Anarquista

Cerca de 26 frases e pensamentos: Anarquista

Viva e deixe viver é a pedra fundamental da minha vida. Eu sou essencialmente um anarquista – não dá pra se confiar em pessoas, sabia? Se você desse para todos do mundo a mesma quantidade de dinheiro amanhã, em duas semanas alguém em algum lugar estaria com a maioria desse dinheiro.

Lemmy Kilmister

INDOMÁVEL

Não...
Eu não sei domar
esta minha rebeldia,
este meu lado anarquista,
este mar que corre em mim...

Exagero no perfume,
na falta de modos,
na sinceridade
sem fim...

Sou sujeita às marés,
indisciplinada,
louca,
desenfreada...

Sou movida
às tentações
da madrugada!

Por uma coisa tola
eu me entrego toda
e amanheço
procurando
explicação

com cara
de quem
não tem a mínima idéia
aonde
perdeu
a razão!

Mell Glitter

Anarquista é, por definição, aquele que não quer ser oprimido, nem deseja ser opressor; é aquele que deseja o máximo bem-estar, a máxima liberdade, o máximo desenvolvimento possível para todos os seres humanos.

Errico Malatesta

BAHIA UM ESTADO XENOFOBICO QUE VIVE DE TURISMO
AI SE PARA E SE PERGUNTA
AONDE TA O SENTIDO DA VIDA,VAMOS TODOS MORRER
O SENTIDO DA VIDA E ALIMENTAR OS VERMMES

Bruninho Anarquista Bielzinho Facista

"Não sou nenhum comunista, socialista ou anarquista, apenas sou um capitalista que conseguiu enxergar o sistema em que vive, ou melhor, em que vivemos".

Maxwell Vitor

As vezes queria que a sociedade fosse anarquista ai eu saberia quem é quem, saberia me portar do jeito que eu quero ser, e não do jeito que ela me molda, ai sim não existiriam limites, o vomito dos humanos seria a hipocrisia, queria pagar pra ver até onde vai essa verdade absoluta, onde os deuses seres que não possuem escolha so o dever julgariam na mais sincera justiça quem é bom e quem é mal.

Átila Belens

Gosto de imaginar uma sociedade anarquista, ou seja, desprovida de qualquer forma de governo compulsório, e, consequentemente, alheia a qualquer forma de coerção social, cuja ordem se manteria a partir do desenvolvimento da educação, que seria o alicerce da coexistência harmoniosa, onde questões e divergências individuais e coletivas se resolveriam com base no diálogo pacífico e racional.

Saulo R. Lemos

Ser anarquista por admiração ou simpatia é uma coisa ser por descendência é outra.

Zoccarato Genealogista 2014

Extremista de Esquerda, Anarquista e Anarcopacifista, Agnóstico Ateísta por estudos e Agnóstico Teísta por necessidade de sentir, Feminista de nascença por ser criado por mulheres, Rasta por seguir princípios no qual sempre foi parecido ser meus princípios próprios e também por admirar a filosofia, ovolactovegetariano pela a causa animal, pela a saúde e pela a sustentabilidade do planeta, admirador de grandes homens que habitaram essa terra e do cosmos, mas a pergunta é, será que dar pra definir em um nome só uma pessoa assim?

Anderson Meditation

..já era tarde, não mais havia sol,..só o sereno da madruga e um amontoado de seresteiros anarquistas .E no meio do zuco,zuco ..a vaca prateada tornou-se em um prato de vaca atolada..cuidado com o mourão...ele está dançando no meio da estrada sinuosa..2 pra lá 2 pra cá..pissssssssss...faz silencio ai..!!!..vão acordar o anão que tem as estrelas como coberta..pisa fundo, sente a lata e a cidade se aproxima...vejo luzes dentro d'agua...uma fonte de complexas energias que outrora era um jardim...e o barulho continua e o tronco do carvalho não resiste a street dance no bar do peixe de dentes finos...sua balburdia vai até o dia raiar...e cair a coberta...

Danilo Leal

.

