Aniversário de 18 anos

Cerca de 1248 frases e pensamentos: Aniversário de 18 anos

Aos 18 saiu de casa, levou consigo esperança de poder caminhar com suas próprias pernas. Caminhou, tombou mas levantou e continuou seguindo.

Raileza

Vi amor no seu olhar ...
18/05/2011
00:29 hs.

Rayanne Aparecida Da Silva Antonio

Quando temos 18 a 20 anos sobre os ombros, o que é um peso ainda muito leve, desprezamos o passado, rimo-nos do presente, entregamo-nos descuidados a essa confiança cega no dia de amanhã, que é o melhor apanágio da mocidade

Manuel Antônio de Almeida

18 - Missionar, verbo mais que Poderoso! Ofertar, verbo mais que perfeito, justo! Ide, verbo com mais obedientes! Pr. Teófilo Karkle.

Pastor e Missionário Teófilo Karkle

Pequeno currículo literário.

Sou, gaúcho, nascido em 18 de setembro de 1963. Formado em letras pela Fundação Universidade de Passo Fundo (UPF), escrevo desde 1986.

A saber:

Nos anos oitenta escrevi algumas crônicas semanais para os jornais Passo Fundo-RS.

Participações em livros:

Antologia Poetas Brasileiros de hoje - 1987. Com o poema “Portas de Ruas”

Antologia Á vida! “Um brinde em versos” como o poema “Vai”.

Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos volume 97, com o poema “Ao mar”.

Antologia Nacional Poesia Encantada V com os poemas “Eu e meus amigos” e “Dieta”.

Antologia do Concurso Nacional Poesia Livre 2013 com o poema “Compensação”.

Antologia “Mil Poemas para Gonçalves Dias” com 05 poemas.
“Meu Deus, Genial, Falar de você, Carta e Mil poemas”. Destaque para “Carta”.

Antologia 1ª Seleta de Versos Brasileiros, edição especial 2013, com o poema “Inquietações”.

Antologia Brasilidades volume sete com o poema “Faça de sua vida”.

Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos 100- Edição histórica, com o poema “Amigos para amar”.

Antologia Versos Repletos na Noite Vazia- edição especial. CBJE, com o poema “Na próxima página”. (premiado com o Certificado de qualidade Literária)

Antologia Primavida, Primaflores, Primamor – Edição Especial 2013 da CBJE com o poema “Poeta”.

Antologia Os Mais Belos Poemas de Amor- Edição Especial 2013 da CBJE com o poema “Singular”.

Antologia Nacional Poesia Encantada VI – Com os poemas Na próxima página e tinta. Premiado como destaque especial.

Antologia Panorama Literário Brasileiro. Melhores poesias de 2013 - CBJE. Com o poema "Vai". Selecionado pelo 1º Colegiado de Escritores Brasileiros, da Litteraria Academiae Lima Barreto, no Rio de Janeiro.

Publico no site literário Recantos das Letras onde tem 250 textos e mais de 30.000 leituras também no meu blog pessoal: www.doisversos.com

Lancei em junho de 2014 meu primeiro livro solo pela Editora Aldeia Sul de Passo Fundo com o título: Cabernet.

28 de junho de 2014

Moacir LuÌs Araldi

Morreu de palavras perdidas.
10 de abril de 2014 às 18:57


Prefiro o doce silêncio de minha mente barulhenta, aos cânticos das bocas cheias e recheadas de ideias das mentes tão vazias...

Prefiro ser educado, refinado e falar manso, mas com palavras são diferentes! Elas tem vida própria e nunca sabem quem irão atingir...

Mas afinal, Morreu mesmo de quê?

_ Morreu sufocado de palavras perdidas em seu corpo...



Começou com o ego, chegou então a vaidade de repente estava tomado pela ilusão. @s palavras não cabiam mais em sua boca... Foi dando pane geral e no final era tamanha confusão que não coube nem mais um palavrão...

