe intermediária – a classe média - entre o senhor e o camponês, a saber, o burguês - o comerciante, o artesão e profissionais em outras atividades classificadas como liberais, que não se encontravam atreladas a um senhor feudal específico.
E com o acúmulo de riquezas por outros que senão os reis, os senhores feudais e prelados, o Capitalismo começou a tomar força, especialmente com a criação de bancos de investimentos que financiavam as próprias guerras entre as nações.
O dinheiro migrou então das mãos do governantes para as dos banqueiros financistas, e estes se tornaram cada vez mais fortes até o ponto em que chegaram em nossos dias.
Para garantir que esta fortuna inimaginável não seja passada para as mãos de governantes, militares ou do próprio povo, os senhores do dinheiro (Rockefellers, Rotchilds, Morgans e os demais grupos empresariais e financeiros a eles associados), que são os promotores da NOM, forjaram o plano de criar o Comunismo para ser um antagonista ao Capitalismo (na cabeça das massas, porque na verdade é um meio para justificar a existência e fortalecimento do próprio sistema capitalista). Eles viram nos escritos de Karl Marx uma grande oportunidade de levarem o seu plano à ação, financiando a Revolução Bolchevique na Rússia. Que seria o primeiro laboratório desta nova experiência. Com isto, começariam a tentar destruir os fundamentos da religião cristã, chegando ao ponto ousado e abusivo de proibir o culto a Deus nos países comunistas. Vemos então, por detrás de tudo isto, a mão do próprio Satanás, levando adiante aquilo que Paulo chama de Mistério da Iniquidade.
Desde então, o conflito TESE X ANTÍTESE (artificialmente criada) tem prevalecido no mundo.
Investimentos são feitos tanto nas forças capitalistas, quanto no remanescente das forças comunistas quer na Europa, Ásia e ainda disfarçadamente nas Américas do Sul e Central, visando ao grande conflito mundial que será ativado num futuro próximo, e cuja conflagração levará o mundo à Terceira Grande Guerra, e ao caos que favorecerá o estabelecimento final da NOM, com o governo único mundial do Anticristo.
O Islã que é naturalmente um antagonista histórico do mundo Ocidental, é apenas mais um ator utilizado pelos promotores da NOM neste grande teatro de operações para a geração de conflitos e caos na ordem social mundial.
É sabido que o berço do comunismo não foi na Rússia, mas uma criação de Wall Street para ser uma antítese ao capitalismo, com vistas a criar esta disputa ideológica até levar ao esfacelamento de ambos para a criação do futuro governo totalitário fascista sob o Anticristo – o supremo chefe da NOM.
Este é o engano a que se refere o texto de 2 Tessalonicenses 2.9-12:

“9 Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira,
10 e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos.
11 É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira,
12 a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça.”

Observe que é dito que o próprio Deus permite que estas forças enganadoras operem no mundo tendo em vista provar os corações dos homens, pois o que temos na verdade é uma grande luta dos princípios satânicos, contra os valores estabelecidos por Deus.
Satanás oferece paz, liberdade e segurança através destes dois modelos básicos: Capitalismo ou Comunismo – como vemos estar ocorrendo neste momento de eleições no Brasil, que na verdade se trata da escolha de um destes dois modelos - mas poucos sabem que a ideia é dividir o mundo para futuros conflitos que demandarão a criação do esperado modelo fascista idealizado por aqueles que detêm o poder financeiro real mundial em suas mãos, que manipulam tanto as forças políticas, militares e quaisquer outras.
Este engano que se disfarça e avança sob a capa da democracia está em pleno curso, e bem-aventurados são todos aqueles que não têm permitido se deixar enganar, abraçando e se identificando com uma ou outra bandeira política, mas que se mantêm firmes na verdade do evangelho, aguardando a volta de nosso Senhor Jesus Cristo. Nossa confiança deve estar em Deus e não no homem.
Verdadeiros crentes como o profeta Daniel são bem-aventurados e bem sucedidos sob quaisquer governos, fazendo prosperar a causa do Evangelho de Jesus Cristo, quer seja sob um perverso Zedequias em Jerusalém, quer sob um perverso Nabucodonosor em Babilônia. Quem tem ouvidos ouça e entenda.

Silvio Dutra

A graça é o único antagonista contra o pecado, a única antítese do pecado. A Lei nunca foi uma alternativa ao pecado, e nunca foi destinada a ser isso. (...) Assim, nunca se deve colocar a Lei contra o pecado como uma alternativa. Nunca foi seu propósito salvar, e não pode salvar, por causa da nossa fraqueza, porque somos fracos na carne. Nada senão a graça pode ser contraposta ao pecado.

Martyn Lloyd-Jones