Isso nos prova que a perplexidade não envelhece: Anarquista, romântico, coração mole... Sua cabeça sempre esteve onde seu coração a levou. E isso é tudo que se pode desejar. Eu também sou um pouco assim: prefiro ser inadequado, inadaptado que me enquadrar ao jugo de regras que não acredito. Outsiders?!
E mais te digo: Se nos incomodam algumas gotas de insatisfação com essa nossa vida sem louros, imagine os rios de culpa dos que infringem sua própria consciência por alguns tostões a mais, ou dos bilhões de alienados que acham a felicidade na tarde de domingo vendo a TV.
Nessa senzala de vida nossa consciência é o que nos resta. Nossos braços: os vendemos barato para manter um sustento pífio. Entretanto temos de seguir.
Não será em vão termos vivido como vivemos. Nossa vida é o prelúdio doutros tempos. Tempos germinados no nosso imaginário.
E termos conhecido verdadeiramente a amizade, a ética, a realidade por detrás das linhas que manipulam tudo... Apenas isso já é de um prazer incomensurável.

____________________________________

Raniere Gonçalves

É impossível deixar de ser anarquista com "pão e circo" deste sistema subornável.

Wal Águia Esteves

Descarado e rebelde
se perde no ar numa dança vertiginosa
Anarquista
ocupa o espaço sem pedir licença
Chora e me faz chorar
me enche, me queima, me faz mal
Agora vivo, agora fogo
doce e salgado na minha boca
Se você fosse Ela
compraria a felicidade
em pedaços de dois Reais.

Carlo Marvulli

Ouvir musica alta no onibus é o ato mais anarquista que eu ja vi.
Liberdade de expressao?
Estou exprimindo a falta de respeito

Milena Leão

Na minha mocidade fui anarquista, depois me deixei levar pelo sistema quando criei juizo voltei a ser anarquista. Porque ser anarquista é isso, não compactuar com o sistema.

Filipe de Sousa

A capoeira não tem dono

A capoeira é uma arte de essência anarquista: é a ânsia de liberdade, é a ordem nascida do caos, é a pureza dos gestos, o grito do guerreiro, é fora de padrões. O capoeirista não é padronizado; nem governado, nem defensor de regras opressoras da criatividade individual.

A capoeira genuína, sem sombra de duvida, é aquela praticada com corpo e alma, sem o desejo bestial de humilhar e vencer o mundo todo, mas de vencer a si mesmo e os obstáculos que a vida impõe.

O capoeirista, esse anarquista de coração e alma, não é como um lutador de boxe ou caratê; pois não segue padrões dados. O capoeirista joga capoeira e seu interesse primeiro é a capoeira, antes de mais nada. Quem ama grupo de capoeira não tem espaço para amar a capoeira, pois já hierarquizou o grupo por cima da capoeira; a capoeira está alem de grupos e mestres. Quando o nome do grupo vier antes da capoeira, então o abadá já pode ser pendurado, pois o capoeirista já moreu.

Muitos dizem, e isso é bem comum ouvir, que é somente o seu grupo que possui a verdadeira capoeira; mas se quer notam que a capoeira é livre e não tem dono. Dizer que a capoeira verdadeira pertence a um grupo é uma tentativa insana de monopolizar a capoeira, e quem é capoeirista de verdade sabe que a capoeira não é produto para possuir dono.

Nos dias de hoje - e isso é bem irônico - a capoeira tem virado produto, ou seja, justamente aquilo que ela jamais deveria ser, pois sua essência é anarquista, e como tal é livre e invendável. Veja o que vem acontecendo: Os grupos tornaram-se empresas, a capoeira em produto, o capoeirista em cliente, os mestres em empresários. Os grupo, assim como as empresas, viraram concorrente e fazem um marketing danado para desvalorizar o concorrente e elevar a “sua” capoeira ao nível de melhor e mais verdadeira.

Em nossos dias são os pequenos grupos os que mantêm a essência da capoeira, pois os grandes grupos destruíram já destruíram e a transformaram em meros objetos a ser vendidos. Claro, isso sem generalizar, pois é possível encontrar grandes grupos que não se venderam a capoeira mercantil; mas são bem raros. Os grupos que fazem sua capoeira um ato de liberdade, são aqueles que não se orgulham de serem de um grupo, mas de serem capoeirista. E no final, ser capoeirista tem muita vantagem, pois você pode jogar em qualquer roda de qualquer grupo; pois o capoeirista que tem em sua essência a liberdade e humildade anárquica, não por acaso, não vê os outros como rivais a serem a eliminados, mas como irmãos de uma mesma arte.

