Amor de Mãe para Filho

Cerca de 107 frases e pensamentos: Amor de Mãe para Filho

DESAMPARO!

As vezes me pego pensando, como pode um amor de mãe ser tão torto?

Sempre senti que a maternidade era algo divino, lindo, momento mais maravilhoso de uma mulher. Mas que mulher? Há tantas!

Aquela que nunca foi amada.
Aquela que nunca teve um toque afetivo.
Aquela que foi obrigada a crescer antes da hora.
Aquela que se eternizou dentro das suas dores sem jamais fraquejar aparentemente.

Gerou também filhos, que um dia estava ligado apenas por um cordão umbilical. Juntas respiravam juntas se alimentavam juntas sorriam juntas choravam.

Um amor por aquele feto invadiu, e ela sentiu pela primeira vez motivar e brotar um amor que parecia infinito, achou que amou, achou que eternizou, mas lá se foi uma utopia.

O cordão se rompeu, e houve o nascimento, aquele bebê desejado de repente invadiu um espaço imenso, espaço que não mais existia, pois o marido se afastou, a outra filha lhe exigia atenção, aquele bebê de repente era um fardo. A necessidade financeira abalou mais ainda.

Aquele bebê era a cara do pai. Pai que a mãe queria apenas pra ela, mas que roubou a cena. Deixando-a um pouco de lado e se apegando mais a outra filha. O bebê crescia e tamanha a semelhança com o pai invadia todos os comentários, e principalmente o afeto do pai.

O pai a traiu, e ela herdou aquela criança a cara do pai. A criança perdeu o amor do pai, seu então único porto seguro. Onde se perdeu aquele Amor? Aquele que ela achava que existia e que hoje procura de volta e não consegue encontrar?

O bebê cresceu, tornou-se mais independente que a irmã, se tornou uma mulher forte, que como ela, espelhada nela, era uma mulher de coragem. Com menos dogmas e mais livre. Como pode? Aquele ser que um dia esteve dentro de mim, mais livre que eu? Mais experiente que eu? O amor se esvaiu, acabou, findou...

Hoje só restam lembranças em fotos amareladas, e a certeza que se ainda existe uma fração daquele amor, deve ser mantido a distância pra preservação e durabilidade.
Aquele bebê que cresceu, virou uma mulher de coragem, também acha que pode amar, mas não quer cometer o mesmo erro, e no dia de hoje decidiu veemente não procriar, não colocar outro ser no mundo, que um dia o cordão umbilical será também cortado e que também não saberá o que é o amor, amparo, defesa, segurança...

Ela resolveu viver seus dias como der e vier um de cada vez, demonstrando o amor que sente, não pelo sangue, mas por pessoas merecedoras desse amor, cansou de tudo e hoje renova um pacto consigo mesma de apenas ser FELIZ!

Juliana Fernandes - 04/02/2014.

Juliana Fernandes

Amor de Mãe! Este sim é um amor encantado, uma paixão que atravessa anos e anos!

Daniel Bueno

Depois do amor de mãe, o segundo mais sincero e puro que já recebi, certamente foi o de um cachorro.

André Suhanov

amor de pai
e paterno
amor de mae
e materno
o amor que sinto
por vc sera
eterno...

jainy oliveira

O amor de mãe vai além da gestação, vem da prática diária de um afeto que não cabe dentro daquela que ama.

Ivenio Hermes

Sempre acreditei no Amor, amor de mãe, amor de pai e amor de irmãos..Esses amores nunca vão se transformar em ex-amor, porque não existe ex-mãe, ex-pai nem ex-irmão.. aconteça o que acontecer eles sempre estarão ao nosso lado.

Paulo Batista dos Santos

Muito interessante o amor ..De mãe ..Familia ..Amigos mas o mas o meio forte é o amor de costume ....aquele que dois amigos vivem muito tempo ...Mas o amor forte mesmo ..intranhávél ....gostoso...Sincero...é o que que não importa a distância ...mas funde no coração...sentindo a presença da ... alegria dor ou tristeza ....

www.pequeninapoesias.com.br

MSN sincero-_@hotmail.com

http://www.pequeninapoesias.com.br/livrosvirtuais/livrosvirtuais.htm

www.poemassinceros.com

Sincero o Único

Amor, palavra tão pequena, mas de imensa dimensão, amor de pai, amor de mãe, amor de irmão, amor que vem do teu coração.