PNEUMOULTRAMICROSCOPICOSSILICOVULCANOCONIÓTICO.

ANTICONSTITUCIONALISSIMAMENTE.

Terrorismo Poético

kaducosta

Ressuscita-me
18 de janeiro de 2012 às 22:51
ENCHA-ME DE VERDADE,
DAS VERDADES NÃO DITAS...

DAS VERDADES QUE SOU CAPAZ DE SUPORTAR,
DAS VERDADES QUE CORROEM E DILATA A QUAL SE NEGA.

DAS VERDADES FEITAS DE MENTIRAS INACABADAS,
DO MODELO PADRÃO E OBJETIVO.

DAS REPRESENTAÇÕES,
DOS MOLDES,
DAS PODUÇÕES,
DAS PARTES QUE REFINA,
DOS DESEJOS,
E POR TANTOS OUTROS...

ENCHA-ME DE VERDADE
DAS VERDADES NÃO DITAS...

QUE ME SATISFAÇA,
QUANDO NOS AFASTAMOS.

DAS CENAS, ENFIM.

ENCHA-ME DE VERDADE OU DE ALGUMAS PALAVRAS...

DAS PALAVRAS ESCRITAS E AS NÃO DITAS,
ENFIM, DAS PALAVRAS QUE NÃO SÃO ESTRANHAS...

DAS PALAVRAS MODERNAS E CONTEMPORÂNEAS
DAS PALAVRAS QUE MOLDAM E UTILIZAM FORMAS...

DAS PALAVRAS QUE SUBLIMA, QUE PARA NOVOS CAMINHOS,
DAS PALAVRAS QUE CONTÉM VERDADES QUE SÃO ADMITIDAS...

DAS VERDADES, DAS PALAVRAS QUE CONDUZEM PARA FORA DO LIMITE...
DAS VERDADES E PALAVRAS EDUCADAS QUE NÃO SE PODEM CONFIAR,
ENCHAM-ME DE VERDADES, PALAVRAS CONTRADITÓRIAS E INEFICAZES.

KADU COSTA – ALMA LIVRE

Kadu Costa

A morte dentro de tudo que achei...
18 de janeiro de 2012 às 22:00
Há mantimentos dentro dos alforjes,
Ouça sou um homem realmente paciente...

Um pouco descontente. Não é mesmo?
Então vejo que tenho visto para me dizer que está havendo...

Algum perfume novo?
Ouça eu realmente sou um homem paciente...

Um pouco crente e descentemente terreno,
Mas, sabe, há mantimentos dentro dos alforjes...

Esperando pela traça que eivas do tempo,
O vinho enchendo de poeira.

Ó frio que embala minhas noites e realmente me sinto paciente,
Para me dizer que visto naquele instante...

Nunca pensei que pudesse sobreviver!
Por um instante achei tudo que temia dentro de mim...

Porém sou uma pessoa paciente e clinicamente destinado a estar morto...

Se você não terminar com as explicações deixo de me arriscar e não explico nada,
Enquanto terei que me decidir e jurar que tudo que acredito existe nesse mundo que ainda teria que me decidir...

O ferimento foi superficial e nada que ameaçasse minha vida...
Eu desconheço o apreço de tudo que sei, mas que passa pela cabeça que não tenha importância pelo resto da vida!

Não foi bem uma ordem...
Mas quem me deixou a morte entrar e mexer no meu alforje,
Poderia jurar por tudo que existe nesse mundo que sou um cara paciente...

Agora me diga. Quem deu a ordem para que eu fosse abandonado?