E que seja dito mais uma vez: Antes de grupos deve vir à capoeira, a capoeira quer homens vivos e de espíritos dinâmicos e não clientes mesquinhos moldados pelo sistema escravocrata do século XXI.

Jeferson do Nascimento Machado

“Vai para Cuba, comunista! Vai morar na floresta, longe do sistema, anarquista!”

Eu iria pra Cuba, iria para a China e onde mais pudesse ir; afinal de contas, quem não quer viajar por todo esse mundo? Para mim o mundo é minha pátria, quero percorrê-lo todo. O problema das pessoas que nos mandam para Cuba, é que nunca falam em pagar a nossa viajem. Mas se falta condição para ir para Cuba, por outro lado, sobra para ir para a floresta; é sempre fácil de encontrar uma. As vezes vou e fico lá meditando; e eu não acho estranho que a direita ache a floresta uma coisa tão ruim, pois a floresta para eles não é lucrativa e impede as fazendas de gado.

Não há nada mais ridículo do que essas falácias usadas por conservadores. Falácias gritadas por ai - grande parte das vezes por ingenuidade - por falta de espírito próprio, ou melhor, por falta de capacidade de pensar por si só. É fácil repetir o que dizem, porém devemos nos tornar mais que simples fantoches; devemos olhar para o mundo com as melhores lupas, e sermos cuidadosos com os discursos que nos oferecem. Todo o discurso deve ser analisado, todas as palavras devem ser medidas e pesadas na balança do espírito critico.

A típica frase vai para Cuba, demonstra uma herança da Guerra Fria, uma herança da delimitação geográfica por ideologia. Verem o mundo com divisas ideológicas, quer dizer, negam o direito de pertencer a sua própria terra, negam o direito de viver aonde se vive, por acreditarem que existe uma demarcação natural de território ideológico. Além dessa questão há outras, como, por exemplo; o lançamento infundado de uma imagem de um país que, isso grande maioria das vezes, desconhecem. Verem Cuba como um inferno, um purgatório político onde purificará e transformará qualquer comunista/anarquista, em um “anjo” da direita. E nesse mesmo raciocínio, quase sempre, percebe-se uma xenofobia, um olhar atravessado para os cubanos como sendo símbolos de um grande trunfo do mau; isso pode ser visto, e muito, nas redes sociais quando se tratas da presença de médicos cubanos em território brasileiro. E na visão limitada dos seres que não pensam, cubano não é somente quem nasceu em Cuba; mas todo aquele que defenda coisas relacionadas ao direitos humanos.

E outras falácias surgem, por exemplo, que comunistas e anarquistas devem ser privados do uso da tecnologia, pois isso seria produto de mentes capitalistas, etc. Porém eles não aplicam a lógica falaciosa para consigo mesmos, pois de fato eles também possuem coisas que pertencem a luta de anarquistas e comunistas; exemplo a grande parte de direitos conquistados, sobre tudo os trabalhistas. Mas, nós não usaremos dessa falácia, pois acreditamos que direitos são para todos, mesmo que estes não tenham a hombridade de reconhecer.

No caso dos anarquistas, a falácia mais comum é aquela que afirma ser contraditório um anarquista dentro de um sistema, e disso decorrem as falas: Vai morar na floresta! Primeiro erro dessa fala consiste em achar que onde há doença não deve haver remédio. O sistema é um câncer, nós anarquistas somos um antídoto para esse mal. Sem pessoas que lutem e freiem as engrenagens de um sistema perverso, não há salvação. Somos o remédio para o social, somos um veneno para o sistema; não há motivos para sairmos da sociedade e fugirmos para a floresta, muito pelo contrário, temos todos os motivos para permanecer na luta. Não somos covardes para fugir, não somos nenhum ermitão para se isolarmos; anarquismo é diferente de ser um eremita, um se isola do mundo e o outro permanece no mundo. Também somos partes da sociedade, então ficamos; mas não somos partes do sistema, na verdade, somos o parafuso no meio das engrenagens do sistema.

E sigamos em frente...

Jeferson do Nascimento Machado