Adriano Fabri

SEMPRE AMOR

Amor de mãe é o amor que fica. O amor que permanece mesmo quando os outros amores vão embora. Sobrevive a qualquer adversidade. Não há distância capaz de modificar sua intensidade. É único e insubstituível. É dar sem esperar receber. É ser capaz de dedicar um amor sem interesse por simplesmente sentir-se feliz com a felicidade de alguém. É conseguir abdicar de anseios próprios em favor do desejo alheio. É o amor que envolve carinho sincero, dedicação, paciência, tolerância, preocupação, sacrifício e renúncia. É o sentimento que levamos por toda a nossa vida.

Mães são capazes de devotar o mais profundo dos amores, tão intenso, tão puro e tão sincero. As responsáveis por nos proporcionar, pela primeira vez, a sensação indescritível de nos sentirmos amados. Ajudaram a darmos os primeiros passos. Comemoram nossas conquistas e sofrem com nossas derrotas. Secaram nossas lágrimas e curaram nossas feridas.

Estão presentes, mesmo quando ausentes. Por toda a nossa vida nos protegeram, guiaram e consolaram enquanto a vida insistia em tentar nos derrubar. Através de seus carinhos, conselhos e castigos contribuíram para nossa segurança emocional, nosso bem-estar e nosso desenvolvimento espiritual, ético e intelectual.

Mães são aquelas pessoas que nos atordoavam em todos os invernos – e continuam atordoando – com a frase manjada que adoram falar: – Não se esqueça de levar o casaco. Que nos importunavam com seus interrogatórios intermináveis sobre aonde iríamos, com quem andávamos e a que horas voltaríamos. Que lançavam um turbilhão de chamadas em nossos celulares quando desaparecíamos sem avisar.

São as pessoas que sofreram com a ansiedade e a angustia em diversas madrugadas nos esperando até que voltássemos para casa após uma festa. Que tiveram a coragem de nos dizer não em alguns momentos, por mais cruel e doloroso que fosse para elas. Por vezes, as odiávamos por isso, mas a vida, mais uma vez, mostrou que estavam certas. E fizeram tudo isso com a única finalidade de zelar pela nossa felicidade.

Dedicar apenas um dia para homenageá-las me parece insuficiente. O nosso amor, admiração e agradecimento merecem ser demonstrados todos os dias. Afinal, elas que nos ensinaram a valorizar cada momento na vida.

Por todas essas razões e tantas outras que transcendem meras palavras, dedico essa homenagem a todas as mães. Que estejam por perto ou distantes. Em especial àquela que me deu a vida. Mãe, quem dera um dia ter todas as palavras necessárias para traduzir o quão imenso é o amor que sinto por ti. Mas até que isso seja possível terei que sintetizá-lo no simples, porém muitíssimo verdadeiro: eu te amo!

Rodrigo Ludwig

Mamãe... é amor.



Ser mãe é ser graciosa, é ser carinhosa, é ser atenciosa.
Ser mãe é educar, é fazer prosperar, fazer crescer.
Ser mãe é ser lutadora, defende sua cria do lobo.

Ser mãe é ser cuidadosa e entender os seus conselhos.
Ser mãe é ter paixão, paixão pela sua cria. Defensora até o fim.

Ser mãe é ser mulher.
Ser mãe é saber educar.
Ser mãe é saber ter paciência.
Ser mãe é estar sempre de braços abertos. Ser mãe é ação ser luz.

Dijalma Augusto Moura

Quem seríamos nós sem o amor ? Amor de mãe/pai , de avó/ avô, de tia/tio , de amiga/amigo , de namorado/namorada, noivo/noiva, marido/esposa , e etc ... E principalmente o amor de Deus ! O que seríamos sem o de Deus ? Sem ele não somos nada, sem o amor então ... E o que seríamos sem o amor próprio ? O amor é uma das coisas mais importantes e mais essenciais do mundo. Mas infelizmente falta muito amor no mundo , não tem amor o suficiente , mas nada que os habitantes possam melhorar , é só todos quererem que o mundo vai longe ...

Ellen Paradela

Amor de mãe, é um amor que transcende,
É um amor imensurável, imponente, ardoroso
É um amor simples, porém, diferente
Algo que a razão não consegue explicar
e que também não é digno de todas as mães
Mas é a premissa de um amor turbulento,
pois, nós que temos esse amor de mãe a que me refiro,
é capaz de tudo pra defender os nossos filhos.

Luciana Guesso

O único amor que existe de verdade é Amor de Mãe, este permanece mesmo após a morte.

zanno battezzatore

Amor de mãe é o amor que fica. O amor que permanece mesmo quando os outros amores vão embora.

Rodrigo Ludwig

Felicidade é ter alguém pra cuidar e amar pra vida toda, mesmo depois de criados, amor de mãe é assim, querer cuidar, proteger e amar até o último dia de vida.
Nada tira esse dom de amar incondicionalmente.

Cláudia Costa