Kadu Costa - Alma Livre

Kadu Costa

Saudações Ao Criador
1 de setembro de 2011 às 18:54

Desplugado - Foi assim que me senti quando me vi sem você./ Me vi um ser virtual, navegando pela rede sem qualquer conexão...
Do meu total desespero, sem melodia, sem tom e sem qualquer harmonia, descobri que sem você da pane/ em cadeia universal...
Só você evita o caos dessa existência do tempo, voltando a me socorrer, me plugando ao seu amor/ refazendo a história de onde tudo começou...
Vou te guardar dentro de mim e de mim guarde o que vivemos/ tudo que no universo represente intensidade absoluta do amor...
E quando nos reencontramos após longa viagem, só quero agradecer ao Senhor...
Obrigado Pai - Por me fazer instrumento de vossa paz! Onde houver ódio que eu leve ao amor...

Kadu Costa

16;4 18/4/2015 30/4/2015

O TEU CORAÇÃO ABSOLVE TUDO...

O QUE ESTA NA TUA MENTE...

PENSE POSITIVO...

PARA SAÚDE DO TEU CORAÇÃO...

PRA MANTER TEU CORAÇÃO SAUDAVEL...

TEU CORAÇÃO AGRADECE A GENTILEZA.....

JOELMA FERA

1/5/2015 11;18

PENSAR NEGATIVO

DESTRÓI O ESPIRÍTO

JOELMA FERA

1/5/2015 18;31

QUEM CONFIA EM DEUS

VAI ALÉM DO INFINITO

VOA ALTO

VOA LONGE

ALÉM DO HORIZONTE

ONDE AS ÁGUIAS NÃO ALCANÇAM

JOELMA FERA

18;33 1/5/ 2015

QUANDO NÃO TEM CONVICÇÃO CERTEZA

DA VITÓRIA NO CORAÇÃO

GERA ELA DENTRO DE VC

COM PENSAMENTOS POSITIVO

JOELMA FERA

1/5/2015 18;35

CONFIA CREIA EM DEUS

MESMO NÃO SABENDO(VENDO)

QUEM TEM MEDO

VIVE PRESO

JOELMA FERA

1/5/2015 18;37

SÓ DEUS PRA CONFORTAR AS

DORES DO NOSSO CORAÇÃO

JOELMA FERA

18.07.14 - Data que poderia ser comemorada com felizes 3 anos e 4 meses virou um pesadelo.
Marco da tristeza, da decepção...
Me encontro anestesiada, perdida. Não sei se choro, se grito, se corro, se fujo, não sei mais nada.
Não doí, dilacera...
E me sinto assim...sei lá...

JulianaMM

Que é a verdade?

João 18:38

Pôncio Pilatos

Naufrago em 18/01

Como navios ancorados no mar da paixão... Nas dores presa aos cacos de um navio submerso, no cheiro de maresia que faz lembrar a dor da solidão. Todo esse cenário apenas para não rasgar a minha alma na dor do desespero de quem fica ,me alieno admirando os navios que chegam e partem...
como aqueles navios ancorados a espera de tripulação , assim como meu coração espera por pulsar , vida, esperança...Como quem fica esperando a volta de um navio, eu espero por sua volta, sem garantias de volta me prendo ao que restou...
Seguro a areia em minhas mãos o tempo passa a medida q cada grão de areia escorrega e cai, são como momentos não vividos! Como se o tempo me roubasse você a cada instante de sua ausência. Difícil resumir minha existência no singular das horas que já foram plural...Admitir que eu fiquei aqui com tudo que construir , apenas mais um castelo na areia? Mais uma miragem no deserto?
Eu sei que eu fiquei com parte vazia, escura , cinza , volto a ser incompleta. Me encolho faz frio sem meu sol será que está tempestade vai ter fim? Como explicar o que não tem explicação, me expressar como também...
Primeira vez navegando num território novo do meu emocional, Julguei amor , sentir amor... Mas foi além destas meras palavras... Com meu olhos marejados de saudades , volto ao inicio , mesmo desejando outro fim...

felicity Secret

23:37 18/01/2014
QUEM CONFIA EM DEUS SAI NA FRENTE ...
SE TORNA INDEPENDENTE..

CONFIAR EM DEUS NÃO TEM SENTIDO,
VOCE NEM SENTE MESMO...

JOELMA FERA