Amiga que Mora longe

Cerca de 1952 frases e pensamentos: Amiga que Mora longe

Porque a beleza, mora na alma. Ela espalha amor por ai. Através das atitudes, palavras, gestos, sorrisos, alegrias. A beleza é uma menina, faceira e teimosa. Ela insiste em fazer a vida florida.

Elza Nack

Tem muita gente se preocupando com o que está longe,
não sabendo ela que O PERIGO MORA BEM AO LADO!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

#FICA A DICA ;D

Barbara Cleide

Todo dia é de festa, quando a felicidade mora no coração.

RejaneSempre

Políticos são tão avarentos que a sombra mora nas mãos...

Claudia Almeida

São Paulo, que mora em mim.

A primeira impressão do menino de interior chegando a uma floresta
de edifícios. Senti-me soterrado, assombrado pelo colosso que é essa
cidade altiva. Fiquei atônito com a quantidade e diversidade de
restaurantes, bares, hotéis, padarias, cafés, cinemas, lojas,
vitrines. Mas foi um momento mágico, e o esmagamento transmutou-se em
encantamento. Hoje não tenho medo, não tenho assombro. Tenho loucura,
a mesma loucura de Mário de Andrade: sou um desvairado pela
Paulicéia".

"Tenho vontade de ver essa cidade mais bonita, mais limpa,
valorizando mais - e principalmente - a região central. Quiçá
transformando pichadores em artistas, valorizando a força poética
desse povo. São Paulo mora dentro de mim. É parte de meu sistema
nervoso central, formado por um conjunto de um milhão de motivos
amorosos".

"São Paulo me ilumina, por dentro, com suas cores. A variedade
cromática dos seus parques, Ibirapuera, Carmo, Juventude, Aclimação,
Trianon, Campestre. A variedade dimensional das suas arquiteturas de
granito, pedra sabão, mármore, ferro, concreto, aço, tijolos,
azulejos e vitrais, em prédios, bangalôs, varandas, sacadas, igrejas,
capelas, caixotes e tendas. A variedade sagrada de suas flores,
floreiras, vasos, bancas, vitrines, esquinas. A variedade tremulante
das suas aves, das suas bandeiras, seus lençóis e bandeirolas. A
variedade gastronômica dos seus orientais, regionais, mediterrâneos,
contemporâneos. São Paulo se derrama em mim, pelas minhas veias. Cada
gota uma nacionalidade, trezentos pedaços de glórias e de histórias.
Sua geografia arterial reproduz o caminho de minhas safenas, cavas,
subclávias e aortas, em avenidas corpóreas como a 23 de maio,
Paulista, Consolação, Ipiranga e Liberdade.".

"São Paulo do charmoso bairro em que vivo Higienópolis. Das Praças
Vila Boim e Buenos Aires, de amigos fascinantes, das múltiplas
tribos. São Paulo é o coroamento de raças, etnias e credos. É a
epopéia da heterogeneidade, se move, se alteia, se levanta, não pára,
dentro de mim.
Eu moro em São Paulo. Mas, antes disso, São Paulo mora
em mim".

Gabriel Chalita

Toda inspiração de que o homem precisa mora dentro dele, ou então, nas janelas de sua casa.

Francis Cirino

Já que 'sapo mora na lagoa e perereca na folhagem', o ideal é não comer qualquer perereca nem engolir sapo dos outros!

Horlando Halergia

Pessoas que amamos mora uns 10000 km daqui mais as pessoas que você odeia , é teu vizinho!

MelyssaWeity

"Uns dizem que a felicidade mora ao lado, porém mesmo assim fogem dela. outros dizem que a felicidade não existe , mas sempre estão em sua busca."

Erika Rodrigues

Quero saber o que significa meu abraço. Se isto não mora só em mim, se em você doe assim.

Roger Stankewski

Ainda que estejam em extremos geográficos diferentes no Brasil, por que fala TU quem mora no Norte e quem mora no Sul?

Gil Nunes

Por que fala TU quem mora no Norte e quem mora no Sul?

Gil Nunes

Alegre é o viver sem pressa.
O riso sincero.
O brincar sem início nem fim.
A felicidade mora dos detalhes.
Quanto menores, maior.

Wanderly Frota

Eu aprendi a amar ainda muito jovem, os anos se passam, o amor ainda mora em mim e a dor... ah a dor enfim permanece, de um amor que é amado por dois pouco durou, do acaso murchou e cicatrizes deixou. Amor que hoje é só meu, quem sofre sou eu, por covardia verteu.

Érwelley C. de Andrade ALBDF

O maior e mais feroz inimigo do homem é aquele que mora no interior do próprio homem.

José Moreira

Não é onde você mora, não é no que você anda, não é o que você tem! Só seu caráter diz quem você é...

Jefferson Peixoto

" Dentro de mim mora uma estranha, ela vem me visitar de vez em quando, ainda bem que não fica de vez."

Rosane Brito

É na sua voz que mora o que meus ouvidos procuram quando eu tô pronta pra dormir. Eu me deito, me ajeito, respiro tentando me concentrar e fecho os olhos na ansia de buscar o sono. Aquele, tranquilo, como quando você tá aqui. Não acho. Mas consigo lembrar que você tem o paladar que combina com as coisas que eu faço pra gente comer. E tem o toque que minha pele necessita pra relaxar. Você faz os melhores comentários, e a gente rima um no outro como se tivéssemos ensaiado antes, mas não, apenas nos encaixamos como peças de um quebra-cabeça. Seria mais um tipo de jogo onde você prova o sal do meu purê ou o açúcar do meu suco de manga. Ninguém perde, os dois ganham. Mais que experiência. É mais uma troca de alegria e algumas manhas que só a gente entende. E eu tô aqui, sentindo uma saudade enorme dessas coisas todas e me perguntando por que é sempre a mesma falta, das mesmas coisas, do mesmo jeito. Tô aqui, numa espécie de pós-você, a garota que era outra antes de te conhecer. Ainda quero ouvir a sua voz, e sentir o toque das suas mãos nos meus ombros num momento qualquer em que você simplesmente olha pra mim e sorri. Quero sim, mais que antes, quando ainda podia te ver antes de dormir e sentar ao seu lado como se fose sempre a primeira vez. Mais que ontem, quando você entrou naquele taxi apressado e pedindo desculpas como se minha dor originasse da falta da despedida. Mais que nunca. Sinto sua ausência e ela me faz ter raiva dos aviões que te levam de volta. Sinto o vazio que você deixou em cada parte desse quarto como se a lágrima que derramo agora fosse limpar as digitais que você deixou em tudo que tocou. Sinto sua falta, e a distância faz desse sentimento o mais presente de todos que tenho aqui.

Karla Moreno

A razão nos deixa sensível demais à dor dos nossos semelhantes, é na virtude do homem que mora a sua grande dor, o herói virtuoso é também o covarde que despreza seu instinto à felicidade... Ele é sempre engodado a lutar pelos mais fracos. Apenas o verme luta a sua própria luta.

Evan do carmo